Leia em: 4 minutos

Funcionários do trade turístico que moram distante do local de trabalho começam a ser demitidos por falta de transporte público para levá-los de volta para casa, especialmente no turno da noite. Desempregados não conseguem se deslocar para a região central da cidade durante o dia em busca de novas oportunidades de emprego. Estudantes da rede estadual que já deveriam ter retornado às aulas presenciais estão sem frequentar as escolas por que o término das atividades não coincide com a escala de horários estabelecida pelas empresas. Moradores da zona rural chegam a pagar aos finais de semana 200 reais de frete em carros particulares para escoar a sua produção agrícola para a cidade.

“A gente perdeu até o direito de ficar doente em determinados horários”, lamenta o cacique Bonisson Amaral Souza, líder tupinambá da aldeia Abaeté. O deficiente sistema de transporte público mexe com a economia da cidade e prejudica os usuários, especialmente os que moram mais distantes, que não têm muitas alternativas de transporte público. As queixas foram feitas hoje (16.setembro) durante mais uma Audiência Pública realizada pela Comissão de Transporte e Trânsito da Câmara de Vereadores de Ilhéus, que contou com diversas representações populares.

SOLUÇÃO
Elas foram ao Palácio Teodolindo Ferreira, sede do Legislativo, em busca de uma solução para a crise e dispostas a ouvir o que tinha a dizer o novo diretor da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Sutrans), Valci Serpa. No entanto, o representante da Prefeitura não compareceu à audiência e nem justificou a ausência. “Se não houver uma solução urgente devemos romper o contrato com estas empresas e procurar novas parcerias que respeitem a legislação”, protestou o vereador Cláudio Magalhães (PCdoB).

Uma das decisões tomadas na Audiência é a realização de um manifesto público pelas ruas de Ilhéus, no próximo dia 28, com a participação de mototaxistas, taxistas, trabalhadores, donos de vans e motoristas de aplicativos, exigindo do governo municipal uma solução para o problema. O local de concentração e o horário serão divulgados posteriormente. Há mais de 20 anos detentoras da concessão pública, as duas empresas que operam na cidade já vinham sofrendo críticas dos usuários. Com a pandemia e a necessidade de redução da frota nas ruas, o serviço piorou e nem a decisão da Prefeitura pelo retorno de 100 por cento da frota foi obedecida.

REGULAMENTAÇÃO
Durante a audiência também se discutiu a necessidade de regulamentar outros serviços já prestados à população, a exemplo do transporte alternativo. Hoje circulam pela cidade, cerca de 300 veículos particulares prestando o serviço de forma ilegal. Paralelamente, cerca de 1.500 motoboys também atuam prestando o serviço e os aplicativos, especialmente o Uber e o 99, reúnem aproximadamente 3 mil motoristas circulando nas ruas de Ilhéus. “É preciso tirar essas pessoas, muitas delas, da clandestinidade. E isso só faremos quando houver regulamentação e todos tiverem em condições de igualdade de atender e de competir no mercado”, destacou o presidente da comissão, vereador Augusto Cardoso, o Augustão (PT). “O momento é delicado e é preciso buscar o entendimento por que a população não pode ser prejudicada”, reforça o vereador Ivo Evangelista (Republicanos). A sessão contou ainda com a participação dos vereadores Baiano do Amendoim (PSDB) e Sérgio do Amparo (Podemos) que se posicionaram em defesa da luta da população.

A vereadora Enilda Mendonça (PT) lembra que nos próximos dias a situação tende a piorar. As escolas estaduais já retornaram às aulas presenciais e as da rede municipal passarão a ser híbridas a partir de segunda-feira. “Isso representa um crescimento significativo no fluxo de usuários do sistema”, assegura a parlamentar. Para Osman Nogueira, presidente da APPI/APLB, a situação também atingirá os trabalhadores da educação. “O que, de fato, não há, é vontade política para resolver a situação”, lamentou, acrescentando que o deslocamento dos trabalhadores para as escolas estará comprometido. “É preciso pontuar para não dizer depois que foi pego de surpresa”, completou.

Especialista em mobilidade, a professora Peola Paula Stein destaca que apesar das significativas mudanças estruturantes que a cidade vivenciou nos últimos anos, o funcionamento do sistema não foi repensado, ficou parado no tempo. “A prioridade do sistema deveria estar voltada para a população que está mais distante do centro, pois que está na área mais central conta com outras opções, a exemplo do taxi, motos, aplicativos e outras alternativas”, destacou. Há sete meses a Comissão Permanente de Transporte e Trânsito da Câmara vem debatendo a crise no setor. Sem uma decisão prática da Prefeitura sobre a melhoria do serviço, o convite agora é sair do plenário da Câmara e ganhar as ruas para pedir uma solução para a crise.

Denúncia do GAP ajudou empresário a descobrir furtos de caixas com documentos

Leia em: 2 minutos

O GAP (Grupo de Amigos da Praia) fez mais uma denúncia sobre o descaso com o meio ambiente na cidade de Ilhéus. Segundo o grupo, documentos de uma franquia que funcionava na Avenida Soares Lopes, estavam espalhados pelo local desde que o estabelecimento encerrou as atividades.

Em publicação nas redes sociais, o GAP afirma que os documentos da empresa se tornaram um amontoado de lixo e entulho no local, destruindo um dos maiores cartões-postais da cidade. Ainda na postagem, o grupo diz que tinha provas suficientes para denunciar a situação às autoridades competentes já que é um absurdo poluir uma parte dos 2,5km da Praia da Avenida, que abriga 53 espécies de aves e é local de desova de tartarugas marinhas.

Na mesma postagem, o GAP pediu explicações aos responsáveis pela antiga franquia e o empresário que se pronunciou, disse: “No processo de retirada de centenas de objetos do antigo estabelecimento que durou mais de 1 semana e muitos fretes para depósitos, fomos vítimas de furtos de objetos que foram observados depois. Impressora, computador, rádio wi-fi e outros objetos que estavam condicionados em caixas. Entre elas, descobrimos, graças às postagens do GAP, que também furtaram uma ou duas caixas que continham documentos e foram descartados próximo à pista de skate (…). No local, inclusive, como demonstra a foto, está se formando um lixão, com muito descarte de vários materiais. Ao tomar conhecimento do ocorrido ontem, recolhemos o material e vamos fazer um boletim de ocorrência para registrar o furto”.

No comentário, o empresário agradeceu ao trabalho de conscientização realizado pelo GAP de Ilhéus: “Aproveitamos para elogiar os trabalhos do @gap_ilheus na sua campanha de conscientização na preservação e conservação da natureza e nossas praias”.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

Vereador Augustão (PT) disse que tenta entregar relatório para Marão há 7 meses

Leia em: 2 minutos

O vereador Augustão (PT), convocou uma audiência pública para a próxima 5ª feira (16.setembro) na Câmara de Vereadores de Ilhéus. O objetivo é discutir a situação caótica do transporte público ilheense e tentar encontrar uma solução para o problema que já dura mais de um ano.

O convite se estende aos trabalhadores do transporte e entidades que operam o serviço, assim como ao Superintendente da Autarquia de Transporte e Trânsito (Sutram), Tenente Coronel Serpa, que assumiu o cargo há um mês. Há tempos, a população se queixa da má qualidade do serviço que tem sido oferecido pelas empresas que operam o transporte público em Ilhéus e o caso tem sido motivo de preocupação da Câmara.

Augustão, além de vereador, é presidente da Comissão de Transporte e elaborou, com o auxílio de membros da sociedade civil e alguns deputados, um relatório de mais de 200 páginas que apresenta os problemas recorrentes do transporte na cidade, mas também possíveis soluções. Segundo o edil: “Antes da pandemia, o serviço já era ruim, mas conseguiu ficar pior desde o início do ano passado. Agora, está um verdadeiro caos”.

Após uma série de reuniões realizadas ao longo do ano passado, foi elaborado o relatório. O problema é que, segundo Augustão, há 7 meses, o prefeito Mário Alexandre não encontra tempo para receber esse relatório das mãos do vereador: “Até hoje, não conseguimos entregar esse relatório para Marão. O prefeito finge não saber o que acontece e se faz de mudo sendo que ele não gastaria um centavo para receber o documento. A Sutram disse que já fez o papel dela e o MP também, mas a Justiça não julga o processo. Enquanto isso, o povo sofre”.

A dificuldade é ainda maior para os moradores da zona rural. O vereador relatou que a escassez de carros rodando após o horário das 13h00 dificulta a vida do trabalhador do comércio, por exemplo. A falta de ônibus dá lugar ao transporte alternativo que, por sua vez, não tem condições de oferecer a mesma segurança que um serviço regulamentado.

Na próxima audiência pública, Augustão pretende falar sobre o relatório e contar, finalmente, com a presença de algum representante do governo municipal.

Obra é um convite ao fortalecimento de uma identidade e uma ativação de propósito de vida, enfatiza o Master Coach Valter Vieira

Leia em: 2 minutos

O Master Coach Valter Vieira que também é empresário, escritor, Analista de Perfil Comportamental e com ampla atuação como voluntário em uma instituição de assistência aos idosos, no Abrigo São Vicente em Ilhéus.

Como escritor, Vieira é um dos coautores da obra Legado – Pense como uma figura de transição, da Editora Chave Mestra, escrita por Rogério Vale em parceria com vários profissionais do desenvolvimento humano pessoal e profissional.

Segundo o Master Coach: “Mais uma página do meu legado que está sendo escrita! Recentemente, fechei contrato com a Editora Chave Mestra para o lançamento do meu livro em coautoria com outros renomados profissionais do desenvolvimento humano. Me sinto honrado em ter sido selecionado entre grandes escritores e autores de todo o país para fazer parte desse livro. Legado é um convite ao fortalecimento de uma identidade e uma ativação de propósito de vida”, ponderou Valter.

O lançamento nacional do livro aconteceu ontem, 6ª feira (3.setembro) em Alphaville, São Paulo. Já em Salvador, o lançamento acontecerá próximo mês, dia 2 de outubro.

Em breve, a obra estará disponível nas livrarias e nas plataformas digitais.

Esposa Luciana Seixas e a filha Bella Juh também estiveram no lançamento do livro Legado, em São Paulo

Presidente da Câmara de Ilhéus, Jerbson Moraes (PSD) e o Tenente Coronel Ednei Factum

Leia em: 2 minutos

Prestes a passar o comando do 5º Grupamento de Bombeiros Militar da Bahia em Ilhéus, o Tenente Coronel Ednei Factum tem o seu trabalho reconhecido e elogiado pelo presidente da Câmara Municipal, Jerbson Moraes (PSD). Quando secretário municipal do Meio Ambiente, Moraes destacou a atuação do comandante na parceria do trabalho na limpeza das praias de Ilhéus atingidas por manchas de óleo, um dos maiores desastres ambientais já registrados no município. “Nesse período crítico, parcerias e amizades foram consolidadas, a população se uniu, a confiança foi firmada e a presença dele foi fundamental para o processo da operação”, destacou Moraes.

O presidente da Câmara de Ilhéus lembra que desde a posse no comando do Corpo de Bombeiros em Ilhéus, em janeiro de 2019, o Tenente Coronel Factum demonstrou interesse pelas ações em defesa da sociedade, trazendo ações e projetos inovadores para a sua gestão, atuando com uma tropa de 100 militares em oito municípios regionais e cobrindo uma extensão territorial de mais de 240 quilômetros de faixa litorânea, a maior da Bahia. “Logo na chegada o comandante já promovia palestras, progredindo para o quadro de treinamentos semanais, implementando cursos de especializações nos quartéis, melhorando estratégias de atendimento e realizando um simulado de atendimentos que durou dois dias e envolveu outros órgãos e instituições”, citou.

RECONHECIMENTO REGIONAL
O reconhecimento – lembra Jerbson Moraes – veio em forma de promoção ao posto de Tenente Coronel, a entrega do Título de Cidadão Ilheense, Moção de Aplausos da Câmara de Vereadores de Canavieiras, dentre outras homenagens. Sua participação efetiva também estimulou a ação do voluntariado. A defesa do Meio Ambiente ganhou reforço com o Projeto “Na onda contra o plástico” e com o estímulo ao uso da bicicleta como meio de transporte entre os militares. No âmbito social, estimulou a distribuição de materiais esportivos entre crianças da periferia, colocou em prática os projetos “Bombeiro na Escola”, “Bombeiro Amigo do Peito”, “Bombeiro Mirim”, “Renascer”, além de inúmeras arrecadações de doações para abrigos, creches, asilo e população carente.

Com uma geografia acidentada, com altos e morros habitados, o comandante foi, também, fundamental na ajuda à moradores destas áreas, especialmente em tempos de chuva, não apenas atendendo ocorrências, mas apresentando diagnósticos e sugestões de ações que pudessem garantir a segurança dos moradores. “O comandante Factum é um líder diferenciado, comprometido. Ele fez parte do cotidiano da cidade. Enquanto comandante do Grupamento em Ilhéus ele demonstrou a capacidade de entender as nossas demandas, viver a nossa realidade e, com sua experiência, contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos ilheenses”, elogiou Moraes.

A professora ilheense Ruth Conceição Ferreira tinha 81 anos

Leia em: < 1 minuto

Com muita tristeza, comunicamos o falecimento da professora ilheense Ruth Conceição Ferreira, 81 anos, ocorrido na manhã desta segunda-feira, dia 30 de agosto, às 9h30min, em sua residência, no Jardim Pontal. A professora se submetia, há alguns, a tratamento contra o câncer, mas não resistiu às complicações geradas pela terrível doença.

Bastante carismática e querida, a professora Ruth contribuiu com importante legado para o desenvolvimento da educação em Ilheús, tendo atuado na Rede Estadual de Ensino (Cierg, Direc 06) com extremo profissionalismo, dedicação e espírito ético.

Esposa de David Borges de Aquino, mãe exemplar, deixa duas filhas, Rebecca Ferreira Aquino e Rosenilda Ferreira. Tinha seis irmãos – Ivelito (in memorian), Raimundo, Rilsa, Rosenilda, Reginaldo e Reinaldo Ferreira – e muitos sobrinhos e netos amados.

O corpo da professora Ruth Ferreira será velado a partir das 16 horas, no SAF, Bairro da Conquista (próximo ao Colégio Vitória), sendo que o sepultamento às 11 horas, nesta terça-feira, no Cemitério São João Batista, na zona sul da cidade.

O setor turístico terá uma boa movimentação com a chegada de Soane Galvão

Leia em: < 1 minuto

A primeira-dama de Ilhéus, Soane Galvão, recebeu esta semana o Secretário de Turismo da Bahia, Maurício Bacelar, pensando já em atrair investimentos para cidade.

Soane assumiu a Secretaria do Desenvolvimento Econômico recentemente e já demonstra prestígio ao receber o titular da Setur pensando em articular a retomada das atividades do turismo pós pandemia.

A secretária guiou o Secretário em várias fazendas da região e na estrada do Chocolate.

Soane vem sendo bem avaliada em Ilhéus e ganha tração como pré-candidata a deputada estadual.

Jerbson Moraes (PSD), presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus

Leia em: 3 minutos

A Lei de Diretrizes Orçamentárias aprovada ontem pela Câmara de Vereadores de Ilhéus traz importantes emendas que foram apresentadas pelo vereador e presidente da Casa, Jerbson Moraes (PSD). Trata-se da recuperação da estrada e da ponte da localidade de Sapucaeira, zona rural de Ilhéus; o fomento à realização de oficinas e seminários para organizar e sistematizar as ações de saúde publica com foco na saúde dos povos indígenas; apoio às organizações do movimento indígena para o exercício do controle social em saúde; e a construção de uma escola municipal indígena em Sapucaeira, observando as características da cultural local.

A aprovação da LDO ocorre após a realização de duas Audiências Públicas na Câmara, quando foi possível estabelecer o diálogo entre sociedade civil e governo no sentido de definir todo o planejamento da elaboração do orçamento (LOA) do município para o ano seguinte. Esse debate é uma exigência da Lei Orgânica do Município. A LDO estabelece prioridades e metas a partir de um refinamento do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG).

Na defesa das emendas, Jerbson Moraes destacou que a recuperação da estrada e da ponte de Sapucaeira tem como objetivo facilitar acesso entre os povoados e assentamentos das comunidades rurais do entorno, principalmente na estação chuvosa, impedindo que os serviços essenciais de abastecimento, educação, saúde e lazer dos habitantes locais sejam prejudicados. Além disso, com essas melhorias, os pequenos agricultores terão maior facilidade para escoar sua produção.

Sobre as políticas de saúde para os povos indígenas, Jerbson lembrou que a progressão da relação dos povos indígenas com a sociedade nacional transformou em doenças endêmicas vários dos males de difícil controle. “Estas sociedades dispõem de sua própria maneira de entender e se organizar diante do mundo, que se manifesta nas suas diferentes formas de organização social, política, econômica e de relação com o meio ambiente e ocupação de seu território”, afirmou. O parlamentar destaca que problemas como hipertensão arterial, diabetes, câncer, alcoolismo, depressão e suicídio são cada vez mais frequentes nas comunidades indígenas. “Observa-se, assim, um quadro sanitário caracterizado pela ocorrência de agravos que podem ser significativamente reduzidos mediante a adoção de medidas sistemáticas e continuadas de atenção básica a saúde”, completou.

Sobre a construção da escola, o presidente da Câmara lembra que desde a Constituição de 1988, os povos indígenas têm direito a uma educação escolar intercultural, multilíngue e comunitária. “Isso quer dizer que a educação escolar indígena está inserida no sistema nacional, mas respeita a diversidade e as especificidades das culturas dos povos nativos, abrindo espago para o ensino nas línguas indígenas, além do português”, afirma o vereador. Para isso – explica – é necessário um calendário escolar adaptado às atividades rituais e cotidianas de cada contexto; a transmissão de conhecimentos tradicionais dentro da escola; a participação da comunidade nas decisões dos objetivos da escola. “Dessa forma, e assegurado o direito de os povos indígenas terem escolas que respeitem os seus modos de viver, deixando de impor uma educação ocidentalizada”, conclui.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

Após a sanção da nova lei, os interessados podem procurar o setor de Tributos da Prefeitura que fica no Palácio Paranaguá, Centro da cidade, para a negociação dos débitos

Leia em: < 1 minuto

Quem ainda não aproveitou a oportunidade de regularizar débitos tributários municipais em razão dos efeitos econômicos da pandemia, terá uma nova chance de pagamento parcelado, com redução de taxas, juros, multas e até isenção, em Ilhéus. O prefeito Mário Alexandre vai sancionar em breve uma lei que prorroga o Refis, Programa Especial de Recuperação de Crédito, aprovada no legislativo ilheense na sessão desta última quarta-feira, 11, onde o prefeito Mário Alexandre, de Basília, por videoconferência, confirmou ao plenário a autorização da prorrogação.

De acordo com o titular da pasta de Fazenda e Orçamento, Mozart Aragão, associou as medidas tributárias adotadas pelo município à continuidade da arrecadação de receita, que entre 2019 a 2021, o município alcançou cerca de 17 milhões de reais, momento em que as pessoas e empresas puderam pagar as dívidas de acordo com suas possibilidades.

Após a sanção da nova lei, os interessados podem procurar o setor de Tributos da Prefeitura que fica no Palácio Paranaguá, Centro da cidade, para a negociação dos débitos.

Com a prorrogação, é dada uma nova chance para o pagamento dos tributos atrasados, no momento em que a cidade convive com os efeitos sociais e econômicos da pandemia da Covid-19

Leia em: < 1 minuto

A sessão ordinária de ontem (11.agosto) na Câmara de Ilhéus, contou com a presença e a participação do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), direto de Brasília, onde busca novos recursos para a gestão. Logo na abertura dos trabalhos, o vereador Ivo Evangelista (Republicanos) lembrou que o Refis (Programa de Refinanciamento Fiscal), colocado em prática pela Prefeitura com autorização do Poder Legislativo, venceria na próxima 6ª feira (13). Diante desse fato ele apresentou um requerimento, pedido para que o programa fosse prorrogado.

A partir deste pedido, o presidente da Câmara, Jerbson Moraes (PSD), entrou em contato com o prefeito e ele aceitou fazer uma transmissão, ao vivo, na sessão ordinária, informando que atendendo à solicitação das entidades representativas e da Câmara, vai autorizar a prorrogação da medida até 31 de dezembro.

“É mais um estímulo que fazemos à economia e ações como estas ajudam Ilhéus a ter um resultado positivo na geração de renda. É por este motivo, por exemplo, que Ilhéus apresenta saldo positivo de empregos, enquanto que os índices nacionais de desemprego crescem”, afirmou, atribuindo a sua decisão, “à um pedido da base do governo na Câmara”.

Notícias mais lidas

Outros assuntos