Leia em: < 1 minuto

A prefeita de Ibicaraí, Monalisa Tavares, anunciou obras pela cidade no Loteamento Raimundo Esteves (casinhas populares) e as ruas da Barcaça e General Osório para anunciar calçamento em paralelepípedos de ruas. Os investimentos proviniente de emenda parlamentar do deputado federal Paulo Azi, no valor de R$ 757.600,00.

“São nossas promessas sendo cumpridas e virando realidade. Eu prometi que faria da minha gestão um governo de obras voltadas para o povo e apesar de todas as dificuldades e do pouco investimento do governo do estado, eu tenho dois deputados – Paulo Azi e Tiago Correia – parceiros e amigos que olham e lutam por Ibicaraí e não se cansam de mandar obras para a nossa cidade. Em breve estaremos iniciando a pavimentação dessas ruas”, disse Monalisa.

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí, Monalisa Tavares, e a secretária municipal de Educação, Miriam Andrade, visitaram 2ª feira (21.novembro), a Creche Raimunda Mota, que fica situada no bairro do Luxo (ao lado da Escola Municipal Yêda Barradas Carneiro). A creche passa por uma ampla reforma e entrou na fase final com pintura e acabamento, além da construção de um parque infantil para a criançada.

Na oportunidade a prefeita Monalisa e a secretária Miriam estavam acompanhadas de Joubert Silva Cardoso, diretor da JB Transportes e Serviços, empresa responsável pelas reformas do prédio. Joubert aproveitou para mostrar pessoalmente todas as melhorias que foram feitas seguindo o projeto da reforma da creche.

“Assumi a prefeitura em meio a uma pandemia, as escolas fechadas e literalmente abandonadas. Encontrei prédios, como a creche Belizana Pereira, na Salomeia, com o telhado no chão. Fizemos um relatório detalhado de tudo e decidimos que mesmo sem recursos nós iriamos reformar todas as escolas e creches. Quem visitar hoje o Ramiro Berbert e a Creche Belisana Pereira (na Salomeia), o José Tito de Lima (no Bela Vista) ou o Olavo Bilac e o Raimundo Cordeiro de Almeida (nos Cajueiros) verá que são novos prédios. Aqui ao lado já reformamos e ampliamos o Yêda Barradas e agora estamos revitalizando a creche Raimunda Mota. Tenho orgulho em poder dizer que estamos reconstruindo uma nova história na educação local”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí, doutora Monalisa Tavares, solicitou junto à Câmara de Vereadores o espaço para a prefeita prestar esclarecimentos com relação ao eSocial e ao adiamento da micareta que aconteceria no município de 2 a 4 de dezembro.

A gestora explicou que quando foi feito o lançamento da micareta (IbiFolia), em 21 de outubro, o município tinha em caixa um recurso guardado para a realização da festa, sem comprometer os compromissos do município, como pagamento de folha salarial e fornecedores.

Monalisa explicou que no final de outubro a prefeitura recebeu uma notificação – via decreto – para iniciar o pagamento do eSocial em novembro desse ano. A prefeita deixou claro que esse eSocial é um novo imposto (unificado) que já tinha sido negociado para início do pagamento a partir de 2023 e que essa nova resolução mudou a data para informações até 14 de novembro e pagamento para 20 do mesmo mês, o que obrigou a atual gestão a adiar a micareta para poder ficar em dia com os impostos, salários e fornecedores.

A gestora lembrou que existe uma PEC (14) tramitando em Brasília que pretende diminuir a alíquota para 11%. “Tínhamos esse dinheiro em caixa e pretendíamos resgatar a nossa micareta e nossas tradições culturais, contudo, com a obrigatoriedade desse imposto – que precisa ser pago a partir deste mês – nós resolvemos adiar a nossa festa e cumprir com as nossas obrigações, pois não podemos deixar de pagar os impostos e muito menos comprometer a folha de pagamento e nossos fornecedores e colaboradores. O adiamento da micareta é o menor dos nossos problemas neste momento”, disse Monalisa.

Antonio Carlos Jovita e Dr. Marcos Pinto falaram ainda sobre a receita corrente líquida e o valor médio mensal do município, que é em média 6 milhões mensais. Falaram também do teto de gastos com funcionalismo, que não pode passar de 54%, e do limite prudencial.

Os técnicos falaram da folha bruta, que gira em torno de 3.685,000,00, o que representa mais da metade do gasto com índice de pessoal. Foi falado ainda do eSocial e do acréscimo nas despesas mensais da ordem de 810 mil reais a mais, o que deixa o município com um déficit mensal da ordem de 210 mil reais.

//

Serra do Córrego Grande, no lado norte de Ibicaraí

Leia em: 3 minutos

Na manhã do último domingo (6.novembro), 27 aventureiros (sendo 10 de Itabuna), saíram da rodoviária de Ibicaraí (bem cedinho), com destino a Serra do Córrego Grande, no lado norte do município.

A serra, ou “Montanha Mágica” (como gostamos de chamar), tem cada vez mais conquistado e encantado pessoas de Ibicaraí e cidades vizinhas que buscam o turismo ecológico vertical e o contato direto com a natureza e o meio ambiente.

Dessa vez a caminhada aconteceu a pedido da minha cunhada Márcia (que é de Ibicaraí) mas mora em Itabuna. Ela subiu a serra por curiosidade e ficou encantada com tudo. Márcia hoje propaga a montanha por onde passa e convenceu parentes e amigos a conhecerem o local em uma aventura insana.

Além de Márcia e o seu esposo Kildren, vieram de Itabuna Lula e os filhos Lyssa e André; Fredson, Rafael, Adriana, Aninha e Júnior, que se juntaram a Arnold (esse que escreve essas mal traçadas linhas), Lucas, Thiago, Sandoval, Márcio, Zaro e a irmã Maria Soledade (Sula), Clébia e a sua filha Ivy Victória, Cezar com sua esposa Cirleide e a sua filha Raquel, Rodolfo com sua noiva Kevyne, Eliene, Fábio e Julia.

A caminhada mais uma vez foi encantadora. A subida levou aproximadamente quatro horas pelas ‘intermináveis’ ladeiras da serra, passando por roças de cacau, represas, fazendas, matas, muitas nascentes e o ribeirão do Córrego Grande, até a casa de Ana, nossa anfitriã, que subiu no dia anterior para fazer um delicioso café da manhã para a turma.


Os 27 aventureiros chegaram exaustos e se esbaldaram no famoso cuscuz de Ana. Teve ainda bolo doce e salgado, café, chocolate e uma pinga com limão pra esquentar o sangue.

Alguns ‘insanos’ ainda se aventuraram até a represa de Rui para tomar um banho de bica e outros ‘loucos por caminhada’ foram mais além, até a região dos Gouveias, para conhecer uma família que vive isolada no lado leste da serra.

Passamos também pela fazenda de Abel de Furtuoso, que mais uma vez estava na “lida” tirando leite das vacas. Abel e a esposa Cristiane nos receberam de braços abertos e na volta para casa ainda nos ofereceu leite e ofertou cinco cachos de banana, que foram repartidos entre a maioria dos participantes. Abel ainda desceu a serra de carro, dando carona para o amigo Cezar.

No final do dia, após 12 horas e mais de 28 Km de caminhada, chegamos exaustos em Ibicaraí (parte da turma ainda desceu de carro para Itabuna), com o corpo e a alma revigorados. Os próximos dias serão de lembranças, muitas histórias e a vontade de um dia voltar à “MONTANHA MÁGICA”. 

No link para conhecer o local visto de cima pelo Google Earth.


Arnold Coelho
Buscando sempre ‘FOOORÇA’ para subir a Montanha Mágica

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí, doutora Monalisa Tavares, esteve essa semana visitando e vistoriando obras pela cidade. Monalisa e a secretária municipal de Infraestrutura, Serviços Públicos e Desenvolvimento Urbano, Yanca Soares, visitaram as avenidas Professor Otávio Monteiro e São Vicente de Paula para vistoriar a aplicação da camada asfáltica nas duas avenidas.

Em seguida a prefeita visitou a Praça dos Ex-Combatentes, que está sendo totalmente revitalizada com recursos próprios. O projeto de reformulação do logradouro é da competente equipe de engenheiros da prefeitura, que tem o comando da engenheira e secretária de Infraestrutura Yanca Soares.

A prefeita visitou a obra de saneamento básico que está acontecendo no Alto do Cristo, uma reivindicação antiga dos moradores daquela localidade que finalmente está sendo feita. A Infraestrutura está fazendo a rede de esgoto com caixas de manutenção por toda a extensão da ladeira e vai entroncar na rede do bairro Bela Vista.

A Infraestrutura está fazendo também uma rede de esgoto, na Rua da Cerâmica, entre o bairro do Luxo e o Paletó, e o saneamento básico da rua General Osório, casinhas do loteamento Raimundo Esteves no bairro Duque de Caxias, e a rede de esgoto na rua de Zé do Bode, no bairro Bela Vista.

“Essas visitas pontuais eu faço questão de fazer e ver de perto como as obras estão sendo executadas. Estamos fazendo um grande trabalho de rede de esgoto por toda a cidade. Essa obra no Alto do Cristo é uma antiga reivindicação dos moradores daquele local. Estamos fazendo também o saneamento básico da rua General Osório, no bairro Duque de Caxias, e uma rede de esgoto no bairro Bela Vista e na Rua da Cerâmica, no bairro do Luxo. Sem contarmos também a rede de esgoto da Travessa Tiradentes e da Vila Felicidade e alguns serviços menores de colocação de manilhas. Só esse ano nós já ultrapassamos mais de mil metros de rede de esgoto por toda a cidade”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

Leia em: 2 minutos

A prefeita Monalisa Tavares esteve visitando nas casinhas do loteamento Vila Felicidade, no bairro Sempre Viva em Ibicaraí, vistoriando de perto o início da aplicação do asfalto nas ruas daquela comunidade.

O asfalto é a última etapa do processo de saneamento básico, aplicação dos meios fios, construção de todas as calçadas, terraplanagem e asfalto nas ruas da Vila e a rua que passa ao lado do CRAS e da Fábrica de Chocolate.

A obra teve início em meados de novembro de 2021, com o início do serviço da construção da rede de drenagem pluvial, sendo importante salientar que toda a construção da rede e a terraplanagem do local foi feito com recursos próprios pela prefeitura, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

“Pegamos a cidade com essa obra que não saia do papel e colocamos a mão na massa, pois a prefeitura precisava entrar com a contrapartida da drenagem e também de valores, pois o valor que restava para a obra estava defasado. Depois que fizemos a nossa parte a Construtora ORDF fez todas as calçadas e hoje, finalmente começou a aplicação da camada asfáltica. Estou aqui, acompanhando de perto, muito feliz com mais essa importante obra sendo concluída na nossa gestão e grata por todo o empenho da secretária Yanca Soares e equipe, que trabalharam muito para esse asfalto finalmente ficar pronto”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

EMENDA PARLAMENTAR
O recurso dessa obra é oriundo de uma Emenda Parlamentar do Deputado Federal Cacá Leão, no valor de R$ 732.187,50 (Setecentos e trinta e dois mil, cento e oitenta e sete reais e cinquenta centavos), a pedido (na época) do então vereador Flávio Ramos. Além das casinhas do loteamento Vila Felicidade, no bairro Sempre Viva, duas ruas e travessas do bairro Diney Faria também foram contempladas, sendo que uma rua e duas travessas já foram contempladas.

Leia em: 2 minutos

A Secretaria Municipal de Saúde de Ibicaraí, através do Programa Brasil Sorridente, do Governo Federal, realizou nessa 6ª feira (20.maio), procedimento de 30 moldes de próteses dentárias para pacientes que foram indicados pelos odontologistas e os Agentes Comunitários de Saúde das Unidades de Saúde da Família da sede e dos distritos. O processo de escolha da pessoa beneficiada com a prótese seguiu critérios, considerando a necessidade da prótese e o grau de vulnerabilidade de cada indivíduo.

As próteses moldadas serão entregues no mês de junho, e a cada mês 30 pessoas farão a modelagem, assim, o município entregará mensalmente 30 próteses. De acordo com a Secretária de Saúde Luna Tavares, o objetivo é garantir a integralidade do cuidado, inclusive oportunizando uma saúde bucal de qualidade. Esse projeto, além de garantir o cuidado da saúde física, é uma forma de promover saúde mental e aumentar a auto estima do indivíduo.

Para Luna Tavares, essa é uma conquista inédita no município, e apesar de ser um serviço ofertado pelo SUS, poucos municípios da região realizaram a adesão ao programa, uma vez que o repasse federal é muito pouco, tendo que a gestão se comprometer com o valor excedente. A prefeita Monalisa Tavares de imediato autorizou a adesão de Ibicaraí junto ao programa. “Hoje os pacientes foram moldados e terão suas próteses confeccionadas especificamente de acordo com as suas demandas individuais e em breve essas pessoas receberão suas próteses”, disse Luna.

Leonardo Alves (PSC), mais conhecido como Dodô Huanna

Leia em: < 1 minuto

A Câmara de Vereadores de Ibicaraí convocou uma sessão para discutir a possibilidade de priorizar os atendimentos aos advogados em agências bancárias e repartições públicas do município. O Projeto de Lei foi discutido ontem (18.maio), às 19h, é de autoria do presidente da Casa e estudante de Direito, Leonardo Alves (PSC), mais conhecido como Dodô Huanna.

Segundo o projeto, a ideia é que advogados(as) que estejam representando clientes, ou seja, no pleno exercício da profissão, sejam priorizados em instituições bancárias e ambientes ligados ao poder público. Nesse caso, esses profissionais teriam o direito, por exemplo, de passar na frente de outras pessoas que estivessem esperando.

O que chama a atenção é que, se a moda pega, várias categorias vão solicitar atendimento prioritário a partir de agora. Isso porque, na correria do dia a dia, ninguém quer passar muito tempo em filas de agências bancárias para resolver aquele probleminha chato, né?

Será que a Câmara não tem projetos mais importantes e benéficos para a população para discutir em vez de decidir se os representantes do Direito podem furar fila?

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí Monalisa Tavares assinou, 4ª feira (4.maio), escritura pública de compra e venda de um terreno de 2,5 hectares, onde será construído um conjunto habitacional com 150 casas populares para os moradores que foram atingidos pela maior enchente dos últimos 50 anos em Ibicaraí, deixando centenas de desabrigados.

O terreno adquirido pela prefeitura fica na Fazenda Paraíso, no fundo da Cerâmica Ibicaraí, de Temer Habib, no bairro do Paletó, e faz parte do espólio de Lícia Margarida Weyll, representado pelo procurador legal e inventariante Augusto da Silva Weyll (Guga).

O custo do terreno foi de R$ 210.000,00 (duzentos e dez mil reais), onde o município deu uma entrada de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais) e parcelou o restante R$ 90.000,00 (noventa mil reais) em três parcelas de R$ 30.000,00 (trinta mil reais).

De acordo com a Procuradora do Município de Ibicaraí, Kayse Matheus, o processo de compra e aquisição do terreno seguiu todos os trâmites legais, passando pelo crivo do Poder Legislativo Municipal.

“A compra desse terreno foi mais um passo importante no processo de construção dessas 150 moradias. O Governo do Estado nos ofertou as casas, mas a contrapartida do município foi de comprar o terreno e tocar a obra. Conseguimos resolver também uma solicitação dos moradores do bairro do Paletó, que pediram a preservação do terreno do campo, que segundo eles é um espaço de esporte e lazer. Estou muito feliz pois estamos cumprindo o que prometemos e estamos reconstruindo o que as águas de dezembro destruíram. Quem perdeu sua casa em breve ganhará uma nova”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

Na oportunidade estavam presentes a prefeita Monalisa Tavares, Augusto da Silva Weyll (Guga), os secretários Odemir Céo (Finanças), Adriana Assis (Administração), Yanca Soares (Infraestrutura), Kayse Matheus (Procuradora) e o escrevente do Cartório Brayan.

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí, Monalisa Tavares, está em Brasília, Capital Federal, para participar a partir desta 2ª feira (25.abril), até a próxima 5ª feira (28.abril), da XXIII Marcha em Defesa dos Municípios, que acontece no Centro Internacional de Convenções. Monalisa faz parte de uma grande comitiva baiana com mais de 500 integrantes, entre prefeitos, secretários municipais, assessores e vereadores.

A Marcha será aberta oficialmente na manhã de 3ª feira (26.abril) e tem a realização da Confederação Nacional de Municípios (CNM), apoiada pela UPB. A abertura oficial vai contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro e dos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado, além de líderes partidários. De acordo com a organização, o evento receberá na sua programação os pré-candidatos à presidência da República.

“Estamos aqui tentando buscar um melhor equilíbrio fiscal. Hoje é muito difícil governar um pequeno município com poucos recursos e muitas dívidas existentes. Participamos com muito e recebemos pouco. Defendemos a redução da alíquota patronal paga pelas prefeituras ao INSS. Precisamos, entre outras coisas, reduzir esse número para que os municípios possam respirar. A cada novo governo, quem assume, recebe o município mais endividado”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

Notícias mais lidas

Outros assuntos