Bekos

Parte da droga estava escondida junto com a carga de fubá da carreta

Leia em: 2 minutos

Uma denúncia anônima levou policiais militares do GTM-Ceto e CIPRv/TOR a maior apreensão de drogas do ano em Itabuna: 1.259 quilos de maconha. A droga estava em uma carreta, dois veículos de passeio e uma moto em um ramal de acesso a Fazenda Boa Lembrança.

De acordo com a Polícia Militar, que também contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, no local também estavam alguns indivíduos que, ao perceberem a chegada da polícia atiraram contra a guarnição e empreenderam fuga. O condutor da carreta permaneceu no local com a família, sendo duas crianças. Todos foram conduzidos para delegacia.

Os veículos, um caminhão tração M. Benz LS placa AML 2403 com reboque (carreta), GM Onix branco placa BWZ -1042, Fiat Pálio branco placa PJO 8I53 e Honda CG Titan, vermelha placa OKN 8862 foram levados também para delegacia, em Itabuna.

Dê play e assista ⤵️

A área de segurança pública passa a contar com 237 novos profissionais somente no último ano, entre delegados, investigadores e escrivães

Leia em: < 1 minuto

O Governo do Estado nomeia nesta 4ª feira (16.junho) 54 novos investigadores da Polícia Civil baiana. Com as nomeações, publicadas no Diário Oficial do Estado.

Esta é a segunda nomeação para a Polícia Civil da Bahia referente ao último concurso público do órgão. O certame foi organizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho – Fundação Vunesp, contratada pela Secretaria da Administração.

“Mais uma demonstração de prioridade do Estado, em dar mais segurança a baianos e visitantes. Com todas as dificuldades e pandemia, os investimentos continuam sendo realizados”, declarou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino.

A Polícia aponta esquema milionário que era chefiado pelo casal Robério e Cláudia

Leia em: 2 minutos

O casal José Robério Oliveira (PSD) e Cláudia Oliveira (PSD), ex-prefeitos de Eunápolis e Porto Seguro respectivamente, foram presos durante mais uma fase da Operação Fraternos da Polícia Federal, que investiga fraudes milionárias em contratos públicos de prefeituras.

A Operação foi iniciada em novembro de 2017, para investigar crimes cometidos entre 2008 e 2017, nas prefeituras de Porto Seguro, Eunápolis e Santa Cruz Cabrália. Também é apontado pela polícia como integrante do esquema o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo da Silva Santos (PSD). Ele foi afastado do cargo por 180 dias.

Agnelo foi reeleito prefeito em 2020. A candidatura dele chegou a ficar sub judice, porque ele não estava com situação regular na Justiça Eleitoral, e o registro foi julgado como indeferido. No entanto, o julgamento do recurso foi favorável a ele, que assumiu novamente o cargo.

Na época, as investigações da PF apontaram que, quando ainda prefeitos, em 2009, Claudia Oliveira, José Robério Olveira e Agnelo Santos (Santa Cruz Cabrália )– todos parentes – usavam empresas familiares para simular licitações e desviar dinheiro de contratos públicos. Cláudia Oliveira é casada com José Robério e irmã de Agnelo Santos.

Também são alvos dos mandados outras quatro pessoas: Humberto Adolfo Gattas Nascif Fonseca Nascimento, Ricardo Luiz Rodrigues Bassalo, Marcos da Silva Guerreiro e Edmilson Alves de Matos. Todos os detidos tiveram mandados de prisões preventivas expedidas pela Vara Criminal Federal de Eunápolis, a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Além de Eunápolis e Porto Seguro, mandados também foram cumpridos em Vitória da Conquista e Salvador. A Justiça também determinou o sequestro de bens e valores de cerca de R$ 11 milhões dos investigados. De acordo com a PF, os investigados responderão por organização criminosa, fraude a licitações, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Ainda segundo a PF, os contratos fraudados somam cerca de R$ 200 milhões.

Atual prefeito de Candeias, Pitágoras Alves (PP); As investigações continuam sendo realizadas pela PF no município

Leia em: 2 minutos

Uma operação da Polícia Federal resultou na prisão do prefeito de Candeias, Pitágoras Alves (PP), região metropolitana de Salvador. Inicialmente os agentes investigavam desvios de verbas públicas de enfrentamento à Covid-19, mas terminaram encontrando uma pistola e uma espingarda na casa dele, onde mandados de busca e apreensão eram cumpridos.
No momento em que foi detido, Pitágoras não apresentou permissão para porte ou posse de armas, por isso ele foi detido em flagrante. Apesar disso, a prisão do prefeito não tem ligação direta com a operação. Por meio de nota, a prefeitura informou que Pitágoras deve ser liberado ainda nesta sexta, mediante pagamento de fiança.

Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na Secretaria de Saúde e na Superintendência de Gestão, além de apreendidos cerca de R$ 100 mil. A operação começou a investigar desvio de recursos públicos, após uma denúncia feita ao Ministério Público Federal (MPF), envolvendo a compra superfaturada de oito respiradores e máscaras sem licitação, em 2020.

Além da superfaturação dos equipamentos, outros indícios da fraude no processo de dispensa de licitação se destacaram, sendo um dele refere-se que o objeto social da empresa contratada não tem relação com o objeto contratado. Segundo a PF, a empresa é especializada na venda de automóveis novos e usados, e não de equipamentos médico-hospitalares.

O OUTRO LADO
Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Candeias, o prefeito não é o alvo da operação de desvio de verbas públicas para enfrentamento da Covid-19, mas sim a primeira dama, que era secretária de Saúde na época. A Controladoria Geral da União (CGU), que também participou da operação, informou ainda que depois da compra dos equipamentos superfaturados, a prefeitura de Candeias emprestou sete dos oito respiradores para o governo do estado, o que demonstra que ausência de demanda iminente na cidade, que justificasse a contratação direta e sem licitação. Com informações do G1.

A criança 2 anos estava amarrada na cintura da avó com uma camisa e sem qualquer equipamento de segurança

Leia em: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou uma situação de extremo risco em Eunápolis, no extremo sul da Bahia.

Equipe da PRF realizava uma fiscalização de trânsito quando visualizaram o condutor de Honda/Biz transportando uma criança na moto sem qualquer equipamento de segurança.

Percebendo a situação clara de perigo, interceptaram o veículo e constataram que a menor de apenas 2 anos de idade era neta da condutora que não possuía carteira de habilitação. A criança estava amarrada na cintura da avó com uma camisa.

Vale ressaltar que transportar criança menor de 10 anos em motocicleta caracteriza infração de natureza gravíssima.

A infratora foi autuada por:

➖Dirigir veículo sem possuir CNH;

➖Conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado;

➖Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando menor de 10 anos.

As multas somaram R$ 1.467,35 e a motoneta foi recolhida ao pátio contratado da PRF em razão do licenciamento atrasado.

O diretor Maurício Lima e o Coronel Anselmo Brandão

Leia em: < 1 minuto

Na manhã de ontem, 5ª feira (9.junho), o ex-comandante Geral da Polícia Militar da Bahia, Coronel Anselmo Brandão, foi recepcionado pelo Diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima, na sede da Guarda Civil Municipal de Salvador.

Na oportunidade, foram tratados assuntos relacionados ao atual cenário da segurança pública no Brasil, em particular da cidade de Salvador, onde a Guarda Civil Municipal tem buscado atuar de maneira alinhada, em parceria direta com os demais órgãos que compõe o sistema de segurança pública. “O Coronel Anselmo Brandão tem uma visão muito ampla, além de grande conhecimento e experiência no campo da segurança pública. Para nós é um grande prazer trocar experiências e ouvir opiniões de quem mantém ativa a visão para a segurança”, frisou o Diretor Maurício.

O Coronel Anselmo Brandão, que integra a PM há 38 anos, comandou a Academia de Polícia Militar e o 18º Batalhão da Polícia Militar do Centro Histórico, além de coordenar a implantação do programa federal Território de Paz na 23ª Companhia Tancredo Neves, em Salvador.

Brandão liderou ainda a 11ª Companhia Independente da Barra e a 10ª Companhia Independente de Candeias. Antes do comando-geral da PM-BA, dedicou-se ao trabalho como comandante do Policiamento Regional Atlântico de Salvador.

O caso aconteceu em Jaguaquara, na região sudoeste da Bahia

Leia em: < 1 minuto

Uma mulher de 27 anos foi autuada em flagrante, depois de jogar água fervente na mãe, de 49. O caso ocorreu no município de Jaguaquara, nesta 5ª feira (10.junho). Conforme a Polícia Civil, a vítima teve queimaduras de 1° e 2° grau e está internada em uma unidade de saúde.

Segundo informações da polícia, a filha arremessou a panela com água durante uma discussão. O motivo do desentendimento entre as duas não foi divulgado. “A vítima teve queimaduras de 1°, 2° grau e permanece internada”, informou o delegado Chardison Castro de Oliveira, titular de Jaguaquara, que enviou uma equipe à unidade hospitalar para coletar depoimentos de testemunhas.

A autora da agressão foi encontrada horas depois do crime, no distrito de Piabanha, na zona rural de Jaguaquara. Ela fez exame de lesões corporais e está presa na DT/Jaguaquara, à disposição da Vara Criminal.

O nome da operação, “Machine buster”, faz alusão aos caixas eletrônicos incendiados e destruídos na empreitada criminosa sob investigação

Leia em: 2 minutos

A Polícia Federal em Sergipe, em conjunto com a Polícia Civil, deflagrou hoje (8.junho), a Operação “Machine Buster”, com o objetivo de desarticular associação criminosa armada responsável por assaltos a bancos.

A investigação teve início após tentativa de subtração de numerário por associação criminosa fortemente armada e munida de explosivos, ocorrida em setembro de 2020, nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, situadas no município de Carira, Sergipe.

As duas agências bancárias foram fortemente danificadas em razão da grande quantidade de explosivos empregados na ação criminosa. Além disso, foram efetuados vários disparos de arma de fogo em direção aos prédios da Polícia Militar e da Polícia Civil de Sergipe, com a intenção de repelir a reação das forças de segurança.

Logo que tomou conhecimento dos fatos, a Polícia Federal se deslocou até o município de Carira para a realização de exames periciais e coleta de informações. Na ocasião, os policiais federais tiveram que utilizar vestimenta especial para o desarme de explosivos que não haviam sido detonados.

As diligências realizadas e a troca de informações entre as forças policiais Federal, Civil e Militar permitiram a identificação dos possíveis membros da associação criminosa, o conhecimento da sua forma de atuação e, após a operação de hoje, o seu desmantelamento.


Estão sendo cumpridos 8 mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Carira, Salvador e Jacobina. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 6ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Itabaiana, Sergipe.

A competência da Polícia Federal se restringe à apuração de crimes contra a Caixa Econômica Federal, por se tratar de empresa pública federal.

Os envolvidos podem responder pela prática de crimes de dano, tentativa de furto qualificado e associação criminosa, tipificados, respectivamente, nos arts. 163, 155, § 4º-A, c/c arts. 14, II e 288, do Código Penal Brasileiro.

Cinquenta e quatro quilos de maconha foram apreendidos em um veículo que fazia transporte por aplicativo

Leia em: < 1 minuto

Cinquenta e quatro quilos de maconha foram apreendidos em um veículo que fazia transporte por aplicativo por policiais da 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana.

O motorista confessou que receberia a quantia de R$ 2 mil para transportar o entorpecente. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e deve ser encaminhado a audiência de custódia, da Justiça.

O delegado Alisson de Carvalho, disse que o material foi localizado durante uma abordagem, que tinha como objetivo apurar tentativas de homicídio, na Avenida Noide Cerqueira. “A droga estava no banco traseiro do carro, distribuída em tabletes”, disse o delegado.

O material será submetido à perícia, no Departamento de Polícia Técnica.

Cinquenta quilos de cocaína foram encontrados em Ibotirama

Leia em: 2 minutos

Cinquenta quilos de cocaína, avaliados em aproximadamente R$ 1,4 milhão, foram encontrados por guarnições da 28ª Companhia Independente de Polícia Militar, ontem 4ª feira (2.junho). Os entorpecentes divididos em 48 tabletes, estavam dentro de uma mala, em um carro abandonado, no Centro do município de Ibotirama, Oeste da Bahia.

De acordo com comandante da unidade, o major PM Anderson Ronni, as guarnições receberam a informação de um veículo com entorpecentes. “O carro estava abandonado, próximo a uma instituição financeira, com a chave no painel. Durante buscas, localizamos os 48 tabletes de cocaína. Realizamos rondas, mas não encontramos nenhum suspeito”, contou o major.

As drogas e o carro modelo Fiat Mob foram encaminhados para a Delegacia Territorial (DT) de Ibotirama. O delegado titular, Jailson Teixeira , informou que o veículo não tem restrição de roubo.

“Entramos em contato com o proprietário. Ele informou que vendeu o veículo, mas a transferência do valor ainda não tinha sido realizada. Estamos investigando o caso”, completou.

Notícias mais lidas

Outros assuntos