Segundo Torres, Câmara já recebeu vários pedidos de afastamento do prefeito Colbert Martins e vai analisar as solicitações

Leia em: < 1 minuto

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Feira de Santana realizada ontem (21.junho), o presidente Fernando Torres (PSD) soltou o verbo contra o prefeito da cidade, Colbert Martins Filho (MDB). Segundo Torres, ele chegou a se posicionar contra o afastamento do gestor anteriormente, mas, por causa das atitudes tomadas por Colbert ultimamente, ele mudou de opinião.

Ainda de acordo com o presidente da Casa, o prefeito “perdeu a noção de política” e a gestão não prioriza a população: “Acho que o prefeito Colbert Martins Filho perdeu a noção da política, do parlamento e da gestão pública. Eu falei aqui, anteriormente, que sou contra qualquer tipo de afastamento de qualquer gestor, mas essa administração é pífia, problemática e não ouve a população. Eu era contra o impeachment do prefeito Colbert, mas não sou mais”.

Torres disse, também, que a Câmara já recebeu vários pedidos de afastamento do prefeito e essas solicitações vão ser analisadas: “Como presidente da Câmara, gostaria de dizer à liderança do governo e ao vereador José Carneiro que nós vamos analisar as mais de 10 solicitações que já chegaram a esta Casa para tomar uma providência”.

O prefeito Colbert Martins ingressou com uma ação judicial para, novamente, reconduzir o procurador Carlos Alberto Moura Pinho ao cargo de procurador mesmo após votação contrária na Casa.

Comunicadores foram convidados a participar de coletiva de imprensa dentro de ônibus

Leia em: 2 minutos

No último sábado (4.junho), o pré-candidato a governador, Jerônimo Rodrigues (PT), juntamente com o vice da chapa, Geraldo Júnior (MDB), e o pré-candidato à reeleição no Senado, Otto Alencar (PSD), estiveram em Itabuna para o Programa de Governo Participativo (PGP) Litoral Sul. O evento, segundo fontes ligadas ao governo estadual, reuniu cerca de 8 mil pessoas em uma arena montada na Avenida Princesa Isabel.

Antes do ônibus com a caravana chegar ao local do evento, os comunicadores foram convidados para uma coletiva de imprensa. Quando o veículo chegou, todos foram chamados para dentro do carro e ficou “no ar” onde aconteceria a entrevista. Pois bem! Foi ali mesmo! Todo mundo “junto e misturado” dentro da lata de sardinha.

O senador Otto Alencar, que também é médico, ficou indignado com a situação e “soltou os cachorros” em cima de um dos organizadores do PGP: “Como é que convoca uma coletiva dentro de um ônibus?”. Sem graça, o dono da ideia justificou: “É porque não tinha local, senador”. Otto retrucou: “Com a Ômicron solta por aí?”. O humilde organizador finalizou dizendo que a situação não vai voltar a acontecer.

Parece que o lado da Medicina falou mais alto que o lado político e o senador fez questão de lembrar que a pandemia da Covid-19 não acabou. Em ano eleitoral, costuma-se dizer que “pode tudo”, mas é fato que o coronavírus ainda está entre nós e todo cuidado é pouco.

"Bicudos" do mesmo partido, porém não estão aliados

Leia em: < 1 minuto

O prefeito Colbert Martins (MDB) vai entrar para a história de Feira de Santana como o “herói da destruição”. A opinião é do vereador Edvaldo Lima, que lista problemas em diversos âmbitos, como educação, saúde, transporte e infraestrutura.

Apesar de serem filiados ao mesmo partido, o parlamentar diz que Colbert Martins não soma ao MDB em Feira de Santana. Segundo ele, a representatividade da sigla no município se resume aos quatro vereadores feirenses: Edvaldo Lima, Lu de Ronny, José Carneiro e Ron do Povo.

Finalizou alertando ACM Neto, pré-candidato ao governo da Bahia: “não acredite no que Colbert fala, é tudo mentira”.

📷 Foto do vereador é Mario Neto/ASCOM-CMFS

Advogado Reinaldo Weber posa ao lado do novo presidente do MDB de Ilhéus, Fernando Hughes, e do pré-candidato a deputado federal Fábio Vilas Boas e do jovem líder Alan Oliveira

Leia em: < 1 minuto

A Justiça Eleitoral emitiu, na última 2ª feira (16.maio), a Certidão de Composição da nova comissão provisória do partido MDB de Ilhéus. A partir de agora, o advogado Fernando Hughes é o presidente e maior representante do partido no município.

O ex-vereador de Ilhéus, Alisson Mendonça, além do ex-candidato a vereador e advogado, Reinaldo Weber, e os líderes Alan Oliveira e José Francisco dos Santos também fazem parte do novo diretório. A legenda tem ganhado cada vez mais adeptos na região e avança na estruturação ao atrair novos nomes de grande articulação em vários setores.

Anteriormente, o comando do diretório ilheense estava nas mãos do ex-secretário estadual de Saúde e pré-candidato a deputado federal, Fábio Vilas Boas. Para ele, esse momento é crucial para alavancar o nome da sigla no cenário regional: “Acredito que está no caminho certo, pois não devemos ter medo de avançar para um crescimento dos municípios e, em Ilhéus, não é diferente”.

Caso segue para votação em plenário do STF

Leia em: < 1 minuto

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Kassio Nunes Marques, recusou a liminar apresentada pelo partido União Brasil para anular a eleição que reelegeu o vereador Geraldo Júnior (MDB) como presidente da Câmara de Vereadores de Salvador. No voto, o ministro submete a decisão ao plenário do STF.

Na ação apresentada pela legenda, é dito que o também pré-candidato a vice governador da Bahia foi beneficiado pela alteração da Lei Orgânica que viola o princípio republicano e o pluralismo político. O ministro entendeu que Geraldo vai tomar posse no próximo ano e, por isso, não há “extrema urgência” ou “risco de lesão grave” Com informações do site Política Livre.

"Saliento que continuo oposição à atual administração municipal, mas que, olhando o cenário de dificuldades que passa nossa Feira, deixamos as disputas políticas de lado", declarou deputado Zé Neto nas redes sociais

Leia em: < 1 minuto

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), almoçou ao lado do deputado federal Zé Neto (PT), nessa 2ª feira (11.abril). O que chama a atenção é que ambos são adversários políticos de longa data, mas se reuniram para discutir soluções para o município.

Nas redes sociais, o deputado fez questão de salientar que permanece sendo oposição à gestão de Colbert, mas os interesses de Feira de Santana estão em primeiro lugar: “Saliento que continuo oposição à atual administração municipal, mas que, olhando o cenário de dificuldades que passa nossa Feira, deixamos as disputas políticas de lado e olhamos para interesses da comunidade numa atitude de responsabilidade institucional que coloca o bem estar da cidade como prioridade do nosso mandato”.

Vale salientar que o prefeito Colbert vem enfrentando uma oposição ferrenha dentro da Câmara de Vereadores da cidade e há quem diga que o pedido de impeachment pode acontecer a qualquer momento. Pensando assim, nada melhor que unir forças com times adversários para tentar fugir do título de protagonista da rejeição, né?

"Eu recebi uma missão dada pelo senador Jaques Wagner e pelo governador Rui Costa de atrair o MDB para a base do governo", declara Vilas-Boas, que é pré-candidato a deputado federal

Leia em: 2 minutos

Desde que o nome do ex-secretário de Educação do estado, Jerônimo Rodrigues (PT), foi escolhido como pré-candidato a governador da Bahia, houve várias negociações para definir quem seria o pré-candidato a vice e por qual partido ele sairia. Em entrevista ao Pauta Blog, o ex-secretário estadual de saúde e pré-candidato a deputado federal, Fábio Vilas-Boas (MDB), declarou que foi o grande articulador para que PT e MDB caminhassem juntos na tentativa de conquistar o Palácio de Ondina.

Ao entrar no circuito, o MDB indicou o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Júnior, para caminhar ao lado de Jerônimo na tentativa de vencer as eleições de outubro. Antigo aliado do ex-prefeito de Salvador e pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil), a vinda de Geraldo para a base atual pegou muitos de surpresa, mas demonstra que política é feita com muito diálogo e estudo de caso.

Para Vilas-Boas, a concretização da aliança entre as duas legendas foi resultado de uma conversa que durou cerca de 8 meses: “Eu recebi uma missão dada pelo senador Jaques Wagner e pelo governador Rui Costa de atrair o MDB para a base do governo. Isso foi feito lá em setembro e, ao longo desses 8 meses, eu me dediquei a essa tarefa, que considero cumprida ao trazer o MDB para a base de sustentação do governo do estado e da campanha de Jerônimo Rodrigues. Filiar-me ao partido e, como prêmio, ainda, ter recebido a vice-governadoria com a indicação do companheiro Geraldo Júnior, presidente da Câmara de Vereadores de Salvador”.

Demonstrando entrosamento com o partido ao qual se filiou recentemente, Vilas-Boas disse que o MDB espera ter sucesso no pleito deste ano: “Temos perspectiva de fazer até 3 deputados federais. Estamos com uma chapa bastante competitiva e com representantes em várias regiões da Bahia. Acredito que teremos uma representação à altura do que o partido merece”.

Leia em: < 1 minuto

Amanhã (6.abril), o médico cardiologista e ex-secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, chega a Itabuna para cumprir agenda como pré-candidato a deputado estadual pelo MDB.

Fábio tem caminhado por várias cidades do interior baiano na tentativa de se aproximar do eleitorado e adquirir a confiança necessária para obter a maior quantidade de votos possível.

"Procede que eu recebi o convite, mas não fui", afirma Diego Pitanga ao Pauta Blog

Leia em: < 1 minuto

O Pauta Blog obteve, com exclusividade, a informação de que o primeiro suplente de vereador de Itabuna, Diego Pitanga, teria trocado o PT pelo MDB. Prontamente, nossa equipe manteve contato com Pitanga para obter mais detalhes sobre a situação, mas ele negou que tenha trocado de partido.

O suplente confirmou que recebeu o convite, mas que permanece filiado ao Partido dos Trabalhadores: “Recebi um convite de Lúcio lá atrás, mas não voltei, não. Procede que eu recebi o convite, mas não fui”.

Ainda de acordo com Pitanga, o foco atual é apoiar os pré-candidatos a deputado federal e estadual: “Eu tô com Alberto [Lima Filho] para deputado e, em breve, sai o federal que vai trazer algo para Itabuna. Vai ter novidade em breve!”.

Documento com propostas do partido foi entregue a Jerônimo Rodrigues, pré-candidato ao Governo do Estado pelo PT

Leia em: 2 minutos

Ao definir o seu retorno à base governista, com direito a indicar o pré-candidato a vice-governador, Geraldo Júnior, o MDB entregou a Jerônimo Rodrigues (PT), postulante ao Governo do Estado, um documento repleto de propostas. A iniciativa faz parte da nova postura do partido, que busca retomar o seu espaço na política baiana.

A saúde pública tem destaque entre as propostas entregues pela legenda. Trata-se de uma diretriz nacional do partido: o MDB, que já indicou diversos ministros para a pasta, quer retomar o protagonismo na saúde. Prova disso é a filiação de Fábio Vilas-Boas, que por sete anos foi secretário de saúde da Bahia e é pré-candidato a deputado federal.

“Descentralizar as ações de alta e média complexidades, ampliando a universalização dos serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e fazendo com o que o atendimento chegue a mais cidades do interior. Ou seja, regionalizar a saúde, com a intenção de tornar as regiões autossuficientes”, diz o documento entregue a Jerônimo e à imprensa estadual.

O MDB, portanto, defende o aprofundamento da principal política de saúde do governo Rui Costa (PT), entendendo este como um dos principais legados deixados pelo petista. O documento, neste ponto, contou com colaboração de Fábio Vilas-Boas, que foi responsável por implantar essa política na Bahia.

“Precisamos fortalecer a capacidade resolutiva dos municípios, levando pequenas cirurgias para seus hospitais, pois elas correspondem ao grosso dos serviços demandados à rede estadual. Além disso, manter uma linha permanente de educação: investir em pessoas, pois são elas que vão proporcionar atendimento de qualidade”, completa o documento.

O documento do MDB também aponta caminhos para o mercado de trabalho, a agricultura e a educação. Todos os pontos foram elaborados junto a acadêmicos de universidades da Bahia e têm como base iniciativas já aplicadas com sucesso em outros estados.

O partido defende uma educação contextualizada com a era digital em que os jovens, afinal, estão inseridos. Ou seja, com a capacitação e imersão de alunos e professores nas novas tecnologias como salas de aula e bibliotecas virtuais, realização de provas e trabalhos por meio da internet e acompanhamento constante através das redes sociais.

Para o mercado de trabalho, o MDB defende o uso de aplicativos que ampliem a vitrine e facilitem a formalização de profissionais liberais. Ou seja, plataformas para que pintores, designers, cabeleireiros, músicos, entre outros trabalhadores possam ser encontrados por clientes e por meio delas diminuam a burocracia da prestação de serviços.

E para a agricultura, o partido propõe a produção sustentável de cacau em áreas de Mata Atlântica; ampliação dos programas de acesso a água e luz para produtores do Semiárido; e atenção aos resultados positivos que o agronegócio tem obtido no Cerrado baiano.

CLIQUE AQUI E LEIA OS DOCUMENTOS NA ÍNTEGRA ⤵️

👉 Comunicado do MDB.

👉 Propostas do MDB.

Notícias mais lidas

Outros assuntos