"Demos a contribuição que poderíamos ter dado, mas, agora, a gente precisa deixar a sigla", declara Júnior Brandão

Leia em: < 1 minuto

O professor, ex-vereador e atual secretário de Educação de Itabuna, Júnior Brandão, está de saída do partido Rede Sustentabilidade. De acordo com o educador, chegou a hora de traçar novos caminhos e a sensação é de dever cumprido.

O Pauta Blog conversou com Brandão hoje (23.novembro) e ele agradeceu a oportunidade de fazer parte da legenda: “Eu agradeço ao convite que nos foi dado, tanto para mim como para o grupo. Demos a contribuição que poderíamos ter dado durante esse período, mas entendemos que, agora, a gente precisa deixar a sigla e outro grupo vai estar assumindo. A gente deseja boa sorte e a bênção de Deus para esse momento novo que eles estão tomando agora”.

Questionado sobre o futuro político, o secretário limitou-se a dizer que ainda é cedo, mas é necessário avaliar com cuidado antes de tomar a decisão: “Nós ainda não pensamos para qual sigla política iremos eu e parte do grupo que deseja me acompanhar porque algumas pessoas entendem que entraram na Rede comigo e querem continuar para onde eu for. Tem um grupo que deseja me acompanhar, mas não temos ainda nada nesse sentido. Há alguns convites, mas a gente ainda não deu resposta porque é preciso ter cautela para decidir para qual partido iremos”.

A professora Rosângela Cidreira que era vice-porta voz do Rede Sustentabilidade de Itabuna também se desligou da sigla.

Secretário Júnior Brandão, prefeito Augusto Castro e a secretária Andrea Castro

Leia em: < 1 minuto

O município de Itabuna foi beneficiado nesta semana com mais um veículo para utilização no transporte dos alunos das escolas do campo da Rede Municipal de Ensino. O prefeito Augusto Castro (PSD), a Primeira-dama e secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Andrea Castro, e o secretário da Educação, professor Júnior Brandão, participaram na 3ª feira, em Salvador, da solenidade de entrega de um micro-ônibus pelo governador Rui Costa.

O veículo foi resultado de uma emenda do deputado federal Paulo Magalhães (PSD-BA), segundo o secretário Júnior Brandão. Ele frisou o papel articulador que o prefeito Augusto Castro tem desempenhado ao longo de sua gestão, o que permite o recebimento de recursos e de equipamentos para a cidade.

O titular da Secretaria Municipal da Educação destacou a melhoria e ampliação do transporte escolar desse segmento da educação pública no campo. “Esse transporte público e gratuito não traz só o aluno da Rede Municipal de Ensino, mas também da Rede Estadual. O interessante é que muitos estudantes que lá estão, querem continuar no campo, mas não querem deixar os seus estudos. Então, é muito bem vindo esse micro-ônibus que o governador Rui Costa entregou ao prefeito Augusto Castro”, concluiu.

Obras na Escola Milton Rodolfo Machado

Leia em: 2 minutos

A Secretaria Municipal da Educação está requalificando mais 15 unidades escolares. O trabalho inclui revisões hidráulica e elétrica e telhados, além de pintura geral e revestimento.

Até agora, pelo menos 80% das escolas já foram concluídas e a expectativa é que todos os prédios fiquem prontos até o dia 30. Nas escolas, cujas obras estão em andamento em cinco, os alunos ainda seguem com blocos de atividades e uso reduzido do espaço para a aulas presenciais.

Entre as escolas estão: José Nunes Nascimento, Imeam (Instituto Municipal de Educação Aziz Maron), Ana Francisca Messias, Gil Nunesmaia, Otaciana Pinto, Betel, Caic Jorge Amado, Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, Antônio Menezes, 28 de julho, João Mangabinha FIlno, Milton Rodolfo de Souza Machado e anexo do Roberto Santos.

Na Escola Ação e Cidadania, que atende 80 alunos da Pré-escola ao 4º ano do Ensino Fundamental I, na Rua da Bananeira, a Comtech Engenharia, empresa vencedora do processo licitatório, já concluiu as adequações nos forros de salas de aula e segue trabalhando para concluir a parte elétrica. A unidade foi alvo de dois arrombamentos, tendo sido  furtados fios e causado danos à tubulação.

Escola José Nunes.

Já na Escola Municipal José Nunes do Nascimento, no Bairro Fonseca, está passando pelo processo de requalificação em seu espaço físico, uma necessidade de muitos anos, de acordo com diretores e professores. A escola atende 197 alunos, com idades entre 6 e 12 anos, do Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano).

Por último, na Escola Municipal Milton Rodolfo de Souza Machado, no Bairro Santa Clara, as obras para reforma completa do espaço físico da unidade escolar estão adiantadas. A unidade escolar atende 191 alunos, da Educação Infantil, Fundamental I e do segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Durante o período de reforma, a Secretaria escolar está funcionando em  espaço anexo.

Logo, Itabuna terá mais uma escola municipal 100% apta, segura e confortável para que alunos e profissionais da educação possam retornar às aulas presenciais.

A Secretaria de Educação já requalificaram mais de 80% das unidades escolares pertencentes ao município e seguem trabalhando para proporcionar uma educação pública de qualidade, em Itabuna.

Desde o ano passado, a gestão de Itabuna vem investindo mais de R$ 10 milhões na requalificação das unidades escolares da Rede Municipal de Ensino e outros R$ 5 milhões na aquisição e substituição do mobiliário escolar. O secretário da Educação, Júnior Brandão, destaca os investimentos da Prefeitura para que todas as escolas municipais estejam aptas a receber os alunos da Rede Municipal de Ensino.

A Secretaria conta com uma frota de 12 ônibus e duas vans escolares, passou por vistoria nos pneus, motores parte elétrica e estão aptos a fazer o transporte dos alunos.

Secretário de Educação, professor Junior Brandão, saúda os participantes do Seminário

Leia em: 2 minutos

A participação ativa do  negro na sociedade e  o debate  das questões étnico-raciais na grade curricular foram temáticas do 1º eminário Integrador da Consciência Negra. O evento é coordenado pela Secretaria Municipal da Educação, movimentos negros e universidades públicas e tem o apoio da Ficc (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania).

“É um tema essencial, já que o racismo ainda é combatido de forma lenta. Já são de mais de 130 anos  da abolição da escravatura no Brasil e a população negra está abaixo das políticas públicas”, disse Maria Domingas de Jesus, representante do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

No segundo dia do Seminário: “Avanços, Caminhos e Perspectivas da População Negra” será tratada a implantação da Lei Federal nº 10.639, que determina o conteúdo relacionado à cultura afrodescendente nas escolas da Rede Municipal de Ensino.

“É preciso que haja a inclusão desse conteúdo, que ocorra de forma positiva e com o fortalecimento da identidade dos alunos. Durante o seminário vamos falar sobre práticas anti-racistas na educação”, reforça Maria Domingas de Jesus.

“Depois  dos debates desse Seminário, vamos constituir um Grupo de Trabalho, através de Portaria, para  fazer essa inserção de conteúdo”, afirma o secretário de Educação, Júnior Brandão.

📷 Foto de Pedro Augusto

//

Leia em: 2 minutos

A Secretaria Municipal da Educação, passou a adotar o conceito de escolas sustentáveis na construção de novas unidades escolares na Rede Pública Municipal de Ensino.

Segue o conceito de sustentabilidade da Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da ONU, que diz: “É o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender à necessidade das futuras gerações”.

Neste sentido, um projeto-piloto começou a ser executado com a reconstrução e requalificação da Escola Municipal Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, no Bairro Califórnia. Segundo o secretário municipal da Educação, Júnior Brandão, serão implantadas modernas tecnologias de conceito sustentável.

Dentre as tecnologias, o reaproveitamento da água de chuva, instalação de painéis fotovoltaicos para utilização de energia renovável e geração própria injetando o excedente na rede de distribuição da concessionária e redução da conta de consumo, coleta seletiva e uso de telhas isotérmicas.

“A requalificação da Escola Marechal Castelo Branco servirá de modelo para as futuras intervenções e ou construção de novas unidades escolares na Rede Municipal, inclusive incentivando a comunidade escolar à conservação ambiental”, diz Júnior Brandão.

Responsável pela concepção do projeto, a engenheira Amanda Alves ao detalhar a requalificação, frisou que o sistema hidráulico da escola passará por uma revisão geral, sendo obrigatória a implantação do reaproveitamento de água de chuva para as bacias sanitárias e torneiras de jardim, além da captação para reservatórios apropriados.

“Todo paisagismo existente será requalificado, acrescentada uma área na entrada escolar e uma outra, com gramado sintético para recreação dos alunos”, pontuou.

Amanda disse ainda que para o abastecimento de água na unidade escolar será construído um reservatório com capacidade para armazenar 10 mil litros, sendo 5 mil litros de água potável e 5 mil litros para captação de água da chuva.

“Toda a área interna da escola receberá forro de gesso acartonado e revestimento cerâmico no piso e paredes até 1,20 metros. Na parte externa, o revestimento cerâmico será total, ou seja, piso e paredes”, explicou.

As aulas presenciais foram retomadas na Escola Lourival Oliveira Soares

Leia em: 2 minutos

A Secretaria Municipal da Educação de Itabuna comemora o retorno de mais quatro unidades escolares da Rede Municipal de Ensino com aulas presenciais. As escolas Lourival Oliveira Soares e Ana Francisca Messias, em Ferradas, Betel, no Fátima e Eduardo Fonseca, no Vale do Sol, começaram a funcionar desde a semana passada, subindo para 85,55% o número das que já estão em pleno funcionamento.

“A proposta é chegar a 100%, em poucos dias, tão logo as obras de reforma nas poucas unidades que ainda faltam estejam concluídas”, afirma o secretário Júnior Brandão, acrescentando que o serviço já está bem adiantado.

Ele lembra que desde o início da atual gestão, sua secretaria desenvolve um grande projeto de requalificação e revitalização em todos os prédios escolares, muitos dos quais se encontravam, em péssimas condições de funcionamento. Além da melhoria de infraestrutura, a Secretaria de Educação também investe na compra de mobiliários, o que incluem as creches e as escolas da zona rural do município.

“É um investimento alto, mas necessário, pois atende uma demanda reprimida de longo tempo, e porque também é uma das principais preocupações do prefeito Augusto Castro, desde que assumiu o comando do executivo”. O secretário disse ainda que o investimento na educação pública como prioridade.

A diretora do Departamento de Educação Básica, Elioenai Farias, também ressalta o trabalho que o município tem feito em favor da educação pública em Itabuna. Ela informa que tanto a requalificação dos prédios escolares, quanto a melhoria da qualidade do ensino na rede pública são o resultado de um esforço conjunto de todos os departamentos que formam o corpo da Secretaria de Educação, com o aval de seu titular, o secretário municipal, professor Júnior Brandão.

Cooperativas, associações, entidades e bibliotecas comunitárias vão ser beneficiadas com as doações desses materiais

Leia em: < 1 minuto

A Secretaria de Educação de Itabuna regulamentou o desfazimento de livros didáticos irrecuperáveis ou desatualizados e a doação desses materiais para entidades do município. A decisão foi tomada após uma reunião entre o secretário titular da pasta, Júnior Brandão (Rede), a coordenadora dos Livros Didáticos do município, Márcia Peixinho, além da advogada Ruth Souza.

Com essa iniciativa, cooperativas, associações e entidades que prestam serviços educacionais vão ser beneficiadas com o recebimento dos livros. Além disso, bibliotecas comunitárias vão receber uma parte desses materiais, que podem, inclusive, servir como base de pesquisas para estudantes que utilizam os espaços públicos.

Secretário Júnior Brandão e o pró-reitor da UFSB Sandro Augusto

Leia em: < 1 minuto

O pró-reitor de Ações Afirmativas da UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia), Professor Doutor Sandro Augusto Ferreira, anunciou que a instituição de ensino superior vai doar 14 novos microcomputadores para o Grupo Escolar Frederico Smith Lima, no Bairro Urbis IV, em Itabuna. Ele recebeu em audiência, o secretário municipal da Educação, professor Júnior Brandão, quinta (18.agosto).

A unidade escolar da Rede Municipal de Ensino sofreu as graves consequências das fortes chuvas e das enchentes do Rio Cachoeira que causaram destruição e inundações em cerca de 40% da zona urbana no final de dezembro do ano passado.

O Grupo Escolar Frederico Smith Lima, que foi requalificado e entregue à população pela Prefeitura de Itabuna, na semana passada, teve o seu Laboratório de Informática danificado.

Depois da tragédia que se abateu sobre o Sul e Extremo Sul da Bahia, no final de dezembro, a UFSB realizou uma mobilização em nível nacional para arrecadação de recursos, com o intuito de colaborar com a população itabunense e de outras cidades. Atualmente, a instituição tem sido parceira do município em diversos projetos.

Está em execução um programa de reforma e requalificação de creches e unidades escolares, a exemplo da Escola Flávio Simões, incluindo a construção da Escola Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, que será a primeira unidade escolar do Sul da Bahia, e de uma escola no Bairro do Zizo, com 70 salas de aulas.

Júnior Brandão: "A avaliação que eu faço é que o trabalho aumentou muito, mas trabalhar é bom e faz parte da vida da gente. Dou graças a Deus por essa oportunidade de experiência de serviço".

Leia em: 5 minutos

O Pauta Blog conversou com o professor universitário, educador físico, ex-vereador de Itabuna, ex-secretário de Governo e atual secretário municipal de Educação, Júnior Brandão (Rede). O profissional falou sobre os avanços à frente da secretaria após 3 meses de gestão e sobre os desafios enfrentados desde que assumiu o cargo. Para Júnior, “o trabalho aumentou muito, mas trabalhar é bom e faz parte da vida da gente”.

Confira a entrevista completa ⬇️

Pauta Blog // Atualmente, qual é o maior desafio à frente da secretaria de Educação?
Júnior Brandão // O maior desafio que a pasta tem, hoje, é de voltar 100% da presencialidade dos nossos mais de 19 mil estudantes. Nós temos 62 escolas com 100% de presencialidade, mas ainda temos 26 unidades educacionais que, devido a pandemia e atraso no processo licitatório para contratação de uma empresa, a gente está efetuando as revitalizações visando o retorno o mais rápido possível do total de estudantes. A intenção é dar mobilidade, segurança mínima, conforto no sentido de que os sanitários estejam funcionando adequadamente, parte elétrica com segurança no trabalho, parte da estrutura de cobertura das escolas perfeitamente revisadas para que não tenha nenhum tipo de acidente. Naturalmente, além da questão da presencialidade, outros projetos vão acontecendo na secretaria. Entrei na pasta há 3 meses com 36 escolas e, hoje, a gente está com 62, então a intenção é chegarmos as 89 e, dentro desse número, a gente ainda tem uma que será entregue, que é a Escola Conjunto Cachoeira, na área da Fazenda Progresso. Essa escola é fruto de uma parceria feita através de um movimento chamado “Amigos do Sul da Bahia”. Foi cedida a casa de um trabalhador e esse grupo, que conta com pessoas de outros países, fez a reforma, construiu o banheiro e a prefeitura vai entrar com o mobiliário e com os professores.

Pauta Blog // Como estão os índices de evasão escolar nesse período pós-pandemia?
Júnior Brandão // É interessante porque o número matrículas na rede municipal, a cada semana, tem aumentado. Com o retorno dessas 62, muitos pais que estavam fazendo um sacrifício muito grande para manter os filhos em pequenas escolas particulares, eles estão trazendo os filhos de volta para as escolas municipais. Isso dá mais responsabilidade para quem está dirigindo as escolas públicas no sentido do acolhimento dessas pessoas. Além disso, nós aderimos a um programa do governo federal, que é a “busca ativa”, ou seja, ao detectarmos que temos alunos matriculados nas escolas, mas que não retornaram depois do retorno presencial, uma equipe vai até a localidade ou faz contato telefônico para tentar trazer o aluno que não apareceu na escola ainda. Isso acaba combatendo a evasão escolar. Estamos com a merenda regular, que é outra coisa que atrai o estudante. Estamos muito confiantes de que vamos encerrar o ano letivo com mais estudantes do que quando começamos, o que é algo interessante. Se nossas escolas estiverem mais estruturadas, em 2023, a gente pode ultrapassar os mais de 20 mil estudantes na nossa rede municipal.

Pauta Blog // Entre essas escolas mencionadas, estão contempladas as da zona rural?
Júnior Brandão // Sim! Estamos muito felizes porque o prefeito Augusto Castro determinou que todo o mobiliário novo também seja colocado nas escolas do campo. A gente precisa de um olhar para as escolas do campo e estamos tendo. A felicidade dessas escolas em receber um computador novo para os trabalhos burocráticos tem sido muito interessante. O prefeito determinou que a prefeitura adquirisse um lote de 100 computadores novos porque já tínhamos muitas escolas com computadores ultrapassados, então já estamos distribuindo e tem sido muito positivo. O transporte escolar também está funcionando com 5 vans e 5 ônibus, quer seja levando o aluno do campo para a escola ou da escola para o campo. Inclusive, nessa locomoção do aluno do campo para a cidade, a gente também transporta os alunos da rede estadual que estão no Ensino Médio, então esse diálogo com o governo do estado, através do NTE 5 tem sido muito interessante.

Pauta Blog // Faça um resumo do que é a secretaria municipal de Educação.
Júnior Brandão // A secretaria de Educação, hoje, é uma secretaria que tem que trabalhar com um público de cerca de 2 mil servidores, então é uma quantidade até maior que de algumas prefeituras menores do país. É preciso estar atento à questão da valorização e, graças a Deus, com o piso nacional com o reajuste de 33,24%, deu uma valorizada nesses profissionais. Os servidores receberam, também, pouco mais de 10% de revisão anual, além da revisão no ticket. A gente está lutando para não atrasar o vale transporte porque temos servidores e professores que moram fora de Itabuna, então, há muito tempo, a prefeitura disponibiliza o vale para eles. Temos um grupo de servidores que fez o concurso, mas mora em outras cidades e recebem o vale para que venha trabalhar em Itabuna e retorne. A gente tinha uma visão micro de ter gestado uma escola e, de uma hora para outra, ter que gestar um sistema de Educação tem sido desafiador. A equipe que está na secretaria tem dado 100% de nossa energia para que a gente possa avançar. 

Pauta Blog // O senhor já foi vereador de Itabuna e, agora, faz parte da gestão municipal. Em sua opinião, é mais fácil legislar ou executar?
Júnior Brandão // São duas tarefas diferentes. Estive como legislador e, em dados momentos, fui da base do prefeito. Eu ajudava Vane quando foi prefeito e cheguei a ajudar Geraldo Simões quando ele foi prefeito. No caso de Fernando Gomes, eu ajudei em uma parte e depois senti que eu não podia mais continuar na base e fui para a oposição. Enquanto secretário e ex-vereador, tenho recebido questionamentos de vereadores com pedidos de providências e a gente tenta esclarecer e responder. Tem alguns que não entram com requerimento, mas ligam e eu sempre tenho atendido. A gente tenta atender vereadores, Ministério Público e Conselhos municipais. A gente é cobrado pelo Legislativo, mas também pela sociedade como um todo. Estou com sono reduzido porque a preocupação é grande para a gente atender a todas as demandas. A avaliação que eu faço é que o trabalho aumentou muito, mas trabalhar é bom e faz parte da vida da gente. Dou graças a Deus por essa oportunidade de experiência de serviço.

Professor universitário, educador físico, ex-vereador de Itabuna, ex-secretário de Governo e atual secretário municipal de Educação, Júnior Brandão (Rede).

Escola Frederico Smith Lima, no Urbis IV // Fotos de Pedro Augusto

Leia em: < 1 minuto

Mais três escolas da Rede Municipal de Ensino que foram totalmente requalificadas pela Secretaria Municipal de Educação, sob o comando de Júnior Brandão, serão entregues nesta semana às comunidades dos bairros Lomanto, Urbis IV e Nova Ferradas. A entrega das revitalizações integram a programação oficial do mês em comemoração aos 112 anos de emancipação política e administrativa do município.

O secretário Júnior Brandão afirmou que 60 de um total de 89 escolas municipais já tiveram suas obras de revitalização concluídas e já estão funcionando com aulas presenciais.

Hoje (19.julho) foi inaugurado as novas instalações da Creche Ester Gomes, no Bairro Lomanto Júnior. Lá, houve troca de telhado, forro, reforma dos banheiros, pintura, dentre outras ações.

Nesta 4ª feira (20.julho), às 10h, será inaugurada a requalificação da Escola Florípedes Menezes Santos de Oliveira, Bairro Nova Ferradas, também requalificada pelo Departamento de Infraestrutura da Secretaria. Atualmente a unidade conta com 25 servidores e foi contemplada com mobiliário novo para alunos e professores.

Já na 5ª feira (21.julho), às 10h, o Grupo Escolar Frederico Smith Lima, na Urbis IV, também será inaugurada com novas instalações.

Escola Municipal de Nova Ferradas passou por reformas.

Notícias mais lidas

Outros assuntos