Benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375

Leia em: < 1 minuto

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta sexta-feira (9.abril) a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 aos beneficiários nascidos em fevereiro e que não fazem parte do Bolsa Família.

Segundo o Ministério da Cidadania, 2,17 milhões de pessoas nascidas em fevereiro receberão os pagamentos nesta sexta, totalizando cerca de R$ 450 milhões.

 

No domingo (11.abril), será a vez de outros 2,45 milhões de beneficiários aniversariantes em março, num repasse superior a R$ 511 milhões.

Para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos começam em 16 de abril.

Os pagamentos da primeira parcela do benefício, para todos os públicos, vão até 30 de abril. Do G1

➡️ O calendário completo está disponível em auxilio.caixa.gov.br

Leia em: < 1 minuto

O cabo da Polícia Militar de Itabuna, Ricardo Moreira Valadares, de 41 anos, morreu ontem (8.abril) em decorrência da Covid-19. O 15º BPM emitiu uma nota de Pesar. Leia:

“É com imenso pesar que informamos o falecimento do Cabo PM Ricardo Moreira Valadares, 41 anos, lotado no de Polícia Militar – Itabuna, ocorrido na noite dessa quinta-feira (08/04). O Policial Militar estava internado acometido por COVID-19, desde o dia 30/03. Todos os policiais do 15° Batalhão lamentam profundamente a perda de mais um excelente colega e amigo. Nossos sentimentos a família é amigos”.

 

Secretário de Governo de Itabuna, Júnior Brandão

Leia em: 2 minutos

A Prefeitura de Itabuna deu início nesta semana a uma consulta popular on-line para que os itabunenses contribuam com o processo de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano 2022. O procedimento vai até terça-feira (13.abril).

Para fazer suas indicações sobre o que considera prioridade para a cidade, o cidadão ou cidadã pode acessar o link de coleta de sugestões no site oficial da Prefeitura. O questionário contém quatro perguntas.

A coleta de sugestões substitui o processo de audiências púlicas e tem o objetivo de ajudar os técnicos da Prefeitura a elaborar a lista de prioridades da LDO 2022 que servirá como base para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) do próximo exercício.

O secretário de Governo de Itabuna, Júnior Brandão, ressalta que com a consulta pública virtual a Prefeitura de Itabuna busca dar maior transparência às suas ações, disponibilizando um importante instrumento de participação popular, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

E por ser no formato eletrônico, ele diz que a população poderá participar diretamete do processo de construção da LDO de onde estiver, sem a necessidade de locomoção, de modo a evitar aglomerações para realização de consultas/audiências públicas.

“O questionário é bem simples. Basta preencher os dados pessoais, indicar quais são as prioridades para o bairro e a cidade como um todo e propor sugestões”, explica Junior Brandão. Após a fase de coleta de sugestões, as equipes das Secretarias de Planejamento e de Fazenda e Orçamento farão a consolidação dos dados.

“Então, um projeto de lei será apresentado pelo prefeito Augusto Castro (PSD) à Câmara Municipal de Vereadores contendo as sugestões de obras e serviços públicos indicados pelos cidadãos”, finalizou o secretário de Governo.

//

Leia em: < 1 minuto

O Governo da Bahia não vai realizar a demissão de médicos. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) garantirá em sua rede de assistência a prestação de serviços médicos. Na realidade, está ocorrendo mais uma renovação na modalidade de contratação via credenciamento, que vem sendo feita desde 2010, com periódicas atualizações. Desta forma, os profissionais poderão optar por esta forma de prestação de serviço, não havendo nenhuma imposição da Sesab.

Atualmente são cerca de 8 mil plantões médicos em unidades da Sesab prestados via credenciamento. Esta é uma das evidências da grande adesão da categoria. A Sesab ainda destaca que Organizações Sociais que fazem gestão de unidades tem total autonomia na forma de contratação dos profissionais.

As inscrições são gratuitas e o curso será ministrado pelo especialista em pequenos negócios, Paulo Azevedo

Leia em: < 1 minuto

Os empreendedores que desejam aprender o passo a passo para fazer a modelagem do seu negócio usando o quadro do Canvas terão a oportunidade de realizar um curso gratuito pelo Instagram. Realizado pelo Sebrae Bahia, o evento será ministrado pelo especialista em pequenos negócios, Paulo Azevedo. As inscrições podem ser feitas neste link.

Durante o curso, os empreendedores irão percorrer os nove blocos do modelo Canvas, tendo acesso a dicas e exemplos práticos para utilizar a ferramenta no dia a dia da empresa. Tudo isso disponível na palma da mão, a qualquer hora e em qualquer lugar, aprendendo a analisar o modelo de negócio, descrevendo a lógica de criação, entrega e captura de valor da sua empresa.

Dentre os assuntos que serão abordados durante o curso, estão o conceito de Canvas, como preencher cada bloco, a diferença entre valor e preço, regras para preenchimento da ferramenta, definição de segmentos de clientes e proposta de valor, canais e suas funções, relacionamento com o cliente, fluxo de receitas e recursos principais, atividades e parceiros chaves da empresa, estrutura de custos e outros tópicos.

Após a inscrição, todos os participantes receberão ainda um e-book exclusivo para conhecer as principais ferramentas de gestão para a empresa.

As obras já foram iniciadas desde novembro de 2020

Leia em: 3 minutos

Nesta quinta-feira (8), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) leiloou a subconcessão do trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) que se estende por 537 quilômetros entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia. O Governo da Bahia atuou ativamente para retomar a obra, de responsabilidade da União, por entender a importância do equipamento para o desenvolvimento econômico do estado.

Em decorrência desse movimento, foi possível haver o leilão do trecho da Ferrovia EF-334/BA, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, na B3, em São Paulo, por meio online. O arremate foi feito pela Bahia Mineração (Bamin), no valor de R$32,730 milhões.

O trecho 1 já tem mais de 80% concluído, com previsão de conclusão em 24 meses. Com o trecho 2, que chegará até Barreiras, a ferrovia funcionará como um corredor de escoamento de minérios do sudoeste baiano e da produção agrícola que vem do oeste, levando toda esta carga para o Porto Sul, uma das principais obras estruturantes realizadas pelo Governo da Bahia. Com a construção da Ponte Salvador-Itaparica, outra grande obra estruturante do estado, o acesso entre a capital e o porto terá ainda redução de 100km no trajeto.

“Mais um dia de vitória. A Fiol será uma locomotiva de desenvolvimento da Bahia e agora vai rodar, carregando minério, soja, melhorando as condições de Ilhéus à Caetité – que vai se transformar em uma grande cidade em função da mineração -, além de Barreiras, um dos principais polos do agronegócio no estado. Essa ferrovia trará ainda mais progresso”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico.

De acordo com o presidente da Companhia Baiana de Produção Mineral (CBPM), Antonio Carlos Tramm, a mineração, através da Bahia Mineração (Bamin), vai garantir a carga inicial da Fiol. “Se considerarmos as jazidas minerais já localizadas e identificadas na região de Caetité, além de todo o trabalho de prospecção que a companhia está fazendo nos 100 km no entorno dos trilhos, mais o transporte da produção do agronegócio que virá de Barreiras, vamos ver que rapidamente haverá necessidade de ampliar a sua capacidade de transporte. Além de transportar riquezas, os trilhos da ferrovia vão facilitar a implantação de internet via fibra óptica nos 30 municípios que ela cruza, levando desenvolvimento e progresso ao interior do nosso estado”, avalia.

Além da atração de empreendimentos e prospecção mineral para ampliar viabilidade da ferrovia, nos últimos anos, a Bahia atuou ainda para que o Tribunal de Contas da União (TCU) se posicionasse acerca da licitação para conclusão das obras do primeiro trecho, que estavam aguardando autorização do órgão para ser licitadas. Em 2015, uma comitiva formada pelo governador Rui Costa, secretários e representantes da sociedade civil da Bahia e Tocantins, esteve com o ministro Aroldo Cedraz, presidente do TCU que deu o aval, no ano passado, para a continuidade, após contínuo diálogo.

PORTO SUL
A Fiol tem uma relação direta de dependência com o Porto Sul, localizado no distrito de Aritaguá, em Ilhéus, que está sendo constituído através de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) firmada entre o Estado da Bahia e a Bamin. A ferrovia irá transportar a produção de minérios e de grãos até o porto para que as cargas sejam distribuídas.

As obras já foram iniciadas desde novembro de 2020, com todos os protocolos de segurança para evitar contaminação da Covid-19. Essa etapa conta com a construção da ponte rodoviária sobre o Rio Almada, que terá acessos pela BA-001 e BA-262 e inclui a construção de vias, instalação de sinalização, implantação de redes elétrica e de água, entre outras ações.

O avanço físico da obra, até 30 de março de 2021, é de 18,45%. Esta primeira fase contempla as construções de todas as estruturas viárias internas que devem ser concluídas em 2022. No mês de julho está prevista o início da obra de construção da parte marítima. Atualmente, gera 400 empregos diretos e, quando alcançar o pico, outros 1.200 postos de trabalho indiretos serão gerados, tendo ainda todas as licenças ambientais necessárias para a evolução.

Para o secretário de infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, a Fiol e o Porto Sul vão proporcionar uma mudança não só para o desenvolvimento econômico do estado, mas também na infraestrutura rodoviária da Bahia. “A ferrovia é um avanço da estrutura logística não só do estado, mas do Brasil. A construção dos empreendimentos provocará alterações importantes de rodovias já existentes e a necessidade de implantação de outras. Além disso, vai reduzir o fluxo de cargas pesadas nos corredores rodoviários”.

Cotações desta quinta-feira, dia 8 de abril de 2021

Leia em: < 1 minuto

🍫 Cotação do Cacau 
Ilhéus > R$ 229,00 (comum > arroba)
Nova York > R$ 2.353,50 (futuro > tonelada)

☕ Cotação do Café Conillon (60 kg) 
Café Tipo 7/8 > R$ 415,00
Café Tipo 7 > R$ 420,00

🐂 Cotação do Boi Gordo @ arroba 
Jequié > R$ 285,00
Barreiras > R$ 280,00
Feira de Santana > R$ 285,00
Santo Antônio de Jesus > R$ 295,00
Itapetinga > R$ 285,00
Salvador > R$ 286,00

//

Circular com GNV fora dos padrões de segurança configura infração de trânsito grave, com cinco pontos na carteira de habilitação, multa de R$ 195 e remoção do veículo

Leia em: < 1 minuto

O Detran na Bahia firmou parceria com o Ibametro, para a fiscalização do uso irregular do kit de gás natural para veículos (GNV). As operações acontecem em postos de combustíveis de Salvador. A instalação inadequada do kit pode gerar risco de explosão.

Para regularizar o carro, a pessoa deve se dirigir ao Detran-BA, órgão que autoriza a conversão do combustível. Depois, ela precisa fazer a instalação do cilindro de GNV em uma oficina credenciada ao Ibametro. Em seguida, o carro tem que ser inspecionado pelo instituto, que irá emitir o Certificado de Segurança Veicular (CSV), válido por 12 meses. A última etapa é levar o automóvel novamente ao Detran-BA para o registro da conversão.

Em função da pandemia da Covid-19, durante a fiscalização na capital o Detran-BA não tem removido os carros em que os cilindros de gás foram instalados corretamente, mas o certificado de segurança está vencido. Nesses casos, a autuação é mantida e o proprietário tem 30 dias para regularizar a situação.

//

As vacinas serão enviadas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85%

Leia em: < 1 minuto

Mais 281.400 doses de vacinas contra a Covid-19 chegaram à Bahia nesta quinta-feira (8). Do total, 152 mil foram produzidas pela Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e 129.400 pelo Butantan/Sinovac. Com esta carga, que chegou ao aeroporto de Salvador por volta das 9h45, o estado totaliza 3.274.950 doses recebidas, entre Coronavac e Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa. Este é o décimo segundo envio que chega à Bahia.

As vacinas que chegaram nesta quinta-feira (8) serão enviadas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores. Esta é uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado.

Esta nova remessa dará possibilidade de que continue sendo imunizado o público-alvo da primeira fase do plano de vacinação contra Covid-19. Em definição feita em CIB, há ainda autorização para os municípios que conseguirem alcançar as metas da primeira fase, ampliarem a aplicação das doses para idosos de 60 anos ou mais.

A população quilombola, pessoas com doença renal crônica em tratamento de hemodiálise e profissionais das forças de segurança também continuarão a ser vacinados, como ficou definido em reunião da CIB.

As investigações foram iniciada em março deste ano

Leia em: < 1 minuto

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (8.abril) a Operação London Eye, que visa combater crimes relacionados a falsificação de passaporte brasileiro e emigração ilegal para o Reino Unido.

Os Policiais Federais cumpriram três mandados de busca e apreensão e dois mandados de medidas cautelares em Vitória da Conquista.

A operação decorre de uma investigação iniciada em março de 2021 quando um cidadão foi detido ao emitir um passaporte brasileiro com nome falso no posto do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) de Vitória da Conquista.

De acordo com a apuração, outro brasileiro também já havia praticado a mesma fraude e teria emigrado, ilegalmente, para a Inglaterra, onde requereu visto de permanência com base em união familiar a partir do documento falso. O benefício migratório seria embasado na nova filiação criada pelos falsificadores.

Duas irmãs, com nacionalidade brasileira e italiana, que residem na Inglaterra, permitiam que usassem seus nomes na condição de mãe dos envolvidos para facilitar a obtenção do visto.

Durante o cumprimento das buscas, foram apreendidos celulares, documentos, cartões bancários e, ainda, uma arma sem registro e entorpecentes.

As investigações estão sendo acompanhadas pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

//

Leia em: 3 minutos

Não tem como fugir dos três assuntos que intitulam o comentário de hoje: toma lá, dá cá, pandemia do novo coronavírus e reeleição de Bolsonaro estão interligados.

No último sábado (3), o Brasil ultrapassou a marca de 330 mil mortes. Nas 24 horas foram registrados mais de 1.900 óbitos, o que significa uma média de 2.800 mortes nos últimos sete dias.

A situação fica cada vez mais preocupante. O descontrole é tanto que o Brasil está virando um laboratório de novas cepas do maldito e cruel vírus, que não faz diferença entre os que estão na parte de baixo, na intermediária e na de cima da pirâmide social.

Enquanto isso, com a previsão de 500 mil mortes até que a covid-19 seja controlada com as vacinas, que passam a ser a tábua da salvação, os senhores parlamentares, que deveriam estar pressionando o presidente Bolsonaro a manter o auxílio emergencial em R$ 600, têm o limite de despesas médicas nas redes privadas aumentado em 170%, indo para R$ 135,4 mil.

O absurdo reajuste foi protagonizado por Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados e principal líder do Centrão, hoje aliado de Bolsonaro, como foi dos ex-presidentes Lula, Dilma Rousseff e Michel Temer. No frigir dos ovos, a petista e o emedebista terminaram sendo apunhalados pelas costas e, como consequência, a defenestração do Palácio do Planalto com a ajuda do próprio Centrão, cuja participação foi decisiva no sucesso do impeachment.

Costumo dizer que é melhor acreditar na existência da mulher de sete metros que perambulava de minissaia na rodovia que liga Itabuna a Ilhéus, aqui no sul da Bahia, do que no Centrão.

O bolsonarismo, que fez a campanha presidencial de 2018 atacando veementemente o toma lá, dá cá, hoje é refém dele. O editorial deste domingo do Estadão diz que “Bolsonaro vai ter que pedir permissão ao Centrão até para respirar”.

Quando um governo passa a ser dominado por um grupo político, sob ameaça de abertura de um eventual processo de impeachment, se suas reivindicações não forem atendidas, significa o começo de um melancólico fim.

O silêncio do presidente Bolsonaro diante desse escandaloso reajuste é a prova inconteste que a maior autoridade do Poder Executivo está preso ao Centrão, de mãos atadas.

A esperança do segundo mandato consecutivo, via instituto da reeleição, está assentada na elegibilidade do ex-presidente Lula, se vai disputar ou não o pleito de 2022. A torcida no bolsonarismo é que Lula seja o adversário de Bolsonaro no segundo turno. Qualquer outro candidato preocupa, principalmente Ciro Gomes (PDT).

Para o bolsonarismo, o forte, gigantesco e enraizado antipetismo pode ser novamente o maior cabo eleitoral de Bolsonaro. E com Lula na disputa esse antipetismo fica mais inflamado.

PS – Em decorrência dessa disputa cheia de ódio entre o bolsonarismo e lulopetismo, que não cabe mais em um Brasil que precisa de paz e harmonia, do imprescindível diálogo entre as instituições, entres os Poderes da República, é que cresce a cada dia o movimento “Nem Bolsonaro, Nem Lula”. 

___________
Marco Wense é Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

//

A concessão vai durar por 35 anos e num total de R$ 3,3 bilhões em investimentos

Leia em: < 1 minuto

O leilão do primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol 1, ocorrerá nesta quinta-feira (8/4), na B3, em São Paulo (SP), a partir das 14h. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) vai conceder o trecho de 537 quilômetros de extensão entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia. A subconcessão ferroviária vai destravar o projeto que será fundamental para transformar a logística no estado e contribuirá para a ampliação da participação ferroviária na matriz de transportes do Brasil.

O vencedor do certame ficará responsável pela finalização do empreendimento e operação do trecho, em uma concessão que vai durar por 35 anos, totalizando R$ 3,3 bilhões de investimentos. Desse total, R$ 1,6 bilhão será utilizado para a conclusão das obras, que estão com 80% de execução. Além disso, a subconcessão da Fiol vai permitir a criação de 55 mil empregos diretos, indiretos e efeito-renda ao longo da concessão.

SERVIÇO
Evento: Leilão de subconcessão da Fiol 1, trecho de 537 quilômetros de extensão entre as cidades de Ilhéus e Caetité, na Bahia.
Data e hora: 8 de abril de 2021, às 14h
Local: B3, em São Paulo (SP)
Para assistir ao leilão, veja pela TV B3.
Para saber tudo sobre o projeto, clique aqui.

O curso é gratuito oferecido pelo Observatório Astronômico da Uesc para professores do ensino básico e alunos de licenciatura

Leia em: < 1 minuto

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) abre inscrições, nesta quinta-feira (8.abril), para a 4ª edição do minicurso de Astronomia para professores do ensino básico e alunos de licenciatura.

O curso é oferecido pelo Observatório Astronômico da Uesc, as inscrições são gratuitas e será oferecido em ambiente remoto das 15h às 20h de sábado (10.abril). A duração é de 10 horas, entre atividades síncronas e assíncronas.

Para o prof. Jules Soares, a Astronomia pode ser um estímulo para o estudo de Ciências no Ensino Básico. O objetivo é aperfeiçoar os conhecimentos de professores da área de ciências da Natureza e matemática do Ensino Médio possibilitando inovação em suas aulas.

Três mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste baiano

Leia em: 2 minutos

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (8.abril) a Operação Última Barreira, que visa à repressão de fraudes no auxílio Emergencial na região do oeste baiano.

A investigação, que teve início em 2020, é resultado da Estratégia Integrada contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) o Ministério da Cidadania (MCid), a CAIXA, a Receita Federal (RF), a Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU), cujo objetivo é a racionalização dos procedimentos de apuração criminal sobre a temática, com foco na atuação de grupos, associações ou organizações criminosas e a desarticulação de fraudes estruturadas.

No decorrer das investigações, apurou-se que os investigados cadastraram no aplicativo Caixa Tem pelo menos de 45 contas em nome de terceiros para recebimento do Auxílio Emergencial de forma fraudulenta, transferindo imediatamente os valores depositados para contas vinculadas ao grupo e também por meio da emissão de boletos bancários emitidos pelos próprios suspeitos, resultando num prejuízo superior a 27 mil reais.

Estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão no município de Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste baiano, expedidos pela Justiça Federal. Também foi determinado o bloqueio de valores das contas dos investigados.

Os responsáveis pelas condutas delitivas investigadas responderão pela prática dos crimes de estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa.

//

O menino foi submetido a uma embolização de aneurisma cerebral, um tratamento endovascular de aneurisma intracraniano inédito no sul da Bahia

Leia em: 3 minutos

Os primeiros dias deste mês de abril têm sido de muita festa para a família de Wanderlypio Novais Cardoso, de 10 anos, que teve uma crise de dor cabeça e ficou desacordado por 12 dias até ser internado, na quinta-feira da semana passada, na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O menino foi submetido a uma embolização de aneurisma cerebral, um tratamento endovascular de aneurisma intracraniano inédito no sul da Bahia. Foi realizado um procedimento sem abertura da cabeça do paciente.

Morador do Povoado Riacho Fundo, na zona rual de Barra da Estiva, na região da Chapada Diamantina, o menino teve o problema grave de saúde diagnosticado pela equipe médica da SCMI. “Ficamos desesperados quando ele passou mal, começou a fazer vômito, reclamar das dores de cabeça e desmaiar. Levamos para um hospital na nossa cidade e o médico disse que o meu sobrinho sofria com diabetes. Por isso, estava naquela situação. Mas os profissionais daqui detectaram qual era realmente o problema”, conta Silene Jardim Novais, tia de Wanderlypio Novais.

De acordo com o chefe do serviço de Neurocirurgia da Santa Casa de Itabuna, Sílvio Porto, o menino foi diagnosticado com hemorragia subaracnóidea espontânea por ruptura de aneurisma cerebral. “E foi um sucesso o procedimento realizado pelos médicos Fernando Schmidt, Antônio Roberto de Campos Júnior e pelo médico anestesista Rafael Cano Ribeiro no setor de hemodinâmica da SCMI”.

Paciente do Sistema Único de Saúde (SUS), o menino deixa o hospital com todas as funções neurológicas funcionando perfeitamente. “A complicação de saúde foi descoberta logo que o paciente chegou ao hospital e os nossos profissionais fizeram um procedimento perfeito. Por isso, acredito que essa criança terá uma vida normal”, afirma a diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, Fabiane Chávez.

ESTRUTURA PARA REALIZAR CIRURGIAS
A diretora técnica Fabiane Chávez destaca ainda que a chegada recente de um neurocirurgião pediátrico na Santa Casa de Itabuna representa uma grande conquista para o sul da Bahia. “Sem a estrutura física e humana que montamos, essa criança teria que ser levada para outros centros, como Feira de Santana e Salvador. Isso demostra como estamos preparados para oferecer esses serviços de alta e média complexidade aqui no sul da Bahia”, finaliza.

De acordo com o neurocirurgião pediátrico Fernando Schmidt, que passou a fazer parte da equipe da SCMI recentemente, o método usado com Wanderlypio Novais é um tratamento frequente, mas ainda de pouco acesso no sistema público de saúde, pois é um procedimento de alto custo e requer material especializado. “A cirurgia durou uma hora e a recuperação do paciente foi ótima”, conta.

Muito comunicativo, educado e carinhoso, Wanderlypio Novais, apesar da pouca idade, tem consciência do perigo que correu antes de receber o atendimento médico, pois gostava de subir em árvore para retirar frutas. “Eu poderia ter desmaiado em uma das vezes em que estava em cima de um pé de jaca, por exemplo. Acho que eu não estaria vivo hoje, não é mesmo tio?”, questionou.

Perguntado sobre o que faria quando retornasse para casa, no pequeno povoado do Rio Fundo, o menino disse que primeiro iria abraçar forte a mãe, dona Arlete Jardim Novais. Depois brincar com outras crianças e plantar maracugina para vender na feira livre. Ele gosta de futebol, é torcedor do Flamengo, mas não sonha em ser jogador de futebol, mas, sim, caminhoneiro ou trabalhar como mototaxista.

Com facilidade de fazer novas amizades, a criança diz que só quer retornar ao hospital para reencontrar os novos amigos, que são os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, psicóloga e pessoal da higienização. Ele sabe os nomes de quase todos os profissionais. “Você vai colocar os nomes deles na reportagem? Porque quero agradecer a todos que cuidaram de mim”, disse. Wanderlypio Novais Cardoso completa 11 anos no próximo dia 13.

//

Objetivo do estudo é entender de que forma o vírus Sars-Cov-2 atinge o organismo do ser humano

Leia em: 2 minutos

Em busca de aprofundar os conhecimentos sobre os impactos da Covid-19 no corpo humano, um grupo de pesquisadores do Instituto Gonçalo Moniz (Fiocruz Bahia) estuda como a doença é capaz de afetar diferentes órgãos, analisando como o organismo lida com a infecção e os principais indicativos de agravamento dos casos. À frente do projeto, que possui apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), Washington dos-Santos afirma que a Fiocruz Bahia foi responsável pelos primeiros procedimentos de autópsia em indivíduos que vieram a óbito em decorrência da Covid-19, além de ressaltar a importância e as dificuldades de realizar o procedimento em pessoas que morrem pela doença.

“A autópsia que realizamos possui a alcunha de ‘minimamente invasiva’. É a forma mais viável que encontramos para seguir com o estudo, visto que o procedimento é seguro para a equipe que realiza, quando comparado às autópsias tradicionais, além de possuírem menos resistência por parte dos familiares da vítima em aceitarem disponibilizar o corpo, uma vez que ele não ficará com as marcas deixadas por uma autópsia comum”, ressalta Geraldo Oliveira (Fiocruz Bahia), líder da equipe de necropsias. De acordo com o pesquisador, este método vem sendo cada vez mais executado ao redor do mundo e chama atenção para a necessidade de dar continuidade a pesquisas científicas como esta. “Através desses procedimentos que somos capazes de reconhecer precocemente os riscos de uma doença e as medidas de prognóstico que podem reverter um quadro de risco”.

Geraldo chama atenção para o fato de que este estudo utiliza amostras dos locais exatos onde ocorrem as lesões que podem levar a óbito. “Ao analisarmos pulmão, fígado, rim, baço, coração, entre outros, estamos nos permitindo fazer uma avaliação mais direta das alterações. Até agora, já realizamos oito autópsias minimamente invasivas, sendo inclusive a primeira vez que o procedimento foi realizado aqui na Bahia”.

As observações feitas ao longo dos procedimentos serão discutidas com o corpo clínico do Instituto Couto Maia (ICOM), em uma sessão aberta a profissionais de saúde e pesquisadores interessados pelo estudo da doença. “Algumas famílias, seja por motivo cultural, religioso ou afetivo, podem criar resistência na hora de autorizar a autópsia no corpo do falecido. Por isso, o procedimento minimamente invasivo pode ser a solução para realizar o estudo, sem agredir os limites impostos pelos entes queridos”.

A curto prazo, o trabalho poderá contribuir, em tempo real, com informações sobre as causas de morte dos pacientes durante o curso da pandemia. Segundo o pesquisador, as reuniões com o corpo clínico do ICOM serão mensais e servirão para apresentar os resultados encontrados, a fim de entender melhor a doença e os melhores tipos de tratamento.

As próximas etapas, envolverão estudos moleculares das amostras coletadas dos órgãos lesados dos pacientes, para obter conhecimentos que ajudem a sociedade a se preparar para enfrentar, de maneira mais adequada, futuros eventos como a atual pandemia. “Por fim, estamos também formando equipes técnicas habilitadas para fazerem essas necropsias minimamente invasivas. No futuro, poderemos responder rapidamente ao surgimento de possíveis surtos e doenças letais em qualquer parte da Bahia”.

A vacinação antirrábica é a única forma de prevenir a doença e manter os animais saudáveis

Leia em: < 1 minuto

O Santo Antônio é o próximo bairro de Itabuna a contar, nesta quinta e sexta-feira (8 e 9.abril), com a vacinação gratuita de cães e gatos contra a raiva. A equipe da Divisão de Controle de Zoonoses de Itabuna estará na Praça Alice Monteiro, das 8h30min às 16h30min, imunizando pets a partir de três meses de idade. No mesmo local, haverá doação de animais domésticos.

O mutirão para vacinar cães e gatos em Itabuna começou desde o mês passado. Até agora, já foram imunizados cerca de três mil animas foram imunizados nos quatro maiores bairros da cidade: Califórnia, Fátima, Conceição e São Caetano. A ação também beneficiou donos de animais de outros bairros próximos.

//

Nos últimos 30 dias a Sesab contabilizou 67 mortes em decorrência da Covid-19

Leia em: < 1 minuto

O município de Itabuna dispara em número de mortes em decorrência da Covid-19 e já acumula 500 óbitos desde o início da pandemia, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Com esse dado alarmante, Itabuna fica atrás apenas de cidades como Feira de Santana (619 óbitos) e a capital do estado Salvador (5.215 mortes).

E nessa linha Itabuna segue sendo destaque em número de casos confirmados da Covid-19, e agora destaque em número de mortes. Lamentavelmente. Para se ter uma ideia, somente nos últimos 30 dias (7/março à 7/abril) a Sesab contabilizou 67 mortes. De 7/fevereiro a 7/março registra 51 óbitos.

Estes são dados estatísticos que entristecem os itabunenses, pois só toma conhecimento de que muitas vidas estão sendo perdidas, mas nada tem amenizado a situação da pandemia na cidade.

Onde vamos parar!?

//

Os médicos estão revoltados com a situação

Leia em: < 1 minuto

Os médicos baianos vinculados à Sesab estão mobilizados contra a intenção do Governo do Estado em contratar médicos somente pelo regime de Pessoa Jurídica. O Sindimed-BA está orientando aos médicos que não aceitem essa precarização em seus contratos de trabalho.

De acordo com o Sindimed-BA, em plena pandemia o governador Rui Costa pretende acabar com 800 postos de trabalho que hoje possuem contratação em regime de CLT, a partir de maio desse ano. Em função disso, as empresas administradoras terceirizadas, que intermediam a mão de obra dos médicos, vêm pressionando os contratados sob o regime CLT a assinarem suas rescisões.

A presidente do Sindimed-BA, Dra. Ana Rita de Luna, lembra que “há mais de uma década sem realizar concurso público, os vínculos trabalhistas são feitos com base na CLT, com intermediação de empresas privadas, ou obrigando os médicos a se constituírem como Pessoa Jurídica (PJ), num flagrante burla à legislação”.

Notícias mais lidas

Outros assuntos