//

HPV é sexualmente transmissível e principal causador do câncer de colo de útero

Leia em: < 1 minuto

O Ministério da Saúde anunciou que a vacinação contra o vírus HPV vai passar a ser feita em dose única. Até então, o Brasil utilizava um esquema de duas doses para combater a infecção, principal causadora do câncer de colo de útero.

O MS recomendou que estados e municípios façam uma busca ativa por jovens com até 19 anos que não receberam nenhuma dose da vacina. A imunização é indicada para meninos e meninas de 9 a 14 anos; vítimas de abuso sexual de 15 a 45 anos (homens e mulheres) que não tenham sido imunizadas previamente; pessoas que vivem com HIV; transplantados de órgãos sólidos e de medula óssea; e pacientes oncológicos na faixa etária de 9 a 45 anos.

O HPV é considerado, atualmente, a infecção sexualmente transmissível mais comum em todo o mundo e o principal causador do câncer de colo de útero. A estimativa do ministério é que cerca de 17 mil mulheres sejam diagnosticadas com a doença todos os anos.

Apesar de se tratar de uma enfermidade que pode ser prevenida, ela segue como o quarto tipo de câncer mais comum e a quarta causa de morte por câncer em mulheres, principalmente negras, pobres e com baixos níveis de educação formal.

Tags: , , ,

//

21 pessoas já morreram vítimas de dengue na Bahia

Leia em: < 1 minuto

Os municípios de Vitória da Conquista, Salvador e Feira de Santana estão liderando o ranking de cidades com maior número de casos prováveis de dengue em 2024. Os dados são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Em Conquista, foram notificados 11.627 casos até agora. Na segunda posição, está a capital Salvador, com 4.962 casos, seguida por Feira de Santana, com 2.888 casos prováveis.

Ao todo, na Bahia, foram notificados 81.428 casos prováveis da doença até o dia 23 de março, registrando um Coeficiente de Incidência (CI) de 575,8 de casos/100.000 habitantes. No mesmo período de 2023, foram notificados 13.854 casos prováveis, o que representa um aumento de 487,8%.

No total, 285 municípios da Bahia estão em estado de epidemia. Outros 45 estão em risco e 12 em alerta.

A Bahia possui uma taxa de letalidade de 1,47, menor do que a média nacional. Ao todo, foram confirmados 21 óbitos por dengue nos municípios de Jacaraci (4), Vitória da Conquista (4), Piripá (3), Santo Antônio de Jesus (2), Barra do Choça (1), Caetité (1), Campo Formoso (1), Feira de Santana (1), Ibiassucê (1), Irecê (1), Juazeiro (1) e Santo Estêvão (1).

📷 Foto Carol Garcia/GOVBA

//

Atendimentos na UEPA vão acontecer de segunda a sexta-feira

Leia em: < 1 minuto

A partir dessa terça-feira (26.março), vai ser aberta uma Unidade Extra de Pronto-Atendimento (UEPA) na Avenida Inácio Tosta Filho, centro de Itabuna, para funcionar como uma extensão da UPA 24 Horas. Nos últimos dias, cerca de 400 atendimentos diários foram realizados e a secretaria municipal de Saúde avaliou a necessidade de ampliar o atendimento à população.

A UEPA contará com atendimento de segunda e sexta-feira, das 7h30 às 17h30, para pacientes clínicos. Os atendimentos serão supervisionados por um médico clínico com o suporte do pessoal de enfermagem.

O profissional fará a prescrição da medicação e vai indicar, se necessário, a realização de exames laboratoriais e de Raios-X, que serão realizados na UPA. Nesse caso, o transporte será realizado pela ambulância da unidade.

//

Ação especial acontece amanhã das 16h às 20h

Leia em: < 1 minuto

Amanhã (13.março), vai acontecer uma ação de vacinação especial na sede provisória da Rede de Frio de Itanuna, localizada na Rua Nações Unidas, Centro, na antiga base do SAMU. O imunizante contra a dengue vai ser aplicado das 16h às 20h.

A iniciativa tem o objetivo de promover a vacinação de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Para isso, serão distribuídas mil senhas.

A secretaria de Saúde orienta que os pais e responsáveis levem cartão de vacina, RG e CPF. As crianças que tiveram dengue só poderão ser vacinadas no intervalo de seis meses.

//

Idosos precisam redobrar os cuidados e estar atentos aos primeiros sintomas

Leia em: < 1 minuto

Os idosos formam o grupo que recebe alerta para os cuidados especiais necessários para se protegerem da dengue. De acordo com a secretaria de Saúde do estado, até o dia 18 de fevereiro, foram notificados 8.674 casos prováveis da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

Um levantamento realizado pelos órgãos de saúde confirma que a faixa etária de maior risco para complicações da doença é a formada por idosos. A taxa de letalidade da dengue no período, ainda que seja considerada baixa, foi oito vezes maior entre os idosos.

De acordo com o Sistema de Notificação de Agravos e Notificações (Sinan), entre o mês de janeiro até o dia 6 fevereiro, a Bahia teve 4.068 casos notificados de dengue.

Entre 2014 e 2024, foram registrados 3.211 óbitos entre pessoas de zero a 59 anos. Já entre os idosos, o número total de mortos chegou a 3.299. A letalidade, portanto, foi de 0.03% no primeiro grupo e 0.27% no segundo grupo. Entre os pacientes com 80 anos ou mais, o coeficiente letalidade chega a 1,03%.

A fragilidade imunológica dos idosos os torna mais propensos a desenvolver formas graves e enfrentar complicações decorrentes da doença. É fundamental que pessoas com idade avançada estejam atentas aos sintomas, como febre alta, dor de cabeça, dores musculares e manchas vermelhas pelo corpo, além de protegerem os espaços residenciais com telas mosquiteiras e eliminação de criadouros do mosquito transmissor.

//

Público-alvo da vacina é composto por crianças e adolescentes

Leia em: < 1 minuto

Das 1.235.119 vacinas contra a dengue distribuídas para municípios selecionados pelo Ministério da Saúde, apenas 182.204 foram aplicadas em crianças e adolescentes que fazem parte do público-alvo. A quantidade de doses aplicadas equivale a 14,75% do total distribuído.

Ao todo, 521 municípios foram selecionados pelo governo federal para receber as vacinas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As cidades compõem um total de 37 regiões de saúde que, segundo o ministério, são consideradas endêmicas para dengue.

//

Campanha foi antecipada por causa do aumento da circulação de vírus respiratórios no Brasil

Leia em: < 1 minuto

O Ministério da Saúde anunciou que a campanha nacional de imunização contra a gripe vai ser iniciada no dia 25 de março. A campanha, geralmente, é realizada nos meses de abril e maio, mas foi antecipada neste ano por causa do aumento da circulação de vírus respiratórios no país.

As doses devem ser distribuídas aos estados das regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul a partir do dia 20 de março. Já os municípios do Norte já realizaram a vacinação no final do ano passado, atendendo às particularidades climáticas da região.

A estimativa do Ministério da Saúde é que 75 milhões de pessoas sejam imunizadas durante a campanha.

//

Novos óbitos foram registrados em Feira de Santana e Vitória da Conquista

Leia em: < 1 minuto

A secretaria de Saúde da Bahia confirmou que mais duas pessoas morreram vítimas de dengue no estado. Um morador de Feira de Santana e um de Vitória da Conquista foram os novos óbitos registrados, totalizando sete neste ano.

As outras mortes em decorrência da doença foram registradas em Ibiassucê, Jacaraci, Piripá e Irecê.

//

Itabuna apresenta estabilidade no índice de infestação do Aedes Aegypti

Leia em: < 1 minuto

O município de Itabuna continua com uma situação estável em relação ao controle de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, do zika vírus e da chikungunya. Com atual índice de infestação de 1,5%, existem apenas 12 casos confirmados de dengue na cidade.

Nos últimos três anos, os numeros foram reduzidos de 8,8% em 2021 para 4.6% em 2022, e de 3,3% no início de 2023 para 1,5% no último LIRAa. A queda é de 58%.

A comunidade, em sua grande maioria, apresenta índice de infestação abaixo de 2%. A exceção existe em algumas comunidades, como os bairros Monte Cristo, Santa Inês e São Pedro, que apresentam médias acima dos 5%.

Itabuna é uma das cidades contempladas pelo Ministério da Saúde com as primeiras remessas de distribuição da vacina contra a dengue. A expectativa é a chegada dos lotes até o final deste mês.

As doses serão ministradas em dois momentos, com intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose. Nesta primeira fase, a aplicação será realizada em crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

//

Jovem de 18 anos morreu no Hospital de Base de Itabuna

Leia em: < 1 minuto

Um laudo emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-Ba) descartou a hipótese de dengue hemorrágica como causa da morte de Ana Luiza Rangel Silva, de 18 anos, no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna. De acordo com o Lacen, o resultado foi negativo para dengue, zika vírus e chikungunya.

A secretaria municipal de Saúde informou que mais investigações epidemiológicas serão conduzidas, inclusive com visitas de técnicos e profissionais no domicílio de Ana Luiza para que seja certificada a real causa do falecimento. Ainda segundo a secretaria, foram adotados procedimentos padrões neste tipo de situação, a exemplo da aplicação de inseticida em toda a área próxima à residência da família.

Ana Luiza morreu na última segunda-feira (12.fevereiro) após ser transferida da UPA para o HBLEM em estado grave. O atestado de óbito aponta como causa da morte a dengue hemorrágica, mas o laudo do Lacen refuta essa hipótese. Um novo laudo conclusivo deve ser divulgado em até 60 dias.

Notícias mais lidas

Outros assuntos