Augusto Castro (PSD) anunciou o retorno do transporte público de Itabuna e o valor da passagem continuará o mesmo, de R$ 3,70

Leia em: 2 minutos

O prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), anunciou que o transporte coletivo começa a operar na quarta-feira, dia 17, depois de a população sofrer nos deslocamentos diários por falta de transporte na cidade. “Itabuna vai viver uma nova era no transporte público. Este é um compromisso do nosso governo com o usuário do sistema e com a cidade”, destacou.

Itabuna ficou 11 meses sem transporte coletivo por conta da pandemia do novo coronavírus. O retorno dos ônibus às ruas está sendo viabilizado depois da assinatura de um contrato emergencial pelo prefeito. “Não dava para a cidade ficar quase um ano sem transporte público. Crise no comércio, as pessoas sem acesso ao transporte público, tudo isso criava uma imagem bastante negativa”, comentou o prefeito Augusto Castro.

Com a nova frota, os veículos levarão conforto e segurança para os itabunenses. “São ônibus novos, modernos, de qualidade e confortáveis, e, o mais importante, sem aumento da tarifa, que continuará a mesma: R$3,70. É a Prefeitura de Itabuna, trabalhando e cumprindo o nosso compromisso”, afirma o prefeito.

OS VEÍCULOS
De acordo com o representante do grupo Atlântico Transportes, Renato Ramos, os veículos contam com sistema de reconhecimento fácil para identificação do usuário no acesso, entrada especial para cadeirantes, duas entradas de USB para carregamento de celular ao lado dos assentos e monitoramento de segurança.

Também tem sistema de wi-fi, alguns contam com ar-condicionado, além de seguir todos os protocolos e medidas de segurança para evitar a contaminação da Covid-19, como por exemplo, disponibilização de álcool em gel 70%.

O secretário de Transporte e Trânsito, Thales Silva, reforça que os veículos trabalharão no sistema integrado. “Eles também contarão com sistema online em que o passageiro vai poder acompanhar o trajeto e a duração da viagem, por meio do aplicativo Sitis (Sistema Integrado de Transporte de Itabuna)”, assegurou.

Deputado Alex da Piatã (PSD)

Leia em: < 1 minuto

O deputado Alex da Piatã (PSD) propôs, por meio de um projeto de lei, que os estabelecimentos comerciais e industriais que venderem ou utilizarem madeira extraída ilegalmente das florestas brasileiras terão os cadastros como pessoa jurídica imediatamente cancelados pela Secretaria da Fazenda. No entendimento do parlamentar, o comércio “ilegal e criminoso” de madeira não apenas lesa a receita tributária estadual, como também causa danos irreparáveis ao meio ambiente.

O Projeto de Lei N° 24.074/2021, que já foi protocolado na Assembleia Legislativa, tem como objetivo aprimorar os mecanismos de proteção à natureza. Para o deputado, encerrar imediatamente o cadastro das empresas infratoras como pessoa jurídica seria “uma medida bem-vinda”, uma vez que as punições previstas pela legislação vigente, baseadas apenas em multas (na maioria das vezes de valor pequeno) e na apreensão temporária da mercadoria, têm-se revelado insuficientes para combater crimes desse tipo.

Vereador itabunense Manoel Porfírio (PT) repudia declarações de presidente do partido // Foto Hansley Neves

Leia em: 2 minutos

Por meio de uma nota, o vereador Manoel Porfírio (PT) se manifestou diante das acusações feitas pelo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) de Itabuna, Jackson Moreira. De acordo com matéria publicada pelo blog IPolítica, o presidente do PT teria afirmado que “se o vereador ao menos pautasse seu trabalho olhando o exemplo de grandes parlamentares que o PT já ofereceu ao município, não estaria pagando de ridículo com ações demagogas, limpando fossas, roçando canteiros, enquanto a grande política está sendo feita, inclusive contra os interesses do PT em âmbito estadual”.

Em resposta a esta declaração, o vereador Porfírio encaminhou uma nota para o Pauta.blog, relatando se trata de uma atitude lamentável e revoltante a forma desrespeitosa com que é comparada o início do seu mandato ao trabalho digno dos limpadores de fossa e que roçam canteiros. “Se o presidente achou que essa comparação eu levaria como demérito ou vergonha, é porque demonstra não conhecer a honra e a dignidade dos trabalhadores de limpeza de vias públicas, assim como também desconhece a alegria e o orgulho que sinto de ser representante do povo trabalhador e mais humilde”, disse o vereador em nota.

Ainda de acordo com a matéria do blog IPolítica, o presidente do partido teria dito que o vereador “mostra que a cabeça não se volta sequer para o próprio umbigo, mas vai mais baixo, em busca de aprovação de um prefeito que não representa o projeto político do Partido dos Trabalhadores”.

O vereador Porfírio disse que é uma postura antiética e desrespeitosa a do presidente Jackson Moreira. “Deixo aqui o meu veemente repúdio a essa postura antiética e desrespeitosa do presidente do meu partido, que na tentativa de me atacar se apequena cada vez mais, estando longe do tamanho e da dignidade do cargo que hoje ocupa, repudiarei também em plenário e levarei às instâncias internas do partido para jugar essa postura preconceituosa e antética, de quem desconhece que o PT foi criado para representar justamente o povo trabalhador que sempre é alvo da exploração da força de trabalho e de condutas discriminatórias como essa.”

 

Senador Ângelo Coronel abre possibilidade de lançar nome próprio do PSD

Leia em: < 1 minuto

Após o Partido dos Trabalhadores (PT) anunciar sua predileção pelo senador e ex-governador Jaques Wagner (PT) como candidato ao governo do estado nas próximas eleições, o PSD abriu a possibilidade de lançar um nome próprio para a disputa.

O senador Ângelo Coronel (PSD-BA) viu a indicação de Wagner com anormalidade e afirmou: “Defendo candidatura própria, e respeito os que defendem a do seu partido. Faz parte do jogo democrático. (Agora), a história mostra que existem ciclos na vida pública. Ninguém deve se achar eternamente dono do povo”, disse em entrevista à Tribuna da Bahia.

O nome Wagner como candidato da sigla ao governo do estado se trata de uma movimentação para demarcar lugar diante dos avanços do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que também pretende lançar-se ao pleito em 2022.

O presidente estadual do PT, Éden Valadares, saiu em defesa da candidatura do senador. “Wagner é o que mais agrega e o que tem melhor capacidade de dialogar com o conjunto da sociedade baiana, do empresariado aos movimentos sociais, da indústria ao agricultor familiar. Sob a condução do governador Rui Costa, acreditamos na força e na unidade do nosso campo político, e avaliamos que o melhor candidato para representar esse projeto, sem sombra de dúvidas, é Jaques Wagner”, disse Éden.

//

Em Itabuna, 681 pessoas com idade entre 85 e 89 anos já foram vacinas

Leia em: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde de Itabuna vacinou 681 pessoas com idade entre 85 e 89 anos, quinta-feira (11). A imunização aconteceu em forma de drive trhu, onde não é preciso sair do carro para receber atendimento pelas equipes de enfermagem.

O trabalho seguiu o Plano Municipal de Imunização, preconizado pelo Ministério da Saúde, e aconteceu no antigo Sesp, que fica na Avenida Inácio Tosta Filho, na Praça Antoninho Queiroz, no Bairro de Fátima, e Praça do Rotary, no Góes Calmon.

As aulas em Itapetinga, retornam no dia 1º de março

Leia em: < 1 minuto

A rede municipal de ensino de Itapetinga retomará às aulas, no dia 1º de março, a para o encerramento do ano letivo de 2020.

Para as escolas da sede e do distrito de Bandeira do Colônia, as atividades seguem no modelo remoto, através da plataforma Google. Para a zona rural e povoado de Palmares, os alunos voltarão à sala de aula, seguindo regras rígidas de segurança.

As escolas do campo e de Palmares, além de terem ótima estrutura, possuem uma quantidade já reduzida de alunos. Com o novo planejamento, cada turma ficará com, no máximo, 15 alunos, o que permitirá maior controle nas medidas de segurança, na manutenção do distanciamento e na higienização do local.

Nesta semana, a prefeitura de Itapetinga iniciou a testagem de professores, funcionários e alunos que terão acesso às aulas presenciais. Os primeiros testes começaram na quarta-feira, 10 e seguiram até esta sexta. Na semana que antecederá as aulas, todos serão, novamente, examinados. A dupla testagem tem o objetivo de evitar qualquer falso positivo que possa ocorrer em decorrência do tempo de encubação do vírus.

O tamanduá foi encaminhado para o INEMA

Leia em: < 1 minuto

Na manhã de hoje, sexta-feira (12), um tamanduá que se encontrava em machucado foi resgatado por um homem e entregou na unidade policial da PRF, em Itabuna.

Após acalmarem o animal, os policiais levaram o tamanduá para o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), para cuidados de profissionais. Ele passará por exame médico veterinário para determinar sua condição de saúde. Assim que estiver saudável, será solto na mata e devolvido a seu habitat natural longe da pista.

Animais silvestres são encontrados com bastante frequência na rodovia. Muitas vezes em situações de risco, principalmente atropelamentos.

A PRF recomenda atenção redobrada aos motoristas, sobretudo à noite quando a visibilidade é reduzida. Ao avistar animais na pista, reduza a velocidade e jamais buzine, para não assustá-los.

Secretário de Governo e a secretária de Agricultura de Arataca, Renato Freitas e Nilda Bonfim, respectivamente, e o vereador professor Fabrício Fernandes (PSD)

Leia em: < 1 minuto

Na manhã desta sexta-feira (12), o secretário de Governo de Arataca, Renato Freitas, a secretária de Agricultura, Nilda Bonfim, e o vereador do município, professor Fabrício Fernandes (PSD), participaram de uma reunião de sensibilização ocorrida no Espaço Festa Viva, na Praça do Cacau, em Camacã.

O evento, promovido pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e o Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica (CIMA) tinham como objetivo tratar sobre a Sensibilização do Projeto SDR e CIMA.

Renato Freitas, Nilda Bonfim e Fabrício Fernandes, estiveram representando Arataca nesse encontro que reuniu diversos políticos estaduais e regionais.

Petroleiros da Refinaria Landulpho Alves se preparam para entrar em greve

Leia em: < 1 minuto

Acontecem nesta sexta-feira (12) setoriais para definir a deflagração da greve dos funcionários da Refinara Landulpho Alves (Rlam), no município baiano de São Francisco do Conde. A categoria também realizou uma paralização com milhares de trabalhadores na última quarta-feira (10) no Trevo da Resistência, via de acesso à Rlam. A paralização e a possibilidade de greve se dá em protesto à venda da Rlam, anunciada pela direção da Petrobrás.

“A manifestação, organizada pelo Sindipetro Bahia, foi uma prévia do que podemos esperar para a greve, já aprovada, e que deve começar a qualquer momento. Tivemos uma grande participação da categoria – cerca de1500 pessoas – e isso foi muito importante, pois mostra a disposição para a luta e a unidade dos petroleiros”, afirmou o coordenador do Sindipetro, Jairo Batista.

Primeira refinaria do Sistema Petrobrás e segunda do país em capacidade de processamento, a Landulpho Alves, que funciona há 70 anos, tem hoje cerca de 900 trabalhadores próprios e aproximadamente 1700 terceirizados. De acordo com cálculos divulgados pelo Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), vale entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões e está sendo entregue por US$ 1,65 bilhão.

De acordo com informações, amanhã, sábado (13) acontece o Seminário de Qualificação de Greve, quando a diretoria do Sindipetro e a categoria analisam as sugestões, organizam e escolhem o melhor dia para dar iniciar ao movimento paredista. Em seguida, a diretoria do Sindipetro irá notificar a Petrobrás com antecedência de 72 horas do início da greve, como determina a lei.

Leia em: < 1 minuto

No último ano, o Banco do Nordeste destinou R$ 755,3 milhões para os agricultores familiares na Bahia via Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e Agroamigo – programa de microcrédito rural orientado.

Com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o montante aplicado em 2020 representa 15% a mais que os investimentos realizados em 2019.

//

Leia em: 3 minutos

Confesso que não achei um título que encaixasse perfeitamente no comentário de hoje envolvendo o presidente Jair Messias Bolsonaro e ACM Neto, ex-prefeito de Salvador.

Mesmo não ficando satisfeito, o intitulei de “Coisas da Política”. São dois assuntos. O primeiro diz respeito ao comportamento do chefe do Palácio do Planalto na pandemia do novo coronavírus. O segundo trata da indecisão do ex-gestor soteropolitano, que é o comandante-mor do DEM nacional, em relação a seu futuro político.

Começando pelo pré-candidato a governador da Bahia, volto a repetir que o democrata precisa de uma bússola para orientar seu rumo político: o que quer, o que pretende fazer, com que forças e grupos políticos pretende se juntar, enfim, buscar um caminho. Disse ontem que esse vai e vem de Neto, essa sua indefinição diante do cenário político, pode prejudicar sua pretensão de ser o morador mais ilustre do Palácio de Ondina, que seu “hibridismo político” vai terminar fazendo com que perca o favoritismo na sucessão estadual decorrente de uma natural fadiga do eleitorado com o petismo, que com o fim do mandato de Rui Costa completará 16 anos de poder na Boa Terra.

ACM Neto tem que tomar uma decisão sobre sua posição diante do governo Bolsonaro. Ficar nessa de cativar os dois lados – bolsonarismo e oposição – é desaconselhável. Vai terminar desagradando a gregos e troianos. Vale lembrar que muitos bolsominions, principalmente os radicais, já chamam Neto de “comunista”.

No outro dia, que é hoje, sexta (12), me deparo com a seguinte declaração do ex-alcaide: “Não teria nenhuma dificuldade de estar ao lado do PSB, PCdoB e PT”. Fica parecendo que Neto está ameaçando debandar para o outro lado para ser melhor tratado pelo presidente Bolsonaro. Até as freiras do convento das Carmelitas sabem que o tiro termina saindo pela culatra quando se agrada, simultaneamente, dois diferentes campos ideológicos.

A conclusão sobre ACM Neto é que precisa conversar com seus próprios botões sobre essa insegurança, esse vai-não-vai, sob pena de ficar desacreditado pelos dois lados e, como consequência, o sonho de ser governador virar um pesadelo. Essa sua dubiedade já provoca uma queda nas intenções de voto.

E o presidente Jair Messias Bolsonaro? Continua o mesmo. Quem apostou que mudaria com o aumento do número de óbitos em decorrência da pandemia do cruel e devastador novo coronavírus se deu mal, perdeu dindin. É incrível como o chefe de uma Nação teima em dar declarações desastrosas diante de tantas perdas de vidas humanas.

Tivemos ontem o maior índice de mortes registrado em 24 horas neste ano de 2021. Cerca de 1452 pessoas deram adeus ao planeta terra, totalizando quase 237 mil óbitos pela covid 19.

O presidente Jair Messias Bolsonaro em vez de emitir uma nota ou dar uma declaração para confortar as famílias que tiveram seus entes queridos levados pelo perverso vírus, lança mão de mais uma frieza: “Não adianta ficar em casa chorando, não vai chegar a lugar nenhum”. Para Bolsonaro, morreu, morreu, esqueça os mortos, eles não levantam mais.

Portanto, na Coluna Wense de hoje, um erro político que pode custar muito caro e uma imperdoável insensibilidade com a vida do ser humano.

PS – O dilema de ACM Neto tende a crescer quando as pesquisas apontarem que a rejeição do presidente Bolsonaro segue crescendo no eleitorado baiano.

___________
Marco Wense
Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

De acordo com o parlamentar, o projeto possibilita o acompanhamento da fiscalização da atividade governamental

Leia em: < 1 minuto

Começou a tramitar nesta sexta-feira (12) na Assembleia Legislativa um projeto de lei apresentado pelo deputado Tiago Correia (PSDB) que torna obrigatório a disponibilização do QR Code em todas as placas de obras públicas do Estado. De acordo com o parlamentar, o projeto possibilita o acompanhamento da fiscalização da atividade governamental.

“Esse projeto dá ao cidadão baiano acesso às informações das obras que estão sendo executadas em cada município e vai ao encontro dos princípios constitucionais contidos na Constituição, que é dar transparência à utilização de cada centavo do dinheiro público. Essa é uma ferramenta simples, acessível e que permite que o cidadão se torne um fiscal”, disse Correia.

O projeto estabelece que todas as obras públicas estaduais contenham as seguintes informações: justificativa, população atendida, valor previsto, data da ordem de serviço, empresa (s) executante (s) com dados completos, eventuais aditivos contratuais, com detalhes, projeto arquitetônico e imagens, cronograma com data da previsão da conclusão da obra e nome do agente público responsável pela fiscalização. “Basta a criação de um portal para que todas essas informações sejam disponibilizadas na internet”, disse o deputado.

De acordo com a proposta, as informações disponibilizadas nos sites também devem tert acessibilidade aos deficientes auditivos e visuais, ou com limitação física, seguindo as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web.

Do Blog Política Livre.

Leia em: < 1 minuto

O ponto facultativo referente ao Carnaval está suspenso em Canavieiras pelo decreto 114/2021 acompanhando a decisão do Governo Estadual. Desta forma, as repartições públicas funcionam normalmente na próxima semana.

Para os dias que compreendem a festa, entre os dias 12/02 à 16/02, a Secretaria de Administração em parceria com a Secretaria de Saúde realizarão algumas ações no intuito de conter a disseminação da Covid-19.

A partir de hoje, sexta-feira (12) será montada uma barreira sanitária na entrada da cidade e estão proibidos a entrada de lotações, ônibus de passeios e vans ou qualquer meio de transporte coletivo destinado ao transito de turistas que não possuem reservas ou qualquer meio que comprove residência ou permanência.

A vigilância Sanitária fará a fiscalização dos estabelecimentos comerciais reforçando a necessidade de boas práticas e da realização de procedimentos de higienização para minimizar o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

//

Leia em: 2 minutos

O Coletivo Flisba vai realizar hoje, dia 12 e nos dias 13 e 14 de fevereiro o Projeto “Colóquios Tupy Or Not Tupy – 99 anos da Semana de Arte Moderna”. O objetivo das lives é refletir sobre a importância desse acontecimento que impactou além da literatura, as artes plásticas, a música e tantos outros campos da sociedade brasileira.

As lives vão ocorrer sempre às 20 horas pelo Instagram, no perfil do Flisba.

No dia 12/02, às 20h, o tema da live será sobre “Modernismo – Desvios e Preconceitos” sob mediação da professora Luh Oliveira. O convidado é o professor Ramayana Vargens.

Para o professor Ramayana Vargens, membro do coletivo Flisba e idealizador da proposta, a Semana de Arte Moderna merece reflexão, pois, “ às vésperas de completar um centenário, a Semana de Arte moderna merece uma análise que destaque não apenas sua contribuição estética renovadora. Faz-se oportuno examinar suas influências na formação dos padrões ideológicos que nortearam a política cultural no país” sintetizou ele sobre a importância da Semana de Arte Moderna para o Brasil.

No dia 13/02, o tema será sobre “Patrimônio Cultural: as referências simbólicas das tradições populares” tendo a mediação da professora Anarleide Menezes. Ela vai receber André Reis, que é Diretor do Centro de Culturas Populares e Identitárias, órgão do Estado da Bahia. É Especialista em Gestão da Cultura E tem em seu currículo uma vasta experiência administrativa e ações.

Para a professora Anarleide Menezes “ registrar o Patrimônio Cultural Imaterial, muito mais que folclorizar as tradições populares, permite vivê-las, referenciá-las, perpetuá-las. Para isso, o FLISBA apresenta a Live Patrimônio Cultural: as referências simbólicas das tradições populares. Ela complementa que a live será um “momento ímpar para ouvir sobre respeito à diversidade das culturas que forjam a identidade do genuíno brasileiro”.

No dia 14/02, às 20h, será realizada a live com o tema “As Mulheres e a Semana de Arte Moderna” sob a mediação da professora Silmara Oliveira, presidenta da Academia de Letras de Itabuna. Ela receberá a advogada, professora e artista plástica Jane Hilda Badaró, que refletirão sobre a Semana de Arte Moderna, as artes plásticas, a literatura e a presença feminina na sociedade brasileira.

Ainda no dia 14/02 , às 21 horas, o FLISBA promove o Sarau Comentado, com as mediações de Sheila Shew e Tácio Dê. A proposta da atividade é que as pessoas que desejarem podem declamar uma poesia modernista e em seguida comentar sobre o contexto histórico e as percepções sobre o texto poético.

Para Tácio Dê, o Sarau Comentado é a “possibilidade de ouvir a aprender. O Sarau Comentado será uma experiência diferente e encantadora para revisitarmos a ebulição da Semana de Arte Moderna e seus desdobramentos”, concluiu um dos integrantes do Coletivo Flisba. As pessoas interessadas em participarem podem solicitar no momento da live ou enviar antecipadamente uma mensagem para o direct do perfil do Flisba no Instagram.

O Coletivo FLISBA é o promotor do Festival Literário Sul-Bahia e tem promovido algumas reflexões sobre a literatura, a gestão cultural, a preservação do patrimônio cultural e estimulado a leitura e o acesso dela.

//

Presidente citou decreto, mas não disse data para publicação // Reprodução Youtube/Jair Bolsonaro

Leia em: 2 minutos

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (11), em sua live semanal nas redes sociais, a edição de um decreto que obriga postos de gasolina a exibirem aos consumidores a composição do preço do combustível, com descrição do valor de cada imposto cobrado e das margens de lucros dos agentes envolvidos, incluindo os distribuidores e os próprios postos.

“Será via decreto. A gente espera que o Parlamento aprove. Não tem nada de mais. É um direito de todos vocês saber quanto de imposto se paga em qualquer mercadoria. A gente vai exigir, via decreto, dos postos de gasolina”, disse. Bolsonaro não informou quando o decreto será publicado.

“Não vou negar informações pra vocês. Final de janeiro, tivemos 7 centavos [de aumento] no preço do diesel. Na segunda-feira última, mais 13 centavos. E parece que vai ter mais reajustes ainda porque o preço do petróleo está subindo lá fora e o dólar não cai no Brasil”, disse o presidente. Desde 2016, a Petrobras segue uma política de variação do preço dos combustíveis que acompanha a valorização do dólar e a cotação do petróleo no mercado internacional. Os reajustes são realizados de forma periódica nas refinarias.

Durante a live, Bolsonaro afirmou que deve apresentar nesta sexta-feira (12) um projeto de lei complementar para regulamentar trecho de uma emenda constitucional de 2001 e definir os combustíveis e lubrificantes sobre os quais o imposto incidirá uma única vez. A ideia, já anunciada em uma coletiva de imprensa na semana passada, é alterar a forma de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS), que é um tributo estadual e representa, por exemplo, cerca de 14% do preço final do diesel, combustível usado no transporte de carga por caminhoneiros.

Segundo o presidente, o projeto deve atribuir ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) a prerrogativa de discutir como a cobrança do ICMS deve ser fixada sobre os combustíveis. O colegiado é formado por integrantes do Ministério da Economia, incluindo o titular da pasta, Paulo Guedes, e todos os secretários estaduais de Fazenda.

“Nós queremos que o Confaz decida qual percentual vai incidir em cima do litro dos combustíveis ou um valor fixo, em real, que vai constar para cada litro de combustível, a título de ICMS”, disse Bolsonaro, que negou que o projeto seja uma interferência da União sobre a autonomia dos estados. “Num segundo momento, os senhores governadores vão decidir, com suas respectivas assembleias legislativas, quanto é esse percentual ou qual o valor fixo em cima do litro. Não tem nenhuma interferência minha. Nenhum governador vai perder receita”, afirmou.

Ainda na transmissão ao vivo, Bolsonaro citou o valor dos impostos federais incidentes sobre a gasolina, o diesel e o GLP (gás de cozinha) e criticou a forma como o ICMS é fixado atualmente. O imposto é um percentual cobrado no preço do combustível vendido na bomba e varia de estado para estado.

“O que se faz de 15 em 15 dias? Pega-se o valor médio do combustível e daí os governadores aplicam o percentual em cima daquilo. O ICMS não só incide em cima do preço do combustível na refinaria, mas incide também em cima do PIS/Cofins, incide em caso de existência de Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico], incide em cima da margem de lucro dos postos, incide em cima do custo da distribuição e incide em cima do próprio ICMS. Isso é uma loucura”.

Resultado representa queda de 22% em relação ao ano anterior

Leia em: < 1 minuto

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido de R$ 13,9 bilhões em 2020, segundo balanço divulgado hoje (11) à noite pela instituição financeira. Isso representa queda de 22% em relação ao lucro obtido em 2019.

A queda ocorreu, apesar do aumento no lucro do quarto trimestre, que somou R$ 3,7 bilhões e subiu 6,1% em relação ao trimestre anterior. Em comunicado, o BB informou que a maior parte da redução anual no lucro decorreu da antecipação, em caráter prudencial, de R$ 8,1 bilhões em provisões feitas ao longo dos trimestres.

As provisões são reservas financeiras que as instituições mantêm para se precaverem contra crises e aumento na inadimplência. Por causa da pandemia de covid-19, os bancos aumentaram as provisões para evitarem possíveis perdas.

Em mensagem enviada aos acionistas, o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, disse que a instituição financeira conseguiu enfrentar a pandemia de covid-19 com crescimento na carteira de crédito. Ele também citou a liberação de linhas emergenciais, como o Pronampe, linha especial para micro e pequenas empresas, e o Peac Maquininhas, modalidade de crédito garantido por vendas com máquinas de pagamento digital para microempreendedores individuais e micro e pequenos empresários.

“O Banco do Brasil finalizou 2020 mais preparado para continuar crescendo em seus negócios neste ano. Mesmo com as dificuldades da pandemia, atravessamos esse período com crescimento de 9% na carteira de crédito. Estivemos junto de nossos clientes pessoas físicas e empresas nos momentos em que mais precisaram do nosso apoio”, destacou Brandão.

Empresário teria simulado injeção de US$ 1 bi na OGX // Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Leia em: < 1 minuto

O empresário Eike Batista foi condenado pela 3ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro a uma pena de 11 anos e 8 meses de prisão por crimes contra o mercado de capitais. A juíza Rosália Monteiro Figueira condenou-o ainda a pagar uma multa de R$ 871 milhões pelos crimes de insider trading (uso de informação privilegiada) e de manipulação de mercado.

Eike foi denunciado em 2014 sob a acusação de ter lucrado com a venda de ações de sua empresa OGX, através da ocultação, ao mercado, de informações negativas sobre a companhia.

De acordo com o Ministério Público Federal, o empresário teria simulado a injeção de até US$ 1 bilhão na OGX para atrair investidores, incorrendo no crime de manipulação de mercado.

INJEÇÃO DE DINHEIRO
A injeção do dinheiro foi anunciada pela empresa, mas, segundo o MPF, o empresário sabia da inviabilidade financeira de ativos importantes da empresa e não tinha real interesse em fazer o aporte.

O MPF também acusou Eike de usar informações privilegiadas para lucrar com a venda de ações em 2013. Segundo o MPF, o empresário teria vendido as ações da OGX em um momento em que ele possuía informações que ainda não tinham sido divulgadas para o mercado.

No processo, a defesa de Eike Batista negou que o empresário tenha feito uso de informações privilegiadas ou que tenha tentado manipular o mercado.

A ideia é sensibilizar motoristas e pedestres a respeito do seu papel, das suas obrigações e dos cuidados necessários para proteger a vida.

Leia em: < 1 minuto

A PRF iniciou nesta sexta-feira (12), às 0h a Operação Carnaval 2021, que seguirá até a meia-noite da quarta-feira de cinzas (17) nas rodovias federais do país. A atividade tem como objetivo conscientizar os motoristas para que dirijam com atenção e não cometam infrações e, consequentemente, diminuir o número de acidentes graves, feridos e mortos durante o período carnavalesco.

Mesmo com a pandemia, a PRF tem a expectativa de aumento no fluxo rodoviário em comparação aos dias comuns. Entre as ações da operação, estão a realização de blitz, principalmente, nos pontos com maiores índices de acidentese nos horários de maior fluxo de veículos, e ações de educação dos condutores.

Para os motoristas que vão pegar a estrada, a PRF orienta fazer uma revisão preventiva no veículo, com checagem dos pneus, dos sistemas de iluminação e suspensão, assim como dos equipamentos obrigatórios.

Além disso, a polícia lembra que também é necessário respeitar os limites de velocidade e a sinalização das rodovias, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e manter distância de segurança em relação aos demais veículos.

De acordo com a PRF, este ano, a operação contará também com uma campanha voltada para discutir a “responsabilização dos causadores dos acidentes como forma de reduzir a violência no trânsito e os custos sociais decorrentes.”

TCM rejeitou as contas do prefeito Toin do Bó (PP)

Leia em: 2 minutos

Após uma sessão realizada nesta quinta-feira (11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios rejeitaram as contas do prefeito de Presidente Tancredo Neves, Antônio de Santos Mendes ou Toin do Bó (PP) como é mais conhecido. De acordo com informações do TCM, o prefeito promoveu a admissão de inúmeros servidores sem a realização do correspondente concurso público, e também contratações por tempo determinado, sem o devido certame seletivo simplificado, o que custou aos cofres municipais, no decorrer do exercício de 2019, R$3.984.745,98.

Foi imputado ao prefeito pelo relator do parecer, conselheiro substituto Ronaldo Sant’Anna, uma multa no valor de R$ 5 mil pelas irregularidades identificadas durante a análise das contas. Também foi determinado o ressarcimento aos cofres municipais na quantia de R$ 19.358,94, com recursos pessoais, em razão de despesas indevidas com multas e juros por atraso no recolhimento de parcelas previdenciárias (R$8.610,94); e o pagamento de hospedagem no valor de R$10.748,00, sem a identificação das pessoas beneficiadas.

Após a análise das contas, o relatório técnico elaborado apontou diversas irregularidades, como a contratação direta mediante inexigibilidade de licitação, de serviços que não se enquadram na modalidade; ausência de justificativa para a adoção preferencial do pregão presencial em detrimento da modalidade eletrônica; deficiências na elaboração do Relatório de Controle Interno; ausência de saldo suficiente para cobrir as despesas compromissadas a pagar no exercício financeiro, contribuindo para o desequilíbrio fiscal da entidade; e baixa cobrança da Dívida Ativa do município.

Os recursos deixados em caixa, ao final do exercício, não foram suficientes para cobrir as despesas inscritas como restos a pagar. Em relação às obrigações constitucionais, o gestor aplicou 26,62% da receita resultante de impostos (compreendida a proveniente de transferências) na manutenção e desenvolvimento do ensino no município, superando o mínimo exigido de 25%, e investiu nas ações e serviços públicos de saúde 16,72% da arrecadação dos impostos, sendo o mínimo previsto de 15%. Cabe recurso da decisão.

Em abril de 2022, etapa será em Petrópolis, cidade natal do ciclista de Henrique Avancini // Foto de Michele Mondini

Leia em: 2 minutos

A União Ciclística Internacional (UCI) confirmou que o Brasil receberá em 2022 uma etapa da Copa do Mundo de Ciclismo Mountain Bike (MTB). O evento ocorrerá entre os dias 8 e 10 de abril em Petrópolis (RJ). A organização será da CIMTB Michelin, em parceria com a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Além de todas entidades esportivas envolvidas, Henrique Avancini foi fundamental para a concretização do sonho de trazer a elite do esporte para o Brasil. Avancini, em 2020, ganhou pela primeira vez uma prova de Cross Country Olímpico na Copa do Mundo de Mountain Bike e é o líder do ranking mundial da UCI. Há pelo menos quatro anos, ele trabalhava para concretizar esse sonho. Além disso, o torneio será realizado na cidade natal do campeão e na própria pista na qual ele treina quando está no Brasil.

“Trazer uma etapa da Copa do Mundo para o Brasil é uma conquista enorme. Existia um desejo de muitas pessoas envolvidas no esporte, organizadores, todo o mercado, e esse desejo começou vir também por parte da União Ciclística Internacional (UCI) e da Red Bull TV, que é quem transmite a Copa do Mundo. Isso pela demanda e aceitação que o Brasil tinha com a modalidade, então esse interesse do Brasil, essa afinidade que o País tem com o mountain bike foi um dos principais fatores para que esse projeto começasse a tomar vida”, explicou Avancini à equipe de assessoria de imprensa.

“No segundo momento, já um pouco mais sério de reuniões e conversas de bastidores, a UCI, através do Simon Burney, que é o diretor geral do MTB dentro da entidade, sinalizou que eles queriam vir ao Brasil, fariam de tudo para que fosse viável, mas a decisão teria que ser na minha cidade natal, em Petrópolis, pelo momento que eu vivo como atleta, pelo impacto que isso traz no mountain bike brasileiro. E a partir disso, o Rogério, que é organizador da Copa Internacional de MTB, foi quem abraçou esse projeto e foi respaldado também pelo histórico que tem de organização de eventos UCI” disse aos assessores.

Essa será a segunda vez que uma etapa da Copa do Mundo de MTB será realizada no país. A primeira foi no ano de 2005, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina. “Acho que é um grande marco, pra mim como atleta por ter alcançado uma relevância de importância internacional a ponto de pesar muito uma decisão como essa, é uma conquista do Rogério como organizador e da bicicleta no Brasil. Quando falo bicicleta me refiro ao mercado, atletas, público, quem ama e quem faz a bike no Brasil contribuiu para que isso acontecesse, então por isso eu enxergo não como uma conquista pessoal, mas como um grande reconhecimento ao nosso momento da bicicleta no Brasil. É algo para comemorar e celebrar muito, pois de fato é um marco enorme por tudo que tem sido feito nos últimos anos”, finalizou o ciclista.

Além de comemorar a conquista obtida fora das pistas, a temporada de 2021 será intensa demais para Henrique Avancini. O carioca tem Olimpíadas em Tóquio, Campeonato Mundial, Cape Epic. Da Agência Brasil

Notícias mais lidas

Outros assuntos