Recursos foram viabilizados por meio de parceria entre Diego Pitanga e deputado federal Bacelar

Leia em: 2 minutos

O suplente de vereador pelo PT, Diego Pitanga, está bastante satisfeito com a destinação de quase R$ 2 milhões em recursos para Itabuna por meio de emendas parlamentares do deputado federal Bacelar (PV). O anúncio acontece justamente na semana em que o município completa 112 anos de emancipação política.

Ao Pauta Blog, Pitanga falou sobre esse grande presente que Itabuna recebeu: “Fico feliz que o deputado está ajudando o município nesse aniversário de Itabuna. Ele está presenteando Itabuna com R$ 2 milhões em emendas. Essa emenda, inclusive, já foi paga e está na conta. Fico muito feliz que o deputado esteja lembrando de Itabuna. Eu, como suplente, estou buscando e ajudando o prefeito Augusto Castro a conseguir isso aí”.

Os recursos são resultado de duas emendas diferentes; a primeira é destinada ao Ministério da Economia no valor de R$ 370 mil e, a segunda, é do Ministério da Saúde no valor de R$ 1.625.695,000.

Vereador Danilo da Nova Itabuna e ex-prefeito Fernando Gomes juntos no dia 27 de abril deste ano; na ocasião, o ex-gestor concedeu entrevista exclusiva ao Pauta Blog.

Leia em: 2 minutos

Após a morte do ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, o vereador Danilo da Nova Itabuna (União Brasil) está propondo que o nome da Vila Olímpica seja alterado para homenagear o político que partiu no último domingo (24.julho) aos 83 anos de idade. Danilo foi eleito vereador pela primeira vez em 2020 com o apoio do ex-gestor.

Ao Pauta Blog, o vereador justificou a ideia: “Eu avalio a importância daquela Vila Olímpica, que foi criada em uma das gestões de Fernando. É uma obra que ele viabilizou com muito carinho e amor ainda na década de 80, ou seja, tem uma história muito forte ligada a ele. Seria uma homenagem justa e necessária”.

O edil falou, também, sobre a perda do ex-prefeito e sobre como a população está sofrendo ao reconhecer que ele foi um dos maiores líderes da região Sul do estado: “A população de Itabuna chorou e está com o coração partido por perder esta referência política. Farei de tudo para honrar o ex-prefeito Fernando Gomes”.

A relação entre o ex-prefeito Fernando Gomes e o vereador Danilo da Nova Itabuna era semelhante à ligação entre pai e filho.

//

Nos três dias de festa, atrações como Pablo e Sinho Ferrary vão agitar Pedrão de Anuri

Leia em: < 1 minuto

Mais uma vez, o prefeito de Arataca, Ferlú Mansur (PSD), vai viabilizar a realização de um grande evento no município. O Pedrão de Anuri começa nesta 6ª feira (29.julho) e termina no domingo (31.julho) com grandes atrações dos cenários regional e nacional.

Entre os nomes mais esperados, estão o do cantor Pablo, que tem se destacado em todo o Brasil e é conhecido como “o rei da sofrência”. Além disso, Sinho Ferrary, que se autointitula como “o mais romântico”, La Fúria e Pipoco do Trovão estão entre as atrações confirmadas.

Para Ferlú, após a pandemia da Covid-19 ter paralisado as atividades, é hora de recomeçar: “Nós passamos por maus bocados e a população amargou grandes perdas de 2020 pra cá. Agora, é hora de girar a economia, dar oportunidade para comerciantes do setor formal e informal e fazer as coisas voltarem ao normal com segurança e responsabilidade”.

Pablo, Sinho Ferray e La Fúria estão entre as principais atrações que vão agitar os três dias do Pedrão de Anuri.

Magno de Souza e Manoelzinho da Madeira: Relatórios apontam violação do Artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal

Leia em: < 1 minuto

Os conselheiros do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) da Bahia decidiram rejeitar as contas das prefeituras dos municípios de Itapicuru e Nova Viçosa referentes ao ano de 2020. Segundo o TCM, não havia recursos em caixa para pagamento das despesas com restos a pagar no último ano de exercício do mandato do gestor, o que viola a Lei de Responsabilidade Fiscal.

As contas de Itapicuru são de responsabilidade do prefeito Magno Ferreira de Souza e, no caso de Nova Viçosa, são provenientes da gestão do ex-prefeito Manoel Costa Almeida, conhecido como Manoelzinho da Madeira. Esse último foi multado em R$ 2 mil e, em Itapicuru, a multa aplicada foi de R$ 4 mil.

Também foi determinada a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra os gestores para que seja apurada a ocorrência de crime contra as finanças públicas, mas ainda cabe recurso das decisões.

Rui veio a Itabuna hoje para acompanhar velório do ex-gestor

Leia em: < 1 minuto

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), veio a Itabuna hoje (26.julho) para acompanhar o velório do ex-prefeito Fernando Gomes. Rui chegou ao Teatro Municipal Candinha Doria por volta das 8h30min e permaneceu durante algumas horas cumprimentando familiares e amigos do ex-gestor.

Após o velório, Rui elogiou a história de Fernando: “Ele tem uma história belíssima! Foi cinco vezes prefeito e três vezes deputado federal. É inegável o carinho dessa cidade e dessa região com ele. Por isso, fica a saudade e a memória. Que Deus ajude a confortar os corações dos filhos. Com certeza, os filhos vão se orgulhar da história do pai”.

DÊ PLAY E ASSISTA ⬇️

Droga apreendida causou prejuízo de mais de R$ 2 milhões ao narcotráfico

Leia em: < 1 minuto

Na noite de ontem (25.julho), policiais rodoviários federais conseguiram tirar de circulação mais de 12 quilos de cocaína. A apreensão aconteceu no KM 800 da BR-242, trecho do município de Barreiras, no oeste baiano.

Segundo a PRF, foi dada ordem de parada a um veículo que seguia de São Paulo para o Piauí. Ao subir no ônibus e conversar com os passageiros, a equipe decidiu vistoriar o compartimento de bagagens e, assim, encontrou uma mala cheia de tabletes de cocaína. Ao todo, foram encontrados 12,3 quilos do entorpecente, o que gerou um prejuízo de cerca de R$ 2.214.000,00 à criminalidade.

Ainda de acordo com a polícia, um dos passageiros, de 23 anos de idade, foi identificado como responsável por transportar a droga. Ele disse que estava retornando para a cidade natal após uma viagem para visitar uma irmã.

O suspeito foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

"Eu posso até ter as minhas preferências, mas eu não sou dono da minha candidatura", declara Neto sobre escolha do nome do vice

Leia em: 3 minutos

O Pauta Blog conversou com o pré-candidato a governador da Bahia, ACM Neto (União Brasil), sobre quem vai ser o nome escolhido para disputar o lugar de vice na chapa. Neto desconversou, mas disse que a decisão está sendo pensada em conjunto com os partidos aliados e que cerca de oito nomes estão sendo analisados.

Segundo Neto, pesquisas têm sido realizadas para entender qual é a melhor opção: 📌 “A gente está tratando desse assunto nessa semana e talvez na próxima. Oito nomes foram avaliados através de uma pesquisa qualitativa recente que eu fiz e, desses oito nomes, nós vamos chegar em uma definição daquele que possa ter, de um lado, o melhor perfil e, do outro, respaldo político dentro do nosso campo dos partidos que irão integrar conosco a coligação majoritária”.

Questionado sobre a possibilidade do partido Republicanos ter alguma vantagem nessa escolha, Neto disse que existem outras siglas no páreo: 📌 “O Republicanos é um dos partidos que tem grandes chances de ocupar essa posição, mas não é o único. Eu diria que o Republicanos vai ter um peso, em qualquer hipótese, um peso muito relevante nessa escolha. Nós vamos procurar dividir isso com o conjunto dos partidos. São mais de dez partidos que vão nos acompanhar nessa caminhada e, na medida que eu puder ter uma escolha que seja bem aceita por todos, é o ideal”.

ACM Neto esteve no velório do ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, no Teatro Municipal Candinha Doria.

O Pauta quis saber, também, se Neto está prezando por alguém que ofereça segurança, mas ele elencou que todas as opções analisadas são confiáveis: 📌 “Todos os nomes que estão sendo ventilados são nomes que me dão conforto, que me trazem tranquilidade do ponto de vista da capacidade política, da capacidade de colaborar futuramente com o governo, conhecimento do estado e da relação pessoal comigo. Então, não há nenhum nome que possa fugir de uma situação que eu considere bem adequada. Pode ser alguém mais perto de mim, pode ser alguém que está, nesse momento, se juntando à caminhada. Esse não é o pré-requisito. O pré-requisito principal é que o nome possa agregar na nossa luta até outubro e que, depois, seja, sobretudo, um nome em condições de nos ajudar a governar a Bahia”.

O pré-candidato fez suspense, mas disse que pode anunciar a composição da chapa antes da convenção, que vai acontecer no dia 5 de agosto: 📌 “Pode ser que sim, mas pode ser que a gente só consiga anunciar no dia 5, que é a nossa convenção. Seja como for, estamos a poucos dias de revelar essa notícia. A convenção vai acontecer dessa sexta que vem a oito, então daqui a, mais ou menos, dez dias, até lá, vamos chegar a uma decisão. Se for tomada antes, eu anuncio antes sem dificuldade nenhuma, mas, se só puder ser anunciada no dia 5, também não há prejuízo. Com Bruno Reis, quando ele foi candidato a meu vice em 2016, eu só anunciei na noite anterior à convenção, então vou trabalhar com o prazo necessário”.

O ex-prefeito de Salvador fez questão de salientar que a escolha do nome depende de uma confabulação entre todo o grupo envolvido: 📌 “Não é uma escolha só do coração. É uma escolha do coração, mas da cabeça também. Não é só minha, eu posso até ter as minhas preferências, mas eu não sou dono da minha candidatura. Esse não é um projeto individual, é algo maior que pertence a um conjunto de partidos e ao povo baiano”.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

TABULEIRO DE 2022❗ Em feito inédito, vereador Danilo da Nova Itabuna reúne ACM Neto e Marcone Amaral

ACM Neto, vereador Danilo da Nova Itabuna e o ex-prefeito de Itajuípe, Marcone Amaral

Leia em: 2 minutos

Durante o velório do ex-prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, várias lideranças compareceram para prestar as últimas homenagens ao político considerado um dos maiores líderes da região Sul da Bahia. Na ocasião, o vereador Danilo da Nova Itabuna (União Brasil) conseguiu um grande feito ao reunir o pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil), e o pré-candidato a deputado estadual, Marcone Amaral (PSD).

Inédito porque Marcone faz parte da base aliada do PT, mas demonstrou que é diplomático ao posar ao lado de ACM. Mais uma vez, o ex-prefeito de Itajuípe demonstrou que consegue dialogar com todos os lados, ou seja, tem as ferramentas de que um político precisa para conseguir apoios e recursos pensando no desenvolvimento da região.

Ao Pauta Blog, o vereador Danilo, responsável por promover o encontro, disse que entende que os dois nomes são importantes no atual cenário político e, portanto, merecem destaque: “A gente tem que ser franco e sincero. Eu faço parte do União Brasil, onde Neto é um dos nossos líderes aqui na Bahia, mas ele tem que entender que, hoje, eu também faço parte da bancada de Marcone. São meus candidatos! O governador é ACM Neto e o estadual é Marcone Amaral. São duas pessoas que pensam política com respeito. Marcone levanta a bandeira do partido dele, que é o PSD, eu levanto a minha do União Brasil e, para estar bem com os dois, eu tenho que estar com os dois”.

Encontro da dupla aconteceu durante velório do ex-prefeito Fernando Gomes.

Empresário Samuca, pré-candidato a deputado estadual, Marcone Amaral (PSD) e o vereador Danilo da Nova Itabuna.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

TABULEIRO DE 2022❗ Em feito inédito, vereador Danilo da Nova Itabuna reúne ACM Neto e Marcone Amaral

"Eu não debato com Israel porque eu me preocupo com os amigos. A gente sabe que você vota em Neto, eu voto em Jerônimo e a gente se respeita na Câmara fazendo um trabalho juntos por Itabuna", disse Manoel Porfírio 'fugindo' do debate com Israel Cardoso

Leia em: 3 minutos

Em entrevista ao programa Frequência Política, o vereador Manoel Porfírio (PT) subiu o tom quando questionado pelo também vereador Israel Cardoso (Agir) sobre o cenário de sucessão estadual na Bahia. Os dois edis discordam, veementemente, sobre a responsabilidade do atual governo sobre o que acontece, atualmente, no estado.

Porfírio estava no estúdio quando Cardoso pediu para participar por telefone e questionou a fala do colega sobre a atuação do PT à frente do governo estadual. Além disso, Cardoso fez questão de criticar o atual pré-candidato Jerônimo Rodrigues: 📌 “A gente está indo para uma eleição em que Rui não é mais candidato. O candidato que o PT apresenta é o atual secretário de Educação, que não conseguiu gerenciar sua pasta. Hoje, nós temos a pior educação do Brasil! É difícil pra gente defender uma candidatura dessa na Bahia e a gente não pode nacionalizar esse debate e dizer que o candidato A ou B tem um padrinho porque Lula também não é candidato na Bahia”.

O líder do governo municipal na Câmara não gostou da fala do colega e resolveu criticar o pré-candidato ACM Neto (União Brasil) ao dizer que ele não tem lado político: 📌 “Há 40 anos, a eleição, na Bahia, é nacionalizada. Vai mudar essa cultura agora? O problema é que o governador Rui Costa é o melhor governador da história da Bahia. Do outro lado, nós temos um pipoqueiro que abraçou e acolheu Bolsonaro na Bahia, chamou Bolsonaro de companheiro, de irmão, de amigo e que, hoje, ele renega. É preciso dizer que Neto esteve atrás de Lula o tempo todo atrás de foto, de chamego e disse que vai votar em Lula no segundo turno, mas, lá atrás, disse que queria dar uma surra de cinto em Lula. Aí agora, só para ganhar a eleição, ele tá mudando a conexão. Eu respeito mais João Roma, que tem lado, que ACM Neto”.

Israel rebateu as falas de Porfírio e disse que vários segmentos estão de mal a pior na Bahia: 📌 “A gente não pode esquecer, também, que a gente é primeiro lugar em violência. O problema não está só na educação. A gente não pode esquecer, também, da fila da morte, da regulação e da saúde. O governo pecou, então se Jerônimo foi responsável por esse plano de governo, faltou ele lembrar o líder principal, que é o governador Rui Costa, de executar e cumprir aquilo que foi acordado em promessa de campanha. Não é só a educação que está um caos, a saúde também. Ninguém consegue fazer nada!”.

Para finalizar, Porfírio salientou que é amigo de Cardoso e, por esse motivo, não se sentia à vontade para debater com ele as questões políticas: 📌 “O senhor é meu amigo, colega, irmão e amo de paixão, mas isso é hipocrisia. O senhor não fala do governo Bolsonaro e o senhor apoiou e votou. O governo Bolsonaro persegue a Bahia e até para liberar recursos, que é constitucional, o governador Rui Costa teve que entrar na justiça. Quando nós assumimos o governo da Bahia, não tinha viatura e era tudo sucateado. O governo da Bahia não tinha arma digna para o policial usar. Não tinha bala nem combustível, então falar de violência, hoje, e não falar do incentivo do presidente da República à violência, eu acho que é injusto. Nós vamos para um debate e quero lhe desejar boa sorte na caminhada porque você é um grande amigo. Eu não debato com Israel porque eu me preocupo com os amigos da linha da política ultrapassar a linha da amizade. Eu sou muito preocupado com isso. A gente sabe que você vota em Neto, eu voto em Jerônimo e a gente se respeita na Câmara fazendo um trabalho juntos por Itabuna”.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

TABULEIRO DE 2022❗ Em feito inédito, vereador Danilo da Nova Itabuna reúne ACM Neto e Marcone Amaral

Antenor foi prefeito durante os anos de 1997 e 2000

Leia em: < 1 minuto

Morreu ontem (24.julho) o ex-prefeito do município de Santo Estêvão, Antenor Marques Fonseca, aos 74 anos de idade. O político estava internado no Hospital Santa Izabel, em Salvador, e não resistiu às complicações no quadro de saúde.

Antenor foi prefeito durante os anos de 1997 e 2000 e se destacou por implantar uma grande fábrica de calçados no município, o que gerou vários empregos. Além disso, foi o responsável pela criação do Hospital Municipal Doutor João Borges de Cerqueira.

Formado em Medicina, atuava como clínico geral e a maior bandeira política levantada era em defesa de uma saúde de qualidade para a população.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

TABULEIRO DE 2022❗ Em feito inédito, vereador Danilo da Nova Itabuna reúne ACM Neto e Marcone Amaral

//

Ex-prefeito e ex-deputado de Itabuna, Fernando Gomes

Leia em: < 1 minuto

O Pauta Blog apurou o roteiro do cortejo do ex-prefeito Fernando Gomes pelas ruas e bairros de Itabuna, nesta 2ª feira (25.julho). O corpo do ex-deputado está previsto para chegar às 10h de hoje (25.julho), no Aeroporto de Ilhéus. Veja os locais:

1. Aeroporto
2. BR-415
3. Posto Cachoeira
4. Saturnino José Soares
5. Praça da Califórnia
6. Santa Inês
7. Avenida Bionor Rebouças
8. Avenida Ilhéus
9. Avenida Amélia Amado
10. Avenida Itajuípe
11. Avenida José Monstans
12. Centro Comercial
13. Rodoviária
14. Avenida J.S Pinheiro
15. Lomanto
16. Nova Itabuna
17. Urbis IV
18. Ferradas
19. Mangabinha – Berilo
20. Ponte do São Caetano
21. Av. Princesa Isabel
22. Rua da Floresta
23. Avenida Roberto Santos
24. Câmara de Vereadores
25. Avenida Aziz Maron
26. Ponte do São Caetano
27. Avenida Cinquentenário
28. Amélia Amado
29. Teatro Candinha Doria

O velório do ex-prefeito será aberto ao público e o sepultamento será 3ª feira (26.julho), em horário ainda a definir.

Leia em: < 1 minuto

Foi cancelados o Celebra Itabuna, festival de música gospel, que seria realizada na praça da Câmara Municipal de Vereadores, e a roda de conversa “Juventude e a Literatura Regional” devido ao falecimento do ex-prefeito Fernando Gomes e por causa do Decreto de Luto Municipal por três dias.

//

Fernando Gomes morreu em Salvador aos 83 anos

Leia em: 3 minutos

Fernando também foi deputado federal e, após deixar a vida pública, estava se dedicando à agropecuária, que sempre foi sua grande paixão. Em entrevista recente ao Pauta Blog, declarou: 💙 “Eu amo mais Itabuna do que a mim mesmo”.

Morreu neste domingo (24.julho), aos 83 anos de idade, o ex-prefeito de Itabuna por 5 mandatos e ex-deputado federal, Fernando Gomes de Oliveira. O político e agropecuarista estava internado no Hospital Aliança, em Salvador, desde a semana passada, após contrair uma bactéria no fígado, mas, infelizmente, o quadro de saúde se agravou e ele não resistiu.

Fernando Gomes governou Itabuna por 5 vezes e foi deputado federal pela Bahia em 3 ocasiões. No final do último mandato como prefeito, tentou ser reeleito nas eleições de 2020, mas teve apenas 15,35% dos votos válidos e ficou em 3º lugar. Na ocasião, chegou a declarar que estava aliviado com a derrota porque queria deixar a vida pública.

Considerado polêmico pelas declarações sempre autênticas, o político não tinha “papas na língua” e, talvez por isso, a população o respeitasse e se identificasse tanto com o homem de hábitos simples. Com ele, não tinha meio termo nem espaço para puxa-saquismo! No Centro Administrativo Firmino Alves, mandava e desmandava, afinal, segundo o próprio, “quem governa é o prefeito e não os secretários”.

Ao longo das gestões, fez alianças em prol do município, mas isso custou, também, inimizades que, segundo ele, faziam parte da política. O forte de Fernando sempre foi o povo! É por isso que deixou uma legião de eleitores apaixonados, desde as pessoas mais humildes até empresários de vários segmentos na região. Era o estilo carismático de Fernando Gomes governar, fazer e acontecer.

O ex-prefeito foi responsável pela viabilização de grandes obras em Itabuna, a exemplo do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, Maternidade Ester Gomes, Vila Olímpica, Teatro Municipal Candinha Doria, Usina Asfáltica, além da construção de 57 escolas municipais e 3 viadutos.

Apaixonado pela cidade, era visível o entusiasmo quando falava sobre Itabuna: 📌 “Eu gosto mais de Itabuna do que de mim próprio. Quando eu viajo e passo 8 dias fora, eu começo a ficar nervoso lá fora e me sinto mal. Quando eu chego na entrada de Itabuna, eu me transformo. Eu amo mais Itabuna do que a mim mesmo”.

Mesmo exercendo cargos públicos, nunca deixou de se dedicar à agropecuária, sua grande paixão. Ele chegou a dizer que, se não tivesse entrado na política, seria um homem rico, mas não se importava com isso: 📌 “Dinheiro é para eu comer e ajudar minha família. Eu não tenho ilusão por dinheiro. (…) Daqui eu não vou levar nada, ninguém leva nada”.

Fernando deixa a esposa e ex-secretária de Assistência Social de Itabuna, Sandra Neilma, com quem tem duas filhas. Além disso, deixa outros quatro filhos, duas mulheres e dois homens, frutos do primeiro casamento, e netos.

O político deixa, também, todo itabunense se sentindo um pouco órfão. Dos mais velhos aos mais novos, não há quem tenha nascido em terras grapiúnas e desconheça o nome dele. O ex-prefeito protagonizou vários embates com adversários, entrou na casa de muitas famílias para tomar um cafezinho, subiu e desceu ruas abraçando e dialogando com o povo. É inquestionável que, nos dias atuais, ninguém faz política como ele fez. Com simplicidade, sinceridade e, justamente por falar o que vinha à cabeça, foi crucificado, mas nunca deixou de fazer jus ao estilo de sempre.

Nossos sentimentos aos familiares e amigos do político, pai e ser humano que se foi. O legado de Fernando Gomes é eterno! Deus conforte os corações de todos.

//

Com o projeto "Estrelas de Itabuna", a Ficc promovem reconhecimento de artistas, escritores e outros profissionais da arte e cultura

Leia em: 2 minutos

O projeto “Estrelas de Itabuna: Escritores” da Ficc (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania), visa homenagear o escritor itabunense. O evento acontecerá amanhã, 2ª feira (25.julho), a partir das 19 horas, no Teatro Municipal Candinha Dórea dentro da programação do aniversário do município, que completa 112 anos de emancipação político-administrativa.

Promovido pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, com a parceria da Alita(Academia de Letras de Itabuna), o projeto apresentará uma série de atividades ligadas ao mundo da literatura itabunense, a exemplo de lançamento de livros, recitais de poesia, roda de conversa e a entrega de Placas de Mérito aos escritores que se destacaram durante o ano em prosa e verso.

Ao longo de sua história, Itabuna, projetou como uma cidade rica em nomes que se destacam no cenário da literatura regional, estadual, nacional e internacional também. Destaques, entre eles: Jorge Amado, Cyro de Mattos, Hélio Pólvora, Valdelice Pinheiro, Telmo Padilha, José Bastos, e outros que engrandeceram e engrandecem o nome da nossa cidade além fronteiras.

ATUALIZAÇÃO ÀS 21H33MIN DE DOMINGO (24.JULHO) ⬇️

Devido ao falecimento do ex-prefeito Fernando Gomes Oliveira ocorrido no domingo (24.julho), em Salvador, a Prefeitura de Itabuna e a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) suspenderam a solenidade de entrega do prêmio “Estrelas de Itabuna: Escritores”, em que homenageia e valoriza neste ano os escritores itabunenses. A festa estava prevista para esta 2ª feira (25.julho), às 19 horas, no Teatro Municipal Candinha Dórea dentro da programação do aniversário do município, que completa 112 anos de emancipação político-administrativa. 

//

IBGE calcula que houve queda de 5,4% no número de pessoas jovens em 2021 comparado a 2012

Leia em: < 1 minuto

Dados divulgados hoje (22.julho) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a população brasileira está mais velha. Isso porque, entre os anos de 2012 e 2021, o número de pessoas com menos de 30 anos de idade caiu 5,4% enquanto houve aumento nos grupos de pessoas acima dessa faixa etária.

No ano passado, a população total do país foi estimada pelo IBGE em 212,7 milhões, um aumento de 7,6% em relação a 2012. Nesse período, a parcela de pessoas com 60 anos ou mais saiu de 11,3% para 14,7%. Já o número de pessoas abaixo de 30 anos passou de 98,7 milhões em 2012 para 93,3 milhões em 2021, ou seja, houve uma diminuição considerável na quantidade de pessoas mais jovens.

Ainda segundo o IBGE, esse número nem considera os efeitos da pandemia da Covid-19, que ocasionaram queda no número de nascimentos e aumento no número de óbitos. O Censo, que vai começar a ser realizado no dia 1º de agosto, é que vai considerar esse novo cenário.

A região Norte é que a concentra o maior número de pessoas jovens com 30,7% da população formada por pessoas com menos de 18 anos. Em seguida, vem o Nordeste com 27,3%. Já as pessoas com 60 anos de idade ou mais estão concentradas no Sudeste 16,6% e no Sul com 16,2%.

📷 Foto de Helena Pontes/Agência IBGE Notícias 
Tags: , ,

Ibrann apontou: "Estou aqui como soldado à disposição do grupo de Neto para poder colocá-lo em Salvador governando a nossa Bahia com a perspectiva de fazer pela Bahia o que ele fez por Salvador"

Leia em: 8 minutos

O Pauta Blog entrevistou o prefeito reeleito de Buerarema e presidente da Amurc (Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia), Vinícius Ibrann (União Brasil). Durante o bate-papo, ele explicou sobre o estilo de governar, criticou a falta de parceria com o governador Rui Costa (PT) e reforçou o apoio à pré-candidatura de ACM Neto (União Brasil) ao governo do Estado.

Confira a entrevista completa⤵️

Pauta Blog // Fale um pouco sobre a sua trajetória política.
Vinícius Ibrann // Meu pai foi vereador de Buerarema duas vezes, esteve prefeito em duas oportunidades, foi o único prefeito reeleito em nossa cidade, de 2001 a 2008. Eu nunca trabalhei em prefeitura nem nunca participei da vida pública, apenas ajudava o meu pai no período de campanha por ser muito próximo dele, mas a minha vertente era outra. Eu fiz o curso de Direito e comecei a advogar em 2011 e, em 2012, meu pai disputou a eleição para prefeito e não conseguiu vencer por um problema que o tirou da campanha. Na época, a campanha era de 3 meses e ele só teve a oportunidade de fazer 20 dias de campanha quando conseguiu o registro da candidatura. Em 2016, ele viria candidato novamente, entretanto, pela mesma perseguição jurídica, não houve possibilidade de ser candidato de novo. Ele não quis ir para o embate jurídico e aí sentou com o grupo e o grupo decidiu seguir a orientação dele e fui candidato por 19 dias em 2016. Conseguimos vencer as eleições, fizemos um trabalho bacana de 2017 até 2020. Em 2020, fui candidato à reeleição, tive 74% dos votos e fui reeleito, sou o segundo prefeito reeleito de Buerarema. Minha trajetória política é muito curta no sentido de participar ativamente da gestão. São esses 5 anos e 7 meses enquanto prefeito.

Pauta Blog // Como é para um jovem enfrentar o desafio de gerir uma cidade como Buerarema sendo que o senhor não tinha experiência?
Vinícius Ibrann // É difícil porque os sonhos afloram muito mais intensamente nos jovens. É uma série de ideias, planos e pensamentos. Entrar na prefeitura foi um pouco frustrante no início porque a velocidade com que as coisas acontecem não é a mesma velocidade com que você sonha, aí é preciso equilibrar o psicológico para adequar ao que pode ser feito. É um desafio de vencer os tabus, quebrar paradigmas porque quebrar paradigmas e mudar a cultura é muito difícil. Você vem de uma realidade de procedimentos de prefeitura de uma forma e você tentar mudar isso para conseguir, com austeridade e compromisso, recolocar as finanças em dia e torná-lo inadimplente, trazer de volta a credibilidade do município, porque, na época, ninguém queria contratar com a prefeitura. Em gestões anteriores, tinha descaso com relação ao pagamento e colocar procedimentos na prefeitura que condiziam com a ética e a lisura é uma mudança muito drástica. Eu apanhei muito com isso, mas, ao longo do tempo, foi possível mudar esse pensamento e o pessoal foi entendendo como é a minha ideologia de trabalho, aí a equipe e a população foram acompanhando e essa troca tem sido uma experiência muito bacana. Hoje, posso dizer com muita propriedade, que tenho orgulho de estar prefeito de Buerarema.

Pauta Blog // Por que o senhor acredita que recebeu 74% dos votos na reeleição e qual vai ser a marca deixada em Buerarema?
Vinícius Ibrann // Eu atribuo ao trabalho. Se você me perguntar sobre a questão política, eu me considero altamente vulnerável politicamente no sentido de articulação política, de tentar desenvolver um governo onde a política é partidária, de colocação de pessoas ligadas à política na prefeitura. Eu vou lhe dizer que eu tenho uma fragilidade com relação a isso, mas, deu certo. Embora eu me considere frágil e vulnerável, hoje, eu tenho a aprovação popular. A gente faz pesquisa aqui de 6 em 6 meses, fizemos uma em janeiro deste ano e, em maio, já fizemos outra e a gente consegue alcançar 93% de aprovação. Em ótimo e bom, eles somam mais de 80% e regular é uma parcela bem menor. Entre ruim e péssimo, não chega nem a 8%. Graças a Deus, realmente, é o trabalho próximo ao povo. Estou muito próximo ao povo, estou na prefeitura todos os dias e as pessoas não têm dificuldade em ver o prefeito, essa é uma marca muito importante. Antes de chegar na prefeitura, eu tenho a cultura de passar nas obras e olhar como estão sempre conversando com servidores e com a população. Eu acho que isso tem sido um grande diferencial dessa aprovação. O legado que quero deixar na cidade é, realmente, com muita humildade, é deixar meu nome cravado na história da cidade como um prefeito que passou e contribuiu. Essa é minha única obstinação. Meu legado, se ele não se eternizar, ele vai permanecer por muitos anos. Mesmo quando nós não estivermos aqui, no plano material, a gente vai ser lembrado com carinho, boas lembranças e fazer parte da história da minha cidade.

Pauta Blog // O senhor já está preparando um sucessor municipal para 2024?
Vinícius Ibrann // Aí é onde entra a minha questão de vulnerabilidade política. Eu trabalhei o primeiro mandato inteiro só pensando na gestão e a reeleição aconteceu naturalmente. Eu tenho acalmado o nosso grupo político porque eu acho que, se a estratégia deu certo no primeiro momento, a probabilidade dela dar certo de novo é muito alta. A gente tem trabalhado sem pensar nessa questão de sucessão, a gente tem se preocupado em continuar o trabalho porque é o trabalho que cria raízes, solidifica o reconhecimento popular e, quando chegar em 2024, nós vamos fazer uma indicação de um nome. Hoje, o grupo tem muitos nomes bacanas, embora eu tenha segurado o pessoal em ficar pensando em 2024 porque aí perde o foco. Se pensar em 2024, esquece de 2022 e 2023 e acaba pulando etapas importantíssimas para o sucesso da gestão. A gestão precisa focar no trabalho porque a gente está aqui, respaldado pelo povo, para dar a Buerarema uma nova perspectiva.

Pauta Blog // Quais foram os benefícios viabilizados pelo governo do estado em Buerarema durante a sua gestão?
Vinícius Ibrann // Discricionário, nenhum. Eu falo discricionário porque eu poderia estar dizendo que não trouxe nada para Buerarema, mas a gente precisa ser fiel e leal com as palavras. A gente tem do governo do estado aqui 8 convênios, mas nós ganhamos isso e disputamos através de editais. O nosso projeto era melhor e nós tivemos a oportunidade de ganhar 8 editais do Bahia Produtiva. Quando eu falo em discricionário, é aquele que o governador quer. Nada! Zero! Nós temos uma obra de cobertura da feira que é pela Conder desde 2012 e não saiu do papel. Eu tive que fazer ao lado dessa obra, que é um elefante branco que está lá cheio de buracos, uma feira modesta nos padrões de Buerarema com recursos próprios e sem ajuda dos governos federal e estadual, mas com o compromisso que a gente tem com o nosso povo. O governo do estado em Buerarema é um descaso e um abandono total!

Pauta Blog // O senhor acredita que há uma perseguição política?
Vinícius Ibrann // Sem sombra de dúvidas! Não adianta me dizer que me elegi na oposição e, por isso, não teve uma linha de diálogo. No início da nossa gestão, em 2017, nós chegamos a ir a vários eventos do governador, tentamos uma aproximação porque, não importa a bandeira partidária. Se o governo do estado tem a capacidade de potencializar as políticas públicas do município, a gente tem que se aproximar, entretanto, não houve portas abertas nem nada mais que um aperto de mão nem uma conversa. A gente viu que, daquele mato, não ia sair coelho, então a gente começou a contar com Elmar Nascimento, nosso deputado federal que já aportou em Buerarema mais de R$ 12 milhões de recursos, e começamos a fazer um trabalho de planejamento para executar as obras com recursos próprios que a cidade não via há muito tempo. Não pode dizer que foi falta de querer porque nós procuramos e não pode colocar a culpa na bandeira partidária porque outros prefeitos da região também foram eleitos no mesmo partido que eu ou em partidos de oposição e tiveram oportunidade de se aproximar do estado. A gente vê Jadson em Coaraci, a gente vê Ibicaraí com Lula Brandão na época, então, realmente, ele não quis Buerarema. No mapa do Sul da Bahia, acho que o governador apontou para aquela cidade e disse ‘’não quero contato’’. Foi assim que ele fez, afinal de contas, foi em todas as cidades da Bahia como ele anda dizendo, mas, em Buerarema, ele não pisou os pés.

Pauta Blog // De zero a dez, qual é a avaliação que o senhor faz do governador Rui Costa?
Vinícius Ibrann // Eu dou zero! Embora eu seja baiano, eu não consigo dar uma nota positiva a um governador que não consegue enxergar que, em todas as cidades da Bahia, nós temos baianos. Eu não consigo acreditar que, na cabeça de um governador, passe a possibilidade do baiano bueraremense ser inferior ao baiano itabunense ou ibicaraiense ou itajuipense. Ele tinha que olhar aqui em Buerarema e dar atenção, mas isso não aconteceu. Enquanto gestor, eu não posso dar uma nota maior que zero ao governador Rui Costa.

Pauta Blog // Quem é o seu escolhido como pré-candidato a deputado estadual?
Vinícius Ibrann // A gente entende que, da vida, a gente leva poucas coisas. Eu ouvi uma frase nesta semana que eu nunca tinha ouvido e diz assim: “No caixão, não tem porta-malas”, ou seja, a gente não leva nada, só a matéria, mas, da vida, você deixa o legado. A palavra precisa ser honrada porque, um homem que não tem palavra, para mim, ele não é homem. Você precisa se comprometer e, quando se compromete, é obrigado a cumprir. Nós tínhamos aqui o apoio a Augusto Castro, demos 2 mil votos a ele em 2018 e Augusto não conseguiu se eleger. A partir daí, a gente criou um vínculo com Elmar no sentido de colocar mais recursos em Buerarema e ter a oportunidade de indicar o deputado estadual e assim foi feito. A palavra foi amarrada e, hoje, vamos apoiar o pré-candidato Júnior Nascimento, que é indicado por Elmar.

Pauta Blog // O senhor está firme e forte na campanha de ACM Neto?
Vinícius Ibrann // Com certeza! Eu costumo dizer que eu não quero ser um coronel, eu não quero ser um tenente, eu quero ser um soldado. Estou aqui como soldado à disposição do grupo de Neto para poder colocá-lo em Salvador governando a nossa Bahia com a perspectiva de fazer pela Bahia o que ele fez por Salvador. Não estou para desmerecer o governo do estado, entretanto, o logotipo da campanha de Neto foi incrível porque a Bahia pode mais. Pode não estar em último lugar em educação, pode não estar em primeiro lugar em insegurança, pode, inclusive, melhorar a condição da saúde e da regulação em nosso estado porque eu vejo a precariedade que é. Eu, realmente, sou muito mais pela Bahia do que tão somente por Buerarema. Eu dei a avaliação de Rui Costa tão somente por Buerarema, mas a minha expectativa é que a Bahia seja um estado promissor porque, sendo um estado de ponta, a gente pulveriza por osmose. A partir de 1º de janeiro, vou dar uma colher de chá e 15 dias para ele e, depois, vou estar na porta dele antes mesmo de se consolidar no cargo para poder cumprir os compromissos que firmou comigo. Eu tenho uma expectativa muito grande em Neto e vou trabalhar forte para que ele se torne governador do estado.

Pauta Blog // O senhor vai ser o coordenador da campanha de ACM Neto na região Sul do estado?
Vinícius Ibrann // Não! É como eu disse, sou um soldado e estou à disposição do grupo de Neto. A missão que me for dada, pode ter certeza, trabalho não vai faltar para que ela seja cumprida e honrada. Eu entendo que, aqui no Sul da Bahia, há grandes nomes com capacidade de coordenar a campanha e sou mais um nome. Estou à disposição do nosso grupo regional e de Neto para desempenhar a missão que me for dada. Quando eu pego uma missão, trabalho, empenho e dedicação não faltam.

Primeiro jogo terminou em 1x1 contra o time de Jequié; rodada de volta acontece na casa do adversário

Leia em: < 1 minuto

O Itabuna Esporte Clube disputa, no próximo domingo (24.julho), o segundo jogo da semifinal da Série B do Campeonato Baiano. O time empatou em 1×1 no primeiro jogo contra a equipe de Jequié e, agora, vai enfrentar o segundo desafio na casa do adversário.

Durante a primeira fase do campeonato, o Dragão do Sul teve o quarto melhor aproveitamento da competição já que, em 11 jogos, foram 5 vitórias, 4 empates e apenas 2 derrotas. Se avançar para a final do campeonato, já vai estar, automaticamente, na Série A do Baianão.

Atacante Jussimar e o atual técnico, Sérgio Araújo.

No time, o destaque vai para o goleiro Thiago Passos, que já passou por grandes clubes brasileiros e conseguiu defender 3 pênaltis na competição. Além disso, o atacante Lucas Shallon fez 5 gols e Jussimar marcou outros 5. O atual técnico, Sérgio Araújo, foi campeão baiano com o Altético de Alagoinhas em 2021.

Avante, Dragão!

Léo é crítico da atual mesa diretora e pretende se apresentar como uma nova opção

Leia em: < 1 minuto

O vereador de Itambé, Léo do Povo (PDT), vai se lançar como candidato a presidente da Câmara de Vereadores da cidade do sudoeste baiano. Léo é um grande questionador da atual mesa diretora e, recentemente, foi responsável por denunciar ao Ministério Público estadual o reajuste dos salários dos edis.

Para Léo, uma das principais bandeiras levantadas precisa ser a da transparência, garantindo que os eleitores tenham acesso às decisões tomadas pela Casa Legislativa. Além disso, acredita que é preciso tornar públicos os gastos dos recursos públicos e utilizar a verba em benefício da população.

Caso eleito presidente, o vereador pretende colocar em prática algumas ações com o objetivo de aproximar a Câmara e o povo fazendo o local se transformar, de fato, na “casa do povo”.

MP denunciou gestor por encontrar fraudes em licitações durante os anos de 2019 e 2020

Leia em: < 1 minuto

Na última 2ª feira (18.julho), a Justiça determinou o bloqueio de R$ 5 milhões em bens do prefeito de Encruzilhada, Wekisley Teixeira (PSD), conhecido como Dr. Lei. Ele e outras cinco pessoas são suspeitas de cometer fraudes em licitações no município.

A Justiça acatou um pedido do Ministério Público estadual, que diz que houve fraudes e superfaturamento em processos licitatórios distribuindo vantagens entre os investigados, além de apropriação indevida dos recursos públicos. De acordo com as investigações, ao menos cinco procedimentos licitatórios foram fraudados entre os anos de 2019 e 2020 gerando um prejuízo ao erário público de cerca de R$ 5 milhões.

Para o MP, houve descaso com a coisa pública, que deve ser utilizada para servir e atender a população no âmbito da saúde, educação e saneamento básico. Por isso, o órgão pediu ontem (21.julho) que a Justiça determine o afastamento do prefeito para que o gestor não cometa outros crimes dessa natureza.

Notícias mais lidas

Outros assuntos