Secretária Andrea Castro visita idosos do Abrigo São Francisco de Assis // Foto de Lucas Matos

Leia em: 2 minutos

Em razão do Dia Mundial de Combate à Violência contra o Idoso, celebrado hoje, dia 15, a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza da Prefeitura de Itabuna alerta para vulnerabilidade desse público, já que os dados de violência são preocupantes no Brasil.

De acordo com números do Disque 100, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, só no primeiro semestre deste ano, foram registradas mais de 33,6 mil denúncias de violação de direitos dos idosos.

Preocupada com isso, a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza tem feito ações de enfrentamento da violência junto com os órgãos da rede de proteção e tem atuado na defesa do idoso na cidade.

Para a secretária Andrea Castro, são necessárias medidas para prevenir e identificar situações de violência, negligência e abuso contra os idosos. “Precisamos despertar a sociedade como um todo no processo de sensibilização para diminuir e amenizar o sofrimento da pessoa idosa”, afirma.

As pessoas idosas são a segunda parcela da população mais vulnerável à violência, atrás apenas de crianças e adolescentes. Na maioria dos casos, a violência é praticada por alguém da família como filhos, netos, genros ou noras e sobrinhos. Esses parentes aparecem em 83% dos casos.

DENÚNCIAS
Atualmente, existem diversos canais para denúncias de maus-tratos contra os idosos. Além do Disque 100, há o aplicativo Direitos Humanos, disponível de forma gratuita na internet.

As denúncias também podem ser feitas na Delegacia da Polícia Civil ou através do telefone 3613-4541 do CREAS-PAEFI, que é o Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos faz todo o processo de encaminhamento.

Ainda podem ser acionados os números 190 (Polícia Militar), para situações de risco iminente ou 192 (Samu-192) para socorro urgente, quando for o caso.

//

O presidente do Sinjorba, Moacy Neves, é fundamental ampliar a idade do público vacinado

Leia em: 2 minutos

Em defesa de toda a categoria de jornalistas o Sinjorba enviou, nesta 3ª feira (15), ofício ao Secretário Estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, e a presidente do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde, Stela Souza, em que solicita a ampliação da faixa etária dos profissionais de imprensa a serem vacinados contra a Covid-19.

Como consequência da ação conjunta do Sinjorba, ABI, Sinterp-BA e a ampla mobilização da categoria, a Comissão Intergestores Bipartite (CIB), em 18.maio, autorizou a vacinação dos profissionais de imprensa que atuam na linha de frente e possuem mais de 40 anos. A deliberação foi reforçada pelo Tribunal de Justiça da Bahia que, em 2.junho, posicionou-se contra o Ministério Público, que tentava impedir a vacinação. Agora, com o processo de imunização em curso tanto na capital quanto no interior, o Sinjorba solicitou que a CIB analise a redução da idade dos profissionais de imprensa, visto a grande quantidade de jovens vitimados pelas novas cepas da Covid-19.

Para o presidente do Sinjorba, Moacy Neves, é fundamental ampliar a idade do público vacinado. “A maior parte dos profissionais de imprensa que está em serviço presencial nas redações de rádio, TV, jornais, sites e assessorias encontra-se na faixa etária abaixo dos 40 anos. Para cada trabalhador vacinado pela resolução 085/2021 da CIB, outros dois ficaram de fora do direito e continuam arriscando suas vidas no trabalho cotidiano”, explicou Neves.

No ofício em questão, enviado aos representantes do governo estadual, o Sinjorba informou que a fim de garantir segurança jurídica ao pleito de imunização dos profissionais de imprensa, o sindicato, juntamente com a Fenaj e a ABI, entrou com ação judicial contra a União. O objetivo é solicitar a correção da tabela de categorias constantes no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO) e, assim, incluir aquelas dos serviços considerados essenciais, como é o caso da imprensa (Decreto 10.288 de 22/03/21).

O Sinjorba ainda agradeceu ao secretário da Sesab e a presidente do Cosems pelo empenho e coragem em encaminhar a aprovação da inclusão dos profissionais de imprensa da Bahia no rol das categorias de trabalhadores a serem imunizadas. “O acerto dessa decisão serviu de exemplo ao estado do Maranhão e algumas cidades do Mato Grosso, que também fizeram o mesmo. E agora, influenciou até o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que no último sábado (12), defendeu em coletiva a inclusão da categoria no PNO”, finalizou Moacy, o presidente do Sinjorba.

Chave é o equilíbrio fiscal, explicou o secretário Manoel Vitório, lembrando que o Estado tem um dos mais baixos endividamentos do país

Leia em: 3 minutos

Mesmo com as incertezas ainda presentes na economia brasileira devido ao atraso na vacinação contra a Covid-19 e à ameaça de nova piora da crise sanitária, a Bahia segue com as contas em dia e baixo endividamento e mantém o ritmo dos investimentos públicos, com volume total superado apenas por São Paulo. De acordo com os dados apresentados hoje, 3ª feira (15.junho) pelo secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório, durante audiência pública virtual sobre as finanças estaduais promovida pela Assembleia Legislativa, o governo baiano já investiu R$ 15,4 bilhões desde 2015, ante R$ 46,7 bilhões do governo paulista.

Se considerado apenas o primeiro quadrimestre deste ano, a Bahia também fica na vice-liderança entre os estados. Foram R$ 587,2 milhões de janeiro a abril, enquanto o líder São Paulo investiu R$ 1,06 bilhão. “É sempre importante ressaltar que investimos proporcionalmente mais, tendo em vista que o orçamento de São Paulo é cinco vezes maior”, afirmou Vitório.

A chave para esta performance é o equilíbrio fiscal obtido via controle rigoroso dos gastos e melhoria do desempenho da arrecadação, explicou o secretário da Fazenda, lembrando que a Bahia acaba de obter a nota B na Capag (Capacidade de Pagamento), indicador produzido pela STN – Secretaria do Tesouro Nacional para avaliar saúde fiscal dos estados e municípios. A classificação atesta a boa gestão das contas pelo governo baiano e o torna apto a contar com o aval da União na contratação de operações de crédito destinadas a novos investimentos. A Bahia saiu-se bem nas três categorias avaliadas pela STN: Liquidez, Endividamento e Poupança Corrente.

Impulsionar a economia
Transporte, urbanismo, saúde, saneamento, segurança e educação são as áreas com maior concentração de recursos investidos pelo governo baiano, incluindo a expansão do metrô e outras obras de mobilidade urbana, como o VLT do Subúrbio Ferroviário, a construção e recuperação de rodovias e a construção de nove hospitais e 16 policlínicas de saúde nos últimos anos, o que tem sido determinante para que a Bahia se mantenha entre os estados brasileiros com menor taxa de letalidade durante a pandemia.

Qualidade do gasto
A qualificação do gasto público, explicou o secretário, é um dos fatores para o bom desempenho fiscal da Bahia. Trata-se de um trabalho permanente, deflagrado na primeira gestão do atual governo, envolvendo o controle de despesas em atividades-meio, o que permitiu ao Estado obter economia real de R$ 7,8 bilhões com o custeio da máquina desde 2015.

Do outro lado da equação está o crescimento da receita. Como resultado da modernização tecnológica do fisco, do combate à sonegação e do esforço dos servidores fazendários, lembrou Vitório, a arrecadação do ICMS baiano vem crescendo acima da média nacional nos últimos anos: a participação da Bahia no cômputo nacional de arrecadação do imposto agora corresponde a 5%. Esta participação era de 4,22% em 2012 e vem crescendo desde então.

Com as despesas sob controle e o bom desempenho nas receitas, o Estado apresentou no primeiro quadrimestre de 2021 um resultado primário melhor que o de 2020, observou Vitório, ressaltando no entanto que o cenário econômico brasileiro ainda é instável.

Baixo endividamento
Manoel Vitório observou ainda que o governo baiano iniciou 2021 com a dívida consolidada líquida equivalendo a 50% da receita corrente líquida, um dos melhores perfis do país, muito abaixo do limite máximo estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que é de 200%. “Significa que a Bahia poderia hipoteticamente pagar sua dívida com metade da receita, enquanto a lei considera aceitável que os estados se endividem até o limite de duas vezes a receita”, lembrou o secretário.

A situação é bem mais confortável que a dos maiores estados do país: o Rio de Janeiro tem uma dívida que equivale a 281% da receita, no Rio Grande do Sul a relação é de 206%, em Minas Gerais, de 176% e em São Paulo, de 149%.

É recomendável que as gestantes e puérperas se dirija ao ponto mais próximo de sua residência e leve consigo os documentos de identidade (RG), CPF ou Cartão SUS, relatório médico atestando a gravidez ou fotocópias do Ultrassom ou do Cartão Pré-natal, assinado e carimbado pelo médico ou enfermeiro

Leia em: 2 minutos

Amanhã 4ª feira (16.junho), retorna a vacinação de gestantes e puérperas contra Covid-19 com a chegada de 800 doses da vacina Pfizer. A Secretaria de Saúde de Itabuna informa os locais de atendimento e prioridades para este primeiro momento.

A vacinação destes subgrupos acontecerá no período matutino, das 8 às 14 horas em quatro locais para facilitar a acessibilidade destas gestantes: Escola Municipal 28 de Julho, no Bairro Califórnia, antiga escola Ubaldo Dantas; Faculdade Santo Agostinho (FASA), no Nova Itabuna; UniFTC, no centro da cidade e na USEMI, no São Caetano.

A secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, enfatiza a prioridade de vacinação das gestantes e esclarece. “A vacinação de grupos prioritários contra Covid-19 é estabelecida pela CIB e pelo Ministério da Saúde. Seguimos à risca essas orientações e, neste momento, o recomendado é que sejam vacinadas com a Pfizer mediante quantitativo enviado. A vacinação destes subgrupos havia sido interrompida”, afirma.

A coordenadora da Rede de Frio, Camila Brito, destaca que, prioritariamente, gestantes que já estejam em acompanhamento de pré-natal pela Atenção Básica serão vacinadas. Ela ressalta que dependendo do quantitativo também será imunizado maior número de gestantes e puérperas do SUS e da rede privada à medida que mais vacinas da Pfizer cheguem.

A Rede de Frio comunica que as 800 doses serão divididas nessa semana e a próxima para que não haja aglomerações. Anteriormente, o quantitativo previsto estava em 480 doses mas houve a chegada de novos imunizantes.

Leia em: 3 minutos

A safra de cereais, oleaginosas e leguminosas na Bahia pode alcançar 10,4 milhões de toneladas em 2021. O resultado representa um aumento de 4,1% na comparação com a safra 2020, que foi o melhor resultado da série histórica da pesquisa. Os dados foram revelados pelo quinto Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), referente ao último mês de maio, realizado pelo IBGE e sistematizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan).

As áreas plantada e colhida ficaram ambas estimadas em 3,18 milhões de hectares (ha), o que corresponde, nas projeções do IBGE, a uma expansão de 2,2% na comparação interanual. Dessa forma, a produtividade média estimada para a safra de grãos, no estado, foi de 3,28 t./ha, 1,9% inferior à do ano passado.

A soja, cuja fase de colheita está em fase de conclusão, teve a estimativa revisada para 6,8 milhões de toneladas – a maior da série histórica do levantamento –, alta de 12,6% em relação a 2020. A estimativa da área plantada soma 1,7 milhão ha., que supera em 4,9% a de 2020, e o rendimento médio esperado da lavoura é de 4,0 t./ha.

A produção de algodão (caroço e pluma), em 2021, manteve-se projetada em torno de 1,2 milhão de t., que representa retração de 16,5% na comparação anual. A previsão de área plantada está em 266 mil ha, recuo de 15,6% na mesma base de comparação.

A expectativa para as duas safras anuais de milho totalizou 2,5 milhões de toneladas em 2021, o que corresponde ainda a uma retração de 3,1% na comparação anual. Com relação à área plantada (670 mil ha), o IBGE indica uma expansão de 7,5% sobre 2020.

Na atual temporada, a produção total de feijão deve somar 202 mil t., o que implica um recuo 30,3% em relação a 2020. Apesar disso, o levantamento revela uma área plantada (417 mil ha.) 1,7% inferior à verificada no ano passado. A má distribuição de chuvas é possivelmente o principal determinante do resultado da lavoura, cuja produção é predominantemente em área não irrigada.

Para a lavoura da cana-de-açúcar, o IBGE estima 5,4 milhões de t., alta de 5,8% em relação à safra anterior. A estimativa de cacau ficou projetada em 110 mil t., queda de 6,8% na comparação com 2020.

A estimativa deste ano para o café ficou em 218,2 mil t., 11,3% abaixo da produção verificada no ano passado. A safra do tipo arábica ficou projetada em 92 mil t., variação negativa anual de 23,7%, e a da canéfora, em 126,2 mil t., correspondendo a um ligeiro aumento de 0,5%, na mesma base de comparação.

As estimativas para as lavouras de banana (878,5 mil t.), laranja (634,3 mil t.) e uva (52,3 mil t.) registraram, respectivamente, variações positivas de 3,4%, 0,2% e 15,3%, em relação à safra anterior.

As projeções ainda indicam uma produção de 861,5 mil t. de mandioca, 10,5% inferior à de 2020. A batata-inglesa teve sua produção estimada em 327 mil toneladas, crescimento interanual de 4,1%. O tomate teve queda nas projeções (13,7%), que ficaram estimadas em 208,2 mil toneladas.

Leia em: 2 minutos

Engenheiro eletricista, o deputado estadual Robinson Almeida (PT/BA) participou, na manhã desta 3ª feira (15.junho), de um ato na porta da sede da CHESF (Companhia Hidrelétrica do São Francisco), em Salvador, contra a privatização da Eletrobras.

O protesto foi organizado pelo Sindicato dos Eletricitários da Bahia. O parlamentar alertou que, além de ser “um crime de lesa-pátria” e comprometer a soberania energética brasileira, se a MP 1031, defendida pelo governo Bolsonaro, for aprovada, haverá aumento da conta de energia, risco de apagão e a indústria nacional também será prejudicada. Além disso, ele alertou para o risco de insegurança energética e desabastecimento durante a crise econômica e sanitária.

A Medida Provisória que prevê a entrega do sistema Eletrobrás ao capital internacional está prevista para ser votada pelo Senado Federal amanhã 4ª feira (16.junho). Em todo Brasil o dia hoje foi de protestos para alertar a sociedade dos riscos que a privatização oferece a sociedade. Trabalhadores do Sistema Eletrobras decidiram entrar em greve por 72 horas contra a MP.

O deputado Robinson Almeida alerta que privatização aumentará insegurança energética durante crise econômica e sanitária // Foto de Cecília Oliveira

“A privatização da Eletrobras é um crime contra o Brasil. Além disso, a MP usada para esse crime é inconstitucional”, alertou Robinson.

“Está em curso um processo de desindustrialização no Brasil pra atender interesses internacionais com esse governo ultraneoliberal comandado por Bolsonaro, que é um fantoche do capital internacional. Vamos nos mobilizar para impedir esse desmonte, esse crime absurdo contra nosso país que é a privatização do sistema elétrico brasileiro, da Eletrobras e da CHESF”, enfatizou o parlamentar.

Vazão do novo hidrante atende o padrão do Corpo de Bombeiro

Leia em: < 1 minuto

A Emasa e o 4º Grupamento Bombeiros Militar (GBM), sediado em Itabuna, realizaram mais um teste de hidrante. Desta vez no Bairro Monte Cristo, onde um foi instalado próximo da Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 Horas).

A instalação de mais um equipamento visa levar mais segurança para a comunidade itabunense e facilitar o trabalho dos bombeiros em caso de combate a incêndio nessa região da cidade.

O comandante do 4º GBM, tenente-coronel Manfredo Silva Santana, afirma que dentro dessa parceria institucional com a Emasa, o município de Itabuna, proporcionalmente, passa a ser a cidade baiana mais protegida com a instalação de hidrantes.

“Dentre os 417 municípios do Estado em termos proporcionais, Itabuna é a cidade do interior mais segura em relação a hidrantes públicos. E a comunidade do Monte Cristo e bairros vizinhos, a princípio, estão mais seguros em relação a incêndios”, atesta o tenente-coronel Manfredo.

O hidrante instalado no Monte Cristo beneficias os demais bairros das zonas norte, nordeste e leste da cidade, a exemplo de Alto dos Canecos, Fátima, Califórnia, Santa Inês, Antique e Nova Califórnia.

//

Manchetes desta 3ª feira, 15 de junho/2021

Leia em: < 1 minuto

// A TARDE: Salvador prorroga ações restritivas até o dia 22

// CORREIO DA BAHIA: Idosos sofrem com golpe do consignado; saiba evitar

// TRIBUNA DA BAHIA: Mercado financeiro prevê Selic a 4,25% hoje

// ESTADO DE MINAS: Impasse na volta às sala de aula em BH

// CORREIO DO POVO: Auxílio emergencial será pago por mais três meses

// O GLOBO: Com sobretaxa maior, conta de luz vai subir de novo

// FOLHA DE S.PAULO: Incentivo a uso de luz fora do pico deve ter em julho

// O ESTADO DE S.PAULO: E-mais mostram mais atenção à cloroquina do que a vacinas

João Roma não descarta reconciliação com ACM Neto // Foto montagem de Pauta

Leia em: < 1 minuto

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), afirmou em entrevista ao Jornal Tribuna da Bahia, que a decisão de romper qualquer contato políticos e de amizade foi uma iniciativa do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e que existe sim a possibilidade de uma reconciliação. “Olha, nós não nos falamos desde o episódio, muitas coisas foram ditas naquele dia. Não vou ficar remoendo isso. O futuro a Deus pertence, já diz o ditado”, declarou.

Agora, segundo ele, a meta é trabalhar no Ministério da Cidadania, que é no momento a sua maior missão da vida pública. “Tenho me dedicado diuturnamente a esta missão e esse é o meu objetivo neste momento”, reforçou.

E lembra que quando foi escolhido ministro da Cidadania pelo presidente Bolsonaro, Neto rompeu contato. “Ele tomou um caminho diferente. Hoje, ele está alinhado com Ciro Gomes, enquanto eu e o meu partido, o Republicanos, estamos alinhados com o presidente Bolsonaro”.

//

Legenda: A imunização é importante para profissionais de todas as idades // Foto: Bahiana Noticias

Leia em: < 1 minuto

O Vice-Diretor Regional Sul do Sindicato dos Jornalistas, Valério Magalhães, e o Presidente do Sindicato dos Radialistas de Ilhéus, Monoelito Puentes, informam que muito em breve serão vacinados contra a covid-19 os profissionais de comunicação com menos de 40 anos.

A campanha para vacinação desse público tem sido forte do Sindicato dos Jornalistas na Bahia, e como resultado, aqueles com mais de 40 anos já foram imunizados. Segundo Valério e Manoelito, o êxito da campanha de vacinação foi fruto da parceria entre Secretaria de Saúde de Ilhéus e representantes da classe.

E ainda explicou que inicialmente a campanha de vacinação para os profissionais de imprensa abordou o nível de acometimento da doença nesses trabalhadores. Contudo, em Ilhéus, os profissionais abaixo de 40 anos serão imunizados com a chegada de novas doses.

“São critérios estabelecidos, que nós entendemos e respeitamos perfeitamente. No entanto, o secretário Geraldo Magela já nos antecipou que ao depender da chegada de novas doses, ele irá baixar o nível de idade para os profissionais de imprensa serem vacinados”, disse. Da Bahiana Noticias

Vice-governador da Bahia, João Leão e Hugo Góis

Leia em: < 1 minuto

O Movimento Jovens Progressistas da Bahia tem um novo presidente: Hugo Gois, jovem comprometido e atento às necessidades da juventude. O convite para comandar os Jovens Progressistas no estado veio do vice-governador João Leão e de Neto Carletto.

Hugo é natural de Itamaraju e sabe da importância do Movimento Jovens Progressistas. Quando Neto Carletto era o presidente na Bahia, o Movimento cresceu expressivamente e, como presidente nacional, ele continua levando importantes ações para a juventude baiana.

A gestão passada do Movimento Jovens foi tocada por Neto Carletto, atual presidente nacional do Movimento, e também, de Daniel Nascimento, agora vereador de Itamaraju.

Neste ano, Neto começou a levar para os municípios o Masterclass da Liderança, sempre focando na capacitação dos jovens. Daniel, sucessor de Neto na gestão da Bahia, fez questão de seguir o que já estava dando certo e beneficiando a juventude. E esse é o objetivo de Hugo Gois: dar continuidade ao trabalho de excelência que já vinha sendo realizado e contribuir cada vez mais com a melhoria da qualidade de vida dos jovens baianos.

Senador Otto Alencar e a primeira-dama de Ilhéus, Soane Galvão

Leia em: < 1 minuto

Uma representatividade feminina, com lastro político, de nome forte e leve para disputar as eleições de 2022 e ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia. Foi com base nessas prerrogativas, que o senador da república, Otto Alencar, enalteceu o nome de Soane Galvão, engajada em trabalhos sociais e bem colocada no ambiente político, durante entrevista à Rádio Difusora, no último sábado.

“Espero que Soane realize o sonho de representar Ilhéus na Assembleia Legislativa”, disse Otto Alencar durante a entrevista, ao afirmar ser este um nome forte para disputar uma vaga na Alba, despontando como expressiva representatividade feminina para Ilhéus e a Bahia. O Senador projetou a boa governança de Ilhéus à capacidade de Soane para seguir o trilho da boa condução política, trazendo mais conquistas e melhorias para Ilhéus e região.

Correligionária do senador Otto Alencar, que é presidente do Partido Social Democrático da Bahia (PSD), Soane Galvão leva à sigla a suavidade e o poder da mulher, com ampla experiência em ações voltadas para os direitos mais básicos dos cidadãos, enquanto esteve secretária de Desenvolvimento Social promovendo políticas públicas bem sucedidas de assistência social na cidade.

//

Leia em: 3 minutos

Esse “já ganhou” dos bolsominions e dos lulominions me faz lembrar a eleição para o governo da Bahia em 2006, quando Jaques Wagner derrotou o favorito Paulo Souto logo no primeiro turno.

Esse “já ganhou” tem pela frente Ciro Gomes, presidenciável do PDT, que é a opção mais viável da chamada terceira via, da parcela do eleitorado, hoje em torno de 60%, que não quer Bolsonaro e Lula. Nem a volta do passado marcado por escândalos de corrupção e, muito menos, a continuação de um governo que desdenha da vida das pessoas com um estúpido e irresponsável negacionismo.

Ciro, diante desse cenário, está vivo. Digo até vivíssimo. Pela recente pesquisa do PoderData tem a soma dos votos dos pré-candidatos que estão atrás dele: o ex-ministro Mandetta (DEM), o apresentador Luciano Huck (sem partido), o governador de São Paulo João Doria (PSDB), o empresário João Amoêdo (Novo) e o ex-juiz Sérgio Moro, também sem abrigo partidário.

Dos cinco, acredito que somente dois continuarão como postulantes ao cargo máximo do Poder Executivo. Os outros tendem a desistir. Amoêdo já o fez em nota pública. Uma significativa parcela dos eleitores de Huck e Moro é simpática ao movimento “Nem Lula, Nem Bolsonaro”, que cresce dia a dia.

O importante agora para Ciro, que foi o presidenciável com maior crescimento na última consulta do DataPoder, saindo de 6% para quase 11%, é se consolidar como o nome da terceira via que pode quebrar essa polarização Lula versus Bolsonaro, com um alimentando o outro, uma espécie de, digamos, mutualismo político. A sobrevivência política de Lula depende de Bolsonaro e vice-versa.

O antipetismo e o antibolsonarismo, que hoje são gigantescos, podem levar o candidato com mais chances de derrotar Lula (ou Bolsonaro) para um segundo round eleitoral. E Ciro é quem mais preocupa petistas e bolsonaristas.

Outro lembrete é que quem está na frente da campanha de Ciro é o baiano João Santana, considerado o “mago” do marketing político. Os resultados do seu trabalho já são visivelmente percebidos.

Esse “já ganhou”, muitas vezes de maneira debochada, é desaconselhável. A sabedoria popular costuma dizer que “o apressado come cru”.

O engraçado é que ainda estamos em 2021. Para os bolsominions e os lulominions não tem mais água para passar por debaixo da ponte da sucessão do cobiçado Palácio do Planalto. A ida do “mito” da esquerda e do “mito” da direita para o segundo turno é dada como favas contadas.

Concluo dizendo que vem aí um chega pra lá em Lula e Bolsonaro. O eleitorado vai perceber que essa polarização é ruim, que o melhor candidato é Ciro Gomes, o único presidenciável que tem um projeto nacional de desenvolvimento, que diz como vai fazer para resolver os graves problemas do país.

O forte e encrustado antipetismo e antibolsonarismo vão oxigenar a terceira via, levando seu representante para a segunda etapa eleitoral.


Marco Wense é Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

Cotações desta 2ª feira, 14 de junho de 2021

Leia em: < 1 minuto

🍫 Cotação do Cacau 
Ilhéus > R$ 189,00 (comum > arroba)
Nova York > R$ 2.350,00 (futuro > tonelada)

☕ Cotação do Café Conillon (60 kg) 
Eunápolis > Café Tipo 7/8 > R$ 455,00
Eunápolis > Café Tipo 7 > R$ 460,00

🐂 Cotação do Boi Gordo @ arroba 
Jequié > R$ 290,00
Barreiras > R$ 285,00
Feira de Santana > R$ 300,00
Santo Antônio de Jesus > R$ 300,00
Itapetinga > R$ 292,00
Salvador > R$ 301,00

No cenário nacional, o abate de frangos também vem em um crescente // Foto: Jonas Oliveira/ANPr

Leia em: 2 minutos

A produção de ovos de galinha e o abate de frangos atingiram números históricos na Bahia, no primeiro trimestre de 2021. É o que mostram os dados fornecidos pela Pesquisa Trimestral da Pecuária, informados pelo IBGE. A pesquisa levantou informações, de janeiro a março deste ano, sobre a produção, quantidade de animais abatidos e o peso total das carcaças, por espécie pesquisada, tendo como unidade de coleta o estabelecimento que efetua o abate ou comercializa o produto do animal (como é o caso do ovo), sob fiscalização sanitária federal, estadual ou municipal.

Entre janeiro e março de 2021, foram produzidas 18 milhões de dúzias de ovos na Bahia, indicando expressivos aumentos na comparação com períodos anteriores: de 10,5% frente ao recorde anterior, do quarto trimestre de 2020 (16,3 milhões de dúzias) e de 42% em relação ao primeiro trimestre do ano passado (12,7 milhões de dúzias).

O aumento na produção de ovos de galinha não foi assim tão expressivo no país como um todo, em comparação com o visível crescimento observado na Bahia. No Brasil, a produção foi de 978,2 milhões de dúzias no primeiro trimestre de 2021, representando aumento de 0,3% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram produzidas no país 974,9 milhões de dúzias. Mas os números nacionais, no primeiro trimestre de 2021, foram 1,3% menores do que os alcançados no trimestre imediatamente anterior (o quarto semestre de 2020), quando se atingiu a marca das 991,4 milhões de dúzias.

CARNE DE FRANGO

Os dados apresentados pela Pesquisa Trimestral da Pecuária também são favoráveis à economia da Bahia no tangente ao abate de frangos. Mostram que, no primeiro trimestre de 2021, o setor atingiu sua maior marca na série histórica, iniciada em 1997. Foram cerca de 33,2 milhões de animais, representando aumento de 1,1% no comparativo ao período anterior, o quarto trimestre de 2020, que, aliás, já era o detentor do melhor número da série histórica, com 32,8 milhões de abates. Comparando-se o primeiro trimestre de 2020 com o de 2021, o aumento foi da ordem dos 4,3%.

Os dados da pesquisa apresentam o abate de 1,5 bilhão de cabeças de frango em todo o Brasil: aumento de 0,7% em relação ao trimestre anterior e de 3,3% na comparação aos três primeiros meses de 2020.

De acordo com a pesquisadora, os insetos destacam-se pelo elevado teor proteico com valores que podem ser superiores aos de fontes tradicionais como a carne bovina

Leia em: 2 minutos

A maioria das pessoas pode sentir arrepios ou até repulsa ao pensar na ideia de comer insetos, principalmente no mundo ocidental. Mas a pesquisadora Carolina de Souza, que está à frente da startup Superbugs, investe em remodelar esse pensamento negativo em uma proposta que associa sustentabilidade e uma possibilidade de negócio lucrativo.

“O relatório publicado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) já incentivava a pesquisas, produção e consumo de insetos comestíveis como alternativa nutricional para a alimentação. Além disso, orientei uma aluna de mestrado da UFBA que buscava caracterizar os nutrientes provenientes de insetos, a fim de inseri-los na alimentação humana. Foi a partir daí que surgiram as primeiras ideias para desenvolver nossa startup na Bahia”, explicou Carolina.

Os insetos destacam-se pelo elevado teor de proteína, com valores que muitas vezes são superiores aos de fontes tradicionais: bovina, suína e aves. Mas, para quem ainda não está familiarizado com a proposta, Carolina faz questão de tranquilizar, contextualizando como funciona o processo de inserção de insetos na alimentação de animais e humanos.
“Quando falamos neste assunto, o imaginário de algumas pessoas remetem diretamente a espetinhos de invertebrados que são comuns em algumas regiões da Ásia”, introduziu a pesquisadora, ressaltando que o projeto não se trata de gafanhotos temperados ou besouros assados. “Na verdade, nosso projeto visa a implantação de uma empresa de base tecnológica, baseada nos princípios da economia circular e sustentabilidade ambiental, na qual resíduos orgânicos da agroindústria, que poderiam ser descartados na natureza, são reutilizados como ração para os insetos. Esse processo resulta na criação de uma biomassa rica em compostos bioativos que poderão ser usados como matéria-prima para a alimentação”.

O projeto, que foi aprovado no edital Centelha, da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), voltado para apoiar ideias inovadoras, já passou por um estudo piloto e, segundo Carolina, apresentou resultados preliminares excelentes. Conforme Carolina ressalta, o estudo se baseia no desenvolvimento de um produto, com foco primeiramente para animais, porém com potencial para serem consumidos por seres humanos.

Caso as contas estejam vencidas, a cobrança das devidas atualizações, multas e juros pelo atraso somente será realizada na próxima conta a ser faturada

Leia em: < 1 minuto

A Embasa informa aos usuários de seus serviços que o pagamento das contas de água/esgoto emitidas pela empresa não devem ser pagas via PIX, pois o sistema comercial da empresa ainda não reconhece esse tipo de pagamento.

Continue efetuando o pagamento normalmente, utilizando o aplicativo do seu banco para leitura do código de barras impresso na fatura. O pagamento também pode ser feito em caixas eletrônicos e lotéricas.

Para maior comodidade em tempos de pandemia, a Embasa disponibilizou na Agência Virtual a opção de pagamento da conta de água/esgoto utilizando o cartão de crédito das principais bandeiras ou o cartão de débito Caixa Elo Auxílio Emergencial.

Nesse caso, o parcelamento pode ser realizado em até 12 vezes, sendo que uma taxa pelo parcelamento será cobrada pela operadora de cartão.

No mês de abril, cerca de 10 animais, entre cavalos e bois, foram apreendidos depois de denúncias anônimas

Leia em: < 1 minuto

A Divisão de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Itabuna apreendeu sete animais de grande porte (seis equinos e um bovino) circulando livremente nas avenida Princesa Isabel, Manoel Chaves e no Jardim Primavera.

Os animais apreendidos foram levados para a Fazenda Boa Vista, em Ferradas, e podem ser devolvidos ao dono mediante pagamento de multa no valor de R$30,80 por animal, conforme estabelece a Lei Municipal nº 2.030, de julho de 2017. Ela lembra que, em caso de reincidência, o proprietário pode até perder do direito à posse do animal.

Ellen Gleicer, diretora da Zoonoses, alerta sobre o perigo para a população a presença de animais soltos em vias públicas, a exemplo de acidentes de trânsito, inclusive com vítimas fatais.

A comunidade pode ajudar na fiscalização, ligando para os números 73 99124-6405 ou 3212-3439.

Senador Otto Alencar (PSD) e o prefeito Mário Alexandre (Marão)

Leia em: < 1 minuto

Durante entrevista concedida na manhã do último sábado (12.junho) ao programa Frequência Política, apresentado por Binho Shalon e João Matheus, do Políticos do Sul da Bahia, na Rádio Difusora AM, o senador Otto Alencar (PSD) rasgou elogios ao prefeito Mário Alexandre (Marão), afirmando que Ilhéus está em pleno desenvolvimento devido ao grande poder de articulação junto ao governador Rui Costa (PT) e às conquistas obtidas para o município, por meio da interlocução do gestor ilheense.

O parlamentar atribui ao prefeito Marão o avanço em importantes áreas, o equilíbrio fiscal das contas públicas, a valorização dos servidores públicos e o boom na geração de emprego e renda, com contratação formal em diversos setores, que segundo ele há muitos anos não se via na cidade. “Ilhéus é a cidade do progresso, do desenvolvimento e do crescimento econômico, com grandes investimentos atraídos graças à seriedade da gestão atual, que é sinônimo de respeito e fidelidade aos ilheenses”, destacou o senador.

Ainda durante a entrevista, Otto frisou que a primeira-dama Soane Galvão é um nome forte para concorrer a uma vaga no legislativo baiano no próximo pleito eleitoral. Conforme ele, o povo de Ilhéus vai legitimar nas eleições “a desenvoltura e inteligência de Soane, que sem dúvida, contribuirá de maneira substancial para viabilizar novas conquistas para o município e toda a região sul da Bahia”, finalizou o senador.

//

Manchetes desta 2ª feira, 14 de junho/2021

Leia em: < 1 minuto

// CORREIO DA BAHIA: Mortes de trabalhadores com carteira assinada crescem 40% na Bahia

// TRIBUNA DA BAHIA: Prefeitura antecipa para hoje 2ª dose para quem vai se vacinar até o São João

// A TARDE: Salvador concentra 57,8% dos médicos

// O GLOBO: Para evitar racionamento, MP amplia poder do governo

// FOLHA DE S.PAULO: São Paulo antecipa em um mês calendário de vacinação

// O ESTADO DE S.PAULO: Imposto sobre múltis pode render R$ 5,6bi ao ano ao País

// ESTADO DE MINAS: Minas tem quase 1,5 milhão de desempregados

// CORREIO DO POVO: Crise energética pode levar governo a adotar política de racionamento

Notícias mais lidas

Outros assuntos