//

ACM Neto (DEM) vs Jaques Wagner (PT)

Leia em: 3 minutos

A elegibilidade do ex-presidente Lula, em decorrência da atuação desastrosa do ex-juiz Sérgio Moro na Operação Lava Jato, jogando na lata do lixo a imprescindível imparcialidade que deve ter o julgador, mudou o cenário da sucessão do governador Rui Costa (PT). Aí uma afirmação que não tem opinião contrária, que não pode ser contestada. Ninguém, pelo menos em sã consciência, vai de encontro ao óbvio ululante.

O senador Jaques Wagner, cuja pré-candidatura ao Palácio de Ondina estava sendo questionada na própria base aliada, agora vive a certeza de que sua postulação a governar a Bahia pela terceira vez é intocável. O protagonismo das articulações passa a ser de Wagner. O governador Rui Costa, em que pese ser a maior autoridade do Poder Executivo estadual, fica como coadjuvante.

Vale lembrar que a missão do lulopetismo, como já comentei na coluna de ontem, é convencer Rui Costa a permanecer como governador até o último dia do mandato, desistindo da sua pretensão de buscar uma vaga no Senado. A intenção é facilitar o entendimento em torno da composição da chapa majoritária. Como contrapartida pela desistência, a promessa de assumir um ministério em caso de vitória de Lula.

A rebeldia na base aliada, assentada no forte argumento de que o PT está caminhando para 16 anos no poder, e que agora seria aconselhável apoiar um nome de outra legenda, obviamente da base de sustentação política do governo Rui Costa, começa a dar os primeiros sinais de fraqueza, fica politicamente desnutrida.

Com Lula na disputa presidencial, com as pesquisas de intenções de voto mostrando que sua votação no eleitorado baiano pode chegar perto dos 60%, o discurso da renovação vai para o congelador. O senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD, já sabe que sua pretensão de sair candidato ao governo do Estado foi defenestrada com a irreversível candidatura de Lula na sucessão de Bolsonaro.

Toda essa euforia, esse alvoroço com a reviravolta, que surpreendeu o lulopetismo, que já não tinha nenhuma esperança que Lula ficasse elegível para o pleito de 2022, é a prova inconteste de que a então pré-candidatura de Fernando Haddad não era levada a sério. Até os próprios companheiros, em conversas reservadas, diziam que o “poste” de Lula estava tendo dificuldades em consolidar seu nome como presidenciável.

E ACM Neto? O democrata, presidente nacional do DEM, ex-prefeito de Salvador, com uma invejável aprovação, com mais de 70% dos soteropolitanos satisfeitos com suas duas gestões no comando do Palácio Thomé de Souza, vive o dilema do isolamento político.

O ex-alcaide pensou que sua condição de comandante do DEM nacional iria contribuir para o fortalecimento de sua pré-candidatura ao governo da Bahia. O tiro terminou saindo pela culatra. Neto só arrumou problemas. Entre eles a perda do apoio do MDB em decorrência de sua posição na eleição da Câmara dos Deputados. Os irmãos Vieira Lima, Geddel e Lúcio, que ainda exercem forte influência no emedebismo baiano, estão a um passo de apoiar Jaques Wagner. Lúcio até comemorou a declaração do deputado Rosemberg Pinto, líder do governo Rui Costa na Assembleia Legislativa, de que a legenda é bem vinda. “Não somos mais leprosos”, disse o irreverente e polêmico Lúcio Vieira Lima.

Como não bastasse o “Lula Livre”, ACM Neto, além de se afastar do bolsonsarismo, não deu continuidade nas conversas com o PDT em relação a Ciro Gomes, pré-candidato da sigla na sucessão do Palácio do Planalto. Neto não tem palanque nacional. Sua tábua de salvação passa a ser a filiação de Luciano Huck ao DEM e, como consequência, o nome da legenda na disputa pela presidência da República.

As nuvens da sucessão estadual, antes cinzentas para o senador Jaques Wagner, caminham em direção a ACM Neto. Mas ainda é cedo para o “já ganhou” que começa a tomar conta do staff petista.

“Política é como a nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”, dizia o já falecido José de Magalhães Pinto, ex-governador de Minas e figura de destaque do movimento conspiratório que culminou com o golpe militar de 1964. 

___________
Marco Wense é Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

Programa tem como objetivo engajar a gestão municipal para a melhoria do ambiente de negócios

Leia em: 2 minutos

Itabuna foi a primeira cidade baiana a assinar o termo de parceria para o programa Cidade Empreendedora ciclo 2021. O prefeito Augusto Castro recebeu em seu gabinete o superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, que participou do evento de forma remota, e, presencialmente, os representantes do Sebrae que atuam na região Sul, a gerente Claudiana Figueiredo e o gerente adjunto, Michelangelo Lima, para assinatura do termo de adesão.

O ato de assinatura do convênio contou, ainda, com a participação da gestora estadual do programa Cidade Empreendedora, Cecília Miranda, através de vídeochamada, das secretárias municipais de Planejamento, Sônia Fontes e de Educação, Janaína Araújo, do coordenador geral de Comunicação, Afonso Dantas e do diretor de fomento à Indústria e Comércio, Othon Dantas.

Em sua fala, Khoury destacou a importância da atuação dos municípios para a economia do estado, além de reforçar o compromisso da entidade no apoio através das ações do programa. Na oportunidade, também foram apresentados os desafios do projeto para este ano, com base nos eixos temáticos de Educação Empreendedora, Desburocratização, Compras Públicas, Inovação e Sustentabilidade e Gestão Municipal.

Já o prefeito Augusto Castro afirmou que vai unir forças com o Sebrae para desenvolver o ambiente de negócios na cidade. “Foi promessa de campanha, transformar Itabuna em um lugar para empreender, e vamos cumprir”, finalizou.

O PROGRAMA
O Cidade Empreendedora tem como objetivo engajar a gestão municipal e as lideranças locais na melhoria do ambiente de negócios, promovendo políticas públicas que beneficiem as pequenas empresas e contribuam para o desenvolvimento econômico local, com a intenção de tornar o município um melhor lugar para empreender.

O programa sugere alguns caminhos e propostas para que, juntos, Sebrae e municípios, possamos transformar a Bahia em um lugar melhor para viver porque, quando temos um ambiente melhor para fazer negócios, temos mais geração de renda e oportunidades. Desde o início do programa, em 2018, 149 cidades baianas já implementaram o programa e capacitou mais de três mil gestores públicos, com mais de seis mil horas de consultoria gratuita para os representantes das prefeituras participantes. Neste ano, 53 municípios foram selecionados para formalizar a parceria com o Sebrae Bahia no programa Cidade Empreendedora.

//

Leia em: 3 minutos

A imagem de apoiadores do presidente Jair ‘Messias’ Bolsonaro na Avenida Paulista, em São Paulo – principal centro financeiro do país – protestando contra o uso de máscaras só mostra a que ponto o ser humano pode chegar para adorar, idolatrar e seguir cegamente um ‘líder’.

O atual presidente conquistou milhões de fiéis seguidores com o seu discurso fascista, de extrema direita, ao ponto de convencer boa parte dos que o acompanham a não usarem máscaras e duvidarem da vacina. As consequências das falas esdrúxulas do ‘Messias’ foram vistas no protesto da Paulista, com a negação do uso da máscara e da doença.

Vendo esse cenário de tragédia e cegueira coletiva anunciada no Brasil eu lembrei do ‘pastor’ Jim Jones, do Templo Popular, uma seita pentecostal cristã, que em novembro de 1979 convenceu 918 pessoas a morreram em um misto de suicídio coletivo e assassinatos em Jonestown, na Floresta Amazônica, no território da Guiana. Eu particularmente tenho medo dos extremos, independente do lado, o extremismo é perigoso.

Essa semana vi a notícia de uma enfermeira que morreu de Covid por se negar a tomar a vacina e seguir os protocolos exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ano passado, um médico ilheense do Hospital Costa do Cacau morreu tentando curar a Covid com o coquetel (Cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina) indicado pelo presidente. O médico era hipertenso e não resistiu. São muitos casos de seguidores morrendo cegamente, negando seguir o protocolo, enquanto a mãe do presidente já foi vacinada com a vacina chinesa.

A cegueira dessa ‘legião’ de seguidores é algo preocupante. A mudança é compreensível, pois o povo queria algo novo. A população queria o combate à corrupção e uma nova política sem conchavos, sem as famosas compras de votos no ‘Centrão’. Depois de 15 meses de governo o que conseguimos ver é uma grande crise econômica, desemprego em larga escala, inflação e um aumento monstruoso na no valor da cesta básica e nos derivados de petróleo.

O Brasil hoje é motivo de preocupação mundial. Entramos no terceiro mês de 2021, com muita falácia e pouca ação – por parte do presidente e sua equipe – no combate à pandemia. Segundo o comandante dessa Nau chamada Brasil é preciso “diminuir a frescura, com menos mimimi”.

Vale ressaltar que enquanto tem país vacinando milhões de pessoas a cada dia, o Brasil segue a passo de tartaruga, vacinando a ‘conta-gotas’, em um ritmo que levará alguns anos para imunizar toda a população. Com isso os números só crescem. Precisamos de mais ação concreta e menos falácia! 

_____________
Arnold Coelho
Distante dos extremos

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

Cotações do dia 10 de março de 2021

Leia em: < 1 minuto

🍫 Cotação do Cacau 
Ilhéus > R$ 259,00 (comum > arroba)

☕ Cotação do Café Conillon (60 kg) 
Café Tipo 7/8 > R$ 425,00
Café Tipo 7 > R$ 430,00

🐂 Cotação do Boi Gordo @ arroba 
Jequié > R$ 280,00
Barreiras > R$ 280,00
Feira de Santana > R$ 285,00
Santo Antônio de Jesus > R$ 295,00
Itapetinga > R$ 285,00
Salvador > R$ 286,00

19 pés de maconha foram encontrados em uma residência

Leia em: < 1 minuto

Policiais da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes de Irecê apreenderam no povoado de Gameleira, 19 pés de maconha, 670 gramas da droga e duas balanças de precisão. Um homem foi preso em flagrante por tráfico.

A apreensão ocorreu numa casa, onde os policiais também localizaram estufa, ventiladores e lâmpadas, utilizados para o cultivo da droga. Investigadores da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e das Delegacias Territoriais (DTs) de Irecê e João Dourado participaram da ação. 

Segundo a polícia, Carlos Samuel Freitas Costa Filho estava solto desde 24 de fevereiro e teria ameaçado outra ex-companheira, no mesmo dia que saiu da prisão. Ele está sendo investigado por outros quatro casos de violência contra a mulher // Foto: Reprodução/TV Santa Cruz 

Leia em: < 1 minuto

O homem flagrado em vídeo agredindo uma mulher com 11 socos no rosto, em 2020, foi preso novamente na manhã desta quarta-feira (10) em Ilhéus, sul da Bahia, suspeito de ameaçar uma ex-companheira, com quem teve um relacionamento em 2018.

De acordo com a polícia, Carlos Samuel Freitas Costa Filho havia sido preso em 21 de outubro de 2020, mas foi liberado em 24 de fevereiro deste ano. Ele foi preso no condomínio Morada do Porto, no bairro Banco da Vitória, em Ilhéus.

Ainda conforme a polícia, ele encontrou a mulher no mesmo dia que saiu da prisão e passou a ameaçá-la, exigindo o retorno do relacionamento.

Carlos Samuel passou exame de corpo delito e foi levado para o Presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, onde permanece à disposição da Justiça aguardando audiência de custódia.

A previsão é de que a Polícia Civil leve 10 dias para finalizar o inquérito. De acordo com o delegado Evy Paternostro, estão em investigação outras quatro denúncias de mulheres que teriam sido agredidas por Carlos Samuel.  

Dr. Almeida (PROS), prefeito de Canavieiras

Leia em: 2 minutos

Na sessão de ontem (9.mar), realizada por meio eletrônico, os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios rejeitaram as contas do exercício de 2019 da prefeitura do município de Canavieiras de responsabilidade do prefeito Clóvis Roberto Almeida de Souza ou Dr. Almeida (PROS) como é mais conhecido.

As contas de Canavieiras foram reprovadas em razão da extrapolação do limite para gastos com pessoal, violando o previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, e também pela contratação irregular de servidores temporários no expressivo montante de R$13.626.008,70.

Para o conselheiro Paolo Marconi, relator das contas de Canavieiras, os gastos com pessoal alcançaram, em 2019, o montante de R$43.702.987,34, o que equivale a 61,82% da receita corrente líquida do município, superando o percentual de 54% previsto na LRF. O prefeito Clóvis Roberto de Souza, por não ter reconduzido essas despesas aos limites legais, sofreu uma multa no valor de R$54.696,63, que corresponde a 30% dos seus subsídios anuais. O gestor ainda foi punido com uma segunda multa, no valor de R$13 mil, por erros e ilegalidades encontradas durante a análise técnica das contas.

A relatoria também constatou que o município de Canavieiras gastou um total de R$13.926.008,70 na contratação de pessoal temporário só no exercício de 2019. Foi determinada, por esse motivo, a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o prefeito, para que se apura a prática de ato de improbidade administrativa, diante da burla ao concurso público.

O município apresentou uma receita arrecadada no montante de R$71.052.875,89, enquanto as despesas empenhadas corresponderam a R$70.589.696,17, revelando um superávit orçamentário da ordem de R$463.179,72. Os recursos deixados em caixa – no montante de R$7.453.584,88 –, ao final do exercício, não foram suficientes para cobrir as despesas inscritas como restos a pagar, o que pode comprometer às contas do gestor no último ano do mandato.

Em relação às obrigações constitucionais, o prefeito aplicou 25,09% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, na manutenção e desenvolvimento do ensino no município, superando o mínimo exigido de 25%, e investiu nas ações e serviços públicos de saúde 17,80% do produto da arrecadação dos impostos, sendo o mínimo previsto de 15%. Na remuneração dos profissionais do magistério foram investidos 65,74% dos recursos do Fundeb, também atendendo ao mínimo de 60%.

O relatório técnico apontou diversas irregularidades, como a reincidência na baixa cobrança da dívida ativa; omissão na cobrança de sete multas e 22 ressarcimentos imputados a agentes políticos do município; grau de transparência pública da administração considerado precário; contratação direta de assessorias e consultorias sem comprovação da singularidade do objeto, no valor total de R$414.000,00; falhas na contabilização de processos de pagamentos; e falhas na inserção de dados no sistema SIGA, do TCM. Cabe recurso da decisão.

Leia em: < 1 minuto

A Mendoá Chocolates lança o kit Fábrica Encantada, que complementa o portfólio de Páscoa da marca, ao lado do ovo 55% cacau Orgânico com Laranja, do 70% Clássico, do 70% Zero Açúcar e do 40% ao Leite.

O combo infantil tem um ovo 70% cacau (60g) e um 40% ao leite (60g), além de um livro para colorir que conta a transformação do cacau em chocolate no conceito tree-to-bar (árvore à barra). “A historinha mostra todo nosso cuidado no processo que vai desde a plantação da amêndoa do cacau até a gôndola. Falamos sobre a nossa inspiração na natureza, da escolha dos ingredientes às cores das embalagens, que têm ligação com a Mata Atlântica e seus animais, flores e frutos”, afirma Alexandre Soeiro, gerente de operações da empresa.

O tom amarelo vibrante do tucano, o vermelho do mico-leão-dourado e o azul da arara são cores do giz de cera que acompanha o kit (R$ 90, 120g),que tem um caça-palavras e ajuda a descobrir o melhor caminho para levar o garotinho da história até a barra de chocolate. “Essa é a primeira iniciativa da Mendoá para o público infantil, para apresentá-lo ao chocolate de origem e fortalecer a nossa ligação com a família brasileira”, diz Soeiro.

Cerca de 70 pessoas são beneficiadas diretamente com o Auxílio. Ao todo são três parcelas de R$ 600,00

Leia em: < 1 minuto

Permissionários do serviço remunerado de transporte escolar de Itabuna (vans escolares) deverão receber nos próximos dias o pagamento da terceira e última parcela do Auxílio Emergencial concedido através da Lei Municipal de nº 2.519, 29/10/2020.

De acordo com o Secretário Municipal da Fazenda e Orçamento, Davi Dultra, o benefício começou a ser pago na gestão passada, mas não foi concluído. Cerca de 70 pessoas são beneficiadas diretamente com o Auxílio. Ao todo são três parcelas de R$ 600,00.

“Este é mais um compromisso que está sendo cumprido pelo prefeito Augusto Castro. Pagamos a segunda parcela há cerca de um mês. A terceira será paga ainda nesta semana”, informa. O secretário ressalta que o objetivo do Auxílio Emergencial é garantir condições mínimas de sobrevivência àqueles que estão em situação de vulnerabilidade por conta da pandemia da covid-19.  

//

Dr. Rodolfo Silva Nascimento é o coordenador do Serviço de Nefrologia da Santa Casa de Itabuna

Leia em: 2 minutos

No mês da campanha pelo Dia Mundial do Rim, celebrado neste ano em 11 de março, o coordenador do Serviço de Nefrologia da Santa Casa de Itabuna, o médico Rodolfo Silva Nascimento, orienta a população quanto aos sintomas da doença renal e alerta que o uso de medicamentos, anabolizantes e suplementos alimentares, sem orientação de um especialista, pode até deixar a pessoa dependente de uma máquina de hemodiálise.

De acordo com o médico, as doses inadequadas de remédios podem causar complicações graves de saúde. O efeito acumulado gera lesão nos rins, por exemplo. “Essas lesões podem ser causadas não somente pelos anti-inflamatórios e antibióticos, mas também pelo uso de vitaminas D em excesso. Essa situação pode agravar-se naquele paciente que já tem uma disfunção renal. Ele não sabe da alteração nos rins, toma medicação e tem a sua situação agravada”.

O especialista afirma que as pessoas devem ter cuidado para o uso excessivo de vitaminas e observa que, nos últimos 12 meses, com a pandemia da Covid-19, aumentou muito o consumo delas. “O excesso de vitamina D, por exemplo, causa intoxicações, que podem ser leves ou até mais graves, com paciente precisando fazer hemodiálise. Por isso, é preciso ter muito cuidado na administração e dosagem dessas vitaminas”, alerta.

Nascimento relata que quase toda a semana são atendidas, na unidade, pessoas que fizeram automedicação, colocando a vida em perigo. “Há muitos casos de uso de medicamentos sem prescrição médica. Estamos tendo cada vez mais lesões renais. Pacientes que entram em hemodiálise por causa do uso impróprio de remédios durante um longo período (por até cinco anos)”.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
As pessoas, alerta Rodolfo Nascimento, podem adotar alguns cuidados para o bom funcionamento dos rins, a exemplo de alimentação saudável, com cardápio que priorize frutas, verduras e legumes. “Além disso, atividades físicas e tomar água na medida certa também ajudam no processo”, explica o coordenador da Nefrologia da Santa Casa de Itabuna.

De uma maneira geral, observa o nefrologista, a pessoa saudável, que se alimenta bem, com frutas, legumes, verduras, e não faz uso excessivo de gorduras, açúcar e sal e alimentos embutidos, teoricamente, não precisa fazer uso de vitaminas. “A não ser que essa pessoa esteja passando por um processo de doença, esteja com alteração de algum sistema, seja ele cardíaco e hepático”.

Ele explica que fazer exercícios físicos é excelente alternativa para a manutenção da saúde, mas pontua que existem tipos diferentes de exercícios para cada grupo de pessoas. “Isso depende de fatores, como idade, problemas de saúde. O exercício pode ser leve, como caminhadas, e traz vários benefícios, como prevenção de doenças cardiovasculares, infartos, Acidente Vascular Cerebral (AVC), além de ajudar na questão da depressão”.  

Doses recebidas 9.487 (1ª) e 4.193 (2ª dose), respectivamente

Leia em: < 1 minuto

A Secretaria Municipal de Saúde vai atender nesta quinta-feira (11.mar), em três pontos da cidade por drive-thru idosos com 85 anos ou mais, dando sequência ao Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19. Será aplicada a segunda dose da vacina

A coordenação da Rede de Imunização informa que o atendimento será na modalidade drive-thru com pontos de vacinação na Praça Antoninho Queiroz, no Bairro de Fátima, e na Praça do Rotary, no Góes Calmon. Também haverá um ponto fixo, no Centro de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo Sesp).

Nas duas modalidades, a vacinação será realizada entre as 9h e 14 horas. A recomendação é que os idosos, familiares ou seus cuidadores portem documento de identidade (RG), Cartão SUS, CPF e comprovante de residência.

VACINAS
Segundo a Secretaria Municipal da Saúde até a tarde de terça-feira, dia 9, já foram aplicadas 10.520 doses, das quais 9.487 primeira dose e 4.193 em segunda dose nos trabalhadores da Saúde. Em idosos acima de 90 anos, 679 (1ª dose) e 426 (2ª); idosos de 85 a 89 anos, 991; idosos de 80 a 84, 1.444 (1ª ), e 4 (2ª dose). Idosos asilados, 234. 

Os R$ 500 milhões tomados junto ao Banco do Brasil integra a estratégia de captação de recursos da empresa para os próximos cinco anos (2021-2025)

Leia em: < 1 minuto

A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou, ontem (9.mar), o projeto de lei que autoriza a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) tomar empréstimo de R$ 500 milhões do Banco do Brasil, para realização de obras de esgotamento sanitário em municípios baianos. A captação desse recurso pela empresa foi possível graças aos excelentes indicadores de eficiência empresarial, evidenciados por sua margem de geração de caixa (magem Ebitda) e crescimento da receita operacional líquida, que demonstram sua solidez financeira e crescente capacidade de pagamento.

A Embasa, desde 2007, vem realizando investimentos para ampliar o acesso aos serviços de água e esgoto em sua área de atuação na Bahia que já somam R$ 6,1 bilhões, sendo que a média anual de investimentos gira em torno de R$ 500 milhões, entre recursos próprios e financiados. A meta da empresa para 2021 é ir além, pois pretende investir R$ 1 bilhão na implantação e ampliação de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, de forma a buscar atingir as metas de atendimento do novo marco regulatório do saneamento básico, vigente desde julho do ano passado, que determina índice de cobertura de 90% para o serviço de coleta e tratamento de esgoto e de 99% para o serviço de abastecimento de água tratada até 2033.

Os R$ 500 milhões tomados junto ao Banco do Brasil integra a estratégia de captação de recursos da empresa para os próximos cinco anos (2021-2025) e será aplicado na implantação de sistema de esgotamento sanitário (SES) nos municípios de Serrinha, Barra do Choça, Capim Grosso, Riachão do Jacuípe, Ruy Barbosa, Amargosa e Conceição do Coité e na ampliação do SES de Jequié. Organizações de fomento ao desenvolvimento econômico e social e parcerias com o setor privado também integram a estratégia de captação de recursos da Embasa.

//

O pedreiro Rosenildo Moura dos Santos

Leia em: 3 minutos

O pedreiro Rosenildo Moura dos Santos tinha 18 anos de idade quando uma médica informou que ele precisava iniciar, com urgência, sessões de hemodiálise porque os seus rins deixaram de funcionar. No início, Moura imaginou que não sobreviveria mais por tanto tempo, sobretudo porque o processo, na época, era arcaico e muito desgastante. Por isso, a maioria dos pacientes da diálise tinha pouco tempo de vida.

Na flor da juventude, com muito sonhos pela frente, Rosenildo Moura decidiu que tentaria levar uma vida normal. Na maior parte desses 30 anos em que é atendido no Serviço de Nefrologia da Santa Casa de Itabuna, ele trabalhou duro para garantir o sustento da família. “Tinha uma vida normal. Nunca tive medo de trabalho. Eu mesmo que construir a casa onde moro em Itajuípe. Fiz tudo. Da base a pintura”, conta orgulhoso do feito. O pedreiro ainda pilota moto e faz atividades mais leves.

Rosenildo Moura, hoje com 49 anos de idade, casou-se, mas preferiu não ter filhos. Há dois anos, depois de ser submetido a uma cirurgia em uma das penas e contrair uma bactéria no local do procedimento, o pedreiro não mais conseguiu executar as atividades mais pesadas. Depois disso, ele passou a se locomover com ajuda de moletas. “Antes trabalhava como pedreiro e pintor. Fazia tudo que as pessoas sem complicação de saúde fazem”, relata.

INTERNAMENTO
O pedreiro recorda-se do dia em que a médica nefrologista Célia Kalil decidiu pelo seu internamento porque estava sofrendo uma crise renal. “Ela disse que o risco era grande de me liberar e eu sofrer um infarto no retorno para casa porque minha pressão era muito alta. Ela passou uma bateria de exames e descobriu que eu sofria com complicações renais. Tive de passar por um procedimento que ficava 24 horas de barriga para cima. Era muito desconfortável”, lembra-se.

Rosenildo Moura conta que os 13 primeiros anos de tratamento foi de muito sofrimento para ele porque, na época, não havia tecnologia disponível que tem hoje. “Conheci muita gente que não resistiu ao tratamento que era feito em uma máquina tanque. Salvava muitas vidas, mas matava muito também. Até hoje tenho sequelas causadas pela máquina, que não conseguia o processamento que as novas fazem hoje”.

Rosenildo não é o único da família Moura a ser submetido a sessões de diálise. A irmã dele, Rosimeire Moura dos Santos fez o procedimento durante 12 anos. Até ser submetida ao transplante de rins na Santa Casa de Itabuna, em março de 2013, e segue com a vida normal. “Graças a Deus, ela está bem”.

DOENÇA CRÔNICA
Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, a doença renal crônica (DRC) se caracteriza por lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, com diversas consequências, porque os rins têm muitas funções, dentre quais regular a pressão arterial, filtrar o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo e produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas.

Esta matéria faz parte de uma série produzida pela Santa Casa de Itabuna para mostrar a importância dos cuidados para evitar-se as doenças renais e lembrar o Dia Mundial do Rim, que é celebrado na quinta-feira (11). Neste ano a campanha nacional tem como tema principal “Vivendo bem a doença”. 

//

Governo do Estado recebe 32 ventiladores pulmonares doados pela BAMIN

Leia em: < 1 minuto

A mineradora BAMIN (uma mineradora que iniciou suas atividades em 2005 com um projeto pioneiro no estado da Bahia) doou ao Governo do Estado hoje (10.mar) 32 ventiladores pulmonares para equipar as unidades de saúde da Bahia. A doação acontece no momento mais crítico da pandemia do novo coronavírus, quando o sistema de saúde do estado está sob intensa pressão. Do total, o Estado deverá direcionar 5 equipamentos para hospitais de Caetité e 5 para Ilhéus, ou seja, 10 para a região de atuação da BAMIN. Os outros 22 ficarão a critério da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

Para o governador Rui Costa, doações como esta são muito importantes para reforçar as ações do poder público. “Em momentos críticos como este, onde temos um inimigo comum para vencer, é fundamental a união de todos. A parceria entre poder público, empresas privadas e a sociedade nos conduzirá à vitória contra a Covid-19, portanto temos que reconhecer e valorizar doações como esta. Juntos, somos muito mais fortes”, avalia Rui.

“Estamos correndo contra o relógio para abrir mais leitos de UTI e os ventiladores são um dos pontos críticos. Essa doação da BAMIN será muito importante na abertura de novos leitos no estado, principalmente neste momento em que a taxa de ocupação está elevada”, afirmou o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.  

Aliar preservação do meio ambiente a desenvolvimento econômico é, sem dúvida, um meio de fazer um crescimento sustentável e perene

Leia em: < 1 minuto

A Prefeitura de Itapetinga doou mais de 100 mudas de árvores frutíferas à Associação Comunitária e Agrícola da Nova Itapetinga (Ascoani).

A mudas produzidas no viveiro do Parque da Matinha vão auxiliar na formação de pomares nos lotes da Associação e fomentar a produção e comercialização de frutas por seus associados. “Nosso objetivo é trabalhar ao lado do pequeno produtor, identificando suas necessidades, fomentando o trabalho e a geração de emprego e renda. Com as mudas doadas, nós vamos conseguir oferecer maior lucratividade, além de proporcionar mais arborização dos lotes”, disse o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Felizdênio Xavier.

O plantio de árvores é um dos meios mais eficientes para reverter os impactos ambientais causados pelo homem na natureza. É um método seguro, eficaz e relativamente barato quanto comparado a outros modelos de regeneração do ecossistema. Por isso a importância inconteste do viveiro de mudas do município.  

Mandato de Zenildo Brandão (PP), conhecido como Zé Cocá, é de 2021 a 2022. Solenidade e posse serão feitas em cerimônia restrita, por causa da pandemia; e Eures Ribeiro, agora ex-presidente da UPB

Leia em: < 1 minuto

O prefeito da cidade de Jequié, no sudoeste da Bahia, assume a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) nesta quarta-feira (10).

O mandato de Zenildo Brandão (PP), conhecido como Zé Cocá, é de 2021 a 2022. A solenidade e posse da nova diretoria executiva e do conselho fiscal da entidade serão feitas em cerimônia restrita, por causa da pandemia.

O evento também será transmitido pela UPB. Após o ato de posse, Zé Cocá, fará uma reunião virtual com todos os prefeitos. Do G1

//

Até quando o silêncio diante dos aumentos dos preços dos combustíveis?

Leia em: < 1 minuto

Se houver o sétimo aumento e nada acontecer, das duas uma: ou o presidente Bolsonaro está passando mel na boca dos caminhoneiros ou esses bravos trabalhadores estão acreditando no “conto da carochinha”. E aí eu incluo os motoristas de táxi, aplicativos, enfim, todos que vivem dessa honrosa atividade.

Até quando o silêncio diante dos aumentos dos preços dos combustíveis?

Com efeito, o ex-ministro da Fazenda do então governo Itamar Franco, Ciro Gomes, já vem há muito tempo dizendo que essa política de reajuste dos preços dos combustíveis está totalmente errada.

Ciro, que é presidenciável pelo PDT, aponta as soluções para por fim nesses aumentos. 

___________
Marco Wense é Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

//

Com 574.507 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 184.545 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta terça-feira, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados

Leia em: 2 minutos

Trazidas em um vôo comercial que pousou no aeroporto de Salvador às 23h10, as 178.600 doses do imunizante produzido pelo Butantan começarão a ser distribuídas para o interior do estado na manhã desta quarta-feira (10). Este é a sétimo envio que chega ao estado. Com esta carga, a Bahia totaliza 1.289.800 doses recebidas, entre Coronavac e Oxford, desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

As vacinas serão enviadas para o interior pelo Grupamento Aéreo da Policia Militar, após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado. Elas serão encaminhadas para as centrais regionais no interior da Bahia, de onde serão despachadas para os municípios.

Segundo a coordenadora de imunização do Estado, Vânia Rebouças, somente os municípios que já utilizaram 85% das doses anteriormente recebidas terão nova remessa. Ela explica que esta decisão foi definida em reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite – instância que reúne representantes das secretarias municipais de saúde e da Secretaria da Saúde do Estado). “Metade das doses que seria enviado para os municípios que não cumpriram a meta serão redistribuídos para aqueles que já tiverem utilizado mais de 90%. A outra metade ficará armazenada na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos da Secretaria da Saúde do Estado. Esta estratégia não foi uma imposição da Sesab e sim uma deliberação feita de forma conjunta com os municípios”, afirma.

Esta nova remessa dará possibilidade de que continue sendo imunizado o público alvo da primeira fase do plano de vacinação contra Covid-19. “Ficou também definido em CIB que aqueles municípios que conseguirem alcançar as metas da primeira fase, poderão ampliar a aplicação das doses para idosos de 70 anos ou mais, de forma decrescente de idade”, aponta Vânia Rebouças.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas destaca que o Estado tem feito um apelo adicional para que os municípios ao receberem as doses, utilizem elas em até 48 horas. “Quanto mais rápido a gente vacinar, menos pessoas vão contrair a doença e menor será o número daquelas que vão precisar de leitos de UTI”, pontua.

Serão investidos R$ 10 milhões em projetos inovadores que possam solucionar problemas reais da gestão pública, garantiu Rui Costa

Leia em: 2 minutos

O governador Rui Costa usou as redes sociais, hoje (10.mar), para anunciar o lançamento do edital Governo Inteligente, voltado aos micro e pequenos empresários. Serão investidos R$ 10 milhões em projetos inovadores que possam solucionar problemas reais da gestão pública. A iniciativa é da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), e faz parte do Programa de Apoio à Pesquisa na Micro e Pequena Empresa (PAPPE).

Pensando na potencialização da economia do estado, o edital também é inovador, pois as propostas devem ser apresentadas a partir de desafios do dia a dia dos brasileiros. Para chegar a cada desafio apresentado no edital, a Fapesb indagou diversas secretarias do governo e outras instâncias da esfera pública quais eram as suas maiores dificuldades perante o momento atual. Com base nessas demandas, os micro e pequenos empreendedores poderão criar soluções inovadoras, gerando projetos com tecnologias específicas.

Para o diretor de inovação da Fapesb, Handerson Leite, o edital lançado, além de outros benefícios, injeta dinheiro na economia do estado. “Com esses projetos apresentados pelos empresários, faremos com que todos saiam ganhando: o governo, os empresários e principalmente a população. É uma maneira de ajudar a impulsionar a economia do Estado nesse momento de crise. Além disso, as propostas apresentadas poderão gerar emprego e renda para os baianos, pois os projetos admitem a possibilidade de contratação de profissionais com os recursos. E o melhor, os valores investidos não serão reembolsáveis”, contou.

A secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, também vê essa oportunidade como um grande investimento econômico e tecnológico para o estado. “As propostas que serão aceitas pelo edital não só contribuirão com o desenvolvimento de produtos para o uso na governança pública, mas também impulsionarão a economia do estado após a pandemia”, afirmou.

Para se inscrever, é preciso ser micro ou pequena empresa residente no estado da Bahia e estar em situação regular junto ao governo e ter um projeto de desenvolvimento de um processo, produto ou serviço, propondo a solução do desafio escolhido no edital. Os interessados já podem acessar os detalhes do edital Governo Inteligente no site da Fapesb.  

//

Infartos e AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais) chegaram a aumentar em 132% em Manaus, 126% em Belém, 87% em Fortaleza, 71% em Recife, 38% no Rio de Janeiro e 31% em São Paulo. A pesquisa comparou dados de 2019 e 2020

Leia em: 4 minutos

Além dos óbitos causados diretamente pela doença, a Covid-19 também é apontada como responsável pelo aumento de mortes entre pessoas com doenças cardiovasculares. Segundo estudo de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do Hospital Alberto Urquiza Wanderley e da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as mortes por doenças cardiovasculares não especificadas, infartos e AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais) chegaram a aumentar em 132% em Manaus, 126% em Belém, 87% em Fortaleza, 71% em Recife, 38% no Rio de Janeiro e 31% em São Paulo. A pesquisa comparou dados de 2019 e 2020.

Na Bahia, um levantamento realizado pela Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana, revelou que apenas 30 consultas cardiológicas foram realizadas entre março e abril de 2020. No mesmo período do ano de 2019, a quantidade alcançou o número de 379 consultas, portanto, uma redução de 90% nos atendimentos preventivos. O levantamento constatou ainda que a rotina dos atendimentos na unidade hospitalar teve redução de 84% na realização dos testes ergométricos e a procura por exames como Eletrocardiograma e Ecocardiograma diminuiu em 94% e 81%, respectivamente.

A hipótese levantada por cientistas e médicos é que, por medo de se expor ao novo coronavírus, os pacientes que apresentam sintomas ou mesmo diagnósticos de doenças cardiovasculares não estejam buscando atendimento médico. Este comportamento causou a redução de 15% nas internações hospitalares e os procedimentos e cirurgias caíram 45% e 44%, respectivamente. Sem o acompanhamento adequado, esses pacientes evoluem para quadros mais graves e têm mais riscos de morte.

Para a cardiologista e professora da Rede UniFTC Lucélia Magalhães, os pacientes devem continuar buscando os serviços de saúde normalmente, seguindo as orientações para evitar a contaminação pela Covid-19, como usar máscaras e lavar as mãos corretamente. “As pessoas devem procurar os serviços de saúde, principalmente os pacientes que já são assistidos por obesidade, diabetes, hipertensão, gordura no sangue ou que já tiveram AVC. Estes pacientes devem continuar os atendimentos regularmente. Este cuidado é fundamental para diminuir as doenças do sistema cardiovascular e a mortalidade, inclusive”, explica a especialista.

Ainda de acordo com a cardiologista, é possível evitar complicações cardiovasculares com cuidados simples no dia a dia. “Primeiro é preciso ter muito cuidado com a alimentação. Procurar uma orientação adequada com uma nutricionista e buscar profissionais para pôr em prática as atividades físicas. Em casa, todos acabam comendo bastante e de forma irregular e, sem dúvida, ganhando peso”, informou.

Segundo o Ministério da Saúde, a prática de atividade física é considerada um serviço essencial para manutenção da saúde física e mental da população. A coordenadora do curso de Educação Física da Rede UniFTC, Marion Dias, destaca que a prática regular de exercícios está associada a uma melhora da função imunológica, otimizando as defesas do organismo perante agentes infecciosos. “Isso não quer dizer que uma pessoa fisicamente ativa esteja imune ao coronavírus, pois é um agente infeccioso novo”, disse a profissional de Educação Física.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva, os exercícios ao ar livre são mais seguros, mas é importante seguir o protocolo de prevenção da Vigilância Sanitária. “Está comprovado que em locais abertos e ventilados, como praças e orlas, o risco de contaminação é pequeno. Se preferir ficar em casa, aderir às atividades domésticas através de vídeos de profissionais de Educação Física, disponibilizados pelas redes sociais, mas é essencial que a população fique atenta se a prática é feita por um profissional credenciado pelo Conselho Regional de Educação Física”, explicou Marion Dias.

Os que preferirem ir às academias devem ter muita atenção ao realizar os exercícios nestes locais fechados. “Todas as academias estão seguindo os protocolos de biossegurança, mas é importante que o praticante verifique se o local está bem ventilado, se os aparelhos estão sendo higienizados regularmente, além de respeitar o distanciamento de 1,5 m e usar álcool gel a 70%. O uso da máscara é imprescindível. Sabemos que incomoda, mas já existem no mercado máscaras próprias para prática de atividades físicas que oferecem melhor respiração, proteção e ventilação. É só buscar na internet ou em locais de vendas esportivas”, considerou a especialista em Educação Física.

PROJETO VASCOR ATUA NO COMBATE ÀS DOENÇAS CARDIOVASCULARES
O projeto Vascor é fruto de uma parceria entre o Centro Integrado de Ensino em Saúde (CIES) da UniFTC, o Instituto Gonçalves Moniz (Fiocruz-BA) e a Universidade do Minho (Portugal). O Vascor/UniFTC foi criado em 2016 para estudar e investigar a comunidade em relação ao risco precoce de adoecer do coração e das artérias.

A pesquisa Vascor tem base populacional e é realizada na comunidade carente do Vale do Ogunjá, situada em Salvador. São realizadas coletas de informações, investigações e observações, como também o exame Velocidade da Onda de Pulso – VOP, que é um estudo sofisticado para identificar quando o vaso está envelhecido. De maneira mais específica, a pesquisa investiga casos de obesidade visceral (acúmulo de gordura na barriga), inflamação crônica e rigidez arterial. Tudo feito dentro da clínica do Ogunjá.

“No ano passado, realizamos diagnósticos em pessoas que estavam em casa,sem sentir nada e sem saber que precisavam de atendimento. Pacientes com problemas de hipotiresoidismo, hipertensão, obesidade sem orientação adequada, dentre outros.

De acordo com a coordenadora do projeto Vascor, Lucélia Magalhães, os dados coletados são divulgados em revistas internacionais, ajudando na compreensão do envelhecimento vascular precoce e os fatores de risco cardiovasculares em pessoas que estão bem em domicílio. “É uma forma de conscientização populacional e produção científica sobre as doenças”, concluiu.

Em breve, o projeto começará uma nova fase da pesquisa, com a seleção de novos voluntários. 

Notícias mais lidas

Outros assuntos