Emasa discute a despoluição e recuperação do Rio Cachoeira

Leia em: < 1 minuto

A despoluição e recuperação do Rio Cachoeira foi discutida na sede da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), entre o gerente de Planejamento e Expansão da Emasa, Ângelo Lucena, a secretária Sônia Fontes e o diretor de Projetos da Secretaria de Planejamento, Rosivaldo Pinheiro, e por Adson Franco, representante das empresas Portal Santo Agostinho, e BR Infra, empresas que contam com a parceria da dinamarquesa Ramboll.

As empresas representadas por Adson Franco elaboram projetos necessários para a captação de recursos em diversas áreas com ênfas nas áreas ambiental e saneamento. No encontro, foi debatida a possibilidade de elaboração de projetos para captação de recursos a serem aplicados em projetos de recuperação da Bacia do Rio Cachoeira, que engloba Itabuna mais 11 municípios: Itororó, Firmino Alves, Itaju do Colônia, Floresta Azul e Ibicaraí, Santa Cruz da Vitória, Jussari, Buerarema e Itapetinga.

Segundo Franco, a dinamarquesa Ramboll é uma empresa global de consultoria em serviços ambientais, supervisiona e executa programas nessa área, a exemplo de Cingapura, na Ásia. No Brasil, desenvolve o Programa de Reparação Integral da Bacia do Rio Doce.

Para o gerente de Planejamento e Expansão da Emasa, a empresa tem interesse em firmar parcerias com a iniciativa privada para recuperar o Rio Cachoeira. “Essa é nossa tratativa inicial, que tende a evoluir. Considero esse o maior desafio da atual gestão que é ‘devolver a vida’ ao Cachoeira”, avalia Ângelo Lucena.

Secretário Thales esclarece dúvida de leitora do Pauta.Blog

Leia em: < 1 minuto

Atendendo uma solicitação de uma leitora sobre quando os ônibus voltam a circular na cidade com 100% da frota, o Pauta.Blog foi em busca de respostas da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Settran). A leitora ainda argumenta que a filha trabalha no Hospital de Base e que precisa pegar dois ônibus por não ter transporte dos bairros direto para o Hblem.

O Secretário Thales Silva frisou que o país ainda se encontra em pandemia, e que por conta disso a frota dos veículos do transporte público deve continuar reduzida. “A frota ainda corresponde ao número legal que é permitido para os ônibus rodarem, sem falar, no contrato emergencial, que ainda segue cumprindo o prazo de 180 dias de vigência”, explicou.

Quanto a linha para o Hospital de Base, ele esclarece que realmente é um ônibus que faz essa linha Hospital de Base x Centro comercial. “As pessoas que se deslocam de outros bairros precisam pegar um ônibus sentido centro comercial e de lá pegar outro sentido Hospital de Base, sendo que no Sistema Integração a pessoa paga apenas uma passagem”.
E esclarece o que a integração acontece com o uso do cartão, tanto vale transporte, quanto, cartão comum, quando as pessoas podem adquirir de forma gratuita na empresa Atlântico, bem como, nas redes de farmácia Velanes, basta apresentar documento com foto e o valor de crédito que será incluído no cartão”. 

//

A vacinação destes profissionais tem sido mostrada que é fundamental

Leia em: < 1 minuto

Pesquisa divulgada pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) mostra que, na média, ao menos um comunicador do país não tem resistido à luta contra a Covid-19. Os dados são referentes ao primeiro quadrimestre deste ano.

De acordo com números revelados agora, de 1º de janeiro a 30 de abril e 2021, 124 jornalistas morreram em decorrência da Covid-19 no país. Na média, 31 óbitos por mês. Registros que mostram crescimento no comparativo com 2020. No ano passado, no recorte para profissionais da imprensa, a média mensal de mortes foi de 8,3.

Com a aceleração de vítimas no primeiro quadrimestre, a Fenaj contabiliza 213 jornalistas mortos no Brasil por causa do novo coronavírus. No geral, o país contabiliza mais de 441 mil mortes em decorrência da doença viral — ficando somente atrás dos Estados Unidos no total absoluto de óbitos. 

Cotações desta 6ª feira, 21 de maio de 2021

Leia em: < 1 minuto

🍫 Cotação do Cacau 
Ilhéus > R$ 203,00 (comum > arroba)
Nova York > R$ 2.442,50 (futuro > tonelada)

☕ Cotação do Café Conillon (60 kg) 
Eunápolis > Café Tipo 7/8 > R$ 435,00
Eunápolis > Café Tipo 7 > R$ 440,00

🐂 Cotação do Boi Gordo @ arroba 
Jequié > sem contação
Barreiras > R$ 292,00
Feira de Santana > R$ 300,00
Santo Antônio de Jesus > R$ 305,00
Itapetinga > R$ 290,00
Salvador > R$ 301,00

O governador Rui Costa fez um alerta à população em decorrência das altas taxas de internação pelo coronavírus

Leia em: 3 minutos

Durante conversa com profissionais da imprensa da região oeste da Bahia, nesta 6ª feira (21.maio), em transmissão pelas redes sociais, o governador Rui Costa fez um alerta à população em decorrência das altas taxas de internação pelo coronavírus. “Nos últimos dias, registrarmos um crescimento acelerado no número de casos e, nessa situação terrível, temos assistidos com perplexidade a festas clandestinas que fazem a contaminação crescer. Estamos trabalhando muito, montamos uma estrutura grande e hoje temos cerca de 1,6 mil leitos de UTI abertos exclusivos para covid-19 em toda a Bahia. Temos medidas restritivas em vigor, mas a única forma de conter o vírus, além da vacinação, é evitando aglomerações, usando máscara e álcool em gel. É necessário que as pessoas se conscientizem disso. Sem o apoio de todos, não vamos vencer a guerra contra o vírus”, afirmou.

O governador também explicou os limitadores para a criação de novos leitos de UTI no Estado. “Para criarmos unidades de atendimento, não basta termos o espaço físico, onde construir e adaptar, precisamos de insumos, como oxigênio que, nesse momento, as empresas não têm para fornecer ou, quando têm, não possuem os tanques. Além disso, temos um grande empecilho, que é o maior de todos: a montagem das equipes médicas. Também está faltando no Brasil o chamado kit intubação, fundamental no tratamento de covid-19. Não temos mais como criar leitos. Por isso, é tão importante que cada um faça a sua parte para evitar o crescimento do vírus”.

Rui ainda fez um apelo aos comerciantes da região oeste. “Sem consumidor, não vai ter comércio funcionando. Sem saúde pública e sem vida humana, não há atividade econômica. Então, é preciso compatibilizar as duas coisas. Vamos respeitar as indicações de segurança e evitar aglomerações, não realizar eventos que colocam muitas pessoas juntas nos estabelecimentos. Se as medidas restritivas forem respeitadas, mais rapidamente poderemos sair desse momento e reabrir os estabelecimentos”.

VACINA
Durante a transmissão, o governador acrescentou que a Bahia vai continuar insistindo pela liberação de importação e uso da vacina russa Sputnik V junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), produzindo material técnico e persistindo na ação judicial junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para liberação da vacina.

“Fizemos um ofício anexando todas as respostas às perguntas que a agência tinha feito sobre a vacina e anexamos a esse documento o relatório do comitê científico que apoia as ações dos governadores do Nordeste, dando subsídio para análise, e esperamos a aprovação da Sputnik V. É uma luta que não vamos abrir mão porque, quanto mais rápido a gente vacinar a nossa população, mais rápido vamos reduzir o número de mortes e de pessoas internados, e mais rápido voltaremos à normalidade social e econômica”, disse.

DECRETO
Na última 6ª feira (14.maio), o Governo da Bahia anunciou o funcionamento apenas de serviços essenciais em 36 cidades da região oeste e a restrição de locomoção noturna das 20h às 5h. As medidas valem até o dia 25 de maio nos municípios de Angical, Baianópolis, Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Brotas de Macaúbas, Buritirama, Canápolis, Catolândia, Cocos, Coribe, Correntina, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Ibotirama, Ipupiara, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Morpará, Muquém do São Francisco, Oliveira dos Brejinhos, Paratinga, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Sítio do Mato, Tabocas do Brejo Velho e Wanderley.

Nesses 36 municípios, está proibida a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery) ou em depósitos e distribuidoras, até as 5h de 25 de maio. Restaurantes, bares e congêneres podem operar somente de portas fechadas, na modalidade de entrega em domicílio (delivery), até as 24h. O decreto suspende também a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio da Polícia Militar e da Polícia Civil, está apoiando as medidas necessárias adotadas nos Municípios, em conjunto com guardas municipais. Os infratores podem ser autuados nos artigos 268 e 330 do Código Penal. 

Tags: , , ,

Lembrando que o comércio de Itabuna, juntamente com o setor de serviços amargam uma crise com a redução do número de vagas de emprego no primeiro trimestre de 2021

Leia em: < 1 minuto

A Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI) lamenta a negativa do Sindicato dos Comerciários de Itabuna sobre a possibilidade de abertura do comércio no feriado de Corpus Christi, 3 de junho. Recentemente, mais de 50 empresas que atuam no setor, haviam sinalizado às entidades empresariais, interesse em funcionar nesse dia.

No entanto, segundo informou o Sindicato, foram realizadas assembleias semipresenciais com os trabalhadores para avaliação da proposta, que foi negada pela classe. Sendo assim, o comércio de Itabuna não vai abrir no feriado, diferente de várias cidades da Bahia que conseguiram o acordo para o funcionamento. 

Romário nega veemente as acusações feitas por Cabral

Leia em: < 1 minuto

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, disse em sua delação premiada que o senador Romário (PL) teria acertado com MDB de receber R$ 5 milhões, para apoiar a candidatura de reeleição a governador de Luiz Fernando Pezão, em 2014. Do valor acertado, segundo Cabral, Romário teria recebido R$ 3,5 milhões e o pagamento teria sido viabilizado por Hudson Braga, então subsecretário estadual de Obras do governo.

Para isso, Braga teria usado a estrutura financeira montada no governo Cabral, a chamada “taxa de oxigênio”, 1% do valor de contratos públicos pagos pelas empreiteiras como forma de propina. Além do dinheiro, Cabral teria acordado que Romário poderia indicar o presidente da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec).

Em nota, através de sua assessoria de imprensa, o senador Romário respondeu que: “Essas delações têm servido amplamente para difamar adversários políticos para conseguir benefícios judiciais, sem que nada tenha sido provado”. 

O almoço entre FHC e Lula teve como cardápio a política brasileira // Foto de Ricardo Stuckert

Leia em: < 1 minuto

Os ex-presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique cardoso tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia. O encontro que aconteceu em São Paulo foi mediado pelo ex-ministro Nelson Jobim.

Depois do almoço que aconteceu na residência de Jobim, tanto FHC como Lula não pouparam elogios nas redes sociais (por parte de Lula) e entrevistas (pelo lado de FHC).

Governador Rui Costa comenta encontro dos ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso ⤵️

 

Esse trio fez história no esporte itabunense

Leia em: < 1 minuto

Ao lembrar os cinco anos da passagem da Tocha Olímpica por Itabuna, o vice-prefeito e Secretário de Esportes e Lazer Enderson Guinho, prestou uma justa homenagem a todos os esportistas da cidade, que fizeram e fazem a história do esporte de Itabuna.

Em uma imagem com Paulo Rezende (Paulão), Maruse Dantas e professora Dinamar, ele lembrou de todos os esportistas de Itabuna. Em 2016 eles tiveram a oportunidade de percorrer 5km de revezamento com a Tocha Olímpica Rio 2016.  

//

Essa prática está sendo difundida pelo Pró-Semiárido, projeto de combate à pobreza rural, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR)

Leia em: 2 minutos

Espécies medicinais e frutíferas, cultivadas nos quintais das famílias agricultoras, de municípios do Território de Identidade Piemonte da Diamantina, estão sendo utilizadas para prevenir e tratar doenças comuns às galinhas caipiras da região. O uso de plantas como babosa, limão, dipirona, alho, mastruz, folhas e troncos de bananeiras tem prevenido a contaminação das galinhas por doenças ou parasitas e evitado perdas nos plantéis.

Essa prática está sendo difundida pelo Pró-Semiárido, projeto de combate à pobreza rural do Governo do Estado, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola. Por meio do serviço de Assessoramento Técnico Contínuo (ATC), o projeto realiza visitas e capacitações rotineiras para estimular a adoção de práticas agroecológicas e medidas de biossegurança no manejo das criações, dentre elas, a utilização de insumos da própria propriedade familiar, para prevenir e tratar as doenças dos animais.

“A utilização de plantas medicinais ou frutíferas, cultivadas nos quintais das famílias, tem apresentado grandes resultados preventivos e, em alguns casos, até curativo, de doenças como o gogo das galinhas, além de parasitas internos (verminoses) e parasitas externos (piolhos)”, atesta Dilmo Sousa, coordenador da equipe técnica da Associação de Pequenos Produtores de Jaboticaba (APPJ), entidade de ATC conveniada ao Pró-Semiárido.

Dilmo reforça que, para serem efetivas, as medidas precisam abranger todo o processo produtivo, desde a reprodução, incubação, eclosão, crescimento das aves, abate, produção de ração, até a exposição dos produtos. A vacinação pode ser feita de forma coletiva (via água nos bebedouros/pulverização) ou individual (injeção, gota ocular ou punctura na asa). “Além de possibilitar a proteção das aves, essa prática pressupõe a geração de produtos de qualidade e seguros aos consumidores”, acrescenta.

NA PRÁTICA
Para aprenderam a cuidar da criação utilizando as plantas de seus quintais, famílias agricultoras do município de Serrolândia participaram de prática experimental conduzida pela APPJ. Na atividade, os agricultores e agricultoras puderam tirar dúvidas sobre o tratamento de doenças e a vacinação dos animais, as melhores práticas de limpeza e higienização das instalações e a respeito da qualidade dos alimentos fornecidos às aves.

Para a prevenção e o tratamento de doenças, Dilmo Sousa explicou que os insumos devem ser oferecidos, semanalmente, adicionados à água disponibilizada para as galinhas, após passar por um processo de maceração e/ou extração do líquido que compõe cada vegetal. As folhas e troncos de bananeiras podem ser oferecidos in natura para o consumo direto das aves, numa frequência de três vezes na semana. 

Leia em: < 1 minuto

A Faculdade de Ilhéus manifesta irrestrita solidariedade à estudante do curso de Enfermagem, Thaís Carvalho, que foi vítima de injúria racial durante o trabalho prestado na campanha de vacinação contra a Covid-19, na qual atua de forma voluntária, sob orientação da Secretaria Municipal de Saúde. O fato ocorreu no dia 17 de maio, na unidade CRAS (Centro de Assistência Social) Norte, no bairro Jardim Savoia.

Em tempo, a Faculdade de Ilhéus repudia todo e qualquer ato de preconceito racial, social, religioso, cultural, de gênero ou de orientação sexual, o que não condiz com o atual contexto civilizatório da sociedade, baseado na pluralidade e na diversidade.

Ilhéus, 19 de maio de 2021.

Foram removidos aguapés, orelhas-de-rato e baronesas acumuladas à jusante da pequena barragem, do bairro do Conceição

Leia em: < 1 minuto

A retirada das plantas aquáticas de parte do espelho d’água do Rio Cachoeira na área central de Itabuna melhorou as condições do ar. Além disso, facilitou a oxigenação da água e eliminou o mau cheiro que incomodava transeuntes e pessoas que fazem caminhadas ao longo da beira-rio.

O trabalho, executado por equipes do Departamento de Limpeza Pública, removeu aguapés, orelhas-de-rato e baronesas acumuladas à jusante da pequena barragem do bairro do Conceição.

A barragem foi construída pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), no final dos anos 60, para manter o espelho d’água e eliminar caramujos hospedeiros do parasita causador da esquistossomose. Grande parte da população sofria com a doença à época.

Os operários de campo do Departamento de Limpeza Pública da Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo fizeram a remoção manualmente, depois choveu nas cabeceiras do rio e a ação dos ventos facilitou o trabalho, segundo Lázaro Pellegrini.

O superintendente de Serviços Públicos, Francisco de Sousa, disse que a partir de agora esta ação será preventiva, porque o resultado agora alcançado foi satisfatório. 

O projeto de desenvolvimento da zona norte foi solicitado pelo prefeito Mário Alexandre

Leia em: 2 minutos

Durante agenda de trabalho em Salvador, o prefeito Mário Alexandre (PSD) e o vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB) visitaram as secretarias estaduais de Saúde (Sesab) e Infraestrutura (Seinfra) para discutir ações voltadas à ampliação e melhoria dos serviços prestados à população ilheense.

No gabinete do secretário Fábio Vilas-Boas, titular da Sesab, os gestores avaliaram o projeto para a construção de cinco novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs); habilitação de 10 leitos de UTI no Hospital São José; destinação de cinco ambulâncias para reforçar a assistência pré-hospitalar e funcionamento do Hospital Materno-Infantil de alta complexidade.

Em atendimento às demandas de infraestrutura, Mário Alexandre e Bebeto dialogaram com o secretário Marcus Cavalcanti as propostas para a zona norte do município, que será contemplada com um pacote expressivo de obras no decorrer dos próximos meses.

“Discutimos a situação da zona norte para montar um projeto de requalificação, com a chegada do Porto Sul e da ferrovia. Também discutimos o entorno da obra que está sendo executada no CSU para melhorar a acessibilidade das pessoas que moram na localidade. Quero agradecer em nome de Ilhéus e da região aos secretários Marcus Cavalcanti e Fábio Vilas-Boas, ao deputado Paulo Magalhães e ao nosso amigo e governador Rui Costa pelo carinho e compromisso com a nossa cidade”, ressaltou o prefeito.

ZONA NORTE
O projeto inicial de desenvolvimento da zona norte, solicitado pelo gestor municipal ao Governo da Bahia, versa sobre a requalificação de todo o acesso ao Polo Industrial e viabilização de um terreno para implantação de telefonia móvel e internet no distrito de Inema. Nas demais áreas da cidade serão executadas a requalificação asfáltica e iluminação pública. Segundo Cavalcanti, o governador Rui Costa negociou com a Embasa o realocamento da estação elevatória de esgotamento sanitário da zona sul, cedendo terreno apropriado para a construção do equipamento.

Dentre as melhorias de mobilidade, o Governo do Estado iniciou na última 2ª feira (17.maio) as intervenções necessárias para as obras de duplicação da Rodovia Ilhéus- Itabuna.

“Essa agenda é uma agenda de continuidade do trabalho. Há duas semanas entregamos a duplicação da orla sul, uma belíssima obra de urbanização. Não poderíamos deixar de fazer a intervenção na zona norte. O governador passou pelo trecho e levantamos os espaços que serão recuperados e pavimentados. Trabalhamos pela Bahia e por Ilhéus, que merece nosso carinho e apreço”, enfatizou Marcus Cavalcanti.  

//

Rodrigo Zache apresentou todas as etapas da implantação de um aterro obedecendo a legislação ambiental e destacou os projetos de reaproveitamento de cada um dos resíduos

Leia em: 2 minutos

Buscar uma solução definitiva para a situação dos lixões, com ações voltadas para a questão ambiental, econômica e social, vem sendo uma das prioridades dos prefeitos de Itacaré, Antônio de Anízio, de Maraú, Manassés Souza, e de Camamu, Enoc Silva, que tem realizados constantes reuniões, visitas, debates e estudos para acabar de vez com esse grave problema enfrentado pelos municípios brasileiros. E na tarde desta quinta-feira(21) os prefeitos voltaram a se reunir, dessa vez em Itacaré, para conhecer o projeto desenvolvido pelas empresas CVR Costa do Cacau e Marca Ambiental, que há mais de 25 anos atua no ramo de sustentabilidade e soluções para os setores de saneamento urbano.

Durante o encontro, o diretor comercial das empresas, Rodrigo Zache, falou das experiências positivas desenvolvidas pela Marca e CVR Costa do Cacau em outros municípios brasileiros e das alternativas dos projetos dos aterros compartilhados. A proposta dos prefeitos é promover uma solução completa, desde a coleta, o gerenciamento dos resíduos, a coleta seletiva com a separação do lixo, até mesmo as questões de sustentabilidade e projetos socioambientais.

O objetivo é que os três municípios, juntamente com as demais cidades vizinhas interessadas em fazer parte do projeto, possam ter um aterro sanitário de forma compartilhada, seguindo todas as normas ambientais, facilitando a coleta e diminuindo os custos de manutenção. Nesse sentido, os três gestores solicitaram à empresa Marca e CRV a elaboração de um projeto detalhado contemplando esses municípios regionais, apresentando a logística de transportes, gerenciamento e os custos, além da questão social e ambiental.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, reafirmou que a proposta é que além de garantir um destino sustentável para a questão dos resíduos sólidos, acabando de vez com os lixões, também seja criada uma campanha coletiva envolvendo toda a comunidade, incluindo os moradores, empresários e turistas, para implantar a coleta seletiva, separando o lixo entre os materiais secos e molhados. Essa medida, além de diminuir a quantidade de lixo, ainda garante a geração de renda para os catadores, que poderão reciclar grande parte desse material de forma muito mais rápida e segura. 

//

Todos seriam detidos após entrarem naquele país de forma ilegal

Leia em: < 1 minuto

Chega na tarde de hoje (21.maio), no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, o voo fretado pelo governo dos Estados Unidos para trazer de volta ao Brasil 106 brasileiros deportados daquele país. Todos teriam sido detidos após entrarem de forma ilegal em território norte-americano. É o primeiro voo que deporta brasileiros desde que Joe Biden assumiu a presidência dos EUA.

A política de deportação dos EUA foi intensificada em 2019 pelo então presidente norte-americano Donald Trump que endureceu a legislação contra imigrantes ilegais. Segundo o Itamaraty, “o processo de deportação ocorre integralmente sob as leis e a jurisdição soberana dos Estados Unidos”.

A deportação ocorre quatro meses após o presidente dos EUA, Joe Biden, assumir como chefe de governo e enviar, ao Congresso, uma proposta de reforma das leis de imigração que, se aprovada, permitirá ao governo, futuramente, implementar ações de regularização da condição de milhões de imigrantes que vivem sem documentos no país. Da Agência Brasil

A estudante não vai desistir de seu trabalho voluntário // Foto de reprodução/TV Santa Cruz

Leia em: 2 minutos

O que para ela era um ato de amor ao próximo, para um homem foi uma recusa numa demonstração clara de racismo. A estudante de Enfermagem Thaís Carvalho trabalha como voluntária vacinando a população de Ilhéus contra a covid-19, mas passou por uma situação constrangedora ao sentir a recusa de um homem em ser vacinado por ela, pelo fato de ser negra. Thaís está concluindo curso de enfermagem e ajuda, de forma voluntária, a vacinar pessoas no Cras Norte, no bairro Jardim Savoia.

‘O senhor, que estava acompanhado da filha, e ela pediu para que a gente fosse vaciná-lo no carro. Eu falei: ‘O senhor quer que eu te vacine logo? Ele falou que não. Eu abaixei na direção dele e perguntei o motivo. Ele virou e disse: ‘Porque você é negra’”, contou a enfermeira.

Ela diz que na hora não teve reação. “Eu me senti totalmente impotente. Como eu sou estudante de enfermagem, eu sei a necessidade que nosso país está tendo com a vacinação. Por isso, decidi me doar”, disse a jovem, que prometeu seguir o trabalho no Cras.

Thaís Carvalho não conseguiu identificar o paciente, mas mesmo assim, ela vai até uma delegacia de polícia registrar boletim de ocorrência sobre o caso, na tentativa de que ele seja identificado e punido. pós o caso ser notificado na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o secretário de saúde Geraldo Magela, repudiou o fato e agradeceu Thaís Carvalho por se oferecer para participar da vacinação de forma voluntária. 

Capitão Azevedo está igual mineirinho nesse começo de pré-candidatura

Leia em: < 1 minuto

A possibilidade de haver, neste momento, uma pré-candidatura a deputado do ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, é notável.

Segundo Azevedo, disse ao Pauta.Blog, o “desvelo” neste momento é normal para que tudo saia bem, mas “depois que eu embalo, já era”. E completou: “Estou mantendo contatos, costurando minha pré-candidatura para quando for o momento certo, começar a campanha com toda força”.

Cogitam-se que ele tem uma avaliação invejável de muitos eleitores, principalmente nos bairros mais periféricos. As apostas são de que ele poderá sair candidato a deputado estadual.

Segundo fontes a par da situação, ele esteve tête-à-tête com ACM Neto e seguirá no PL.

O PL de Itabuna é dirigido por Fernando Netto e procurado, disse: “Capitão Azevedo tem o nosso aval para qual for a decisão dele em relação a sua candidatura. Confiamos no seu potencial”.  

Advogado e professor universitário Dr. Leandro Alves Coelho

Leia em: 5 minutos

No décimo ano de fundação da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia (ALJUSBA), hoje 20 de maio, entrevistamos o advogado e professor universitário Dr. Leandro Alves Coelho, um dos seus fundadores e o seu histórico primeiro presidente.

Coelho é um advogado militante com pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior com especialização em Direito Tributário pela Unisul. Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental com ênfase em Tributação e Meio Ambiente pela Universidade Católica de Salvador (UCSAL). Professor de Graduação e Pós-graduação. Membro-fundador e ex-presidente da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia (ALJUSBA) e autor do livro “ICMS Ecológico – Aplicável à área de influência do Complexo Intermodal do Sul da Bahia”.

Quem são os fundadores da Academia de Letras Jurídicas do Sul da Bahia (ALJUSBA)?
Leandro Coelho – Sem sombra de dúvida, o idealizador da ALJUSBA, é o advogado e professor Vercil, Rodrigues, que junto comigo, Leandro Alves Coelho, Dr. José Carlos Oliveira, Dr. Cosme Reis e Dr. Paulo Bomfim fundou a Academia, no dia 20 de maio de 2011, portanto, a 10 anos, na cidade de Itabuna, apesar da ‘Casa das Letras Jurídicas”, pertencer aos operadores do Direito e juristas do Sul da Bahia.

Como surgiu ALJUSBA?
Leandro Coelho – Surgiu de um anseio da comunidade jurídica sulbaiana em ter uma instituição que pudesse reunir os grandes nomes do mundo jurídico em nossa região. Sabíamos que já existia a Academia de Letras Jurídicas da Bahia com sede em Salvador, mas a mesma não oportunizava de forma igualitária espaço de divulgação de nomes de destaques de outras regiões que não aqueles atuantes em Salvador. Sendo assim, a ALJUSBA veio para atender esse anseio de toda comunidade do Sul do estado em busca de espaço, reconhecimento e visibilidade.

Como se deu seu o processo de criação e estruturação da ALJUSBA?
Leandro Coelho – Inicialmente, com a ideia em mente de alguns dos fundadores, o primeiro passo foi fazer o levantamento histórico dos patronos e dos “imortais” que iriam compor as cadeiras, bem como quais eram seus respectivos legados para a comunidade jurídica. É de bom alvitre informar que a academia contou com os préstimos de Vercil Rodrigues, pois o mesmo além de ser jurista é, antes de tudo, historiador, tal fato auxiliou demais na compilação de dados acerca daqueles que comporiam a nossa academia de letras jurídicas sulbaiana, sediada em Itabuna.

Como ocorreu o processo de escolha dos integrantes da academia, os imortais?
Leandro Coelho – Nesse aspecto tínhamos um propósito de compor a Academia com integrantes de todos os ramos de atuação do Direito, ou seja, juízes, advogados, promotores, professores universitários de cursos de Direito, delegados, servidores público dos tribunais, desde que todos eles tivessem um ponto de convergência, qual seja, a produção literária no âmbito da ciência jurídica. E assim foi feito.

Com foi a recepção da ideia de formação da ALJUSBA pelos escolhidos a ocupar uma cadeira como imortais?
Leandro Coelho – Foi a melhor possível. Como não se empolgar com um convite desta natureza? Foi uníssona a recepção da ideia por todos escolhidos, que diga se de passagem foram democraticamente eleitos em votação secreta pelos membros fundadores da “Casa da Letras Jurídicas Sulbaiana”, pois era extensa a lista. Me recordo que todos receberam a ideia com muito entusiasmo e empolgação.

Depois da compilação dos dados históricos e a escolha dos imortais e patronos, quais foram as ações realizadas pelos fundadores da ALJUSBA?
Leandro Coelho – Primeiro passo foi a votação do Regimento e Convenção da Academia, logo em seguida foi necessário formalizar os atos constitutivos como a criação de uma pessoa jurídica própria, bem como, a realização de todos os atos escriturários para que a ALJUSBA pudesse ter personalidade jurídica própria, de modo a atender todas as formalidades necessárias para que ela, de fato, saísse do papel. Nesse interim mais uma vez a pessoa do Dr. Vercil Rodrigues com o meu apoio, de Dr. José Carlos Oliveira, Paulo Bomfim, dentre outros, foram essenciais para a finalização dos demais detalhes formais. Após todas as burocracias, encomendamos as becas, insígnias personalizadas e logomarca para a ALJUSBA, o que não poderia faltar diante das grandiosidade da instituição.

Como ocorreram a posse e a instalação da ALJUSBA?
Leandro Coelho – A posse foi mágica e inesquecível!!! Ocorreu há 10 anos atrás. Cada imortal convidou um padrinho para a entrega das insígnias. A cerimônia ocorreu na sede da Loja Maçônica Areópago Itabunenses em um auditório lotado e teve a primeira diretoria empossada, a qual era composta por mim – Leandro Coelho, presidente, Vercil Rodrigues, vice-presidente, José Carlos Oliveira, tesoureiro, Paulo Bomfim, secretário-geral e Cosme reis, diretor de biblioteca, me recordo que estavam presentes os grandes nomes do jurídico sulbaiano e da capital, Na oportunidade, diversos integrantes discursaram, sendo que meu destaque foi a presença do saudoso membro honorário da Academia, o jurista Dr. Eurípedes Brito Cunha, ex-presidente da OAB-BA e ex-conselheiro federal da OAB, que discursou e atribuiu um ar de empolgação à cerimônia. Ele sabia da grandiosidade do ato e me recordo que no alto de sua sabedoria e experiência enalteceu a atitude daqueles que ousaram fundar a ALJUSBA e das qualidades daqueles que estavam sendo empossados.

Em sua gestão, o que senhor destaca como principais conquistas institucionais?
Leandro Coelho – Destaco a realização da posse, a aquisição das indumentárias inerentes à academia. Em seguida, a criação dos site www.academiadeletrasjuidicasdosuldabahia.com que foi um grande avanço, pois foi e é através dele que pudemos reunir os dados dos patronos como principal arcabouço histórico da nossa Academia. Em seguida, não menos importante, a criação de um portfólio em homenagem a um dos patronos, o saudoso e brilhante Francolino Neto e a criação do Boletim da Academia. Por fim, destaco, ainda a divulgação dos integrantes da ALJUSBA em seus diversos eventos de natureza jurídica na nossa região, no Estado da Bahia e até mesmo fora dele.

Com se sente por ter sido historicamente o primeiro presidente da ALJUSBA, a “Casa das Letras Jurídicas Sulbaiana”?
Leandro Coelho – Me sinto muito lisonjeado, pois entendi como um referendo para a minha trajetória jurídica, a qual estava apenas se iniciando diante de todos aqueles nomes já exaltados na comunidade jurídica sulbaiana. Por isso, procurei honrar o múnus enquanto estive na presidência.

O que mais chamou sua atenção do ponto de vista pessoal enquanto esteve na presidência da ALJUSBA?
Leandro Coelho – Desde o convite, o que mais me chamou a atenção foi o fato de ocupar a cadeira 3, a qual tem como patrono o jurista JJ. Calmon Passos. Me recordo que ainda na minha graduação assisti uma palestra do mestre em um encontro baiano de advocacia e fiquei encantado com tamanha sabedoria reunida em uma única pessoa. Sendo assim, ocupar a cadeira com o nome do mesmo fez com que me sentisse ainda mais responsável por desenvolver um bom trabalho frente aos destinos da ALJUSBA. 

Secretária de Promoção Social, Andrea Castro, coordena entrega de cestas básicas // Fotos de Pedro Augusto

Leia em: 2 minutos

Mais cestas básicas foram doadas para cerca de 400 famílias de Itabuna na manhã desta quinta-feira, dia 20. Esta foi mais uma ação do projeto “Comida na Mesa”, da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) da Prefeitura de Itabuna.

Estas doações de alimentos, segundo a secretária Andréa Castro, são de caráter emergencial em razão do momento de dificuldades financeiras enfrentadas por muitas famílias do município. Principalmente, aquelas que vivem em situação de extrema vulnerabilidade social.

Hoje, as doações foram feitas no Centro de Atenção Integral à Criança (Caic) Jorge Amado, no bairro Jardim Primavera. As famílias beneficiadas foram previamente cadastradas pela Secretaria de Promoção Social.

Gestante de oito meses e desempregada, a dona de casa Andressa Santana reconhece a iniciativa da gestão do prefeito Augusto Castro como de extrema importância. “Essa ajuda está sendo muito bem-vinda. Agradeço a sensibilidade do prefeito e secretária Andréa Castro. Estávamos precisando de pessoas com esse olhar para todos nós”, afirmou.

Já a dona de casa Marli dos Santos Nascimento fez questão de destacar que, apesar do pouco tempo de governo, cinco meses, a gestão municipal está sendo muito atenciosa com os mais carentes. “O prefeito Augusto Castro demonstra muita sensibilidade”, ressaltou.

“Estou muito feliz, agora tenho um feijãozinho para colocar no fogo”, disse dona Balbina Ferreira Souza, que também compartilhou a alegria das demais famílias beneficiadas. 

Cotações desta 5ª feira, 20 de maio de 2021

Leia em: < 1 minuto

🍫 Cotação do Cacau 
Ilhéus > R$ 203,00 (comum > arroba)
Nova York > R$ 2.444,00 (futuro > tonelada)

☕ Cotação do Café Conillon (60 kg) 
Eunápolis > Café Tipo 7/8 > R$ 435,00
Eunápolis > Café Tipo 7 > R$ 440,00

🐂 Cotação do Boi Gordo @ arroba 
Jequié > sem contação
Barreiras > R$ 292,00
Feira de Santana > R$ 300,00
Santo Antônio de Jesus > R$ 305,00
Itapetinga > R$ 285,00
Salvador > R$ 301,00

Notícias mais lidas

Outros assuntos