//

Lessa convidou Alves para ser embaixador do projeto que vai realizar as Copas Luso Feminino e Copa Luso Sub 17

Leia em: < 1 minuto

O empresário Marco Lessa posou ao lado do jogador baiano Daniel Alves durante passagem por Lisboa, em Portugal. A foto foi publicada na rede social do organizador do Festival do Chocolate e foi tirada durante as comemorações dos 25 anos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Segundo Lessa, o encontro aconteceu de forma natural e foi possível conversar sobre o projeto para realização das Copa Luso Feminino e Copa Luso Sub 17. Ainda de acordo com Lessa, Daniel se interessou pela ideia e aceitou ser embaixador da iniciativa, que pretende discutir vários temas relacionados às mulheres e aos jovens.

Na legenda do registro publicado no Instagram, Lessa teceu vários elogios ao jogador: “Existem atletas do esporte. Existem atletas do esporte e da vida. @danialves é um dos que lideram o grupo dos atletas da vida. Corajoso e talentoso, foi e venceu. Tem personalidade, estilo e propósito”.

//

Evento vai até está segunda-feira, na França.

Leia em: < 1 minuto

Celebrada em todo o mundo através das obras de Jorge Amado, Ilhéus está marcando presença no estande do Brasil no Salon du Chocolat 2021, que acontece até esta 2ª feira (1.novembro), em Paris, na França. O estande, que tem o apoio institucional da Prefeitura de Ilhéus, apresenta chocolates de origem do Sul da Bahia, que a cada dia conquistam novos mercados.

Um telão no estande exibe imagens das praias exuberantes, Mata Atlântica preservada, da Lagoa Encantada, além da Catedral, Teatro, a cultura do cacau e a gastronomia do chocolate de Ilhéus.

A empresária francesa Brigitte Bayart, ficou encantada com as imagens: “é uma bela cidade para se conhecer. Pretendo ir nas próximas férias e desfrutar as belezas e o encanto do cacau que os livros de Jorge Amado despertam”, disse. Já o turista português, Jorge Maciel, disse que “a Bahia é uma terra especial e Ilhéus tem atrativos capazes de encantar pessoas de todo o mundo”.

//

Leia em: 2 minutos

O chocolate premium produzindo no Sul da Bahia com cacau com certificado de origem marca presença no Salon du Chocolat 2021, que está sendo realizado em Paris, na França.
O principal evento chocolateiro do mundo reúne 105 expositores e produtores de cacau e chocolate de 30 países e acontece até segunda feira na Paris Expo Verdailles.

Além dos chocolates, produtos da agricultura familiar baiana como cafés finos, biscoitos de tapioca, achocolatados, flocos de milho, açúcar mascavo, geleias e cachaça artesanal também estão sendo expostos. Eles são produzidos com o apoio do Governo do Estado, através do programa Bahia Produtiva.

A francesa Gillyns Déborah experimentou os chocolates nas versões 55% e 77% de cacau e resumiu numa só palavra: “merveilleux” (maravilhoso).

O coordenador do estande do Brasil no Salon do Chocolat, Marco Lessa, que também organiza o Chocolat Bahia em Ilhéus, Chocolat Amazônia no Pará e Chocolat São Paulo, destaca que Paris é a vitrine europeia para produtos de origem do Brasil.

“Nós temos as melhores amêndoas e agora estamos produzindo chocolate de alta qualidade, com embalagens bem elaboradas e o grande desafio é a comercialização, daí a importância de marcar presença no Salon, onde são fechados varios negócios”, destacou Lessa.

//

Leia em: 3 minutos
Rui Costa estava acompanhado dos secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal; de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; e do superintendente de atração de investimentos da SDE, Paulo Guimarães, o governador conheceu a tecnologia da empresa para a produção e aplicação de hidrogênio verde, considerado o combustível do futuro e que pode vir a ser produzido na Bahia.

Em missão internacional, o governador Rui Costa se reuniu, nesta 2ª feira (18.outubro), em Berlim, capital da Alemanha, com executivos da Siemens Energy, empresa com sede no país e que é líder em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e soluções para projetos voltados à geração e transmissão de energia limpa em escala mundial.

Na ocasião, Rui apresentou a estrutura do estado da Bahia para receber novos investimentos nessa área. “Nesta primeira agenda, discutimos sobre projetos de energia eólica, energia solar e sobre desenvolvermos um projeto piloto para a produção de hidrogênio verde, que é o futuro da geração de energia, discutido no mundo inteiro. Também falamos de outras parcerias com a Siemens Energy na área de automação, segurança, saúde e mobilidade urbana, que devem gerar emprego e renda para o povo baiano”, destacou o governador.

O hidrogênio é o combustível mais eficiente que existe, tendo três vezes mais capacidade energética que a gasolina. É usado, inclusive, pela Nasa em foguetes espaciais. A desvantagem do uso do hidrogênio em escala industrial é que a produção atual usa gás natural e gera grande quantidade de gases de efeito estufa. A saída que vem sendo desenvolvida pela Siemens Energy e que motivou a visita do governador à empresa é a produção limpa de hidrogênio por meio da eletrólise, um processo químico que usa energia renovável e água.

No encontro de hoje, a Siemens Energy apresentou as funcionalidades do hidrogênio verde para a mobilidade, servindo de combustível para ônibus urbanos, aviões, navios, e como a produção limpa e em grande escala permitirá alimentar indústrias. Eles também apresentaram um projeto piloto instalado no Chile, que vai usar hidrogênio verde para fabricar gasolina.

De acordo com o diretor de Relações Governamentais da Siemens Energy no Brasil, Henrique Paiva, a Bahia tem todas as condições para receber esses investimentos. “Saímos muito felizes desse encontro porque compartilhamos das mesmas visões de desenvolvimento de mundo com a delegação da Bahia. O estado tem toda a estrutura necessária para esta nova produção. Tem energia eólica, pessoas qualificadas, fábricas, consumo local e porto pra exportação. Basta confluir para as alianças estratégicas entre todos os participantes desta parceria”, afirmou.

O crescente mercado global de hidrogênio verde deve valer US$ 11 trilhões até 2050, segundo estimativas dos especialistas. Com atuação em 90 países, a Siemens Energy gera mais de 90 mil empregos mundo afora. A empresa atua na Bahia desde 2011, com a Siemens Gamesa, que investiu R$ 400 milhões numa unidade em Camaçari, onde fabrica geradores eólicos e emprega 180 pessoas.

“A chegada da energia eólica e solar mudou a realidade das regiões onde elas se instalaram na Bahia, com geração de emprego e renda, que reflete no comércio e qualidade de vida das pessoas. Queremos ampliar esses efeitos com novas parcerias”, ressaltou Rui.

O governador também propôs que a Siemens Energy participe, como parceira do Estado, na formação técnica de estudantes que moram nas regiões onde existem parques de energia renovável. A ideia é que esses jovens da rede estadual sejam preparados para atuar na manutenção e implantação desses projetos de energia limpa.

Também participaram da reunião o CEO da Siemens Gamesa, Paulo Fernando Soares; e o Head da área de New Energy Business na América Latina, Andreas Eisfelder.

📷 Fotos de Daniel Sena/GovBA

//

Instagram, Facebook e Whatsapp estão fora do ar desde o início desta tarde

Leia em: 2 minutos

Os usuários das redes sociais Facebook, Instagram e Whatsapp relatam que, desde às 12h39min de hoje, 2ª feira (4.outubro), os sistemas estão fora do ar. As três redes pertencem à empresa Facebook e a falha no sistema é observada em aparelhos telefônicos e computadores.

Com a falha do aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, muitos usuários migraram para o concorrente Telegram, que também chegou a apresentar instabilidade durante a tarde, mas logo voltou a funcionar.

As causas do problema não foram divulgadas, mas os responsáveis pelas redes reconheceram o erro e afirmaram que estão tendo resolver o mais breve possível.

Todas as três redes sociais pertencem ao grupo Facebook, do norte-americano Mark Zuckerberg.

Até às 17h34min, desta tarde, as redes sociais ainda permaneciam fora do ar.

ENQUANTO ISSO, OS MEMES CORREM SOLTO NO TWITTER. VEJA ⤵️

O FACEBOOK RETORNOU ÀS 18H55MIN DE SEGUNDA, 4.

O INSTAGRAM RETORNOU ÀS 19H06MIN DE SEGUNDA, 4.

Atualização às 19h13 de 4 de outubro de 2021.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

//

Falta de alimentos e de liberdade motivou passeatas em Havana

Leia em: < 1 minuto

Manifestantes ocuparam as ruas da capital de Cuba, Havana, neste domingo (11.julho) para protestar contra a crise econômica e o avanço nos números da pandemia de covid-19.

Segundo a agência de notícias Reuters, a falta de alimentos, limitações às liberdades civis e a má condução do presidente Miguel Díaz-Canel frente ao avanço do novo coronavírus estavam entre as reivindicações populares.

Forças de repressão ao movimento foram acionadas. Carros militares com armas de alto calibre foram vistos na capital mesmo após o fim das passeatas. Durante a pandemia, Havana e outras cidades estão sob toque de recolher para tentar evitar o avanço da covid-19. Cidadãos não podem circular após as 21h.

Díaz-Canel, que também comanda o Partido Comunista, atribuiu o tumulto aos Estados Unidos, ex-inimigo da Guerra Fria que nos últimos anos endureceu seu embargo comercial de décadas contra a ilha, em um pronunciamento televisionado na tarde de domingo.

O presidente disse que muitos manifestantes são sinceros, mas manipulados por campanhas de rede social orquestradas pelos EUA e “mercenários” em solo cubano, e alertou que novas “provocações” não serão toleradas, pedindo aos apoiadores que as confrontem.

Ele faria outro pronunciamento à nação nesta segunda-feira, de acordo com a mídia estatal.

//

Quantidade necessária para imunizar é um quinto da injetável // Foto CanSino Biologics Inc.

Leia em: 2 minutos

A China se encaminha para a aplicação de uma nova vacina contra o SARS-CoV-2 por meio de inalação. A epidemiologista e virologista Chen Wei e a empresa de biotecnologia CanSino Biologics Inc. desenvolveram o imunizante e destacam várias vantagens em relação à injetável.

Eles informam que, nesta nova vacina, é necessário apenas um quinto da quantidade da vacina injetável do vetor do adenovírus da covid-19. Por outro lado, o produto não requer armazenamento e transporte em caixas frigoríficas.

“Se a vacina for inalada por aerossol, pode formar uma imunidade da mucosa, além da imunidade humoral e celular, normalmente formada pela vacina injetável”, disse Chen Wei, citada pela Euronews. Os investigadores apostam na inalação por aerossol para reforçar a imunidade da mucosa.

TECNOLOGIA
O imunizante inalado combina a mesma tecnologia já aplicada pela empresa durante a investigação de uma vacina inalada contra tuberculose e a vacina injetável contra a Covid-19, também produzida em seus laboratórios.

“Uma vacina inalada poderá ser mais eficaz do que as injetadas, pois o SARS-COV-2 entra no corpo humano por meio das vias aéreas. Uma vacina inalada pode ativar anticorpos nas vias aéreas, oferecendo proteção extra” diz Xuefeng Yu, executivo da CanSino Biologics.

A atual vacina injetável é de 0,5 mililitros por dose, explicou o especialista de Xangai Tao Lina, citado no Global Times. Segundo ele, a vacina inalada, desenvolvida pela equipe de Chen Wei, pode atingir o mesmo efeito protetor com apenas uma dose de 0,1 mililitro, “isso significa que tem maior eficiência imunológica”.

EFICIÊNCIA
“A maior eficiência da pode vir da forma como a vacina entra no corpo”, destacou Tao. “É inalado diretamente, o que mimetiza a infecção natural do vírus respiratório Covid-19, e então forma uma imunidade da mucosa”, explicou.

A pesquisadora Chen Wei acrescenta que o imunizante aplicado por inalação poderá reduzir custo da produção e, consequentemente, ficar mais acessível a todos.

Os laboratórios podem produzir cinco vezes mais vacinas inaladas com a mesma capacidade de produção de vacinas injetáveis, o que contribuirá para acelerar a vacinação na China. Da Agência Brasil.

//

Todos seriam detidos após entrarem naquele país de forma ilegal

Leia em: < 1 minuto

Chega na tarde de hoje (21.maio), no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, o voo fretado pelo governo dos Estados Unidos para trazer de volta ao Brasil 106 brasileiros deportados daquele país. Todos teriam sido detidos após entrarem de forma ilegal em território norte-americano. É o primeiro voo que deporta brasileiros desde que Joe Biden assumiu a presidência dos EUA.

A política de deportação dos EUA foi intensificada em 2019 pelo então presidente norte-americano Donald Trump que endureceu a legislação contra imigrantes ilegais. Segundo o Itamaraty, “o processo de deportação ocorre integralmente sob as leis e a jurisdição soberana dos Estados Unidos”.

A deportação ocorre quatro meses após o presidente dos EUA, Joe Biden, assumir como chefe de governo e enviar, ao Congresso, uma proposta de reforma das leis de imigração que, se aprovada, permitirá ao governo, futuramente, implementar ações de regularização da condição de milhões de imigrantes que vivem sem documentos no país. Da Agência Brasil

Notícias mais lidas

Outros assuntos