Pedido está baseado em relatório apresentado pelo Instituto Voto Legal

Leia em: < 1 minuto

O presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato derrotado na tentativa de reeleição, e o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, entraram com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que os votos de algumas urnas eletrônicas sejam anulados. A dupla alega que houve “desconformidades irreparáveis de mau funcionamento” nos modelos de urnas citados.

A representação apresentada cita um laudo técnico feito por meio da auditoria do Instituto Voto Legal (IVL), que foi contratado pelo PL e teria constatado evidências de mau funcionamento das urnas. Esses “defeitos” teriam sido registrados nos logs de urna, que configura verdadeiro código de identificação da urna eletrônica.

//

Bolsonaro elogiou os 10% de votos conquistados por Roma ao concorrer ao governo da Bahia

Leia em: < 1 minuto

Em entrevista coletiva concedida no final da manhã de hoje (4.outubro), o presidente Jair Bolsonaro (PL) garantiu que pretende manter João Roma (PL) no cargo de ministro da Cidadania caso seja reeleito no 2º turno. Roma, que também é deputado federal, se afastou do Ministério para concorrer ao cargo de governador da Bahia.

Ainda na coletiva, Bolsonaro elogiou o desempenho de Roma na corrida até o Palácio de Ondina: “Foi uma campanha realizada com a sola do sapato e sem recursos, mas os 10% de votos conquistados são um grande capital eleitoral”.

Mesmo ficando apenas em 3º lugar na briga pelo governo do Estado, Roma saiu no lucro porque vai manter o cargo de ministro em uma eventual reeleição de Bolsonaro e, de quebra, conseguiu eleger a esposa, Roberta Roma (PL), para o cargo de deputada federal.

Tem candidato indo de vento em popa enquanto outro está cantando vitória antes das urnas, além de promessa furada de transferência de votos e doações generosas do fundo partidário.

Leia em: 8 minutos

Como assim❓ (1)

O que seria da campanha do ex-presidente e candidato a presidente, Lula (PT), se não fossem os R$ 88 milhões (dos R$ 90 milhões recebidos) do fundo eleitoral? Hipocrisia mode ON!

Como assim❓ (2)

Já o presidenciável Ciro Gomes (PDT) obteve verba apenas do fundo partidário, totalizando uma generosa quantia de R$ 33 milhões. Assim fica fácil fazer campanha, né?

Como assim❓ (3)

O atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), recebeu R$ 17 milhões do fundo partidário e, ao todo, R$ 39 milhões. O ‘dono da verdade’ pegou mais leve.

🥅 Efeito trave (1)

A equipe do vereador Pancadinha (Solidariedade), que também é candidato a deputado estadual, vem cantando vitória antes da hora. Será que eles não contam com o fator surpresa ou com a hipótese de que a bola pode bater na trave? 

🥅 Efeito trave (2)

Uma pesquisa divulgada recentemente e que aponta que o vereador Pancadinha desponta na dianteira foi encomendada por pessoas ligadas ao edil. Ele até pode ganhar, mas é preciso contar com a possibilidade de derrota também. Domingo é logo ali e cuidado com o salto alto!

👌 Parceria a todo vapor

O prefeito de Arataca, Ferlú Mansur (PSD), tem trabalhado firme pela reeleição do deputado federal Otto Filho (PSD) e da deputada estadual Fabíola Mansur (PSB). A parceria entre o trio deu muito certo e quem colhe os frutos é a população arataquense, que tem sido agraciada com vários investimentos garantidos por meio de emendas. Para a eleição do próximo domingo, a expectativa é que Arataca responda positivamente ao apoio irrestrito de Otto e Fabíola.

💪 Paulo Magalhães gigante em Itabuna

Marcone Amaral, Paulo Magalhães e Danilo da Nova Itabuna.

Acabou a novela para o vereador Danilo da Nova Itabuna (União Brasil) quando o assunto é o escolhido para deputado federal. Mesmo estando no primeiro mandato como edil, Danilo vem se destacando no cenário regional e se mostrou uma excelente peça no tabuleiro político.

Há quase uma semana, o vereador teve o aval de Marcone Amaral (PSD) para aderir à campanha de reeleição de Paulo Magalhães (PSD) a deputado federal. Em reunião realizada hoje (26.setembro) em Salvador, Danilo bateu o martelo de que vai lutar para conseguir mais votos para Magalhães nessa reta final da campanha.

Até o momento, Paulo Magalhães já conta com o apoio de 11 vereadores grapiúnas. Tá com tudo!

❌ Fake News (1)

Os petistas são doutores em criar boatos! A última notícia que saiu diz que Pancadinha e o vereador Manoel Porfírio (PT) estariam estudando uma dobradinha para concorrer às eleições municipais de 2024. Até o momento, tudo não passa de fake news!

❌ Fake News (2)

A plantação do boato vem dos petistas que querem surfar na onda do vereador Pancadinha? De acordo com a assessoria do Pancada, é tudo lorota!

Vai Resolver❓ (1)

Há quem duvide da transferência de votos do vereador Cosme Resolve (PMN) para os seus candidatos a deputados, que são Suica (PT) para estadual e Neto Carletto (PP) para federal.

Vai Resolver❓ (2)

Nos bastidores, comenta-se que Cosme vai se “safar” no apoio de Neto Carletto porque o candidato é apoiado pela Rota Transportes, que tem sede em Itabuna e pertence à família do deputado federal, Ronaldo Carletto (PP). Dessa forma, Cosme vai resolver dizer que os votos conquistados por Neto na cidade foram por causa da influência dele e não pelo contexto em si.

Vai Resolver❓ (3)

Já o vereador de Salvador, Suica, conta com o apoio do SindLimp Sul (Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza) de Itabuna. Então, de onde vão surgir os votos conquistados pelo vereador Cosme Resolve? Será que no dia 2 de outubro pode aparecer um ‘acordo itaparica’?

⌛ Pitaco para estadual em Itabuna (1)

O pitaco da Coluna é que os três primeiros colocados na eleição para deputado estadual dentro de Itabuna são Marcone Amaral, Pancadinha e Zé Alberto (PSB). P.S.: Colocamos em ordem alfabética para ninguém dizer que algum nome está sendo privilegiado.

⌛ Pitaco para federal em Itabuna (2)

Já para deputado federal, o nosso pitaco é que a maioria dos votos itabunenses vai para Capitão Azevedo (PDT), Dr. Isaac Nery (Republicanos), Dr. Mangabeira (PL) e Enderson Guinho (União Brasil). P.S.: Chutamos quatro nomes porque não conseguimos imaginar, nem de longe, quem vão ser os três primeiros.

💤 Fim da fila (1)

O candidato ao governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil), em entrevista à Rádio Interativa FM, foi induzido a elogiar a deputada federal e candidata à reeleição, Dayane Pimentel (União Brasil), mas o ex-prefeito de Salvador deixou o radialista no vácuo. Que coisa!

💤 Fim da fila (2)

Dayane Pimentel é a mesma que se elegeu na ponga de Jair Bolsonaro em 2018, mas cortou relações. Depois correu atrás do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), que pretendia tentar ser presidente da República e precisou se contentar com a tentativa de concorrer ao Senado pelo estado do Paraná.

Atualmente, Dayane tenta surfar na onda de ACM Neto. De galho em galho, parece que ela precisa de muletas para buscar votos, né?

🚰 Esgoto ao léu

Também em entrevista à Rádio Interativa FM, o candidato a deputado e ex-secretário de Gestão de Itabuna, Zé Alberto, disse que o Rio Cachoeira não é um rio, mas um esgoto a céu aberto. Isso não é novidade, mas faltou apresentar uma solução para esse problema tão antigo, candidato!

✅ Pra lá de elogio

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), rasgou elogios ao lembrar do prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), na época em que foram colegas na Alba (Assembleia Legislativa da Bahia). Reis enfatizou que ambos são amigos há mais de 25 anos.

🤜🤛 Davi e Golias (1)

Por outro lado, Bruno Reis ‘desceu o aço’ na gestão petista de 16 anos contando a atuação de Jaques Wagner e Rui Costa. O Golias Manoel Porfírio achou de sair em defesa dos governadores, mas o edil não consegue ter voz em Itabuna, quem dirá em Salvador!

🤜🤛 Davi e Golias (2)

Aliás, tem voz sim. Porfírio, em Itabuna, elogia mais o prefeito Augusto Castro que Rui Costa. Isso porque todo mundo sabe que o petista preferido dele é o senador Wagner. Tá explicado! 

🤜🤛 Davi e Golias (3)

Manoel Porfírio sabe que, se ACM Neto ganhar as eleições para o governo, a reeleição dele para vereador pode ficar comprometida. Além disso, ele sabe o “rastilho” político que pode enfrentar.

💰 Milionário

Em Itabuna, a campanha de ACM Neto anda muito fraca e não é por falta de recursos já que o vice-prefeito da cidade e candidato a deputado, Enderson Guinho, recebeu quase R$ 1 milhão do fundo partidário. O que faltou mesmo foi uma coordenação mais eficaz, porém, agora já é tarde e pode contar muito quando a régua for passada nas urnas. A conferir!

👎 Voo banguelo (1)

A excessiva busca por protagonismo pelo presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Erasmo Ávila (PSD), faz com que ele deixe escapar facilmente que pretende ser vice de Augusto Castro na chapa de 2024. Será que essa hipótese está mesmo nos planos do prefeito ou o vereador anda sonhando acordado?

👎 Voo banguelo (2)

A fato é que Ávila faz pose, mas finge que governa a Câmara. Um simples detalhe é que, até hoje, o painel eletrônico não funciona. O problema é que Ávila não aceita que ninguém critique essa situação, ou seja, ou está na profissão errada ou esqueceu que deve satisfações ao povo.

👀 A conta

Quem anda com os pés em duas canoas é o prefeito Augusto Castro. Mesmo declarando apoio a Zé Alberto e Paulo Magalhães nas candidaturas a deputado, o gestor itabunense não mergulhou de cabeça nas campanhas. O motivo da adoção dessa estratégia ainda é desconhecido, mas ele prometeu 10 mil votos a Magalhães em solo itabunense. Será que a conta vai fechar?

🤓 Jovem promissor

Quem está pavimentando bem é o jovem Davdson Brito (Psol). Atualmente, está concorrendo a uma vaga na Alba e, pelo desempenho, deve vir com tudo para tentar ser vereador de Itabuna em 2024. O garoto tem futuro!

🥊 Barraco

Os deputados federais Marcelo Nilo (Republicanos) e Félix Mendonça Jr. (PDT) protagonizaram uma discussão no Aeroporto de Salvador e chegaram a trocar agressões. Félix teria xingado Nilo e este, por sua vez, arremessou o celular na direção do colega.

Segundo o Bahia Notícias, a dupla estaria no local aguardando um táxi aéreo quando a discussão aconteceu, mas o que motivou o início da discussão, até então, não foi dito. O desentendimento entre eles é antigo e, recentemente, Nilo chegou a declarar em uma entrevista que Félix é seu inimigo.

🔄 Lá e cá

ACM Neto, Humberto Mattos e Jerônimo Rodrigues.

Sandro Régis, Humberto Mattos e Zé Alberto.

Se o secretário de Segurança e Ordem Pública de Itabuna, Humberto Mattos (PSD), seguir a lógica de votar em ACM Neto (UB) em Itapé e em Jerônimo Rodrigues (PT) em Itabuna caso o prefeito solicite, ele vai escolher Sandro Régis (União Brasil) como deputado em Itapé e Zé Alberto (PSB) em Itabuna. É uma verdadeira salada de siglas partidárias lá e cá a qualquer custo!

Clique aqui e relembre⬇️

FALOU E AGORA QUER RECUAR❓ Delegado Humberto Mattos afirma que pode apoiar dois candidatos diferentes em Itabuna e Itapé; escute o áudio!

Matheus Vital é editor de Política do Pauta Blog. Envie a sua sugestão de pauta: [email protected]

Candidato a governador, João Roma confirmou agenda política de Bolsonaro na Bahia

Leia em: < 1 minuto

O candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), confirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) vai estar em Vitória da Conquista no próximo sábado (27.agosto). A vinda do chefe do Executivo nacional faz parte das atividades de campanha na tentativa de conquistar a reeleição.

Durante entrevista à Rádio Povo FM, com sede em Jequié, Roma convidou a população para prestigiar a passagem do presidente pelo estado: “Aproveito a oportunidade para convidar a todos que possam para, no próximo sábado pela manhã, lá em Vitória da Conquista, receber o nosso presidente Bolsonaro e fazer um bonito evento para cada vez mais colocarmos a Bahia de mãos dadas com o Brasil”.

Jerônimo Rodrigues e João Roma // 📷 Foto de reprodução/Band Bahia

Leia em: 2 minutos

Ontem (7.agosto), aconteceu um debate eleitoral entre os candidatos a governadores da Bahia promovido pela TV Bandeirantes. Na ocasião, os candidatos Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL) e Kléber Rosa (Psol) discutiram vários temas relacionados ao estado enquanto o líder das pesquisas, ACM Neto (União Brasil), não compareceu.

Em determinado momento, o ex-secretário estadual de Educação questionou o ex-ministro da Cidadania sobre a ajuda dada pelo governo federal às vítimas da enchente em dezembro do ano passado. Jerônimo, no entanto, levou uma “invertida” porque Roma fez questão de criticar o atual governador, Rui Costa (PT), sobre a demora em entregar as 1.100 casas prometidas às pessoas afetadas pela enchente em Itabuna.

João Roma alfinetou: “Vai lá em Itabuna e pergunta ao prefeito, que é seu apoiador, quem foi que deu recursos para reconstruir as casas de Itabuna? As casas de Rui Costa ainda não chegaram em Itabuna. Já a do governo federal, que ele disse que ia demorar, já está aí assinado com o Ministério do Desenvolvimento Regional. Em muitas outras cidades, as pessoas estão sabendo disso. Quem sofreu lá na chuva naquele momento e pedia socorro, quem pede socorro, não escolhe a quem pedir socorro e nós estávamos lá para defender a nossa população”.

ASSISTA O DEBATE COMPLETO NA BAND BAHIA⬇️

Votação foi unânime por 7 votos a 0 no TRE

Leia em: < 1 minuto

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia proibiu hoje (18.julho) a associação feita pelo Partido dos Trabalhadores (PT) entre o pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil), e o presidente Jair Bolsonaro (PL). A votação foi unânime por 7 votos a 0.

Em maio deste ano, o PT da Bahia havia feito uma postagem nas redes sociais para dizer que Neto era responsável por mazelas sociais, assim como Bolsonaro. A representação jurídica de Neto alegou, no entanto, que ele não exerce nenhum cargo público atualmente e, portanto, não poderia ser responsabilizado pelo que vem ocorrendo. Além disso, a defesa alega que não existe nenhum alinhamento político e ideológico entre os dois.

Presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Cidadania, João Roma

Leia em: < 1 minuto

O pré-candidato a governador da Bahia, João Roma (PL), confirmou a presença do presidente Bolsonaro na Bahia nesta 6ª feira e sábado (1 e 2.junho).

“O presidente tem uma intensa agenda na Bahia a partir de sexta, em Feira de Santana, e, no sábado, em Salvador, na celebração ao 2 de Julho, participando da Segunda Motociata da Independência. No mesmo dia, também irá a Curaçá, no Norte da Bahia”, disse o ex-ministro da Cidadania em entrevista na rádio Salvador FM.

Segundo o deputado federal, o presidente desembarca na sexta em Feira de Santana, onde assina a ordem de serviço para o início das obras do rodoanel que vai interligar quatro BRs na região. “Essa obra foi prometida pelo PT e nunca saiu do papel. Agora, com Bolsonaro, vai se tornar realidade”, afirmou.

No sábado, João Roma informou que a Motociata da Independência, em Salvador, partirá, às nove da manhã, do Dique do Tororó, nas proximidades da Fonte Nova, com destino ao Parque dos Ventos, na Boca do Rio.

“A expectativa é da participação de um grande número de motociclistas de toda a Bahia, acompanhando o presidente Bolsonaro na celebração aos heróis da Independência da Bahia”, disse Roma, que depois seguirá com o presidente para Curaçá onde marcarão presença na tradicional Festa do Vaqueiro pela tarde.

Milton Ribeiro havia sido preso durante Operação Acesso Pago, que investiga liberação de recursos do MEC para municípios mediante pagamento de propina

Leia em: < 1 minuto

O ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, preso ontem (22.junho) durante uma operação da Polícia Federal, deixou a prisão hoje (23.junho) depois que o Tribunal Regional Federal da 1º Região ordenou a soltura dele. Além de Milton, estavam presos os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, que também vão ser libertados após concessão de habeas corpus.

Os três são investigados no âmbito da Operação Acesso Pago, que investiga a existência de um ”balcão de negócios” para liberação de verbas do Ministério da Educação (MEC) para prefeitos de alguns municípios mediante o pagamento de propina. A defesa do ex-ministro chegou a pedir que a prisão fosse revogada ou transformada em domiciliar, mas a Justiça entendeu que ele deveria ser solto.

Na decisão de soltura, o desembargador Ney Bello justifica que não há por que o ex-ministro continuar preso já que os fatos narrados envolvem acontecimentos passados e ele não faz mais parte do governo. Ainda segundo o desembargador, Milton Ribeiro não oferece riscos à ordem pública e econômica que justifiquem a detenção do mesmo.

//

Milton afirmou que Bolsonaro pediu para que municípios indicados por pastores fossem beneficiados com liberação de recursos do MEC

Leia em: < 1 minuto

Na manhã de hoje (22.junho), a Polícia Federal prendeu o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, por corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. A polícia investiga se Milton tem envolvimento em um esquema para liberação de verbas do MEC (Ministério da Educação).

No mês de março, vazou um áudio em que Milton afirma que o presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu a ele para beneficiar os municípios indicados pelos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura com a liberação de recursos. Na época, em depoimento, os prefeitos dessas cidades alegaram que era solicitado o pagamento de propina para que isso acontecesse e Milton acabou pedindo exoneração do cargo.

O presidente Bolsonaro, que chegou a dizer que “colocava a cara no fogo” pelo ministro, mudou o discurso e, hoje, afirmou que Milton deve responder pelas possíveis irregularidades cometidas à frente do MEC e que “se a PF prendeu, tem motivo”.

//

Bolsonaro criticou aumento anunciado pela empresa e disse que ela pode ser responsável por mergulhar o país no caos

Leia em: 2 minutos

A Petrobras anunciou hoje (17.junho) mais um reajuste nos preços da gasolina e do diesel que é vendido às distribuidoras de todo o país. A partir de amanhã (18.junho), a gasolina passa a custar R$ 4,06 o litro e o diesel R$ 5,61 o litro nas refinarias e, em cima desse valor, ainda incidem impostos e lucros dos revendedores, ou seja, o consumidor vai sentir o aumento no bolso.

Antes de anunciar a decisão, uma reunião foi realizada entre a estatal e alguns conselheiros ligados ao governo federal e houve uma tentativa de frear esse reajuste, mas tudo foi em vão. Na nota divulgada anunciando o aumento, a Petrobras justifica que o mercado global de energia está em uma situação desafiadora por causa da recuperação da economia mundial e da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Nesta semana, o Congresso aprovou o projeto que limita alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre combustíveis, energia, gás natural, comunicações e transportes coletivos. A medida foi uma tentativa do governo para reduzir os preços dos combustíveis e, agora, depende da sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL) para começar a valer.

Insatisfeito com a política adotada pela Petrobras, Bolsonaro tem criticado a empresa desde o início do ano e chegou a trocar o presidente da estatal várias vezes e tem criticado o atual, que assumiu o cargo em maio. Nas redes sociais, ele declarou que a empresa pode ser responsável por mergulhar o país em um caos e se declarou contra o novo reajuste: “A Petrobras pode mergulhar o Brasil num caos. Seus presidente, diretores e conselheiros bem sabem do que aconteceu com a greve dos caminhoneiros em 2018, e as consequências nefastas para a economia do Brasil e a vida do nosso povo. O Governo Federal como acionista é contra qualquer reajuste nos combustíveis, não só pelo exagerado lucro da Petrobrás em plena crise mundial, bem como pelo interesse público previsto na Lei das Estatais”.

Notícias mais lidas

Outros assuntos