//

Maior evento municipalista da América Latina não acontecia há dois anos

Leia em: 2 minutos

Com a presença de mais de 8 mil gestores de todo o Brasil, está acontecendo a XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios no Centro Internacional de Convenções de Brasília. A abertura aconteceu ontem (26.abril) após dois anos sem a realização do maior evento municipalista da América Latina e contou com a presença de autoridades dos três poderes.

O prefeito de Arataca, Ferlú Mansur (PSD), fez questão de ir à capital federal e destacou a importância de um evento dessa natureza: “Essa oportunidade é única para que a gente possa discutir os caminhos para a construção de um país melhor. A gente sabe que tudo começa de baixo, das cidades, depois temos os estados, as regiões e o Brasil inteiro. A união, com certeza, constrói pontes e melhora a vida das pessoas”.

Durante o encontro, vários temas vão ser discutidos com os prefeitos, a exemplo do Projeto de Emenda Constitucional que propõe a redução da alíquota das contribuições sociais, o Projeto de Lei que institui o Regime Especial de Contribuição Patronal Previdenciária dos Municípios e o Projeto que altera a Constituição Federal para garantir recursos mínimos para o financiamento do Sistema Único de Assistência Social, entre outros.

Além de Ferlú Mansur, participam do evento Vinícius Ibraan, prefeito de Buerarema, Naeliton Rosa, prefeito de Itapé, Gel da farmácia, vice-prefeito de Buerarema, Antônio Valete, prefeito de Jussari, Paulo do gás, prefeito de Camacã, Léo Capoeira, prefeito de Itajuípe, e Renato Freitas, secretário de governo de Arataca.

//

A sessão especial também será transmitida pelas redes sociais da casa legislativa ilheense

Leia em: < 1 minuto

Pelo segundo ano consecutivo, a Câmara de Vereadores de Ilhéus terá sessão especial para discutir o Abril Indígena. O debate acontecerá amanhã (28.abril), às 16h, no plenário Gilberto Fialho e contará com a presença de diversas lideranças dos povos originários e de representantes de entidades representativas que apoiam a causa indígena e a demarcação de seus territórios.

De acordo com Cláudio Magalhães, primeiro indígena eleito vereador no município e autor do requerimento que viabilizou a sessão, o cenário atual para indígenas no Brasil é bastante desfavorável. “Assim como nos últimos anos, 2022 teve um início dramático para os brasileiros e se mostra especialmente desafiador aos povos indígenas, que permanecem mobilizados na defesa de seus direitos”, justificou.

O vereador ainda lembrou que no país tem mais de 800 terras indígenas não demarcadas e as ameaças em virtude da não demarcação são inúmeras, com invasões, desmatamentos e perseguições de lideranças. “Por esse motivo, este ano vamos colocar em pauta o tema: “Retomando o Brasil, Demarcar Territórios e Aldear a Política”. Aqui em Ilhéus, temos nosso povo Tupinambá, muito participativo e atuante nas políticas de nosso município, nesse sentido será muito importante termos esse debate na casa legislativa”, concluiu.

Leia em: 2 minutos

Ao lado da comunidade do bairro Hernani Sá, a pré-candidata a deputada estadual, Soane Galvão, participou do ato de assinatura da ordem de serviço para a construção da areninha da zona Sul de Ilhéus. Com as presenças do secretário da Setre, Davidson Magalhães, o superintendente Marcos Almeida da Sudesb, a coordenadora da Setre, Charliane Sousa, junto ao vice-prefeito de Ilhéus, Bebeto Galvão, e aos vereadores Gurita e Cláudio Magalhães, Soane também transmitiu, aos moradores do bairro, o abraço do prefeito Mário Alexandre, que se encontra em Brasília.

“Essa é mais uma obra em parceria com Rui Costa, um homem que tem olhado por Ilhéus com amor e carinho, assim como olha Jerônimo, o nosso secretário Davidson Magalhães, e o governo Marão. São seis anos de uma evolução muito grande em Ilhéus. Agradeço a cada um de vocês que tem na mente, esperança e fé em Deus que as coisas vão acontecer. Isso aqui vai melhorar e muito, acredite! Porque é assim que se pensa na evolução de uma cidade, com gratidão, trabalho e comprometimento”, disse, em seu pronunciamento, emocionada. Soane agradeceu ao governador Rui Costa, às equipes de governos, ao secretário Davidson, ao vice-prefeito Bebeto Galvão e aos vereadores parceiros.

“O resultado do trabalho de melhoria da cidade é, por exemplo, o saldo positivo de 2.164 novos postos de trabalho e mais de 600 empresas criadas”, acrescentou a pré-candidata. Ela acredita que a areninha beneficiará o bairro não só pelo atrativo da prática esportiva, mas uma melhora substancial no comércio local e movimento, gerando emprego e renda na localidade. A obra para a construção do campo de 50 m x 30 m com alambrado, grama sintética, iluminação e vestiário está orçada em R$ 890 mil reais. Também foi anunciado que o governo vai reformar, ainda, 60 barracas da central de abastecimento.

//

Área de 6 hectares foi cedida à UFSB pela Ceplac

Leia em: 2 minutos

Já está quase tudo pronto para a grande inauguração do Campus Jorge Amado da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). A área de 6 hectares, localizada na sede da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), na BR-415, entre as cidades de Itabuna e Ilhéus, vai ser aberta no próximo dia 6, às 14h. Na solenidade de inauguração, vão estar presentes autoridades municipais, estaduais e federais, além do ministro da Educação, Victor Godoy.

As obras do Núcleo Pedagógico e dos demais elementos da infraestrutura do Campus Jorge Amado foram licitadas nos anos de 2015 e 2017. O edifício do Núcleo Pedagógico, por exemplo, que vai concentrar salas de aula e laboratórios, possui 6 mil m² de área e, ao todo, o investimento na infraestrutura chegou a R$ 61 milhões.

As edificações contam com diferentes tecnologias que promovem redução de gastos e reaproveitamento de recursos. Outras técnicas empregadas são o pavimento permeável, a segregação das águas residuárias, o tratamento de esgoto biológico, o aproveitamento de águas cinzas (qualquer água residual não-industrial originada a partir de processos domésticos como lavar louça, roupa e tomar banho), amarelas (originadas do uso de vaso sanitário e mictórios) e de água da chuva. Os edifícios também estão dotados de painéis fotovoltaicos instalados nos terraços para geração de energia elétrica e de paisagismo com plantas da Mata Atlântica do sul da Bahia.

Secretário esteve na Rua José Bonifácio e prometeu melhorias, mas, depois de 9 meses, a situação continua a mesma

Leia em: 2 minutos

Já faz meses, mais precisamente 9 meses, que o secretário municipal de Infraestrutura de Itabuna, Almir Melo Júnior, visitou a Rua José Bonifácio, no Bairro da Conceição, e se comprometeu a mudar a situação da localidade. Pois bem, passaram-se 321 dias desde a visita e, até agora, o filho não nasceu!

Essa pode ser, talvez, a gestação mais inexplicável do titular de uma pasta que é considerada primordial em um município. Se a música diz que “depois de 9 meses, você vê o resultado”, em terras grapiúnas, funciona de forma diferente. O que se pode concluir, até agora, é que não há capacidade de gestão na infraestrutura da cidade e, pior ainda, ninguém parece se importar com a situação caótica vivida pela população.

Infelizmente, esse não é um caso isolado. O Pauta Blog esteve no Bairro da Conceição e encontrou um morador da Rua Aurora, que desabafou ao relatar o descaso da gestão pública: “Se for tirar foto de buraco, tem que tirar foto da cidade toda!”.

Nós tentamos manter contato com o secretário Almir Melo Júnior, mas, até o fechamento dessa edição, não conseguimos. O espaço está aberto para receber uma possível explicação de quando vai acontecer o parto. Enquanto isso, o prefeito Augusto Castro (PSD) vai levando a situação como um “faz de conta”.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⤵️

RESULTADO DE ENQUETE❗ Atuação do secretariado do prefeito Augusto Castro é desaprovada pela maioria

Charliane disse que reunião com Augusto ainda não foi discutida com Wenceslau

Leia em: < 1 minuto

Parece que o clima entre a ex-vereadora de Itabuna, Charliane Sousa (PCdoB), e o prefeito da cidade, Augusto Castro (PSD), melhorou! Isso porque, nesta 3ª feira (26.abril), Charliane participou de um evento promovido pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte e esteve ao lado do gestor municipal.

Recentemente, o Pauta Blog noticiou que o presidente municipal do PCdoB, Wenceslau Júnior, sugeriu uma reunião entre Sousa e Castro para que a dupla “aparasse as arestas”. Na ocasião, a ex-vereadora declarou que aceitaria o encontro porque gostaria de fazer críticas construtivas à gestão e estava pensando no melhor para a cidade.

Hoje, o Pauta entrou em contato com Charliane novamente para saber se a reunião já aconteceu, mas ela desconversou e deixou “no ar” a possibilidade: “Estive presente representando a Setre, evento institucional, acompanhando a comitiva do secretário Davidson Magalhães. Não conversei ainda com Wenceslau sobre o assunto [da reunião]”.

👀 Abre o olho, prefeito Augusto Castro

Leia em: < 1 minuto

Por meio de uma enquete, o Pauta Blog quis saber a opinião da população de Itabuna sobre a atuação do time de secretários escolhidos “a dedo” pelo prefeito da cidade, Augusto Castro (PSD). Para 56% dos votantes, ou seja, a maioria, a atuação é considerada ruim enquanto apenas 44% consideram a gestão dos secretários como ótima.

Já faz algum tempo que o comentário é que o gestor vai promover uma reforma administrativa justamente para tentar corrigir alguns erros que vem sendo cometidos desde o início da gestão. No entanto, até o momento, a tal reforma não saiu do papel e, nos bastidores, comenta-se que alguns secretários se acham mais poderosos até que o próprio Augusto Castro.

56% dos votantes consideram gestão ruim enquanto 44% classificam como ótima.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⤵️

EDITORIAL❗ O curioso caso da gestão EAD do prefeito Augusto Castro

//

De janeiro até a última quarta-feira, foram diagnosticados 449 casos de dengue, 60 de chikungunya e 8 de zika em Itabuna

Leia em: < 1 minuto

Há quatro semanas, a secretaria de Saúde de Itabuna está monitorando os casos de doenças relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti e, infelizmente, os números são crescentes. Por esse motivo, o órgão emitiu um alerta vermelho para que a população fique atenta aos sinais da dengue, zika e chikungunya a fim de evitar uma epidemia.

De acordo com dados da Vigilância em Saúde do município, de janeiro até a última 4ª feira (20.abril), 449 casos de dengue, 60 de chikungunya e 8 de zika foram identificados em Itabuna. Nesse mesmo período do ano passado, as três enfermidades somavam 154 casos, ou seja, há um aumento significativo.

A orientação da secretaria de Saúde é que, em casos de sintomas como febre alta, dores musculares e nas articulações, náusea e coceira, as pessoas procurem as unidades de saúde. Nesses locais, os profissionais vão saber diagnosticar os pacientes e solicitar o exame, que é coletado e enviado para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) em Salvador.

Atualmente, o índice predial de infestação do mosquito em Itabuna é de 6,64% quando o preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de apenas 1%. Vale salientar que, além do serviço incansável dos agentes de combate às endemias, a população precisa ajudar e cuidar das próprias casas. Em casos de denúncias, é possível acionar o Disk Dengue pelos números 73 3612-8324 ou pelo perfil no Instagram @endemiasemfoco.

Leia em: 2 minutos

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), citou o presidente americano Franklin Delano Roosevelt ao ser perguntado sobre a postura do adversário ACM Neto de não querer se vincular a nenhuma pré-candidatura presidencial: “Não sei qual é o caminho para o sucesso, mas o do insucesso certamente é querer agradar a todos”.

Roma reiterou a sua posição de estar firme com o presidente Bolsonaro, que foi o principal motivo do rompimento dele com o ex-prefeito de Salvador. “Ao contrário do pré-candidato do União Brasil que quer agradar todo o mundo, eu faço oposição ao PT e integro um projeto antagônico ao do ex-presidente Lula. Sou aliado de Bolsonaro”, afirmou.

O ex-ministro da Cidadania observou que o recado das ruas é o crescimento da aprovação de Bolsonaro, o que as pesquisas também já sinalizam. Roma, no entanto, em relação às sondagens eleitorais, considerou que “treino é treino, e jogo é jogo”. “Tem muita água para rolar ainda embaixo da ponte”.

“Se pesquisa determinasse o resultado das eleições, Bolsonaro não seria o nosso presidente hoje”, disse o pré-candidato que teve seu índice de intenção de votos ao governo da Bahia dobrado no último levantamento da Paraná Pesquisas.

Para João Roma, a eleição deste ano será acirrada e possivelmente a mais importante da história. “Existem dois projetos em disputa, o do PT, que envergonhou toda a nação brasileira, e o de Bolsonaro, em defesa da liberdade e dos valores da família”, disse destacando, que, na Bahia, é preciso mudar a postura para devolver ao estado a sua posição de protagonismo. “Tirá-lo da vergonhosa posição de ter os piores indicadores sociais do Brasil”.

Pré-candidato ao Governo da Bahia tem 10 dos 13 gestores da Região Metropolitana de Salvador em sua base aliada

Leia em: 2 minutos

O projeto eleitoral de ACM Neto para o Governo da Bahia já conta com o apoio de 76,9% dos prefeitos responsáveis pelas gestões das cidades da Região Metropolitana de Salvador. Na última semana, migraram para a base aliada do ex-prefeito de Salvador os gestores de Candeias, Dr. Pitágoras, e de São Francisco do Conde, Antônio Calmon.

O prefeito Antônio Calmon ressaltou que ACM Neto é a esperança de dias melhores para a Bahia e que sua gestão em Salvador é o melhor cartão de visita para os outros 416 municípios do estado.

O grupo de apoio ao pré-candidato do União Brasil também conta com os prefeitos de Vera Cruz, Mata de São João, Salvador, São Sebastião do Passé, Simões Filho, Dias D’Ávila, Camaçari e Itaparica. A Região Metropolitana de Salvador representa cerca de 3,9 milhões de pessoas – número que retrata 26,5% da população de toda a Bahia.

INTENÇÕES DE VOTOS
O Instituto Paraná divulgou, nesta 2ª feira (25.abril), um levantamento sobre o cenário eleitoral na Bahia. De acordo com os dados da pesquisa, ACM Neto contabiliza 55,4% das intenções de votos – mais que o dobro da soma dos votos de todos os concorrentes.

Instituto Paraná Pesquisas divulga resultado de levantamento; ACM Neto e Otto Alencar lideram intenções de votos na Bahia

Fernando Torres e o prefeito Colbert Martins

Leia em: < 1 minuto

“Eu, vereador Fernando Torres, declaro: não voto em nenhum empréstimo enquanto não finalizar o BRT, o Shopping Popular e o projeto Novo Centro. E não adianta colocar a população contra a Câmara, porque todos nós estamos vendo o que está acontecendo aí”. A declaração é do vereador Fernando Torres (PSD), presidente da Câmara Municipal, durante pronunciamento na tribuna na Casa nesta terça (26.abril).

A declaração do vereador é referente a uma fala do prefeito Colbert Martins (MDB), durante entrevista nesta manhã no programa Acorda Cidade, quando ele disse que está aguardando a Câmara aprovar o financiamento de R$246 milhões referente ao saneamento básico em vários bairros de Feira de Santana.

Torres garantiu que a Casa Legislativa não vai ser responsável por aprovar um financiamento de R$246 milhões “para um prefeito incompetente”, que “precisa tomar uma aula com o governador Rui Costa, pois quando se começa uma obra, precisa terminar”. Lembrou ainda que, quando foi secretário estadual, tinha 600 obras para fiscalizar, porém, ninguém vê o prefeito Colbert Martins Filho em lugar algum.

Leia em: < 1 minuto

A ACI (Associação Comercial e Empresarial de Itabuna) promove a Reunião Ordinária na próxima 2ª feira (9.abril), às 19h, no auditório da entidade, com a participação do professor Elson Mira, que vai tratar da economia local.

No mesmo encontro, os empresários contarão com a presença do secretário municipal de Segurança e Ordem Pública, Humberto Matos (PSD), que vai apresentar o plano de ação para o ordenamento do comércio e as tratativas que já vem sendo aplicadas no centro da cidade.

A ACI fica localizada no edifício União Comercial, na rua Osvaldo Cruz, nº 56, Centro de Itabuna.

Bruno Dauster era secretário da Casa Civil do governo Rui Costa e pediu demissão do cargo após polêmica da compra de respiradores

Leia em: 2 minutos

Hoje (26.abril), a Polícia Federal deflagrou a Operação Cianose e cumpriu 14 mandados de busca e apreensão nos estados da Bahia, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro. A operação investiga a compra de 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste no início da pandemia da Covid-19.

De acordo com as investigações da PF, a compra dos aparelhos foi feita de forma irregular, como o pagamento antecipado do valor integral sem que houvesse garantia contratual contra possível inadimplência da empresa Hempcare. Lembrando que o contrato foi firmado no início de 2020 e, desde então, nenhum respirador foi entregue.

Ainda segundo a Polícia Federal, os investigados podem responder pelos crimes de estelionato em detrimento de entidade pública, dispensa de licitação sem observância das formalidades legais e lavagem de dinheiro. De acordo com o site O Bastidor, o ex-secretário da Casa Civil da Bahia, Bruno Dauster, e o empresário e consultor contratado para intermediar a compra, Cléber Isaac, estão entre os alvos da investigação.

Por meio de nota, o ex-secretário do governador Rui Costa (PT) classificou a operação como “absolutamente extemporânea e desnecessária”. Além disso, Dauster afirmou que sempre colaborou com a polícia e “ao longo de toda minha vida profissional, sempre agi de forma lícita com absoluta transparência e rigor ético”.

Sobre a operação, Rui Costa declarou que está ansioso pelo resultado e punição dos envolvidos: “Não tem nenhum ser humano mais ansioso para que essa apuração seja finalizada. Já se vão quase dois anos disso e eu continuo indignado pelo fato de saber que essas pessoas estavam presas. Essas pessoas tinham assinado o documento que iriam devolver o dinheiro e o Ministério Público da Bahia pediu para soltar essas pessoas e o juiz concordou. Quase dois anos e a gente acompanha investigação após investigação, o que a gente quer é a conclusão disso e quem está culpado vá para o xilindró, responda pelo mal feito e que o povo possa ter o dinheiro de volta”.

//

Universidades paralisam atividades e ato público é realizado em Salvador nessa quarta-feira

Leia em: < 1 minuto

Os docentes das quatro universidades estaduais da Bahia aprovaram, por unanimidade, a paralisação das atividades nessa quarta-feira (27.abril). Segundo a categoria, a mobilização é para chamar a atenção do governo estadual sobre o trato com a educação pública.

Ainda de acordo com os professores, o governo estadual concedeu reajuste salarial de apenas 4%, diferente dos mais de 50% de perdas inflacionárias ao longo dos últimos 7 anos. Dessa forma, a categoria se sente desvalorizada e afirma que o poder público ignora as tentativas de negociações, que incluem assuntos como regime de trabalho, dedicação exclusiva, promoções e progressões.

Além das paralisações das atividades nas quatro instituições de ensino (UESC, UESB, UEFS e UNEB), vai acontecer um ato público em Salvador como forma de demonstrar a indignação dos docentes.

O termo coletivo garante revisão de 10,76% nos salários dos servidores públicos, retroativo ao mês de janeiro, bem como autoriza aumento no ticket alimentação, passando de R$ 500 para R$ 550

Leia em: < 1 minuto

O prefeito Mário Alexandre e representantes dos sindicatos dos servidores municipais assinaram nesta 2ª feira (25.abril) acordo coletivo que concede reajuste salarial e aumento do ticket alimentação para os funcionários da Prefeitura de Ilhéus. O termo coletivo garante revisão de 10,76% nos salários dos servidores públicos, retroativo ao mês de janeiro, bem como autoriza aumento no ticket alimentação, passando de R$ 500 para R$ 550.

O ato reuniu representantes do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado da Bahia, Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Combate às Endemias, Sindicato dos Agentes de Trânsito da Bahia, Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus e Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos do Município de Ilhéus.

O prefeito ressaltou que o diálogo fortalece importantes pautas e representa avanços em reivindicações históricas dos funcionários públicos, que durante muitos anos sofreram pela falta de valorização.

A gratificação anual dos agentes de combate às endemias e agentes comunitários de saúde será paga em duas parcelas, sendo a primeira em setembro e a segunda em outubro. A iniciativa foi comemorada por atender as demandas apresentadas ao Município.

O chefe do Executivo reiterou a importância de reconhecer o trabalho desempenhado pelos servidores, que têm prestado um serviço comprometido no atendimento à população ilheense. O retroativo será pago no mês de agosto, em folha suplementar e em parcela única.

//

Prefeito Augusto Castro prefere fechar os olhos a enxergar os verdadeiros problemas da cidade de Itabuna

Leia em: 2 minutos

Analisando friamente a situação da cidade de Itabuna, é nítido que alguns problemas ainda não foram resolvidos pela atual gestão do prefeito Augusto Castro (PSD). Eleito com folga em 2020 ao lado de Enderson Guinho (União Brasil), o gestor havia feito promessas inovadoras e garantido que a cidade mudaria caso assumisse a gestão. Após 1 ano e 3 meses, será que a população concorda que #ItabunaTáDiferente mesmo?

Justiça seja feita, Castro não teve sorte com alguns acontecimentos que, claro, fugiram ao controle de qualquer ser humano, a exemplo da enchente do Rio Cachoeira e os inúmeros transtornos causados por ela. Até mesmo a ornamentação natalina – até então inédita na cidade – foi, literalmente, levada água abaixo e afundou o sonho do “maior natal de todos os tempos”.

Já quando observamos, por exemplo, que, até hoje, o contrato firmado entre a prefeitura e a empresa responsável por operar o transporte público coletivo, é emergencial, fica difícil entender. Durante a campanha, Castro disse que os ônibus eram uma prioridade do governo e chegou a afirmar que seriam um dos primeiros problemas solucionados pela gestão. Por enquanto, o que se vê é a população amargando a falta de estrutura dos veículos, além do descomprometimento e organização da empresa em cumprir os horários e oferecer o mínimo de conforto aos passageiros.

Quando se caminha pelos bairros da periferia, a campeã de reclamações é a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). A impressão é que o que já era ruim, ficou ainda pior. Não se sabe se as constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica nas estações de captação ou se a falta de planejamento e modernização da empresa são as responsáveis pelo verdadeiro caos na hora do povo ter acesso ao serviço que, diga-se de passagem, não é barato.

Nos bastidores, o que se comenta é que é difícil encontrar o prefeito em terras grapiúnas até mesmo para apresentar os problemas vividos pelos moradores de Itabuna. Com a justificativa de que está sempre fora da cidade em busca de recursos, o prefeito foge à regra de que “o olho do dono é que engorda o gado”. A oposição está de olho e não poupa críticas ao estilo EAD (à distância) de governar do prefeito, mas, se está agradando a população, 2024 é que vai dizer.

Parece que, até então, quem aprovou mesmo a gestão Augusto Castro foi a Câmara de Vereadores. Com 21 ocupantes na Casa Legislativa, não há oposição real ao Poder Executivo. Prova disso é que o presidente da Câmara e correligionário de Augusto, vereador Erasmo Ávila (PSD), foi reeleito para o próximo biênio com unanimidade no início deste mês.

Leia em: < 1 minuto

O Pauta Blog, constantemente, quer saber a opinião dos leitores sobre a atuação de políticos e políticas da região. É primordial entender como está a aprovação dos eleitores quanto às escolhas feitas nas últimas eleições, principalmente em ano eleitoral. Isso é democracia!

Dessa vez, queremos saber o que a população acha sobre a atuação do secretariado escolhido pelo prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD). Clique abaixo e vote na enquete!

//

"Vou analisar adiante se vou participar ou não das eleições. (…) Pode ser que eu não seja candidato a nada", declara Moro em entrevista ao Uol

Leia em: < 1 minuto

Hoje (25.abril), o ex-juiz federal e ex-ministro, Sérgio Moro (União Brasil), concedeu entrevista ao Uol e declarou que pode não participar do pleito eleitoral de outubro. Depois de ter trocado o Podemos pelo União Brasil, mas ter sofrido resistência de uma ala do partido, Moro foi escanteado e se recusa a concorrer ao cargo de deputado federal por São Paulo.

Antes, o ex-juiz batia na tecla de que gostaria de “mudar o Brasil” e ser candidato à Presidência. Depois, recuou e disse que era um mero “soldado da democracia” dando a entender que aceitaria o posicionamento da legenda. Agora, ao Uol, ele não confirma a candidatura à Câmara Federal e disse que pode ficar de fora da disputa: “Vou analisar adiante se vou participar ou não das eleições. (…) Pode ser que eu não seja candidato a nada”.

//

Guedes tem 72 anos de idade e tomou as três doses da vacina

Leia em: < 1 minuto

O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, de 72 anos de idade, está com Covid-19. A informação foi divulgada hoje (25.abril) pela assessoria de imprensa do Ministério.

Em nota, a pasta afirmou que o ministro já foi imunizado com as três doses da vacina e que apresenta apenas sintomas leves. Guedes manteve a agenda de reuniões de forma virtual e deve permanecer em isolamento em Brasília.

Leia em: 2 minutos

A prefeita de Ibicaraí, Monalisa Tavares, está em Brasília, Capital Federal, para participar a partir desta 2ª feira (25.abril), até a próxima 5ª feira (28.abril), da XXIII Marcha em Defesa dos Municípios, que acontece no Centro Internacional de Convenções. Monalisa faz parte de uma grande comitiva baiana com mais de 500 integrantes, entre prefeitos, secretários municipais, assessores e vereadores.

A Marcha será aberta oficialmente na manhã de 3ª feira (26.abril) e tem a realização da Confederação Nacional de Municípios (CNM), apoiada pela UPB. A abertura oficial vai contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro e dos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado, além de líderes partidários. De acordo com a organização, o evento receberá na sua programação os pré-candidatos à presidência da República.

“Estamos aqui tentando buscar um melhor equilíbrio fiscal. Hoje é muito difícil governar um pequeno município com poucos recursos e muitas dívidas existentes. Participamos com muito e recebemos pouco. Defendemos a redução da alíquota patronal paga pelas prefeituras ao INSS. Precisamos, entre outras coisas, reduzir esse número para que os municípios possam respirar. A cada novo governo, quem assume, recebe o município mais endividado”, disse a prefeita Monalisa Tavares.

Notícias mais lidas

Outros assuntos