//

Doação 8 toneladas de alimentos em Itabuna

Leia em: < 1 minuto

Em menos de uma semana, policiais do 8º Batalhão da Polícia Militar de Porto Seguro se mobilizaram e angariaram quatro toneladas de alimentos em prol das vítimas das fortes chuvas que atingiram o estado no final de dezembro.

Os donativos foram arrecadados por meio da Campanha Força Solidária II. Ao ser divulgada nas redes sociais da unidade, a ação ganhou ainda mais força e as contribuições, que já aconteciam massivamente por parte dos próprios militares, contaram com a participação de dezenas de moradores e empresários da região. Os itens foram doados aos moradores da cidade de Itabuna no domingo (2).

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

Marinha do Brasil emitiu alerta de mau tempo para regiões sul e extremo sul do estado.

Leia em: < 1 minuto

Desde a madrugada de hoje (4.novembro), chove bastante nas regiões sul e extremo sul do estado. Em Porto Seguro, os fortes ventos derrubaram a estrutura que havia sido montada na Passarela do Descobrimento, centro da cidade, para vacinação da população contra a Covid-19.

Felizmente, o incidente aconteceu no momento em que não havia ninguém no local, mas o alerta de mau tempo emitido pela Marinha do Brasil diz que ventos com velocidade de até 60km/h podem atingir as cidades da região até amanhã.

As cidades de Itabuna e Ilhéus também amanheceram chuvosas. A recomendação das Coordenadorias de Defesa Civil é que as pessoas sejam prudentes e, caso morem em áreas consideradas de risco, deixem os locais até o tempo melhorar.

//

Município diz que decisão está baseada no alto índice de imunização, redução de internações e de quadros graves da doença

Leia em: < 1 minuto

A prefeitura de Porto Seguro, região extremo sul do estado, decretou que não é mais obrigatória a utilização de máscaras de proteção contra a Covid-19 em locais abertos. A medida passou a valer desde a última segunda-feira (1º de novembro).

De acordo com a publicação, em ambientes abertos, ruas e locais públicos, não é preciso utilizar o acessório. Entretanto, para frequentar locais fechados, comércio em geral, locais de trabalho, casas de shows e eventos, é preciso estar usando a máscara protetora.

Ainda segundo a prefeitura, a decisão está baseada no alto índice de imunização do município, redução de internações e de quadros graves da doença. De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado, até ontem (2 de novembro), apenas 9 pessoas estavam hospitalizadas com a doença, 57 leitos clínicos e 21 leitos de UTI estavam disponíveis.

Ex-prefeita foi multada em R$ 10 mil

Leia em: < 1 minuto

Uma auditoria realizada pelos técnicos do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) apontou irregularidades e inconsistências nos processos de compra, armazenamento e distribuição de medicamentos pela Prefeitura de Porto Seguro durante a gestão da ex-prefeita Cláudia Silva Santos Oliveira.

A auditoria temática na área da Saúde foi realizada pelo TCM em 17 municípios baianos para averiguar os gastos com a compra de medicamentos que são distribuídos, as condições de armazenamento, validade e instalações físicas das farmácias e dos equipamentos indispensáveis à conservação dos remédios.

Em Porto Seguro, os técnicos do TCM analisaram processos licitatórios referentes ao período de janeiro a outubro de 2019, que tinham como objeto a aquisição de medicamentos. Os processos fiscalizados envolveram recursos no montante de R$20.011.031,40.

Foi formulada uma representação ao Ministério Público Estadual para que seja apurada a prática de ato ilícito pela gestora. Além disso, Cláudia foi multada em R$10 mil. A decisão cabe recurso.

//

Empreendimento é fruto de parceria público-privada entre grupo alemão e Governo do Estado // Foto de Divulgação

Leia em: < 1 minuto

Nos próximos anos, a região do extremo sul do estado vai ganhar mais um aeroporto internacional. O grupo alemão Hirmer, em uma PPP Parceria Público-Privada com o Governo do Estado da Bahia, está investindo R$ 1 bilhão para que o projeto saia do papel.

Os 280 hectares ficam na Vila Orádia, região de Pindorama, que pertence a Santa Cruz de Cabrália, município vizinho a Porto Seguro. As obras já foram iniciadas e o novo aeroporto fica a menos de 20 km do que já existe em Porto e que recebe, diariamente, voos internacionais.

As cidades do extremo sul sempre figuram entre os principais destinos de turistas brasileiros e estrangeiros, daí o interesse dos gringos em investir nessa região. O destaque vai para a cidade de Porto Seguro, que ainda conta com os paradisíacos distritos de Arraial D’ajuda, Trancoso e Caraíva, verdadeiros cartões-postais da Costa do Descobrimento.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

//

Soane Galvão percorreu diversos municípios: Buerarema, Eunápolis, Itabela, Guaratinga, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Porto Seguro e Camacã

Leia em: 2 minutos

Em viagem para cidades do Sul e Extremo Sul da Bahia, Soane Galvão iniciou o processo de diálogo participativo com cerca de 90 pessoas, entre lideranças e vereadores, para a construção de um projeto político de fortalecimento da região. A caminhada foi realizada no final de semana, perpassando as cidades de Buerarema, Eunápolis, Itabela, Guaratinga, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Porto Seguro e Camacã.

Conhecer os anseios e necessidades dos baianos nessa rota regional, foi a finalidade da viagem. “Precisamos nos aproximar e dialogar sobre políticas regionais voltadas para o desenvolvimento social, econômico, na promoção da saúde, além de olharmos para a necessidade de ampliarmos a representatividade feminina nos espaços públicos, de poder e decisões”, declarou Soane Galvão, em um dos encontros.

Muito bem recepcionada pelas cidades por onde passou, Soane disse que o saldo foi positivo. “Tem muita gente com vontade de acertar, assim como eu, para fazer a diferença por nossa região. Isso significa a necessidade de estarmos presentes no processo político de construção, diálogo e iniciativa. Nossa missão é desbravar para alcançar tanta gente boa que deseja ser ouvida, e que merece nosso respeito e atenção a respeito das demandas de cada local”.

Investida do exercício de se conectar com pessoas ao longo de suas andanças, Soane Galvão mostra que acredita firmemente na projeção do Sul e Extremo Sul do Estado. Além de contar com o apoio de um consórcio de partidos que a apoia, ela, com sua caminhada, tem dado provas de seu vigor, coragem, força, e, sobretudo, de seu protagonismo, ao ser recepcionada muito amistosamente por políticos e lideranças.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.
Leia em: 2 minutos

Indígenas realizaram nesta 3ª feira (31.agosto) um protesto na Orla Norte de Porto Seguro. Atendendo a uma determinação do MPF (Ministério Público Federal), forças policiais foram até o local para demolir construções irregulares construídas por indígenas, a exemplo de cabanas e barracas de praia.

Durante a demolição dos imóveis, os indígenas se manifestaram contra a situação porque alegaram que outros imóveis que pertencem a não indígenas não foram derrubados. No local, os índios alegaram que as forças policiais agiram com racismo e houve confusão. Por desacato, algumas pessoas foram algemadas pela polícia.

Parte da BR-367 foi bloqueada pelos manifestantes, que utilizaram pedaços de madeira e pedras para interditar a rodovia. Polícias Militar, Rodoviária Federal, Ambiental, além da Guarda Civil Municipal, participaram da ação.

A prefeitura de Porto Seguro informou que existe uma ocupação indevida na orla de Porto Seguro e, por determinação da justiça, a demolição foi realizada e que há um processo movido pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico) para que a área seja desocupada.

📷 Fotos de Reprodução/Redes Sociais

Leia em: 2 minutos

O Município de Porto Seguro foi obrigado a nomear e efetivar candidatos aprovados no concurso público nº 001/2019, que estavam sendo preteridos por contratos temporários firmados ou prorrogados para o mesmo cargo/função. A determinação é da juíza Nemora de Lima Janssen, que atendeu pedidos apresentados em ação civil pública movida pela promotora de Justiça Lair Faria Azevedo. Conforme a decisão, o Município deverá ainda observar a ordem de classificação e a rescisão do contrato temporário substituído, no prazo de 30 dias. Além disso, deverá se abster de prorrogar contratos temporários ou contratar temporariamente pessoal para cargo que tenha candidato aprovado no concurso.

De acordo com a sentença, a determinação relativa à não prorrogação de contratos para os quais tenham candidatos já aprovados alcança inclusive aqueles contratos temporários com prazo expirado sob a égide da Lei 173/2020, cuja necessidade de servidor ainda não tenha sido suprida em razão da interpretação dada pelo Município à vedação legal. Na ação, a promotora de Justiça explica que o concurso público realizado em 2019 foi encerrado e homologado, mas, mesmo com vários aprovados em cadastro reserva aguardando nomeação, o Município decidiu por renovar contratos temporários que coincidiam com a maioria dos cadastros de reserva do concurso. “O Município chegou a manifestar a necessidade de mais pessoal ao deflagrar vários processos seletivos visando a contratação temporária de pessoal”, registra Lair, ressaltando que muitas das vagas previstas em editais correspondiam aos cadastros de reserva oriundos do concurso n° 01/2019. Ela frisa que “ao contratar temporariamente tais servidores, fora dos parâmetros legais, a Administração confessa que precisa do profissional em seus quadros, e por outro lado surge o direito por parte dos concursados à investidura nos respectivos cargos, respeitando-se a classificação final para a convocação”.

Ciente dessa coincidência de vagas, da existência de cadastro de reserva e da necessidade administrativa quanto a admissão de pessoal, o Ministério Público, através da Recomendação n° 03/21, orientou pela suspensão dos seletivos n° 01/21, 02/21 e 03/21 até a nomeação dos cadastros de reserva. Contudo, afirma a promotora de Justiça, o Município não acolheu a Recomendação afirmando que a nomeação dos cadastros de reserva ficaria condicionada à finalização do processo seletivo. Na sentença, a juíza Nemora Janssen registrou que “fica claro pela análise dos autos e manifestações do Município de Porto Seguro que a necessidade de pessoal não é temporária. O que seria temporária seria a forma do vínculo tão somente em razão da Lei 173/2020. Ora, a interpretação legal não pode ser feita de forma totalmente dissociada de sua finalidade e, especialmente, não pode servir de fundamento para violações à Constituição e aos princípios da Administração”.

Dra Raíssa Soares faz balanço da gestão à frente da secretaria de Saúde de Porto Seguro

Leia em: < 1 minuto

No próximo sábado (28.agosto), às 19h, Maria Alice vai bater um papo com Dra Raíssa Soares, médica e secretária de saúde de Porto Seguro.

O podcast “Cartas na Mesa” tem falado sobre variados temas ligados à política e ao cotidiano baiano e, desta vez, vai ouvir o posicionamento da secretária sobre a pandemia da Covid-19 e sobre as polêmicas envolvendo o tratamento precoce defendido por ela.

É neste sábado!

CLIQUE AQUI E ASSISTA OUTRAS ENTREVISTAS.

Ação civil pública do Ministério Público contra Raissa Soares por ato de improbidade administrativa

Leia em: < 1 minuto

A promotora de Justiça da Comarca de Porto Seguro, Lair Faria Azevedo, falou sobre a representação que apresentou para que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) acionasse a secretaria municipal de Saúde, Raissa Soares. No dia 26 de abril, Hilton Coelho deu entrada em uma representação neste sentido.

A médica Raissa Soares é conhecida como ‘Doutora Cloroquina” que tem uma ação nefasta ao desestimular a imunização da população de Porto Seguro contra o vírus da Covid-19 e estimulando a adoção de um suposto tratamento precoce sem comprovação científica.

A ação do MP, Raíssa tem adotado posturas inadequadas, embora o município de Porto Seguro adote a política da imunização. Há ainda a acusação de que as declarações da médica desestimulem a imunização da segunda dose, imprescindível, de acordo com autoridades sanitárias, para a imunização completa.

O Ministério Público mostra diversos vídeos e mensagens postadas, nas quais a médica contribuiria com a desestimulação da imunização contra a Covid-19. A secretária, no entanto nega que tenha adotado as medidas contrárias ao combate à atual pandemia.

A 5ª Promotoria de Justiça de Porto Seguro já notificou os interessados na causa e pede ainda que Raíssa seja condenada à reparação do dano extrapatrimonial, no valor de R$ 50 mil em favor do Fundo de Direitos difusos.

Notícias mais lidas

Outros assuntos