Bekos

Os convocados deverão apresentar a documentação necessária em até 10 dias úteis // Foto de Camila Souza/Arquivo GOVBA

Leia em: < 1 minuto

Foi publicado no Diário Oficial do Estado de hoje (16.junho), uma lista de convocação de mais 348 professores e coordenadores pedagógicos aprovados no concurso público da educação. Do total, são 306 professores e 42 coordenadores pedagógicos.

Os convocados deverão apresentar a documentação necessária em até 10 dias úteis, a contar do 1º dia útil após a data da publicação da convocação, no Núcleo Territorial de Educação (NTE) para o qual foi concursado e ainda, no caso de Salvador, na sede da SEC, no CAB. Todas as informações estarão detalhadas no Edital. A previsão é de que os educadores assumam suas funções entre os meses de agosto e setembro de 2021.

Com a nova lista, já são 3.053 professores, o que corresponde ao total de habilitados no concurso, e 706 coordenadores pedagógicos convocados. O concurso recebeu mais de 103 mil inscritos, divididos em 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), situados em Salvador e em outros 26 municípios. A classificação é separada por cargo, pelo tipo de disciplina e pelo NTE.

Universidade Estadual de Santa Cruz

Leia em: < 1 minuto

Servidores da Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz) com 30 anos ou mais, estão sendo convocados ao Campus Professor Soane Nazaré de Andrade, no Salobrinho, para receberem a primeira dose da vacinação contra a Covid-19, que vai acontecer nesta 4ª feira (16.junho), das 8h às 14 horas.

Ação é alinhada pela Secretaria de Saúde de Ilhéus (Sesau). Serão vacinados os profissionais que têm seus nomes nas listas enviadas pela Uesc à Secretaria de Saúde.

De acordo com a Secretaria, os profissionais do IFBA também serão vacinados na Uesc. No ato da imunização devem ser apresentados documentos como cartão do SUS, carteira de vacinação, CPF e comprovante de residência.

Leia em: < 1 minuto

A Faculdade de Ilhéus está sempre com o olhar no empreendedorismo, até mesmo quando o assunto é Dia dos Namorados. Hoje, 5ª feira (10.junho), a partir das 17 horas, será realizada a live Empreendendo Com Amor, pelo Instagram da própria instituição. A ideia é mostrar que o amor pode nascer no ambiente acadêmico e o casal ficar unido também na área dos negócios.

Assim foi como aconteceu com os advogados Jéssica Frizo e Ivan Ferraz, que se conheceram no curso de graduação em Direito na Faculdade de Ilhéus e hoje trabalham juntos no escritório de advocacia. Eles participam da live do Dia dos Namorados para contar a experiência como casal empreendedor, com a mediação do professor Leandro Coelho.

A ideia da live foi da agência RCM. Na verdade, a história de muitos casais tem origem no ambiente acadêmico. No entanto, a formação de negócios em conjunto tem as particularidades. São as nuances dessa trajetória que serão abordadas durante a live. Se você ficou curioso, assista e participe.

A live será pelo Instagram da Faculdade de Ilhéus. Clique aqui!

Prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres (DEM)

Leia em: < 1 minuto

Com o avanço da imunização contra o Covid-19, entre os trabalhadores e trabalhadoras da Educação, a prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres (DEM), anunciou através de vídeo, estudo de viabilidade da implantação do sistema híbrido na educação pública municipal.

Nesse sistema, os alunos voltam à sala de aula de forma integrada, ou seja, parte da turma assiste aula presencial, enquanto a outra metade acompanha a aula virtualmente, de casa, sendo alternado, ou seja, enquanto os alunos em um determinado dia estão em sala de aula, no dia seguinte estarão no modo virtual em suas residências, e os que estavam assistindo a aula virtualmente, assistirão a aula presencial .

A prefeita assegurou o chamamento de parte dos seletivados para compor o quadro na estrutura de Educação, e reforçou o empenho da gestão em ações resolutivas.

“A educação das nossas crianças e nossos jovens é um compromisso nosso com o futuro das novas gerações, e asseguro que faremos de tudo para garantir aprendizado para todos, de forma objetiva e bem definida”, pontuou a prefeita.

Opinião da população itabunense sobre o retorno das aulas no modo presencial ou semipresencial // Foto de Divulgação da Prefeitura de Itabuna

Leia em: 3 minutos

Fizemos uma enquete nas redes sociais do Pauta.Blog para apurar a opinião da população itabunense sobre o retorno das aulas no modo presencial ou semipresencial. O resultado, várias pessoas são favoráveis ao retorno, enquanto, muitas outras pessoas também são contra.

Para 📌Felipe Watanabe, o retorno deve ocorrer porque não depende da vacinação dos professores, mas em adotar protocolos de segurança.

📌Carol Suzar, lembra que nada ficou parado por um ano e três meses. 📌Alan Batista reforça citando que retomar as aulas presenciais sim porque os professores estão vacinados, os alunos nas ruas, o shopping e quadras de esportes funcionando.

📌Taiana Matos analisa que o fechamento das escolas tem um impacto negativo muito evidente no tocante a saúde física, mental e social, especialmente das crianças e adolescentes. “Isso vem afetando principalmente as famílias mais vulneráveis. Os prejuízos para a infância, famílias como um todo são enormes, podendo interferir nas capacidades e habilidades dos alunos”.

E completa: “É só analisar os estudos científicos quanto a reabertura das escolas para entender que não houve aumento de contaminação por Covid ao reabri-las. Escolas fechadas intensificam as desigualdades que já existem. Sou a favor da reabertura seguindo os protocolos de segurança”.

📌Dra Taíssa Modesto frisa ser a favor ressaltando que as crianças não aguentam mais ficar na frente do computador. “Elas já estão exaustas. A vida já voltou ao normal, tudo está funcionando, só não as escolas. Vamos abrir estas escolas urgente”.

Confira outros depoimentos dos que são favoráveis ao retorno das aulas presenciais ou semipresenciais:

📌Mazinho Bozi: “Sim, a favor do retorno. A maioria dos professores que conheço pegou covid-19 fora da sala de aula!”

📌Lígia Maria: “A favor. Os alunos estão na rua, só não pode ir pra escola, por que?”

📌Nath Freire: “Sim, a favor. Não tem lógica tudo já ter voltado a funcionar, menos as escolas. Além disso, todas as evidências científicas atestam para a eficácia do retorno. As crianças não são as vilãs da pandemia e estão adoecendo com essa história de aula online. As consequências disso serão irreparáveis”.

📌Jacque Araújo: “Já está mais que comprovado que com todos os protocolos o retorno das aulas é seguro! Tantas atividades essenciais em andamento e porque as escolas não?”

📌André Moreira: “Sim. A partir de julho que teremos efeito da primeira dose nos professores”.

📌Marisa Martins: “A favor! Professores vacinados podem sair e não podem dar aulas? Há algo errado não?

O OUTRO LADO

Já quando o assunto é a permanência da suspensão das aulas, 📌Eliana Braga frisou ser contra justificando que “com vidas não se brinca”. Pedro Matos destacou que os serviços educacionais não se restringem somente ao convívio escolar de alunos e professores. “Então ainda não é possível liberar tal demanda”.

📌Aldielio Castro destacou “sou totalmente contra. Minha esposa está cursando direito, mas infelizmente ela tem vários problemas respiratórios”. Jaciara Silva disse: “Não, porque os profissionais vacinados não é seguro pelo fato da maioria da população ainda não ter sido imunizada”.

📌Danielle Veloso lembra que independente dos professores estarem vacinados, as crianças podem pegar a covid-19 e transmitir para os familiares. “Não tem vacina para menores de 18 anos, mas criança pega também. Prefiro deixar minha filha em casa”.

📌Girleney Araújo revela que é professor e depois da pandemia vem trabalhando dobrado. “Ainda assim creio que não seria o momento de voltar as aulas presenciais sem que todos estejam devidamente protegidos contra o vírus por meio da vacina. Isso porque, mesmo professores e demais trabalhadores da educação estando vacinados (todos eles), coisa que ainda não aconteceu, os alunos podem ser foco de transmissão do vírus para os demais colegas e, consequentemente, para os seus familiares”.

E finaliza salientando que o que faz uma educação de qualidade, principalmente em um momento de crise como o que estamos, “é a parceria e compromisso entre familiares e instituições de ensino para alavancar e, nas palavras do poeta, encorajar os educandos ao vôo”.

A novidade deste ano é que as duas versões do Enem 2021 (impressa e digital) terão as mesmas provas // Foto da Agência Brasil

Leia em: < 1 minuto

Inscrição para o exame inicia em 30 de junho e deve ser feita na Página do Participante.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro. O cronograma foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) de hoje 4ª feira (2.junho) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Os interessados em participar do Enem 2021, versão impressa ou digital, poderão fazer a inscrição no período de 30 de junho a 14 de julho, na Página do Participante.

Todos os interessados em fazer o Enem 2021 devem fazer a inscrição, independentemente de terem adquirido a isenção da taxa ou não, bem como terem dado a justificativa de ausência no Enem 2020. O Inep ressalta que esses procedimentos não garantem a inscrição.

A novidade deste ano é que as duas versões do Enem 2021 (impressa e digital) terão as mesmas provas, com itens iguais, aplicadas nas mesmas datas. Vale destacar que o Enem Digital é exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou que está concluindo essa etapa em 2021. Assim, os participantes que desejarem fazer o exame para fins de autoavaliação — os chamados “treineiros” — devem se inscrever para o Enem 2021 impresso.

Acesse o edital do Enem 2021 impresso.

Acesse o edital do Enem 2021 digital.

Acesse a Página do Participante.

Projeto de mineração urbana defende que metais valiosos podem ser obtidos através da reciclagem

Leia em: 2 minutos

“Quais materiais são mais propensos a virarem lixo eletrônico e por que as pessoas realizam o descarte indevido?”. Essas são algumas questões que a pesquisadora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Tatiane Benvenuti, quer entender para criar medidas que possam diminuir esses resíduos na região Sul da Bahia.

A partir dessas informações, Tatiane vai buscar técnicas para a reciclagem e recuperação de materiais valiosos. “Com a necessidade de equipamentos eletrônicos, tanto para trabalho, quanto para conforto, somado ao constante surgimento de novas tecnologias que surgem diariamente, tivemos um aumento enorme de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos, os REEE. Dentro dessa realidade, o Brasil encontra-se entre os países que mais produzem REEE, somente em 2014, foram cerca de 14 milhões de toneladas”, alerta a pesquisadora.

Ao justificar a importância do projeto, realizado em parceria com pesquisadores da Uesc e da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Tatiane explica como funciona a dinâmica de reciclagem de produtos eletrônicos.

“No Brasil, existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) de 2010, que, ao ressaltar o perigo para à saúde e o meio ambiente, alerta que tais materiais devem ser reciclados. Entretanto, este tipo de resíduo não pode ser enviado para aterros e lixões, ele deve passar pelo processo chamado logística reversa, que ocorre quando o consumidor devolve o aparelho inutilizado na mesma loja onde o comprou. Nesse sentido, a loja devolve as peças aos fornecedores que reutilizam os materiais ou providenciam a reciclagem. Acontece que, no nosso país, as lojas ficam com muitas peças para descartar e nem sempre recebem o equipamento vendido de volta. Some isso ao fato de no Brasil não existir a reciclagem de todos estes materiais, limitando-se somente à desmontagem, então, a parte mais valiosa do material que não vai parar nas cooperativas de reciclagem e sucateiros, acaba indo para fora do país, onde é melhor aproveitada”.

A pesquisadora afirma que através do anseio de fazer com que esses metais valiosos permaneçam em território brasileiro, ela busca entender como esses resíduos são administrados no Sul da Bahia, a fim de apontar possíveis medidas para realizar a reciclagem adequada localmente. “Com o tempo, ampliando a atuação, poderemos conhecer os dados destes resíduos em todo o estado, na região Nordeste e em todo o país. Em nossa pesquisa, buscamos conhecer o panorama local e fornecer informações, como a cartilha, para educar a população em relação aos perigos e à necessidade de descartar esses resíduos de forma adequada”, disse Tatiane, que destacou os comércios que recebem os resíduos eletrônicos, lojas de consertos, empresas fabricantes de equipamentos como os principais integrantes de seu público-alvo.

A equipe também defende que a composição destes resíduos indica possibilidades de mineração urbana para obter metais, a partir de volumes inferiores de REEE em comparação com o volume de minério na mineração convencional.

“Recursos minerais são finitos e as minas vêm se esgotando cada vez mais rápido, logo, a ideia é que haja menor demanda de matéria-prima virgem, através da recuperação dos metais dos resíduos. O impacto social poderá se refletir na criação de pontos de coleta e triagem de resíduos, além do desenvolvimento de novos empreendimentos de reciclagem, com geração de emprego e renda na região”, concluiu.

Leia em: 2 minutos

A Prefeitura de Itabuna divulgou nesta 6ª feira (28.maio), o resultado da Consulta Pública realizada pela Secretaria Municipal de Educação que aponta que um total de 65,4% disseram reprovar a ideia de retorno das aulas presenciais nas redes pública e particular de ensino. Foram ouvidos 3.437 participantes na pesquisa entre pais de alunos, profissionais da educação e gestores escolares e a população em geral.

A Consulta, efetuada por meio virtual, revelou ainda que 23,3% da comunidade em geral concordam que as aulas sejam ministradas no formato híbrido. Já no segmento dos professores que atuam nas escolas da Rede Pública Municipal, 86,6% reprovaram o retorno às aulas presenciais, bem como 89,8% deles disseram não se sentir seguros em lecionar com tal possibilidade.

Já entre os funcionários e gestores, tanto da rede pública como na rede particular, 74,5% dos que participaram foram contrários ao retorno às salas de aula neste ano.

Segundo a secretária municipal da Educação, Janaína Araújo, a ideia de realizar a Consulta Pública levou em conta a necessidade de democratizar uma decisão a ser tomada pela gestão municipal, considerando os diversos segmentos envolvidos no setor da educação, bem como o atual contexto vivenciado diante da pandemia da Covid-19.

Ela adiantou que, além do resultado da pesquisa, serão considerados os decretos e protocolos de segurança sanitária emitidos pela Organização Municipal da Saúde (OMS), Ministério da Educação e as esferas de governo – estadual e municipal.

“Os dados serão devidamente analisadas conforme as diversas peculiaridades, visto que o cruzamento de informações por segmento permitirá a elaboração de um plano conjunto de ações visando o bem de todos os envolvidos, a garantia do direito à educação e, principalmente, o maior de todos os objetivos que é garantir a vida”, afirmou Janaína.

A Consulta Pública sobre a possibilidade do retorno às aulas presenciais nas escolas urbanas e do campo das redes pública municipal e particular de Ensino em 2021 foi coordenada pelo Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM), através de formulários de pesquisa eletrônica, no período de 24 a 27 de maio. Os links foram disponibilizados nos sites oficiais do NTM e da Prefeitura de Itabuna.

Gabriel Edler, professor de Direito Cibernético da Faculdade de Ilhéus, e Manuel David Masseno, professor adjunto e Encarregado de Proteção de Dados do Instituto Politécnico de Beja, Portugal

Leia em: 2 minutos

O Professor Manuel David Masseno, uma das maiores autoridades internacionais em Direito Digital, Segurança Cibernética e Proteção de Dados, proferiu uma aula especial para os alunos do curso de Direito da Faculdade de Ilhéus, no último sábado (22.maio). Transmitida pela plataforma Teams, Masseno conduziu a aula diretamente de Portugal, onde é professor adjunto e Encarregado de Proteção de Dados do Instituto Politécnico de Beja.

O evento contou com a iniciativa do professor mestre Gabriel Edler, que ministra a disciplina de Direito Cibernético, no curso de Direito da Faculdade de Ilhéus. A conversa exclusiva com o professor Manuel Masseno foi sobre a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e o RGPD (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados da União Europeia).

Segundo a coordenadora do curso de Direito, professora Ana Cristina Adry de Argôllo, os alunos tiveram a oportunidade de tirar dúvidas diretamente com o professor Masseno acerca das semelhanças e diferenças entre a LGPD e o RGPD. O tema é um dos mais discutidos na atualidade do mundo jurídico, em virtude das inovações e conflitos surgidos no âmbito do Direito Digital.

O professor Manuel David Masseno, membro da Rede de Especialistas em Proteção de Dados da Europa

O professor Manuel David Masseno também integra as Coordenações do Laboratório UbiNET (Segurança Informática e Cibercrime) e do MESI (Mestrado em Engenharia de Segurança da Informática), em Portugal, além de pertencer à EDEN – Rede de Especialistas em Proteção de Dados da Europa. No Brasil, integra o Grupo de Trabalho em Direito Digital e Compliance da FIESP, assim como as Comissões de Direito Digital da OAB – Seção de Santa Catarina e Subseção de Campinas.

O resultado final do concurso está previsto para o dia 08 de julho

Leia em: < 1 minuto

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) abre processo seletivo simplificado para professor substituto em diversos Centro de Ensino. São oferecidas seis vagas.

As inscrições acontecem do dia 31 de maio até dia 08 de junho, somente via internet, através do endereço ufrb.edu.br/concursos. O valor da taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais).

Poderão se inscrever somente candidatos brasileiros (natos ou naturalizados) ou estrangeiros com visto permanente, desde que os candidatos não tenham sido professores substitutos em Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) ou que não tenham trabalhado, com contrato temporário, em outro órgão federal, nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, anteriores à data deste edital.

As vagas são para a área de conhecimento de Libras; Ciências Biológicas; Engenharia Civil; Práticas do Cuidado em Nutrição; Sociedade, Cultura e Ensino em Ciências Sociais / Psicologia.

PROCESSO SELETIVO
O processo seletivo constará de duas etapas distintas: a) análise de currículo, com peso 03; b) prova didática, com peso 07. O resultado final está previsto para o dia 08 de julho.

Para mais informações clique aqui!

Notícias mais lidas

Outros assuntos