Os senadores: Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD) em Ilhéus ontem (6)

Leia em: < 1 minuto

O senador Otto Alencar (PSD) reafirmou ontem (5.janeiro), em Ilhéus, que a aliança com a base do PT permanece firme para as eleições deste ano.

Questionado pelo Pauta Blog sobre a candidatura do senador Jaques Wagner ao governo do estado, Otto foi categórico: 📌“O PSD está na aliança com o governo desde 2010. Nunca, em minha vida, eu caminhei um caminho para deixar meus amigos sem meu apoio. Wagner é o candidato ao governo, eu tenho todas as condições e conheço bem que ele tem também. Minha proposta é de renovação do meu mandato para o Senado Federal”.

DÊ PLAY E ASSISTA ⤵️

Soane Galvão e o senador Otto Alencar

Leia em: < 1 minuto

A primeira-dama e atual secretária de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Ilhéus, Soane Galvão, destacou-se durante a passagem do governador Rui Costa (PT) pela cidade ontem (5.janeiro).

Além de demonstrar bastante desenvoltura com os políticos presentes, Soane soube se posicionar com firmeza quando foi questionada sobre as demandas do município depois das fortes chuvas do mês de dezembro.

Ao lado do senador e líder do PSD na Bahia, Otto Alencar, a primeira-dama foi só sorrisos e mostrou que não está para brincadeira. Nos bastidores e dentro do partido, a pré-candidatura à deputada estadual já é dada como certa.

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

"Ilhéus merece toda a atenção do governador", declara Otto Alencar ao lado do prefeito Marão

Leia em: < 1 minuto

O senador da República, Otto Alencar (PSD), e o prefeito de #Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), mais conhecido como Marão, posaram juntos em Ilhéus nesta 4ª feira (5.janeiro) durante passagem do governador Rui Costa (PT) pela cidade.

Na ocasião, Otto fez questão de elogiar a gestão do prefeito e destacou: “Uma grande liderança do PSD. Ele pode sempre contar conosco e Ilhéus merece toda a atenção do governador”.

DÊ PLAY E ASSISTA O ELOGIO ⤵️

//

Prefeito de Ilhéus Marão e o senador Otto Alencar

Leia em: 2 minutos

A pedido do prefeito Marão, parlamentares que integram a bancada do PSD estão votando a favor da Proposta de Emenda à Constituição nº 010/2021 (PEC 10/21), que visa manter incentivos e benefícios tributários para empresas de tecnologia da informação e de comunicação. Atento à importância da aprovação do documento, Marão mobilizou o senador Otto Alencar e o deputado federal Paulo Magalhães para ampliar apoio ao texto, que precisa ser votado no Senado ainda neste ano.

Conforme o prefeito de Ilhéus, a PEC é de importância incontestável para fortalecer e expandir a atuação das empresas sediadas no Polo de Informática do município.

“Com o apoio do nosso senador Otto, do nosso deputado Paulo Magalhães e de parlamentares que aqui foram votados vamos garantir a aprovação da PEC, que representa um passo fundamental para o processo de retomada do crescimento econômico de Ilhéus. Então, todo esse trabalho será somado às medidas que estabelecemos para atrair um número cada vez maior de negócios. Isso gera emprego, renda e eu não tenho dúvida de quem ganha é o nosso povo”, destacou Marão.

O prefeito já sancionou a Lei nº 4.090/2020, que concede incentivos fiscais e econômicos a empreendimentos industriais, centros de distribuição e unidades de logística, de produtos ou serviços que venham a se instalar ou já instalados na cidade. Também foi sancionada a Lei 4.097/2020, responsável por estabelecer a Política de Incentivo e Apoio à Inovação, com foco no fomento ao desenvolvimento tecnológico.

A aprovação da PEC restabelece o equilíbrio que existe há 30 anos entre a lei de informática de Manaus e a lei de informática dos demais estados do país. Com isso, as empresas do ramo de informática e tecnologia sediadas em Ilhéus poderão ampliar a sua atuação e assegurar a pujança do setor, que gera retorno positivo aos cofres públicos, com a arrecadação de impostos e demais receitas.

PT repudia deputados que votaram a favor da PEC dos Precatórios, mas PSD afirma que Rui Costa sabia de tudo

Leia em: < 1 minuto

O deputado federal Otto Alencar Filho (PSD) usou as redes sociais hoje (5.novembro) para afirmar que a relação entre os partidos PSD e PT está abalada. Isso porque, nesta semana, Rui Costa (PT) classificou como “traíras” os deputados baianos que votaram a favor da PEC dos Precatórios.

Segundo o parlamentar, houve uma orientação do governador da Bahia, Rui Costa (PT), para que o senador Otto Alencar (PSD) se reunisse com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP), e, juntos, traçassem um relatório da PEC dos Precatórios. Então, ainda de acordo com Otto Filho, Rui estava ciente que os deputados votariam a favor da proposta.

Seguindo a mesma linha de defesa, o senador e presidente do PSD na Bahia, Otto Alencar, declarou ao site Política Livre ontem (4.novembro) que houve um entendimento com Rui para que ele se reunisse com Arthur Lira. Além disso, Alencar disse que informou ao governador sobre a reunião e não foi, em momento algum, orientado sobre a necessidade do voto contra.

Agora, tudo indica que o caldo entornou de vez e os aliados fiéis parecem não estar falando a mesma língua. É preciso pensar que 2022 está chegando e as alianças precisam se solidificar a partir de agora se o objetivo é continuar no poder.

Otto enaltece a vida simples e região onde nasceu

Leia em: < 1 minuto

O senador Otto Alencar (PSD) está visitando a Chapada Diamantina, onde posou ao lado do prefeito de Lajedinho, Antônio Mário (PSD). Otto é natural do município de Ruy Barbosa, também localizada na região da Chapada.

Otto enalteceu o estilo de vida simples e o prazer de estar no campo: “Em Lajedinho, ao lado da minha esposa Márcia, do prefeito Antônio Mário e de seus filhos Tiago e Diego, vendo a minha Chapada amada e querida, desfrutando do que mais amo: os prazeres simples da vida, a lida no campo, os bons amigos, sem os artifícios do poder que produz vaidade, capricho e arrogância. Salve a Chapada Diamantina. Viva o cidadão comum”.

Aproveitando o momento de folga e, ao mesmo tempo, voltando às origens, o senador continua traçando estratégias para 2022. Ao demonstrar apego à região onde nasceu e foi criado, o médico quer dizer à população que não virou as costas para o local onde aprendeu os grandes valores da vida. 

//

A chapa defendida pelo senador Angelo Coronel: Otto para governador, Rui para o senado e João indicaria o vice

Leia em: < 1 minuto

Em entrevista ao programa Frenquência Política, para o radialista Binho Shalon e o analista político João Mateus, neste sábado (2.outubro), o senador da Bahia, Angelo Coronel (PSD), disse que defende a oxigenação política, ou seja: “Eu defendo uma mudança na cabeça de chapa”.

Coronel prosseguiu, anunciando, que é melhor optar pelo senador Otto Alencar (PSD) na cabeça de chave para o Governo do Estado, em 2022: “A chapa que eu defendo é Otto Alencar, governador; Rui Costa senador; e João Leão indicaria o vice-governador”.

Ainda aconselhou Rui Costa (PT) a renunciar ao Governo da Bahia, passando os nove meses restante para o vice-governador João Leão (PP). “Você, com isso, contemplaria os três maiores partidos, que são: o PT, o PSD e o PP”.

Com estas declarações, com certeza, o senador irá provocar um alvoroço na base, pois, é nítido notar que o Partido dos Trabalhadores não gosta de dar “um passo atrás”.

Angelo Coronel, como aliado de primeira hora, deixou o recado ainda mais claro: “Isso é pra evitar, lá na frente, a chorar o leite derramado”.

DÊ PLAY E ESCUTE ⤵️

Senador Otto Alencar e prefeito Augusto Castro

Leia em: 2 minutos

O senador Otto Alencar (PSD-BA) destacou a gestão do prefeito Augusto Castro pelo trabalho que vem realizando na cidade de Itabuna. “Em saber dessa visão de futuro, em trabalhar não só na infraestrutura, mas também na área social”.

A declaração do senador foi feita ontem (20.setembro), em Salvador, depois de receber o prefeito em uma visita à sede do partido. “Recebo o prefeito de Itabuna, Augusto Castro, um dos melhores quadros do partido na Bahia. Quero agradecer, porque ele trabalha na direção de resolver problemas antigos, que sei que vai fazer, inclusive com uma gestão  eficiente que consegue compatibilizar a receita com a despesa”, ressaltou

O senador também se disse satisfeito em saber que a Prefeitura vai iniciar um pacote de obras com recursos próprios e do Governo do Estado, com a ajuda do governador Rui Costa, para obras importantes e estruturantes para Itabuna.

Otto disse ainda que “o trabalho na área social que o prefeito está fazendo com seu secretariado tem repercutido muito a favor das pessoas que precisam da assistência nessas áreas da educação, da saúde e dos programas de compensação para as pessoas economicamente mais frágeis. Portanto, no Senado Federal, no Governo do Estado e no PSD estaremos sempre abertos a ajudá-lo para que possa trabalhar e fazer muito mais”.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

Informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do senador, que afirmou que ele tomou as duas doses da vacina contra a doença // Foto de Edilson Rodrigues/Agência Senado

Leia em: < 1 minuto

O senador Otto Alencar (PSD-BA), integrante da CPI da Covid, testou positivo para Covid-19 nesta 6ª feira (9.julho). A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do senador, que confirmou que ele tomou as duas doses da vacina contra a doença.

Segundo nota pública divulgada pela assessoria de Otto Alencar, desde a 3ª feira (6.julho), o senador sentiu sintomas de gripe, coriza e discreta cefaléia. O resultado saiu após a realização de um exame PCR.

“Com fé em deus, logo estarei de volta ao trabalho. Sempre usei máscaras, álcool gel e não participei de aglomerações. O vírus está comunitário. Todos devem se cuidar muito e manter as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias”, disse o senador na nota.

//

Leia em: 3 minutos

Itabuna tem dois PTs: o augustiano, representado pelo vereador Manoel Porfírio, e o que faz oposição ao governo Augusto Castro, que tem o ex-alcaide Geraldo Simões como figura principal.

Porfírio é o líder do governo municipal na Casa Legislativa, que foi até ameaçado de ser expulso do Partido dos Trabalhadores por ter aceito o convite do chefe do Executivo para falar em nome do governo na Câmara de Vereadores.

Vale lembrar que o prefeito de Itabuna é do PSD, legenda que integra a base aliada do governador Rui Costa e é considerada como a mais importante e imprescindível na sustentação política do lulopetismo da Boa Terra. O presidente estadual da sigla é o senador Otto Alencar.

O comandante-mor do diretório municipal do PT, Jackson Moreira, eleito depois de uma disputa acirrada com a professora Miralva Moutinho, segue a orientação de Simões, que já governou o município por duas vezes.

O oposicionismo do petismo grapiúna é silencioso, não tem microfone, auto-falante e, muito menos, megafone. Com efeito, já tem um bom tempo que não faz uma crítica pública ao governo de plantão. O falatório fica restrito aos bastidores, longe dos holofotes e do povão de Deus.

Ora, até as freiras do convento das Carmelitas sabem o motivo desse cruzar de braços. O PT de GS tem como obstáculo os elogios de lideranças do partido ao governo de AC. O senador Jaques Wagner, por exemplo, diz que Augusto está fazendo uma gestão exemplar. Outro que coloca o prefeito nas alturas é o deputado estadual Rosemberg Pinto, que é o líder do governador Rui Costa na Assembleia Legislativa (ALBA).

O PT de GS é ligado a Jaques Wagner, pré-candidato à sucessão do Palácio de Ondina no pleito de 2022. Qualquer posicionamento mais duro em relação ao governo de Augusto pode provocar um atrito com Wagner, que não quer que brigas, disse-me-disse e picuinhas interioranas terminem prejudicando sua pretensão de governar o Estado pela terceira vez.

É essa possibilidade de um, digamos, “puxão de orelha”, que faz o PT ligado a Geraldo Simões recuar das críticas, passando a ser uma espécie de aliado constrangido do inquieto, abusado, rebelde e polêmico vereador Manoel Porfírio.

Outro detalhe é que Rui Costa vem tendo um bom relacionamento político com Augusto, o mesmo que tinha com o então prefeito Fernando Gomes, que chegou a colocar um adesivo do PT no seu peito, obviamente do lado esquerdo. O PT de GS, que é wagnesiano, não quer se indispor com o petista-mor, que é a maior autoridade do Poder Executivo estadual.

O oposicionismo do PT de Geraldo Simões só vai sair dos bastidores se o prefeito Augusto Castro, que já foi do tucanato (PSDB), deputado estadual pela legenda, tomar outro rumo político que não seja o de apoiar o ex-presidente Lula na sucessão de Bolsonaro. Uma espécie de “conditio sine qua non” para manter o silêncio.

O prefeito de Itabuna vai seguir o caminho que Otto Alencar decidir percorrer, que depende de como o lulopetismo vai tratá-lo no emaranhado jogo político, mais especificamente no imbróglio da composição da chapa majoritária. A cúpula nacional do PT, com o consentimento de Lula, quer Otto como vice de Jaques Wagner. Como contrapartida, a promessa de assumir um importante ministério em uma eventual vitória de Luiz Inácio Lula da Silva na eleição presidencial.

Concluo dizendo que os dois PTs de Itabuna estão hoje desunidos, com cada qual cuidando do seu quintal, dos seus interesses políticos. Amanhã podem até fumar o cachimbo da paz, dar às mãos em nome da causa maior: o terceiro mandato do “sapo barbudo”, como dizia o saudoso e inesquecível Leonel de Moura Brizola, fundador do PDT.


Marco Wense é Analista Político

*A análise do colunista não reflete, necessariamente, a opinião de Pauta.blog.br

Notícias mais lidas

Outros assuntos