Leia em: 2 minutos

A Terceira Via Hall vai sediar a realização de um evento teste, com capacidade para 500 pessoas, neste sábado (18.setembro), a partir das 16 horas. A experiência servirá como base para a definição de critérios por parte das autoridades municipais no sentido de viabilizar a retomada de diversos eventos em Itabuna.

O evento teste reunirá esforços de instituições e empresas ligadas ao setor de comércio e eventos, com o objetivo de estabelecer critérios para a promoção de atividades executivas e de entretenimento no município. Todas as etapas de reabertura do setor estão sendo discutidas com prepostos da Prefeitura e da Câmara Municipal.

A renda obtida com o evento será revertida para o pagamento dos custos de produção, e o restante para doação de cestas básicas.

Desde o final do ano passado, os segmentos ligados ao setor de eventos iniciaram tratativas para a flexibilização das atividades do setor, a partir do processo de vacinação da população contra a Covid-19. Alguns passos foram dados, sob critérios estabelecidos pelas autoridades sanitárias, mas a situação ainda é de enormes dificuldades para os profissionais envolvidos na cadeia produtiva de eventos, a exemplo de produtores, cerimonialistas, músicos, garçons, fotógrafos e cinegrafistas, guias de turismo, decoradores, entre outros.

Na semana passada, antes do anúncio do evento teste, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Mauro Ribeiro, e o vice, Franklin Bastos, reuniram-se com secretários municipais e vereadores locais, no sentido de sensibilizá-los a adotarem novas medidas visando a retomada de alguns tipos de eventos, mesmo com um público ainda reduzido e com atenção aos protocolos sanitários.

O empresário Franklin Bastos, um dos diretores da Terceira Via Formaturas e do Centro de Convenções Terceira Via Hall, colocou o espaço à disposição para o evento teste, ao considerar que o mesmo é um dos maiores de Itabuna voltado a eventos múltiplos, e pelo fato de já estar adequando providências, como formação de plateia com distanciamento e treinamento de colaboradores e terceirizados, durante solenidades de formaturas, e outras, recentemente realizadas no local.

SAIBA MAIS DETALHES ⬇️

Primeiro evento-teste será realizado em Itabuna neste sábado, dia 18

Leia em: 2 minutos

O oitavo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e sistematizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), relativo a agosto deste ano, estimou a produção de cereais, oleaginosas e leguminosas, na Bahia, em 10,46 milhões de toneladas em 2021, o que representa crescimento de 4,0% na comparação com a safra 2020 – que foi o melhor resultado da série histórica da pesquisa.

Em relação ao levantamento do mês anterior, o resultado apresentou uma redução de 0,8 ponto percentual. O ajuste ocorreu nas estimativas para o milho e o feijão, cujas perdas foram ampliadas na comparação entre os levantamentos. Destaque positivo para a lavoura da soja, cuja produção deverá alcançar sua máxima histórica. Por outro lado, as demais lavouras dos principais grãos deverão ter níveis de produção inferiores aos de 2020, em razão de fatores climáticos assim como de mercado.

As áreas plantada e colhida ficaram ambas estimadas em 3,2 milhões de hectares, o que corresponde, nas projeções do IBGE, a uma expansão de 2,6% na comparação interanual. Dessa forma, a produtividade média estimada para a safra de grãos, no estado, foi de 3,27 t./hectares, o que representa alta de 1,3% na mesma base de comparação.

A soja, cuja colheita está concluída, teve sua estimativa mantida em 6,8 milhões t. – a maior da série histórica do levantamento –, o que corresponde a uma alta de 12,6% em relação a 2020. A área plantada com a oleaginosa somou 1,7 milhão ha., que supera em 4,9% a de 2020, e o rendimento médio esperado da lavoura ficou em 4,0 t./ha.

Leia em: 2 minutos

Os profissionais que atuam no setor de eventos estão aguardando, ansiosos, pelo retorno às atividades festivas em Itabuna. O assunto, que foi tema de reunião entre representantes da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna e do Poder Público Municipal, ganhou repercussão 4ª feira (8.setembro), na Câmara de Vereadores, com a votação unânime dos edis para o pedido de providência solicitado pelo presidente, Erasmo Ávila, de retorno aos eventos.

Segundo dados da Associação dos Produtores de Eventos, o setor vive há quase 600 dias com 6 milhões de profissionais parados e eventos suspensos. Integram no segmento, produtores, cerimonialistas, guias de turismo, garçons, músicos, seguranças, Djs, cozinheiros, roadies, empresários, decoradores, fotógrafos, faxineiros, garçons, carregadores, dentre outros profissionais que estão há quase 1 ano e meio sem faturamento.

Em Itabuna, os integrantes da APPEVIR (Associação de Produtores e Profissionais de Eventos de Itabuna e Região) aguardam a deliberação do prefeito Augusto Castro para o retorno das atividades ainda essa semana, através da publicação do decreto.

Conforme o vice-presidente da ACI e diretor também da ABEFORM, Franklin Bastos, “foi feito o entendimento com a secretaria de saúde, câmara de vereadores, a FICC e a secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda para que sejam liberadas as celebrações e recepções de casamento, aniversários e confraternizações, com um público ainda reduzido de pessoas vacinadas”.

Mauro Ribeiro, presidente da ACI, também destaca o anseio da classe de eventos e de toda a cadeia empresarial para essa retomada. “É de extrema urgência que o poder público entenda e abrace essa demanda, que é um horizonte de retomada, com o avanço da vacinação e a redução dos índices de contaminação do Covid-19”.

Leia em: < 1 minuto

Os vereadores itabunenses devem autorizar o pagamento de mais três parcelas do Auxílio Emergencial Itabuna para famílias que vivem abaixo da linha da pobreza no município, ou seja, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa.

O projeto de lei encaminhado pelo prefeito Augusto Castro (PSD) e que valida a nova rodada foi lido na sessão ordinária de 4ª feira.

Em março, o Legislativo de Itabuna já havia aprovado a criação do Auxílio, sancionado por meio da Lei 2.536/21. Na época, o Executivo argumentou que a transferência de renda serviria para atenuar os impactos socioeconômicos da pandemia da Covid-19.

Agora, tal como na primeira rodada, o prefeito quer efetuar o pagamento do Auxílio no valor de R$ 100 durante três meses. A prorrogação do benefício, alegou o Governo itabunense, deve-se à persistência da pandemia. “Às famílias continuam necessitando de ajuda”, justificou o Governo.

A autorização da nova rodada do Auxílio Itabuna seguiu para designação de relatoria na Comissão de Legislação, o que deve ocorrer na quarta (8.setembro).

Aplicativo do Governo do Estado permite a pesquisa de preços de mais de 500 mil produtos comercializados em lojas de toda a Bahia, facilitando na hora da compra

Leia em: 2 minutos

Alimentos e bebidas, como açúcar, cerveja e frango, são os produtos mais procurados pelos usuários do aplicativo Preço da Hora Bahia, ferramenta que permite fazer em tempo real a pesquisa do valor de todas as mercadorias vendidas no mercado baiano. De acordo com a Sefaz-BA (Secretaria da Fazenda da Bahia), responsável pelo app, o produto que lidera as buscas é uma marca de cerveja, com 90,6 mil pesquisas nos últimos 30 dias. Em segundo, praticamente empatado com 90,5 mil buscas, está o açúcar, que os usuários pesquisam sem especificar marca.

Na sequência estão frango, com 90,3 mil buscas, feijão, arroz e café, empatados com 90,2 mil buscas, e vinho (89,2 mil). Uma marca de analgésico tem o mesmo volume de menções que o álcool: 89,1 mil. O ranking dos dez mais pesquisados no último mês inclui ainda macarrão, com 89 mil buscas.

O Preço da Hora Bahia pode ser baixado na Apple Store e no Google Play Store e é possível fazer a pesquisa também no site precodahora.ba.gov.br. Desde o lançamento em abril de 2020 até hoje, já foram feitos mais de 430 mil downloads do aplicativo.

COMO PESQUISAR
Para fazer a pesquisa básica de preço, o usuário deve informar o nome ou número do código de barras (GTIN) do produto de interesse. É possível pesquisar também por meio da leitura do código de barras das mercadorias, utilizando para isso a câmera do celular.

O auditor fiscal Felipe Abreu, da Gerência de Sistemas da Sefaz-BA, destaca também duas funcionalidades que facilitam a pesquisa de combustíveis e de medicamentos. “O aplicativo tem pesquisas à parte para combustíveis (gasolina, etanol, diesel e GNV) e medicamentos. Elas funcionam da mesma forma que a pesquisa básica, mas nessas situações os usuários apenas selecionam uma das quatro opções de combustíveis, para esse tipo de busca, ou então informam o nome, o princípio ativo ou o laboratório do medicamento para realizar a pesquisa”, explica.

OUTRAS FUNCIONALIDADES
O Preço da Hora Bahia permite que a pesquisa seja feita em um raio de até 30 quilômetros de onde se localiza o usuário, em qualquer município do estado. Além disso, o app apresenta a possibilidade de denunciar contribuintes que se recusam a emitir a nota fiscal, entre outras irregularidades, e ainda disponibiliza o histórico de preços de produtos.

O usuário pode também compartilhar os preços e os produtos pesquisados com os amigos nas redes sociais.

Sócios-fundadores receberam convidados no novo espaço de experiência da marca, no piso L2 do Salvador Shopping

Leia em: 2 minutos

Foi aberta terça (31.agosto) em Salvador, a loja-modelo da Avatim. O espaço, localizado no piso L2 do Salvador Shopping, inaugura o novo padrão de lojas da marca, que reflete a crescente preocupação com a sustentabilidade, percebida inclusive nos produtos expostos, que não apresentam invólucros plásticos. Outro foco sustentável são os aventais das vendedoras, confeccionados no Ateliê da Avatim, em tecido ecológico à base de PET. Materiais naturais, uma tela plana exibindo vídeo conceitual da marca e o destaque dos selos de cosméticos conscientes são alguns dos elementos que enriquecem o ambiente.

Durante o coquetel de inauguração, os sócios-fundadores Mônica Burgos e Cesar Fávero receberam convidados como Ginno Larry, Marcia Mamede, Kika Mamede, Ricardo Cal, Marta Góes, entre outros.

A capital baiana marca a história da empresa de cosméticos e perfumaria por ter sido seu primeiro grande mercado. Há quase 20 anos, Salvador foi o ponto de partida da jornada que levou a Avatim a atingir o status atual, com mais de 180 lojas em 26 capitais e interior do Brasil, além de uma rede com mais de 3 mil revendedores e distribuidores. “Não podíamos deixar de homenagear Salvador com uma loja-modelo Avatim. É uma praça muito importante para nós não só comercialmente, mas em especial afetivamente. Por isso receberemos amigos e convidados especiais para a ocasião”, ressalta Mônica Burgos, sócia-fundadora da Avatim.

SOBRE A MARCA
Com fábrica em Ilhéus, Sul da Bahia, a Avatim busca inspiração na biodiversidade brasileira para desenvolver os mais de 400 produtos do seu portfólio. Pioneira no mercado de aromatização de ambientes, a marca combina suas essências em linhas de cuidados pessoais e para a casa. Destaque na perfumaria fina, a Avatim já conquistou o prêmio internacional Atualidade Cosmética pela fragrância Gigi. A empresa não faz testes em animais, não usa parabenos em seus produtos e garante a neutralização anual de suas emissões de carbono.

O pagamento dos tributos evita que o MEI perca benefícios previdenciários

Leia em: < 1 minuto

A Receita Federal prorrogou até 30 de setembro o prazo para os Microempreendedores Individuais (MEIs) com impostos atrasados regularizarem suas dívidas fiscais. De acordo com a Prefeitura de Ilhéus, para quitar o débito, o contribuinte pode se dirigir ao Balcão do Empreendedor, localizado no Anexo da Prefeitura – Centro, ou acessar o site do Simples Nacional até o final do mês. Clique aqui.

O pagamento dos tributos evita que o MEI perca benefícios previdenciários. Os débitos não regularizados serão encaminhados para inscrição em dívida ativa da União.

Fique atento ao prazo e fuja da inadimplência.

Cadastramento de feirantes no Centro Comercial de Itabuna // Foto da Ascom

Leia em: < 1 minuto

A Secretaria de Segurança e Ordem Pública, iniciou na 6ª feira passada (27.agosto), o cadastramento nas feiras livres. A primeira etapa desse projeto começou no Centro Comercial de Itabuna buscando levantar dados para conhecer o perfil dos feirantes, onde atuam, qual mercadoria trabalham e se os produtos comercializados estão acondicionados de forma correta.

Até o momento, foram realizados 130 cadastros de feirantes do Centro Comercial. Os agentes da Sesop recolhem dados e levam informativos pontuando quais são os documentos necessários para a realização do cadastro: Carteira de Identidade (RG), CPF, Título de Eleitor e comprovante de residência com o código de endereçamento postal(CEP).

O objetivo desta ação é obter dados para o ordenamento de cada feira, para que haja melhorias estruturais e intervenções que melhorem a qualidade das feiras livres de Itabuna. O projeto de melhoria visa exatamente conhecer a quantidade de pessoas que atuam. “Então, esse cadastro é mais interno, para que tenham informações no banco de dados da nossa secretaria. A partir disso, vamos conseguir, inclusive, identificar quem atua em duas ou mais feiras”, relata o gerente e coordenador do cadastramento Vinícius Inaiá.

Leia em: 2 minutos

O presidente da ACI, Mauro Ribeiro, esteve reunido com o presidente da FICC, Aldo Rebouças, o presidente da Câmara de Vereadores, Erásmo Ávila, o Diretor da SICER, Othon Dantas e o vice-presidente da ACI, Franklin Bastos, discutindo o retorno seguro das atividades noturnas em Itabuna. A mesma pauta foi abordada com a secretária de saúde, Lívia Mendes, nesta 3ª feira, (31.agosto).

Com o avanço da vacinação e a redução dos índices da Covid-19no município, a Associação provocou o diálogo em conjunto com os agentes públicos em busca de um posicionamento das autoridades quanto ao retorno dos eventos. “Estamos discutindo o retorno dos eventos para quem já tiver tomando a vacina. É uma forma de pensar e organizar a melhor estratégia para a retomada do segmento que gera emprego e renda na cidade”, destacou Mauro.

Para o retorno das festas de bilheteria é importante a vacinação de toda a população, inclusive dos jovens. Segundo Franklin, também empresário no setor de eventos, a proposta inicial, com a liberação de recepções de casamentos, aniversários, confraternizações e de eventos testes, a exemplo de shows para quem já tomou a vacina, vai permitir uma retomada tão esperada pela classe que mais sofreu com a pandemia.

Além do crescimento em vendas, a empresa também aumentou o network e passou a trocar experiência com outros segmentos

Leia em: 3 minutos

A empresária Rhanna Novaes começou a empreender em 2014 com vendas de acessórios femininos através de aplicativos de redes sociais e de porta em porta, em Ilhéus, região Sul da Bahia. Somente em 2018, Rhanna optou por abrir sua primeira loja física, e, a partir disso, começou a contar com o apoio do Sebrae em Ilhéus. “Desde o início eu não queria trabalhar como amadora e vi no Sebrae o parceiro ideal para ajudar a profissionalizar o meu negócio e também contribuir com a minha tomada de decisões”, declara.

Rhanna conta que, a partir das consultorias do Sebrae, a empresa que administra, a Dona Carmem Acessórios, começou a identificar as necessidades do seu público e potencializar os investimentos de maneira assertiva nos produtos que comercializa na loja, que vão desde acessórios de confecção própria, até looks completos, incluindo uma linha vegana de sandálias.

Além das consultorias gratuitas que Rhanna participou nos últimos anos, recentemente ela investiu no Renova Varejo. Um programa que tem transformado o comércio baiano, ajudando a impulsionar as vendas no presencial e digital, através de consultoria especializada em estoque, gestão, vendas, marketing e digitalização. Com aporte financeiro do Sebrae, o empresário tem até 70% de desconto na hora da inscrição..

Rhanna Novaes // Foto de Arquivo Pessoal

“Foi um investimento que tem trazido um bom retorno, pois o Sebrae tem me auxiliado em diversas áreas da empresa. Nós não crescemos só em vendas, mas aumentamos também o nosso network a partir dos treinamentos. Eu tive a oportunidade de conhecer outros segmentos e trocar experiências, isso contribuiu bastante para o meu crescimento e amadurecimento profissional”, pontua Rhanna.

De acordo com a gerente regional do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, o movimento Renova Varejo auxilia os empresários que buscam acompanhar a mudança do perfil do consumidor. “Nós estamos vivendo um momento em que as empresas precisam estar atentas à presença digital e uma das premissas do Renova Varejo é focar no marketing digital, na capacidade de colocar as empresas para vender a partir das redes sociais ou de outras mídias digitais. Isso tem trazido uma competência fundamental para os negócios que querem sobreviver a este novo perfil do consumidor que foi potencializado a partir do fenômeno da pandemia”, destaca.

O Sebrae finaliza em setembro o treinamento 2021 do Renova Varejo com um ciclo de palestras online, nos dias 30/08, 01 e 03/09, além de um último encontro presencial, com data a definir, exclusivo para os empresários que fazem parte do programa.

Karla Peixoto, gestora do programa no Sebrae em Ilhéus, lembra que o Renova Varejo 2022 já está com as inscrições abertas. “Os empresários do ramo da moda, minimercado, comércio de alimentos, material de construção e equipamentos de informática já podem se inscrever através do link. As vagas são limitadas e já existe uma lista de espera para esse novo ciclo, é fundamental que o empresário não espere iniciar, mas manifeste a sua intenção em integrar o novo grupo”, finalizou.

Acesse o link!

Notícias mais lidas

Outros assuntos