//

O ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, detonou a saúde pública da gestão do governador Rui Costa

Leia em: 2 minutos

“A situação calamitosa do hospital Regional Dantas Bião, em Alagoinhas, é um exemplo real de que o governo do PT só vive de propaganda e não resolve os problemas da população”, disse o pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), ao ser questionado em entrevista à rádio 93 FM, de Alagoinhas, sobre as péssimas condições de funcionamento do Hospital do Governo do Estado, que atende mais de sete municípios na região.

“Falta vergonha na cara, porque recursos do governo federal não faltaram para a saúde pública dos baianos”, afirmou Roma, destacando que os recursos chegaram não só para as vacinas. “Também se destinaram a implantação de UTIs, ampliação de leitos em hospitais e pagamento de pessoal. O que não chegou até hoje foi a vacina Sputnik do governador Rui Costa [PT]”, observou.

Lembrando que o problema do Hospital Regional Dantas Bião foi tema das eleições de 2018, passaram-se quatro anos e nada se resolveu, o pré-candidato aproveitou para comparar a diferença de postura do governo do presidente Bolsonaro com o do PT. “A população de Alagoinhas e região é testemunha que a BR 101 agora está sendo duplicada, o que não aconteceu nos 16 anos de PT, quando o trecho da Bahia, o maior da rodovia, foi esquecido”.

Para Roma, o descaso com a saúde pública do governo petista, além da famigerada regulação, que é uma roleta russa para o cidadão que precisa de atendimento, se reflete também no tratamento aos profissionais da saúde. “Os médicos são forçados a emitir notas fiscais pelos serviços prestados e ficam sem receber, aguardando meses o pagamento”.

“Não é essa a postura que o povo baiano espera de um governador. Cabe ao governante assumir e não transferir responsabilidades. Dói no coração, ver o Brasil avançando e a Bahia remar para os lados. A Bahia precisa seguir de mão dadas com o Brasil”, asseverou o ex-ministro e deputado federal.

//

Promessas vão desde aporte a obras milionárias até ofertas de cargos para acomodar apadrinhados

Leia em: < 1 minuto

De acordo com informações da Coluna Satélite, representantes do governo estadual estariam “forçando a barra” para que os prefeitos de alguns municípios baianos apoiem a chapa encabeçada por Jerônimo Rodrigues (PT). Ainda de acordo com a Satélite, promessas de aporte a obras milionárias, além de ofertas de cargos para acomodar apadrinhados estariam sendo feitas para garantir o maior número possível de aliados.

O desespero se dá pelo fato de que muitos gestores resolveram deixar a base aliada para apoiar o pré-candidato ACM Neto (União Brasil) ao governo em uma demonstração clara da perda de prestígio do PT na Bahia. Sendo assim, a máquina pública seria a moeda de troca para garantir o poder nas mãos daqueles que já o têm.

A tática governista inclui, ainda, o adiamento do pagamento de convênios até a amarração dos nomes dos prefeitos na chapa governista. A regra é clara: quem fechar a parceria durante o período pré-eleitoral, vai ser beneficiado após as eleições, mas, quem resolver abandonar o barco, pode sofrer várias sanções.

CLIQUE E LEIA A COLUNA NA ÍNTEGRA!

Anúncio acontece depois de especulações sobre uma possível aproximação entre o governo federal e o vice-governador João Leão

Leia em: < 1 minuto

Na noite de ontem (10.março), o presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou, durante uma live, que o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), vai ser candidato a governador da Bahia em outubro. O anúncio acontece depois de especulações sobre uma possível aproximação entre o governo federal e o vice-governador João Leão (PP).

Segundo Bolsonaro, além de Roma, outros seis ministros vão deixar os cargos até o dia 2 de abril para concorrer às eleições deste ano: “No momento, nós temos sete ministros confirmados que se afastarão para se desincompatibilizar e concorrer então ao Senado ou ao governo do estado. (…) Na Bahia, Roma governador”.

Resta saber para qual lado Roma vai marchar para conseguir se candidatar. Isso porque o Republicanos já deixou claro que não tem interesse na candidatura dele, ou seja, vai ter que procurar outro partido se quiser tentar a corrida até o Palácio de Ondina. Provavelmente, deve se filiar ao PL de Bolsonaro e Valdemar Costa Neto.

Leia em: 2 minutos

O governador Rui Costa autorizou a realização de um novo concurso público para a Secretaria de Educação do Estado. A autorização está publicada no Diário Oficial do Estado, edição desta 4ª feira (2.fevereiro). Serão oferecidas 1.806 vagas para professores de Ensino Médio e 307 vagas para coordenadores pedagógicos que deverão atuar em unidades escolares da Educação Básica e em Núcleos Territoriais da Educação (NTEs).

A realização do concurso visa alocar docentes de Ensino Médio em municípios com menos de 65 mil habitantes das mais diversas regiões do Estado, além de priorizar o provimento de professores para os componentes de português e matemática mesmo nos municípios de maior número populacional. Nesse sentido, a previsão é de que sejam contratados professores dos principais componentes curriculares do Ensino Médio, a exemplo de História, Inglês, Matemática, Português, Química e Sociologia, que irão atuar com uma carga horária de 40 horas semanais.

Também com carga horária de 40 horas, os coordenadores pedagógicos irão suprir a demanda de escolas com mais de 1.000 estudantes matriculados onde haja oferta de Ensino Médio e/ou Ensino Médio Integrado à Educação Profissional e das unidades onde não haja coordenador lotado. Além disso, estão previstas 27 vagas especificamente para atuação em Núcleos Territoriais de Educação.

O nome de Luiz Caetano foi cogitado pelo PT para substituir Wagner, como também o da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT)

Leia em: 2 minutos

A cada movimento no xadrez petista, uma demonstração de que o barco está à deriva.

Com a desistência do senador Jaques Wagner (PT) a pré-candidatura ao governo da Bahia, o secretário de Relações Institucionais de Rui Costa, Luiz Caetano (PT), viu seu nome ser cogitado para encabeçar a chapa governista que concorrerá às eleições de 2 de outubro.

O ex-deputado agradeceu a lembrança, que o surpreendeu, mas disse que o nome do candidato ao Governo surgirá de um grande consenso do grupo liderado pelo governador Rui Costa, pelos senadores Jaques Wagner e Otto Alencar, e pelo vice-governador João Leão, além dos demais partidos, a exemplo do PSB, PC do B e Avante.

“Não acredito que a prioridade seja a escolha de um nome do PT. Pelo contrário, é essencial e indispensável que a decisão seja consensual entre os integrantes da nossa coalizão vitoriosa. Enxergo que, com a retirada da candidatura natural do senador Wagner, por questões pessoais, o nome mais forte é o do também senador Otto Alencar. Esse ponto de vista, por sinal, é o mesmo que tem sido externado pelo ex-presidente Lula”, afirmou o secretário.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⤵️

ANÁLISE❗ Jaques Wagner pode ser responsável pela “morte” do PT na Bahia; caprichos de Rui Costa também são prejudiciais

Nos bastidores, Wagner teria dito aos aliados que não quer ser candidato ao governo da Bahia

Leia em: 2 minutos

De acordo com informações divulgadas pela coluna Radar, da revista Veja, Jaques Wagner (PT) não está nada satisfeito com o cenário montado para as eleições gerais de outubro. Isso porque ele não gostaria nem de disputar o cargo de governador, uma vez que tem mais quatro anos de mandato como senador garantidos.

Nos bastidores, Wagner tem dito para alguns aliados que não quer encarar as urnas e prefere contar com a possibilidade de se tornar ministro caso o ex-presidente Lula (PT) vença o pleito e volte a governar o país. Fora dos bastidores, o senador mantém a postura de que é pré-candidato ao governo da Bahia, cargo que já ocupou por oito anos.

Na semana passada, uma polêmica reunião realizada em São Paulo com Lula, o governador Rui Costa (PT), o senador Otto Alencar (PSD) e o vice-governador João Leão (PP) discutiu a formação da chapa majoritária. A possibilidade de que Rui deixe o cargo para tentar uma vaga no Senado foi colocada em questão, mas essa hipótese tira Wagner do páreo e faz com que Alencar dispute a preferência dos baianos para o Palácio de Ondina. Enquanto isso, Leão também seria candidato ao Senado já que não pode mais se candidatar a vice.

Até o próximo dia 13 de março, segundo Rui Costa, o Partido dos Trabalhadores vai ter que resolver essa delicada equação e começar os trabalhos para eleger os seus. O que se comenta é que Lula é o grande articulador e o único capaz de resolver essa problemática sem que haja desgaste dos nomes apresentados.

”É preciso levar o governo para cada canto do Estado”, diz ACM Neto em Mundo Novo

Leia em: 2 minutos

Ex-prefeito de Salvador participou das comemorações dos 188 anos de emancipação política do município.

Em mais uma edição do movimento “Pela Bahia”, o ex-prefeito ACM Neto disse neste domingo (10), em Mundo Novo, que é “preciso tirar o governo da capital e levar para o interior, agregando as regiões, porque os governantes precisam estar junto dos problemas”.

Ao lado do prefeito de Mundo Novo, Dr. Adriano, do PSB, partido que integra a base do governo estadual, ACM Neto visitou algumas obras, conversou com lideranças políticas de toda a região e participou das comemorações dos 188 anos de emancipação política da cidade.

“Desde janeiro estou percorrendo a Bahia para sentir os sonhos e as expectativas de cada cidadão. O que nós queremos é uma Bahia que seja forte, que cresça, que lidere e dê bons exemplos. A Bahia precisa ser líder em educação, geração de emprego, tecnologia, atração de investimentos, e não em violência ou educação de péssima qualidade”, afirmou Neto.

Ainda em Mundo Novo, ACM Neto falou da criação do União Brasil, partido que nasce da fusão do Democratas com o PSL “Além de ser o maior partido do Brasil, o União Brasil sinaliza para a necessidade de reduzir o número de siglas. Ter 40 partidos é uma vergonha para o Brasil porque enfraquece a democracia, enfraquece a força das ideias”. Pouco antes de deixar Mundo Novo, ACM Neto afirmou que, ainda este mês, outras três cidades da região serão visitadas: Morro do Chapéu, Piritiba e Miguel Calmon.

APOIO A ACM NETO
Eleito pela base do governador Rui Costa, o prefeito Dr. Adriano anunciou neste domingo “apoio incondicional” à pré-candidatura do prefeito ACM Neto. “É uma honra caminhar ao lado de ACM Neto, uma liderança nacional. Essa parceria é tudo o que não tivemos nos últimos cinco anos de gestão. Tivemos o abandono, o descaso, o desprezo. O governador Rui Costa teve 86% dos votos em nossa cidade, mas não fez nada por pura e simples perseguição a mim, mas isso é passado. Não faço política olhando pelo retrovisor, olhando para o passado. Vou olhar sempre para o futuro, e o futuro da Bahia é ACM Neto”.

📷 Foto de Arysa Souza

DÊ PLAY E ASSISTA ⤵️

//

Leitores do Pauta denunciam situação deplorável de estrada do sudoeste do estado

Leia em: < 1 minuto

A situação da BA-130, que liga a cidade de Itapetinga ao entroncamento de Macarani, trecho do sudoeste do estado, está deplorável.

Segundo leitores do Pauta Blog que registraram em um vídeo a dificuldade de passar pelo local, a falta de manutenção na estrada não é de agora e eles precisam que o poder público tome providências para que tragédias não aconteçam.

Além de não ser pavimentada, a rodovia não tem acostamento e nenhuma sinalização, o que dificulta bastante o tráfego no local, principalmente no período da noite. Alguns acidentes já aconteceram na estrada e os condutores temem pelas vidas de quem precisa passar por lá diariamente.

Ainda de acordo com os leitores do Pauta, não há manutenção no local desde o ano de 2016, quando a rodovia completou 20 anos de inauguração.

Se esse vídeo chegou até nós, com certeza, ele pode chegar até vocês para que o problema seja sanado.

📣 Alô, governador Rui Costa!

DÊ PLAY E ASSISTA A REAL SITUAÇÃO DA PISTA ⤵️

ACM Neto e o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM) // 📷 Fotos de Divulgação

Leia em: 3 minutos

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, disse na noite desta 2ª feira (27.setembro) que existe uma inversão de valores na Bahia. “Nosso estado devia ser primeiro lugar na educação, mas, infelizmente, é o último. Devia ser último em número de homicídios, mas, infelizmente, é o primeiro”, afirmou o ex-prefeito de Salvador, pouco antes de participar da reabertura do Horto Florestal Linaldo da Silva, em Camaçari.

De acordo com ACM Neto, o governador Rui Costa evita falar sobre segurança pública porque sabe que os índices de criminalidade na Bahia são alarmantes. “Os governantes da Bahia fingem que o problema não é deles, ficam procurando desculpas, mas, a realidade é que muitas cidades do interior têm um ou dois policiais para fazer a segurança de todo o município”, afirmou o democrata.

De acordo com ACM Neto, os baianos querem ação do governo, e não propaganda. “Eles (os governantes) querem responsabilizar as drogas pelos absurdos índices de criminalidade em nosso estado. Mas o que os baianos querem mesmo é que as drogas sejam combatidas; os usuários; tratados; e os traficantes, presos”.

Durante entrevista coletiva à imprensa de Camaçari (região metropolitana de Salvador), ACM Neto disse que está faltando na Bahia, há quase 16 anos, um governador que combata a criminalidade de frente e que tenha coragem de se expor no assunto. “Bandido não pode se criar na Bahia. Se muitos estados conseguiram reduzir os assaltos, roubos e mortes violentes, por que a Bahia não pode? Não vou falar que em quase 16 anos o PT não fez alguma coisa boa. Fez, sim, mas na educação e segurança pública, por exemplo, o fracasso foi total”.

Fusão DEM-PSL
Ainda em Camaçari, ACM Neto acrescentou que os entendimentos para a fusão do Democratas com o PSL estão bem adiantados. “Nosso objetivo é realizar a convenção para oficializar a fusão no próximo mês. Depois, vamos encaminhar as questões formais para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e oficializar a criação do novo partido”.

Ao lado do prefeito Elinaldo Araújo (DEM), o presidente nacional do Democratas disse que, da fusão entre DEM e PSL, vai nascer o maior partido do Brasil. “Naturalmente, o caminho é ter um candidato à Presidência da República. Queremos construir uma frente mais ampla de debates, com diversos partidos. Um campo que deseja uma alternativa à polarização”.

Pouco antes de participar de um evento com jovens e lideranças políticas, ACM Neto disse que o fechamento da Ford é um símbolo da decadência econômica da Bahia. “A vinda da Ford foi uma conquista história para o Nordeste. Graças ao empenho do senador ACM, trouxemos para a Bahia a primeira montadora da região, mas as administrações do PT não foram capazes de definir estratégias para impulsionar o desenvolvimento econômico da Bahia”, afirmou.

O ex-prefeito de Salvador também falou sobre suas expectativas para os próximos anos. “Olhando para o futuro, precisamos traçar metas para que, a partir de 2023, haja um novo ciclo na Bahia, com geração de empregos, atração de investimentos, incremento do setor se serviços, fortalecimento do comércio e exploração de todo o potencial turístico da Bahia”.

Horto Florestal
O novo Horto Florestal Linaldo da Silva será aberto para visitação a partir desta terça-feira (28), dia em que Camaçari comemora 263 anos de emancipação política. O espaço, criado na década de 1970, possui cerca de 42 mil metros quadrados e foi completamente requalificado pela administração municipal.

//

Leia em: 5 minutos

Obras em diversos segmentos estão transformando e fortalecendo a região sul, conhecida como um importante pólo econômico da Bahia. Com investimentos que ultrapassam os R$ 450 milhões em áreas como saúde, infraestrutura, saneamento e educação, o Governo do Estado segue valorizando e ampliando o potencial da região com intervenções que oferecem à população mais eficiência no atendimento médico, melhor mobilidade, acesso à água de qualidade, entre outros benefícios.

Uma das obras de grande porte realizadas na região foi a construção do Hospital Regional da Costa do Cacau, maior obra de saúde pública do sul baiano nos últimos 35 anos, que teve um investimento de R$ 87,7 milhões. Localizada em Ilhéus, a unidade beneficia 70 municípios, com a oferta de 225 leitos. Outro grande equipamento de Saúde entregue para a população do sul da Bahia foi a Policlínica Regional em Itabuna, que atende moradores de 29 cidades e contou com recursos da ordem de R$ 25 milhões para implantação.

Ainda na área da saúde, a região receberá ainda este ano o Hospital Materno-Infantil de Ilhéus, com 105 leitos. Com investimento superior a R$ 40 milhões, a unidade contará com UTI neonatal e pediátrica, além de ser referência para toda a região sul em cirurgia pediátrica e parto de alto risco.

Infraestrutura
Um importante vetor de desenvolvimento e que já figura como novo cartão postal da cidade, a Ponte Ilhéus-Pontal foi entregue no ano passado pelo Governo do Estado com um investimento de R$ 100 milhões. Bastante esperada por moradores e turistas, a primeira ponte estaiada da Bahia possui 533 metros de extensão, 5 metros de largura e abrange um sistema viário com 2,7 quilômetros e acessos ao Centro e ao Litoral Sul. Construída sobre o Rio Cachoeira, a ponte fomenta o turismo na região e facilita a mobilidade de cerca de 511 mil pessoas que moram nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus, Anselmo Clemente, garante que o impacto da ponte “foi totalmente positivo, porque havia uma única ponte que travava o trânsito pela manhã e no final da tarde, com prejuízos para o comércio. Hoje, as pessoas se deslocam com mais rapidez. A nova ponte era o que faltava para a cidade deslanchar como pólo comercial, industrial, turístico e prestador de serviços. É um divisor de águas na história da cidade”.

O equipamento ainda viabiliza que a produção da região possa ser escoada para diferentes modais, a exemplo do Porto de Malhada e o futuro Porto Sul. Segundo o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, “a construção da Ponte Ilhéus-Pontal, aliada a outras ações como o acesso à Jaguaripe, na BA-883; acesso às praias de Itacaré; a duplicação da BA-001, em Ilhéus, do entroncamento da BR-251 até o Hotel Opaba e a restauração do acesso a Itabuna, na BR-101, estão contribuindo para o desenvolvimento desses municípios, ampliando também as possibilidades de negócios e logística de produtos e serviços”.

Também foram realizadas intervenções como a requalificação do semi-anel rodoviário de Itabuna, que contou com investimento de R$ 8,5 milhões. Outros exemplos de obras de infraestrutura rodoviária realizadas na região são as recuperações da BA-130/650, no trecho Ipiaú – Itagibá – Dário Meira; e da BA-678, no trecho entre Mascote e o entroncamento com a BA-270.

Porto Sul
No início deste mês de setembro, foi inaugurada a ponte sobre o Rio Almada, em Ilhéus, com capacidade de até 220 mil toneladas. Esta foi a primeira obra concluída entre as que antecedem a construção do Porto Sul. A ponte se junta a outras obras em andamento – 13 quilômetros de vias, rotatórias, desvios e trabalhos de sinalização, além de ações socioambientais. O complexo portuário está com 40% das intervenções que precedem o porto concluído.

Proprietário de uma loja de materiais para construção na Vila Juerana, Wellington Araújo é um exemplo de otimismo com a obra. Após o início das intervenções, ele começou a ampliar e modernizar a empresa e já contratou 15 novos funcionários. “Tem muita gente chegando de olho nas novas oportunidades, casas sendo alugadas, restaurantes abertos, enfim, há um clima de otimismo, porque não vamos depender somente do movimento do verão e dos feriados”, afirmou.

Em parceria com o Governo do Estado, o Porto Sul, que tem obras realizadas pela Bamin, vai receber investimentos da ordem de R$ 2,5 bilhões e poderá atracar navios de até 220 mil toneladas. Juntos, os projetos da Mina Pedra de Ferro e do Porto Sul vão gerar cerca de 55 mil empregos diretos e indiretos.

Saneamento básico
Mais intervenções para o melhoramento da saúde da população da região sul foram realizadas através de obras direcionadas ao saneamento básico, como a ampliação na Estação de Tratamento de Água (ETA)do Pontal e a entrega da primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário Ilhéus/Pontal, obras que juntas totalizaram mais de R$ 59 milhões em recursos investidos para garantir melhor qualidade de vida à população.

A construção da Barragem do Rio Colônia, no município de Itapé, é mais uma obra de infraestrutura hídrica que visa também a saúde das pessoas. Com um investimento de R$ 110 milhões, a barragem garante o abastecimento de água para cerca de 300 mil moradores da região, além de reduzir o risco de enchentes.

Educação, Cultura e Esporte
Os investimentos do Governo do Estado na região seguem acontecendo e outras obras estão em andamento. Na área da Educação, em Ilhéus, será construído um prédio escolar com 25 salas, para sediar o Colégio Estadual Rotary Renato Leite da Silva e o Colégio Estadual Paulo Américo. Mais 25 salas para abrigar o Colégio Estadual Félix Mendonça, além da modernização do Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun e do Colégio Estadual do Ceará. Segundo o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, “as obras fazem parte do conjunto de ações voltadas à requalificação da rede física das escolas estaduais”, a exemplo do que acontece em grande parte do estado.

A região sul também abriga um dos mais modernos equipamentos culturais do estado. O Teatro Candinha Dórea, em Itabuna, tem capacidade para receber diversos tipos de espetáculos além de figurar como um dos principais cartões postais da cidade. As obras foram realizadas graças a um convênio firmado pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), com a prefeitura para repasse dos recursos da ordem de R$ 30 milhões.

Na área esportiva, com atletas que se destacam internacionalmente na canoagem , a região recebeu também centros de treinamento especializados nessa modalidade nas cidades de Itacaré e Ubaitaba. A estrutura dos centros, consideradas de excelência, contempla garagem dos barcos, sala de musculação, refeitório, copa, despensa, área de serviço, sala da administração, sala de professores, sala de aula e deck flutuante. Uma terceira unidade semelhante às já entregues será inaugurada em Ubatã ainda em 2021.

Notícias mais lidas

Outros assuntos