Lúcio Vieira Lima e o empresário Harrisson Nobre

Leia em: < 1 minuto

O empresário Harrisson Nobre e ex-vice-candidato a prefeito de Itabuna mostrou articulação política ao assumir novos desafios com o MDB local. Com a saída de Charliane Sousa, ele se movimentou rápido e foi a Salvador buscar apoio junto a Lúcio Vieira Lima, ex-deputado federal (MDB).

Como resultado, permanecerá no partido com a missão de reacender o grupo. “Desenvolveremos as políticas públicas que o MDB sempre teve a frente, inclusive, de um MDB forte em Itabuna”.

“Traçamos estratégias também para candidatos a deputado estadual e federal pelo MDB, e um novo planejamento do diretório local será anunciado”, informou.

O jogo político é para quem “é mais ágil” e 2022 promete muitas novidades. 

Rui Costa, Charliane Sousa e Davidson Magalhães

Leia em: < 1 minuto

Charliane Sousa, ex-vereadora de Itabuna, demonstrou articulação política saindo do MDB indo para o PCdoB e já ‘entrou de cabeça’ na pré-candidatura para deputada estadual.

Esteve presente, hoje em Itabuna, acompanhando a agenda do governador Rui Costa (PT) juntamente com o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Davidson Magalhães, que também é o atual presidente Estadual do PCdoB

Dizem que ‘pode’ vir mais novidades por aí! 

A investigação constatou que o crime se deu porque o suplente dela na Câmara Municipal de Vereadores

Leia em: < 1 minuto

A Polícia Civil concluiu o inquérito policial que investiga a tentativa de homicídio sofrida por uma vereadora do município de Itapebi em fevereiro. A investigação constatou que o crime se deu porque o suplente dela na Câmara Municipal de Vereadores queria ocupar o lugar da vítima. Ele segue foragido da Justiça. Já o seu sobrinho, um dos autores do crime, foi preso.

“O tio, que buscava o cargo, foi o mandante do crime. Já o sobrinho tentou executar a vereadora na porta de casa. Também localizamos o carro usado: ele foi comprado em Porto Seguro nove dias antes do crime e abandonado na zona rural de Santa Maria Eterna”, relatou o coordenador da 23ª Coorpin, delegado Moisés Damasceno.

Ainda segundo o delegado, o carro custou R$ 4.400, pagos através de transferência bancária pelo suplente. “Pelo estado de conservação do veículo e por seu valor, conclui-se que, desde o início, sua aquisição tinha como único propósito a utilização no referido crime. Os dois investigados foram indiciados. E foi representada pela conversão da prisão temporária em prisão preventiva”, explicou.

As denúncias são fundamentais para a localização do mandante do crime. “Quem tiver informações pode denunciar, sem precisar se identificar, pelo Disque Denúncia da SSP, no 3235-0000, ou no 181, para quem estiver no interior”, finalizou o delegado. 

Ex-prefeito de Itarantim, Paulo Silva Vieira

Leia em: < 1 minuto

O Tribunal de Contas dos Municípios determinou representação ao Ministério Público Estadual contra o ex-prefeito de Itarantim, Paulo Silva Vieira, pelo pagamento indevido de multas e juros em razão de atraso no recolhimento de parcelas de obrigações previdenciárias devidas ao INSS.

Contra o prefeito de Itarantim foi determinado o ressarcimento de R$90.681,99, com recursos pessoais, e o pagamento de multa de R$1,5 mil. Os conselheiros do TCM ressaltaram que o pagamento de multa e juros só ocorre devido à omissão do gestor, que não cumpriu adequadamente a obrigação legal de repassar/recolher as contribuições previdenciárias no prazo e montante exigidos na legislação. Cabe recurso das decisões. 

Charliane Sousa troca mais uma vez de partido

Leia em: < 1 minuto

A ex-vereadora Charliane Sousa comunicou através de suas redes sociais que mudará de partido e que este ato será oficializado nesta sexta-feira (7.maio), às 19 horas. Ela justifica afirmando que jamais desistirá de lutar por uma Itabuna melhor e mais justa para todos.

“Estava em silêncio observando o cenário político, e após este curto tempo decidir dar um passo importante na minha caminhada política que é deixar o Partido MDB para me filiar ao PCdoB”, comentou.

E ainda justificou sua decisão: “Estou indo para um partido que corresponde com os anseios e a tudo que quero fazer na política. Estou me filiando ao PCdoB por conta da simpatia pelo partido e perfil ideológico. Tive uma conversado há alguns anos e agora no tempo certo se concretizou”. 

Arival Viana (DEM) assume o seu sexto mandato como prefeito

Leia em: < 1 minuto

Um recordista em mandatos na Bahia, o prefeito de Buritirama, Arival Viana (DEM). O gestor comemora um recorde no estado, sendo o único político a ser prefeito por seis vezes em seu município.

Com 70 anos e 35 dedicados à vida pública, o prefeito destacou, “foi eu que instalei o município de Buritirama. Na época foi desmembrado de Barra e eu fui o primeiro prefeito. Assumi o movimento de emancipação e estimulei e articulei todo o processo”, afirmou.

“Agradeço de coração cheio ao povo de Buritirama que me confiou esse novo mandato. O foco da minha gestão será na saúde, principalmente no combate ao Covid-19, na infraestrutura do município e na educação”, finalizou o prefeito.  

Serpa quer ser deputado

Leia em: < 1 minuto

O ex-secretário de Trânsito de Itabuna, Coronel Serpa, está próximo de definir se pretende disputar uma vaga na Assembleia Legislativa ou na Câmara dos Deputados.

O certo é que ele almeja novos vôos. Informações dão conta de que Serpa está analisando alguns convites para bater o martelo no seu futuro político em 2022.

Fato é que ele tem costurado um novo “movimento”. Alguma novidade vem por aí.  

Dr. Isaac Nery muda de partido e anuncia pré-candidatura a deputado federal

Leia em: 3 minutos

Movido pelo desejo de mudança, de oferecer os meios necessários para que uma geração de itabunenses tenha sua vida transformada com oportunidades de crescimento pessoal e profissional, o médico e ex-candidato a prefeito de Itabuna, Isaac Nery, anuncia mudança de partido político e a sua pré-candidatura a deputado federal.

Ele que era do Partido Avante quando disputou as últimas eleições municipais e conquistou mais de sete mil votos, filiou-se recentemente ao Partido Republicanos. “Na eleição passada sentir que faltou apoio do presidente da legenda a nível estadual, mas o que me chamou a atenção foi a conversa que tive com Márcio Marinho e José de Arimateia, a sinceridade deles. Além disso, trata-se de um grupo grande com 33 deputados federais, dois senadores e um ministro”, justifica.

O médico Isaac Nery ainda argumenta lembrando que os representantes do Diretório Estadual do Republicanos reforçaram a importância do grupo da igreja em sua campanha, “principalmente no que se refere a sustentação espiritualmente. Diante disso não tive dúvidas de que este seria o meu caminho”.

Seu desejo, de acordo com Nery, é levar para Brasília mãos limpas e propostas reais em favor da população, como por exemplo, a defesa dos interesses dos Policiais Militares, dos enfermeiros e da saúde em geral, bem como a valorização do trabalho médico no setor público.

Quando fala em defender a população, a veia nata da política fica explícita ao dizer que desde que chegou a Itabuna, há mais de 30 anos, não viu até agora um prefeito que tenha mudado uma geração. “Sinto a necessidade de exercer o público para o povo, porque antes de cuidar de ruas, é preciso cuidar das pessoas, transformar a vida das pessoas possibilitando oportunidades de crescimento”.

Questionado sobre a sua preferência política nas próximas eleições, mostra convicção de que seu voto será destinado a João Roma, caso dispute as eleições para o Governo da Bahia, e repetirá seu voto para Jair Bolsonaro, presidente da República. “Se a eleição fosse hoje meu voto seria de Bolsonaro. Votei na eleição passada e votaria de novo”.

SAÚDE EM ITABUNA

Ao avaliar a gestão do prefeito Augusto Castro (PSD), em Itabuna, Dr. Isaac é enfático ao dizer que o prefeito mentiu para ganhar a eleição ao anunciar o retorno dos ônibus em janeiro, além de dizer que seriam veículos novos e com ar condicionado.

E cita a ausência de medicamentos e materiais para trabalhar no Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães, nos postos de saúde, entre outras denúncias. “A coisa mais triste é o que a gestão atual fez com os funcionários do HBLEM. Cortou adicional noturno e a comissão do setor alegando ilegalidade, mas não existe nada ilegal quando se fala em remunerar bem quem está trabalhando bem”.

A implantação do Hospital de Campanha também foi citada como uma vergonha, argumentando que foi desnecessária porque o Hospital de Base teria condições de atender a demanda. “A finalidade do Hospital de campanha é de extrema importância que é salvar vidas, mas desde que já tenha exaurido todo o sistema de saúde, o que não foi o caso de Itabuna”.

PERFIL

Ele que tem sua origem em escola pública, Dr. Isaac Nery é ex-soldado da PM, enfermeiro formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Médico também pela Uesc. Tem ampla experiência no setor de saúde, com passagens pela coordenação de enfermagem da Santa Casa de Itabuna, Diretoria da Atenção Básica do Município, Coordenação da Policlínica Municipal 2 Julho, entre outros.

Trabalhou como médico no Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães e no extinto Hospital São Lucas. Decidiu ser candidato a prefeito de Itabuna movido pelo desejo de mudança. “Eu esperava até mais de 7 mil votos, porque muitos votaram em mim para tirar o prefeito da época, mas tive a oportunidade de mostrar aos itabunenses quem é Dr. Isaac Nery”.

Homem Cristão, Dr. Isaac Nery faz questão de encerrar citando que sempre busca seguir os passos de Jesus Cristo. “Busco sempre a simplicidade, decência no tratar com as coisas públicas, o desejo de ser sempre honesto e de honrar Cristo em todas as etapas da minha vida. Esse é o nosso papel de Cristão, imitar o Mestre”

O deputado ressaltou o quão significativa é a presença de 18 novos vereadores

Leia em: 2 minutos

Em visita à Câmara de Itabuna na semana passada, o deputado federal Joseildo Ramos (PT) ressaltou o quão significativa é a presença de 18 novos vereadores na atual legislatura. Ao mesmo tempo, lembrou, a mudança vem na mesma medida da responsabilidade diante da expectativa que os eleitos geraram na população.

Ele foi convidado pelo correligionário, vereador Manoel Porfírio, para uma visita à Casa, com a presença de enfermeiros, sindicalistas, mais representantes políticos de Barro Preto, Itapé e Ilhéus. “Nós, vereadores, assumimos o desafio de legislarmos juntos, caminharmos juntos. Lutaremos por coisas que melhorem a vida da nossa população”, afirmou Porfírio.

APELO DA ENFERMAGEM
O parlamentar é um defensor veemente da política como instrumento para atender às demandas nas mais diversas áreas e disse fazer questão de manifestar-se toda vez que ouve comentários que depreciam a relevância do poder público. “Nós achamos em alguém apaixonado pela política como Manoel, alguém que está garimpando um minério; hoje são poucos, mas amanhã serão mais. A política é a atividade mais nobre do ser humano. Cabe a quem faz política gostar cada vez mais dela, pra demonstrar que hoje vivemos 90, 100 anos por conta das conquistas que tivemos na prevenção, na saúde pública. Tudo quem construiu foi a política, com os altos e baixos”, argumentou.  

Ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro

Leia em: < 1 minuto

Os conselheiros da 1ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios acataram, em parte, termo de ocorrência lavrado contra o ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro Pereira, em razão de irregularidades na contratação de pessoal para o enfrentamento à pandemia do Covid-19. O conselheiro substituto Ronaldo Sant’Anna, relator do processo, imputou ao gestor multa de R$2 mil. A decisão foi proferida na sessão desta terça-feira (4.maio), realizada por meio eletrônico.

Foi determinado, ainda, a rescisão das contratações tidas como irregulares, exceto daqueles profissionais que atuam diretamente no combate a pandemia do Covid-19, desde que seja efetivada comprovação perante a área técnica do TCM.

De acordo com o termo de ocorrência, o gestor não encaminhou ao tribunal os atos das contratações temporárias para enfrentamento da pandemia do Covid-19, para o devido controle, bem como não inseriu esses dados no sistema SIGA, do TCM, o que impede a área técnica da corte de comprovar que se trata efetivamente de admissões feitas em decorrência da pandemia do Covid-19.

Para o conselheiro substituto Ronaldo Sant’Anna, o gestor tinha o dever de apresentar, no prazo legal, toda a documentação relativa às contratações, com destaque para relatório que contenha a “correlação dos cargos com o combate à pandemia, suas especificações e funções, bem assim as remunerações e jornadas de trabalho, prazo total do ajuste pactuado e comprovação da qualificação dos contratados para a finalidade específica da celebração dos contratos”. Cabe recurso da decisão. 

Notícias mais lidas

Outros assuntos