Pré-candidato a governador afirmou que, se for eleito, irá "redesenhar inteiramente" o papel da empresa estadual

Leia em: 2 minutos

O pré-candidato a governador ACM Neto (DEM) afirmou hoje (17.janeiro) que a “Embasa está aparelhada politicamente pelo PT” e que é o povo quem paga o preço pela ineficiência nos serviços prestados pela empresa estadual, que é responsável pelas ações de abastecimento de água e de esgotamento sanitário na Bahia.

Em entrevista à rádio Alternativa FM, Neto ainda disse: “A Embasa se tornou uma das empresas mais ineficientes do país. A empresa não vem tratando com respeito pelo tema (saneamento básico), que diz respeito diretamente à qualidade de vida das pessoas. Quando a gente fala em saneamento básico, a gente está falando no que é essencial para a vida das pessoas. A Embasa hoje não tem uma política de investimentos, ao contrário”.

Para enfrentar esse problema, continuou o ex-prefeito de Salvador, é preciso deixar a política de lado. “O que a gente vê é o PT sempre fazer política com a Embasa, é uma empresa que está aparelhada politicamente pelo PT. Quem paga o preço é o povo, é o usuário. Quem está me ouvindo sabe que, além de não ter acesso a um serviço de qualidade, às vezes sequer ter a ligação residencial feita, ainda paga uma conta de água cara em nosso estado”, salientou. 

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

//

Petista está com sintomas leves da doença

Leia em: < 1 minuto

O ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato à presidente do Brasil, Fernando Haddad (PT), foi diagnosticado com a Covid-19. O político utilizou as redes sociais para confirmar o diagnóstico positivo para a doença.

O petista afirmou que está com os mesmos sintomas de uma crise de rinite alérgica e informou que ainda não tomou a terceira dose da vacina. “Ficarei isolado, seguindo orientação médica. Usem máscara”, completou Haddad. 

LEIA TAMBÉM ⤵️

Jorginho Mello está com Covid-19 pela segunda vez; ele já é 8º senador infectado em 2022

//

Ministro Roma disse, nas entrelinhas, que estará na disputa do Governo do Estado: "estar cada vez mais juntos para que possamos mostrar que existem novos caminhos para a Bahia"

Leia em: < 1 minuto

O Ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), esteve em Ilhéus ontem (14.janeiro) para acompanhar a entrega de doações de mantimentos e kits de higiene para a população vitimada pelas chuvas do mês de dezembro.

Na ocasião, o Pauta Blog questionou se o Ministro pretende se candidatar a governador da Bahia nas eleições de outubro deste ano. Além de comentar sobre a atuação do governo federal nesse momento de crise que o estado enfrenta, Roma deixou claro que pretende ‘dar a cara a tapa’ e marchar rumo ao Palácio de Ondina.

“Nós estamos dispostos, sim, a mostrar uma Bahia grandiosa, uma Bahia que retome o seu protagonismo nacional, uma Bahia que, assim como o Brasil, ande de mãos dadas. Ao lado do presidente Bolsonaro, eu estou disposto, sim, a avançar cada vez mais como porta-voz de uma população que quer muito mais, quer andar de cabeça erguida e ter sua auto-estima renovada nesse ano em que comemoramos 200 anos da nossa independência. Vamos, sem dúvida nenhuma, estar cada vez mais juntos para que possamos mostrar que existem novos caminhos para a Bahia”. 

DÊ PLAY E ASSISTA A ENTREVISTA ⤵️

//

Roma esteve em Ilhéus hoje para acompanhar doações para vítimas das chuvas

Leia em: 2 minutos

Em visita à cidade de Ilhéus nesta sexta-feira (14.janeiro) para acompanhar a entrega das doações realizadas pela Fieb às vítimas das chuvas, o Ministro da Cidadania e, possivelmente, pré-candidato ao governo do Estado, João Roma (Republicanos), rebateu as falas do governador Rui Costa (PT) sobre o descaso do presidente Jair Bolsonaro (PL) com o estado desde as enchentes do mês de dezembro.

De acordo com Roma, o presidente tem ajudado o estado desde o início, mas o governador se nega a agradecer o apoio recebido: “Ontem, o governador Rui Costa chamou o presidente Bolsonaro de ‘mandacaru’, que não dá sombra nem encosto. Governador, o senhor não me dá aula sobre o Nordeste. Eu sou do planeta nordestino. Pernambucano de nascença, baiano por adoção e conheço a realidade do nosso povo sofrido. O presidente Bolsonaro tem feito o que o seu governo e o seu partido não fizeram por 16 anos no Nordeste brasileiro. (…) É inadmissível que a pessoa possa ter tamanha ingratidão com o presidente que tem tido atenção, respeito e carinho pelo Nordeste e pela nossa Bahia. O presidente Bolsonaro fez com que nada faltasse!”.

Ainda durante a fala, o Ministro salientou que esse momento não deve ser utilizado para fazer palanque político e que essa é a visão do governo federal: “Desça do seu palanque o senhor também. Respeite o presidente Bolsonaro e seja grato! A pessoa pode não se curvar para pedir, mas tem que se curvar para agradecer”.

Roma subiu o tom ao afirmar, categoricamente, que a verba destinada à recuperação das cidades, até agora, foi viabilizada pelo Chefe do Executivo: “O dinheiro que chegou na conta dos municípios é o dinheiro do governo federal. Cadê o recurso? Veja quem está fazendo mais nesse momento de calamidade do sul da Bahia!”. 

DÊ PLAY E ASSISTA ⤵️

Em entrevista à Jequié FM, pré-candidato ao governo ainda revelou que pretende criar Hubs de tecnologia nas regiões do estado

Leia em: < 1 minuto

O pré-candidato ao governo do estado ACM Neto (Democratas) afirmou hoje (14.janeiro) que os governos do PT na Bahia maltrataram os servidores públicos. Em entrevista à rádio Jequié FM, ele lembrou que o ex-governador e atual senador Jaques Wagner (PT), em sua campanha em 2006, levou contracheque de policiais e professores para a televisão e sempre usou isso como bandeira e discurso político. “Chegaram no governo e maltrataram os servidores”, ressaltou.

Sobre os servidores, ACM Neto afirmou que tem dialogado com diversas categorias. “Onde eu chego na Bahia, ouço os servidores em geral, e em particular professores e policiais, estão muito machucados, desvalorizados, seja pela questão salarial, seja também pelas condições de trabalho. E não há governo forte, não há hipótese é um governo produtivo, eficiente, sem que o funcionalismo esteja motivado, vestindo a camisa, correndo atrás”, afirmou.

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

Eremita assume que já votou em Colbert para deputado federal, mas apenas em respeito ao pai dele

Leia em: < 1 minuto

A vereadora de Feira de Santana, Eremita Mota (PSDB), é a primeira a presidir a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores da cidade. Professora, está no quinto mandato e se sente à vontade para fazer duras críticas à gestão do prefeito Colbert Martins Filho (MDB).

Eremita diz que, para este ano, espera que o prefeito comece a assumir responsabilidades no mandato em vez de colocar a culpa dos erros em outras pessoas. Ela criticou, também, a falta de parceria entre o prefeito e outros políticos: “Diálogo é ato de falar e ouvir. Em democracia, sem diálogo, não existe solução. É o que acontece neste Governo. O prefeito não sabe fazer nenhuma das duas coisas”.

Ainda segundo Eremita, no passado, já confiou em Colbert e chegou a votar nele para deputado federal atendendo a um pedido do pai dele, o ex-prefeito Colbert Martins da Silva. Hoje, alega que está decepcionada com as ações do gestor e com o descaso dele com Feira de Santana. 

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.
Leia em: 2 minutos

Novo presidente do PDT de Itabuna, o médico Edson Dantas afirmou hoje (13) que vai trabalhar pela candidatura do pedetista Ciro Gomes à Presidência da República. “Votei em Ciro duas vezes já, nas últimas eleições. E estarei com ele novamente, articulando para essa candidatura crescer na região sul. Não só porque ele é do PDT, mas também porque é o melhor nome e tem propostas para melhorar a nossa economia”, declarou.

Edson Dantas citou a situação da lavoura cacaueira para defender a candidatura de Ciro. “O governo atual e os passados nada fizeram pelos produtores de cacau de nossa região, que até hoje estão endividados por conta da vassoura-de-bruxa. Pegaram empréstimos no Banco do Brasil a partir de orientações equivocadas da Ceplac, órgão do governo federal. Temos que ter um presidente que ajude o setor na Bahia a voltar a ser pujante, que não favoreça apenas banqueiro aumentando juros”, declarou.

O médico defendeu a proposta do presidente do PDT da Bahia, Félix Mendonça Júnior, de que o governo federal perdoe as dívidas históricas dos cacauicultores e abra novas linhas de crédito em função dos prejuízos causados pelas chuvas. “Esperamos que essa pressão política, que também deve ser dos cacauicultores, convença as autoridades federais a fazer o que é certo. A maioria dos produtores atingidos são pequenos e médios, que precisam de ajuda neste momento”. 

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

//

Leia em: < 1 minuto

O deputado estadual pelo PSC, Soldado Prisco, foi submetido a um procedimento de cateterismo ontem (12.janeiro) no Instituto Cardio Pulmonar, em Salvador.

O parlamentar foi à unidade de saúde após sentir-se mal, então a equipe médica optou pela intervenção para averiguar se não havia mais complicações.

Em conversa com o Pauta Blog nesta 5ª feira (13.janeiro), um dia após o procedimento, Prisco afirmou que já está em casa se recuperando e passa bem.

Melhoras, Soldado!

Empresário se manifestou sobre o caso nesta quinta-feira

Leia em: < 1 minuto

Ontem (12.janeiro), a rede social Twitter suspendeu a conta oficial do empresário bolsonarista e proprietário das Lojas Havan, Luciano Hang. Segundo o Twitter, o motivo da suspensão foi a obediência a uma ordem judicial pois o empresário teria violado as regras da plataforma.

Em 2021, as redes sociais de Hang também foram suspensas, temporariamente, em uma decisão que faz parte do inquérito das fake news, que apura ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e disseminação de informações falsas.

Nesta quinta-feira (13.janeiro), o empresário utilizou o Instagram para se pronunciar sobre o caso. Para Hang, o que houve foi resultado do impedimento da liberdade de expressão a qual todos têm direito: “Infelizmente, o que aconteceu com meu Twitter ontem mostra como estamos sendo cerceados, calados e impedidos de ter liberdade de pensamento e de expressão. Aqueles que estão aplaudindo por me suspenderem das redes sociais têm que lembrar que um dia podem chorar por não terem a liberdade para se manifestar também”. 

O EMPRESÁRIO ‘PEGOU AR’ ⤵️

//

Manifestação do Ministro é em resposta a uma ação apresentada pelo partido Novo

Leia em: < 1 minuto

No primeiro despacho como Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça determinou, nesta 4ª feira (12.janeiro), que a Câmara dos Deputados, o Senado Federal e a Presidência da República apresentem informações sobre a criação do fundo eleitoral para as eleições deste ano.

Mendonça determinou o prazo de cinco dias para que as informações sejam apresentadas. Depois, os autos seguem para a Advocacia Geral da União (AGU) e a Procuradoria-Geral da República (PGR), que vão ter três dias para se manifestar.

O partido Novo pediu ao STF que o fundo eleitoral, incluído na Lei Orçamentária Anual (LOA), seja declarado inconstitucional e afirmou que ele caracteriza uma “imoralidade”. Inicialmente, o fundo eleitoral seria de R$ 5,7 bilhões, valor que consta na ação apresentada pelo partido Novo no ano passado. Diante da repercussão negativa, o Congresso reduziu o valor para R$ 4,9 bilhões. 

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

Notícias mais lidas

Outros assuntos