A Associação Comercial de Itabuna é presidida pelo empresário Mauro Ribeiro.

Leia em: < 1 minuto

Nesta quinta-feira (12.maio), às 19h, vai acontecer uma reunião na sede da ACI (Associação Comercial de Itabuna) para discutir as condições em que pode acontecer o empréstimo de 30 milhões de dólares requisitado pela prefeitura municipal. A sede da ACI localiza-se no Edifício União Comercial, na Rua São Vicente de Paulo, Centro.

Além de membros da sociedade civil organizada, a secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, e o presidente da Câmara de Vereadores, Erasmo Ávila (PSD), vão estar presentes para explicar em quais condições o crédito pode ser liberado para a gestão municipal.

O objetivo do encontro é apresentar os projetos onde pode ser aplicada a verba solicitada pelo município. O processo de liberação do dinheiro é longo e o pedido ainda está sendo analisado pelos vereadores.

Leia em: < 1 minuto

A ACI (Associação Comercial e Empresarial de Itabuna) promove a Reunião Ordinária na próxima 2ª feira (9.abril), às 19h, no auditório da entidade, com a participação do professor Elson Mira, que vai tratar da economia local.

No mesmo encontro, os empresários contarão com a presença do secretário municipal de Segurança e Ordem Pública, Humberto Matos (PSD), que vai apresentar o plano de ação para o ordenamento do comércio e as tratativas que já vem sendo aplicadas no centro da cidade.

A ACI fica localizada no edifício União Comercial, na rua Osvaldo Cruz, nº 56, Centro de Itabuna.

Leia em: 3 minutos

Mulheres que atuam em vários segmentos na sociedade, de Itabuna e região, participaram nesta 4ª feira (30.março), do Seminário realizado pela ACI, Grupo Mulheres do Brasil – Itabuna e Sebrae, com o objetivo de celebrar e incentivar o empreendedorismo feminino. O evento foi marcado pela grande participação de expositoras e a presença de representantes de entidades locais.

Uma das líderes do Grupo Mulheres do Brasil – Itabuna, Wandressa Souza, destacou que o evento teve o objetivo de comemorar o Dia Internacional das Mulheres. “A gente trabalha e se esforça tanto, e merece um dia para comemorar as nossas vitórias e as lutas. Por isso, a ideia de um evento acessível, gratuito, com a participação de todas. O interesse é que a gente possa agregar pessoas, trazer esse clima leve e contagiante”.

Com a temática “Liderança Feminina fazendo a diferença nos negócios”, a conferencista internacional, Francisca de Cássia, abordou habilidades em comum desenvolvidas pelas mulheres e que podem ser aplicadas nos ambientes de trabalho onde elas atuam. Ao mesmo tempo, ela destacou a necessidade de romper com as crenças limitantes adquiridas ao longo da vida.

“É preciso que nós mulheres nos livremos dos estereótipos que a sociedade instalou em nossa psique, desde a nossa infância, e que acabam por promover inúmeras limitações. Podemos ser o que quisermos! Mas não podemos ser o que não vemos! Precisamos de mais mulheres ocupando espaços de poder. São as competências estratégias femininas que possibilitam novos modelos de negócios”.

O presidente da ACI, Mauro Ribeiro também ressaltou a importância de as mulheres ocuparem os espaços de poder na sociedade. De acordo com ele, o evento foi muito importante para incentivar o empreendedorismo feminino e também para que a mulher possa ocupar cada vez mais espaço na sociedade. “Existem ainda muitos espaços que precisam ser preenchidos pelas mulheres”.

Em um momento de grandes mudanças na sociedade, a gerente regional do Sebrae no Sul da Bahia, Claudiana Figueiredo, abordou sobre as habilidades femininas como ponto chave para impulsionar seus negócios. “A força feminina será capaz de fazer as grandes transformações que o mundo precisa, nesse momento de transição. Não podemos mais continuar construindo modelos de negócios sem as características do modelo feminino, de acolhimento, do cuidado, das relações”.

INTERAÇÃO
A Secretária da Educação de Itabuna, Janaína Araújo, mediou a Roda de Conversas com mulheres inovadoras da cidade, que contou com a presença da empresária Leilane Benevides, empresária e professora Josefina Fontes, diretora executiva da TV Santa Cruz, Carol Fajardo, a vereadora Wilmaci Oliveira, a presidente da AABB e atleta, Maruze Xavier e a advogada, Laura Lima. As mulheres relataram suas experiências e os desafios que tiveram de percorrer para serem valorizadas e reconhecidas na sociedade e no ambiente de trabalho.

O evento também contou com a participação da poetisa Sheila Shew, do cantor Sinho Ferrary, da banda Amor a Dois e do violonista, Felipe Bezerra.

//

Presidente da ACI, Mauro Ribeiro, e Wandressa Souza, do Grupo Mulheres do Brasil

Leia em: < 1 minuto

No mês em que comemora o Dia Internacional da Mulher, a Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, o Grupo Mulheres do Brasil – Núcleo Itabuna e o Sebrae – Bahia promovem o Seminário da Mulher na próxima 4ª feira (30.março), das 18 às 22 horas, na Terceira Via Hall, em Itabuna. A palestra “Liderança feminina fazendo a diferença nos negócios” será conduzida pela conferencista internacional, Francisca de Cássia.

A palestrante também é Master Coach com certificação internacional pela SLAC/ICI, e, atualmente, ministra cursos e treinamentos onde focaliza o ser humano e suas habilidades, redirecionando a energia e capacidade das pessoas para trabalhos mais produtivos e gratificantes nas diversas áreas, tais como qualidade, atendimento, marketing e vendas e liderança.

Ao longo da programação, o seminário contará com a presença de mulheres inovadoras que são destaques na sociedade e estarão numa roda de conversa contando suas experiências nas seguintes áreas de atuação: empreendedorismo, educação, turismo, jornalismo, saúde, cultura, esporte, associativismo, justiça/direito, ciência/tecnologia e política.

De acordo com a coordenadora do GMB de Itabuna, Wandressa Souza, “o evento é uma grande oportunidade para despertar entre as mulheres o protagonismo feminino a partir de cases de sucesso da própria cidade”. Após a roda de conversa, o evento encerra com uma atração musical.

O Seminário conta com a parceria da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, que acredita no evento como “um grande propulsor para que mais mulheres possam investir nas suas habilidades e utilizá-las a seu favor nas áreas de atuação, pessoal e profissional”, declarou o presidente da ACI, Mauro Ribeiro.

As inscrições gratuitas estão sendo feitas pelo link. Clique aqui! 

SERVIÇO
Seminário da Mulher
Data: 30/03/2022
Onde: Terceira Via Hall
Entrada: 1 kg de alimento

Vice-presidente da ACI, Franklin Bastos, presidente da ACI, Mauro Ribeiro, deputado federal Paulo Magalhães, prefeito Augusto Castro e Carlos Leahy preside a CDL de Itabuna por vários mandatos

Leia em: < 1 minuto

O Pauta Blog obteve a informação de que o atual o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Itabuna, Carlos Leahy, está sendo cotado para assumir a Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, no lugar de Ricardo Xavier (Cidadania). Xavier, que é vereador licenciado, pode retornar à Câmara de Vereadores.

O prefeito Augusto Castro (PSD) está se movimentando para fazer uma alteração no seu time de secretariado e pode acertar em cheio com a escalação de Carlos Leahy, que conta com uma vasta experiência quando o assunto é comércio.

O próximo secretário terá como desafios: reaproximar os empresários da gestão municipal, organizar o comércio, além de tirar do papel a questão da Zona Azul no município, dentre outras ações.

Leahy, também, conta com o apoio das entidades do comércio itabunense: ACI (Associação Comercial de Itabuna), CDL e Sindicom.

Leia em: 2 minutos

Representantes da ACI, CDL e Sindicom estiveram reunidos nesta 5ª feira (24.fevereiro), com o diretor de Desenvolvimento de Negócios do Desenbahia, Agenor Martinelli e o gerente comercial do órgão em Salvador, Marko Svec, para tratar do empréstimo emergencial destinado aos comerciantes de Itabuna que foram atingidos pela enchente no mês de dezembro de 2021. Na oportunidade, foi entregue um ofício solicitando a brevidade no atendimento do referido crédito, entre outras demandas.

De acordo com o vice-presidente da ACI, Franklin Bastos, os representantes do órgão se comprometeram em dar celeridade aos processos de avaliação do empréstimo, tendo em vista que os empresários itabunenses estão tendo muitas dificuldades para retomar seus negócios em função do grande prejuízo financeiro causado pela enchente.

A reunião contou também com a presença do presidente da CDL, Carlos Leahy e do vice-presidente do Sindicom, José Adauto. Leahy ressaltou a importância da liberação do recurso para a retomada dos negócios e solicitou que a comunicação entre as entidades e o Desenbahia fosse mais assertiva e alinhada.

Ainda foi solicitada a inclusão do setor de eventos na consecução do crédito ou a criação de uma linha específica para o setor, devido aos danos que sofreram e sofrem desde o início da pandemia e que foram agravados pela enchente.

No final, os empresários pediram que sejam adotadas medidas especiais para garantir o bom funcionamento do Banco do Povo, que atende, principalmente, microempreendedores formais e informais. Adauto esclareceu que estes também foram bastante atingidos, e devido às excessivas burocracias, se vêem restringidos, e tem a instituição como a única alternativa para solicitar créditos.

Segundo empresário, burocracia dificultou o processo e muitos empresários não conseguem saber se crédito foi liberado ou não

Leia em: 2 minutos

O empresário e presidente da ACI (Associação Comercial de Itabuna), Mauro Ribeiro, concedeu entrevista ao Programa do Bené e falou sobre a morosidade do Desenbahia em liberar o crédito emergencial para comerciantes afetados pela enchente do Rio Cachoeira em dezembro do ano passado. Segundo Mauro, há reclamações de empresários de vários segmentos sobre a demora para receber os valores liberados pela instituição.

De acordo com o presidente da ACI, a burocracia dificultou bastante o processo de solicitação do empréstimo: “As queixas dos comerciantes vem desde o início. O número de documentos solicitados foi muito grande e a gente sabe que as empresas sofreram com as enchentes e muitas delas perderam documentações. Isso dificultou para que muitas empresas dessem entrada. 330 empresas conseguiram dar entrada, mas existe um número muito maior de empresas prejudicadas, mas nem todo mundo conseguiu dar entrada por conta dessa burocracia”.

Além disso, o empresário questiona a demora para que os empresários obtenham uma resposta positiva ou negativa do Desenbahia: “Quem deu entrada, precisa do empréstimo. O que a gente está cobrando e eu acho que é justo é a morosidade. O nome do empréstimo é emergencial, mas, pela demora, já não é mais emergencial porque já está com o prazo de um banco comum. O que as pessoas precisam é de informação e transparência no sentido de informar quem vai poder e quem não vai poder. É melhor você dizer um não do que ficar nessa incógnita”.

Questionado sobre o papel da Associação Comercial nesse processo de acolhimento dos comerciantes, Mauro salientou que, desde o início, o órgão vem trabalhando para orientar essas pessoas: “Desde o início, a gente tem orientado e incentivado. Eu mesmo levei alguns comerciantes no SAC para dar entrada e auxiliamos mesmo porque havia desencontro de informações. A partir do momento em que o comerciante deu entrada no Desenbahia, a gente não tem mais nada a fazer. Após dar entrada, nem protocolo fica”.

Ao falar sobre a demora para que o dinheiro seja disponibilizado, o empresário salientou que muitas empresas não têm como esperar mais ainda: “Se demorar mais, esse empréstimo não faz mais sentido. Diante da dificuldade, as empresas vão suportar dois meses, três meses, aguardando uma resposta de um empréstimo?”.

Reunião realizada ontem (7), na sede da Fábrica Benevides Chocolates Finos, em Itabuna

Leia em: < 1 minuto

Durante a Reunião Ordinária da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, nesta segunda-feira, 7, na fábrica de chocolates Benevides, os empresários debateram sobre as dificuldades vivenciadas pelos lojistas atingidos pela enchente de dezembro para obter o empréstimo emergencial garantido pelo Governo do Estado, para a reconstrução do seu negócio.

As condições ofertadas chegaram num momento importante para o lojista que teve suas mercadorias comprometidas. No entanto, dentre os empresários que conseguiram dar entrada no empréstimo, a maioria reclama que não recebeu o protocolo de acompanhamento e tem muita dificuldade de comunicação. A grande maioria não recebeu retorno nenhum, “nem que sim, nem que não”, enfatizou um dos empresários presente na reunião.

Para responder aos questionamentos da classe, foi convidado o assessor da Secretaria de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, Marcos Alves (Kiko) e o gerente de Desenvolvimento da Desenbahia, Thales Quadros. Porém, os mesmos não foram autorizados a participar da reunião e responder às ações do órgão responsável pelo empréstimo. “O Desenbahia trata o setor produtivo mais importante da cidade, que é o comércio, com descaso”, desabafa o presidente da ACI, Mauro Ribeiro (foto).

//

Leia em: < 1 minuto

A ACI (Associação Comercial e Empresarial de Itabuna) e a Juventude Democrata de Itabuna estarão realizando o 2º Seminário de Jovens Empreendedores na próxima 3ª feira (30.novembro), das 18 às 22hs, no auditório da ACI, 10º andar da União Comercial. Em debate, as novas perspectivas para o jovem que está empreendendo ou pensa em ter o próprio negócio.

A entrada terá como requisito 1 quilo de alimento não perecível, que será direcionado para doação. As inscrições gratuitas estão sendo feitas através do link. Clique aqui!

Os palestrantes são referências no comércio Itabunense e irão abordar as seguintes temáticas: Sou jovem, sou empresário, e agora?; Sonhei e realizei; Associativismo jovem, o que é?; Como ganhar dinheiro, investindo pouco; Liderar para motivar.

Leia em: < 1 minuto

A Associação Comercial e Empresarial de Itabuna em parceria com o Instituto Delney Lima estão com o Balcão de empregos, com quase 20 vagas (emprego e estágio) em aberto. Os interessados em participar do processo seletivo devem enviar currículo para o e-mail com o nome da vaga no assunto.

As vagas para estágio são para Engenharia de Produção (1) e para estudantes que estejam cursando o Ensino Superior em Administração, Contábeis, Economia, Engenharia de Produção, Tecnologia da Informação, Ciências da Computação e Análise de Sistemas (6).

Já as vagas de emprego são para Supervisor de Vendas (1), Assistente de Logística (1), Assistente de Mídias Sociais (1), Assistente Fiscal (2), Almoxarife (1), Designer (1) e Vendedor (2).

Notícias mais lidas

Outros assuntos