Zé Ronaldo esperava ser escolhido como candidato a vice-governador, mas vai atuar como coordenador da campanha

Leia em: < 1 minuto

O candidato a governador da Bahia, ACM Neto (União Brasil), convidou o ex-prefeito de Feira de Santana e antigo aliado político, Zé Ronaldo (União Brasil), para atuar como coordenador da campanha dele ao governo do estado. Nas redes sociais, Neto aparece ao lado de Zé dizendo que o amigo não pode ficar de fora desse momento tão importante.

A dupla, visivelmente emocionada, dá um longo abraço após as declarações de gratidão de Neto. Aliados dizem que a atitude de Zé em continuar ao lado do ex-prefeito de Salvador mesmo após ser preterido como vice foi uma grande demonstração de lealdade.

Neto não economizou elogios ao ex-gestor de uma das maiores cidades da Bahia: “Zé é uma das lideranças mais respeitadas da Bahia, conhece o nosso estado como poucos e será fundamental para construirmos um novo futuro para os baianos e baianas. Tamo junto sempre, meu amigo”.

Neto salientou importância do turismo religioso e Danilo destacou boa aceitação do eleitorado com presença do candidato

Leia em: < 1 minuto

No último sábado (6.agosto), o candidato a governador da Bahia, ACM Neto (União Brasil), participou da missa da Romaria de Bom Jesus da Lapa. Na ocasião, Neto salientou a importância do turismo religioso e da capacidade de fomentar a economia do estado por meio da geração de emprego e renda.

O vereador de Itabuna, Danilo da Nova Itabuna (União Brasil), acompanhou o candidato durante a visita e destacou o prestígio de Neto na região: “Aqui, nós pudemos sentir o quanto Neto está sendo bem aceito como candidato a governador. A Lapa recebe muitos visitantes de várias partes do Brasil todos os anos, mas, neste ano, foi possível perceber o quanto a Bahia quer Neto governador. Esse voto de confiança vai ser honrado, pode ter certeza”.

Vereador de Itajuípe, Ivan Júnior, Cacá Leão e Danilo da Nova Itabuna.

Manassés e ACM Neto // Foto de Divulgação

Leia em: < 1 minuto

O prefeito do município de Maraú, Manassés Souza (PP), anunciou apoio à candidatura de ACM Neto. A reunião foi na tarde desta 6ª feira (5.agosto) no escritório do ex-prefeito de Salvador para oficializar a adesão, após a convenção que homologou candidatura de Neto ao governo do Estado pelo União Brasil. Manassés venceu as eleições de 2020 em Maraú com 52,24% dos votos.

Dezenas de prefeitos da base política do governador Rui Costa (PT) já declararam apoio a ACM Neto. Neste rastilho de pólvora: é um pula-pula ou uma debandada❓

Última vaga a ser preenchida na chapa majoritária de ACM Neto foi preenchida por Irma Lemos

Leia em: < 1 minuto

O candidato ao Senado, Cacá Leão (PP), confirmou neste sábado (6.agosto) a vaga para a segunda suplência. Foi escolhida Irma Lemos (União Brasil), ex-vereadora, ex-vice prefeita e mãe da atual prefeita de de Vitória da Conquista, Sheila Lemos (UB).

Irmã Lemos também é fundadora do Movimento das Donas de Casa e Consumidores de Vitória da Conquista e região Sudoeste da Bahia. Em 2021, assumiu a presidência do União Brasil da cidade. O primeiro suplente será o deputado federal Ronaldo Carletto (PP).

“Eu estou muito feliz de poder ter parceiros tão importantes que têm tanta representatividade para o estado, como o meu primeiro suplente, o deputado federal Ronaldo Carletto, e como minha segunda suplente, a ex-vereadora e presidente do União Brasil de Vitória da Conquista, Irma Lemos. É uma satisfação muito grande poder fazer esse percurso, sabendo que tenho ao meu lado essas duas grandes forças da política da Bahia”, disse Cacá.

Candidato a governador da Bahia, ACM Neto mantém relação pessoal com Zé Ronaldo há mais de 20 anos

Leia em: 3 minutos

Uma das piores frustrações do ser humano é criar esperanças e, no final, não ser correspondido. No dicionário da Língua Portuguesa, expectativa significa o estado de quem espera algum acontecimento baseando-se em probabilidades ou na possível efetivação.

Assim pode ser definido o estado atual de José Ronaldo de Carvalho. O experiente político está chateado após a expectativa de ocupar o posto de vice na chapa de ACM Neto ao governo do Estado pelo União Brasil não ter sido atendida. São unânimes os comentários de pessoas ouvidas pelo Pauta Blog a respeito da situação.

Zé Ronaldo, como é mais conhecido, é aliado ao carlismo desde a época do PFL (Partido da Frente Liberal), ao qual se filiou em meados da década de 80, ou seja, há mais de 36 anos. Com vasta caminhada, já foi vereador, deputado estadual, deputado federal e prefeito de Feira de Santana por quatro mandatos. Mesmo assim, não conseguiu entender que a probabilidade de ser escolhido como vice poderia não se concretizar e causa estranheza um político com tanta bagagem ainda ficar com “birra” a 58 dias das eleições.

Vamos aos erros não contabilizados por Zé Ronaldo:

1️⃣ Aos 71 anos de idade, se fosse tão sagaz, teria saído do União Brasil e ido para outra legenda em uma clara mensagem de “estou às ordens, Neto!”;

2️⃣ Não foi perspicaz politicamente, caso contrário, teria levado em conta que uma chapa “puro sangue” traria muito mais sangria ao projeto porque descontentaria os aliados.

Em bom tom, ao ser questionado pela imprensa sobre a ausência de Zé Ronaldo na convenção do União Brasil realizada hoje (5.agosto), ACM Neto respondeu: “Eu preciso que perguntem a ele”. Segundo informações, Neto teria dialogado bastante com Zé e prometido uma vaga no primeiro escalão caso seja eleito em outubro, mas, mesmo assim, se o ex-prefeito de uma das maiores cidades da Bahia não tomar um calmante e calçar a sandália da humildade, vai se afundar!

Outro grande problema é se Zé Ronaldo resolver ceder à oposição. Eventualmente, seria um suicídio político uma aliança com a ala da esquerda a essa altura do campeonato sendo que dedicou toda a carreira à direita baiana. Será que Geraldo Alckmin está fazendo escola na Bahia?

Deputado federal Marcelo Nilo decidiu se candidatar à reeleição após não ser escolhido como vice na chapa de ACM Neto.

Além de Zé, o deputado federal Marcelo Nilo (Republicanos) também ficou cismado ao não ser escolhido para compor a chapa, mas, nesse caso, Neto já solucionou o impasse e disse que vai votar nele na tentativa de reeleição à Câmara Federal. No caso de Zé, só depois que o “calundu” passar. Enquanto isso, o chororô continua!

Lição 1️⃣: Faz parte da estratégia de ACM Neto compor chapas com mulheres, assim como fez em 2012 com Célia Sacramento. Em 2016, não foi uma mulher, mas o próprio sucessor, Bruno Reis, que, em 2020, trouxe Ana Paula como vice. E por fim, Ana Coelho (Republicanos) como candidata a vice-governadora.

Lição 2️⃣: Todo político e, neste caso, ACM Neto, tem um radar acionado e reprogramar é difícil. Na estratégia, existe a dose boa e a dose ruim.

Vários nomes foram ventilados nos últimos meses, mas o de Ana Coleho ganhou força e conquistou a preferência do grupo

Leia em: < 1 minuto

Finalmente, o mistério acabou e ACM Neto (União Brasil) escolheu o nome da empresária Ana Coelho (Republicanos) para ocupar o cargo de vice-governadora na chapa encabeçada por ele. Nos últimos meses, vários nomes foram especulados entre os partidos aliados e todos questionavam quem seria o escolhido pelo ex-prefeito de Salvador.

Ana Coelho é diretora do Grupo Aratu, afiliado ao SBT na Bahia. Ela é sobrinha do ex-governador Nilo Coelho (União Brasil) e esposa do deputado estadual Tiago Correia (PSDB). O nome dela foi indicado pelo presidente do Republicanos no estado e deputado federal, Bispo Márcio Marinho, e pode trazer grande força por causa da importância da representatividade feminina.

Parece que Neto ponderou todos os prós e contras antes de tomar a decisão que foi calculada meticulosamente e considerou os cenários futuros dessas opções. Recentemente, em entrevista ao Pauta Blog, ele chegou a dizer que essa era uma decisão do partido e não apenas dele, deixando claro que o grupo estava pensando no conjunto.

Até agora, todas as pesquisas de intenção de voto apontam para uma possível vitória de Neto na disputa pelo Palácio de Ondina. Vamos ver se o anúncio do nome da vice vai impactar positiva ou negativamente nesses números, mas a estratégia de anunciar a companheira de chapa apenas às vésperas da convenção já foi utilizada anteriormente e deu certo.

14 dos 108 prefeitos eleitos pelo PSD em 2020 já anunciaram ou vão anunciar apoio a ACM Neto

Leia em: 3 minutos

Em toda a Bahia, aproximadamente, 13% dos prefeitos eleitos pelo PSD em 2020 já declararam apoio à candidatura de ACM Neto (União Brasil) a governador da Bahia. Dos 108 gestores eleitos, 14 não pretendem marchar ao lado do candidato da base aliada, Jerônimo Rodrigues (PT).

Desde o início do ano, os prefeitos e prefeitas começaram a “debandar” da proposta da base por motivos diversos. Os nomes, claro, fortalecem a oposição e demonstram o quanto os mandachuvas petistas precisam correr atrás do prejuízo para desmentir os números apontados nas pesquisas de intenção de voto divulgadas até agora.

⬆️ Prefeita Daiane dos Anjos, de Itatim

⬆️ Prefeito Adonias Rocha, de Boa Nova

⬆️ Prefeito Adriano Mendonça, de Gongogi

O Pauta Blog, com exclusividade, levantou as informações sobre quem já partiu e quem ainda vai partir do projeto do governo atual. A primeira da lista é a prefeita de Itatim, Daiane dos Anjos, que foi eleita em 2020 pelo PSD. Já no mês de abril, foi a vez de Adonias Rocha, prefeito de Boa Nova, e Adriano Mendonça, prefeito de Gongogi, pularem do barco.

⬆️ Prefeito Paulo Mendonça, de Caturama

⬆️ Prefeito Valnício Armede, de Maragogipe

⬆️ Prefeito Thiago Gilleno, de Ponto Novo

⬆️ Prefeito Jai, de Barrocas

Na sequência, durante o mês de maio, Paulo Mendonça, de Caturama, e Valnívio Armede, de Maragogige, também deixaram a base. Em junho, foi a vez de Thiago Gilleno, de Ponto Novo, e Jai, de Barrocas, darem tchau ao PT e a Jerônimo.

⬆️ Prefeito Nena, de Inhambupe

⬆️ Prefeita Tânia Yoshida, de Conceição do Jacuipe

⬆️ Prefeito Adãozinho, de Itaguaçu da Bahia; e a prefeita Babi de Prado, de Pau Brasil

No mês passado, a lista cresceu com a saída de Nena, prefeita de Inhambupe, Tânia Yoshida, de Conceição do Jacuípe, Babi de Prado, de Pau Brasil, e Adãozinho, gestor de Itaguaçu da Bahia.

Já neste mês de agosto, o prefeito de Adustina, Paulo Sérgio, juntamente com o prefeito de Jaguaripe, Arandas, e o prefeito de Muritiba, Danilo de Babão, também devem sair de fininho e apertar a mão de Neto rumo ao Palácio de Ondina.

⬆️ Prefeito Paulo Sérgio, de Adustina

⬆️ Prefeito Arandas, de Jaguaripe

⬆️ Prefeito Danilo de Babão, de Muritiba

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

VIXE❗ PT na Bahia: Retirada da candidatura de Jerônimo Rodrigues foi impedida por Wagner, diz coluna

Paulo Sérgio, do município de Adustina, também anunciou o apoio de vereadores do PT e PSD ao ex-prefeito de Salvador

Leia em: 2 minutos

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) recebeu na manhã desta 3ª feira (2.agosto) o apoio de mais um prefeito do PSD, partido que integra a base do governo estadual. Eleito em Adustina com 70,8% dos votos, Paulo Sérgio Oliveira afirmou que o ex-prefeito de Salvador é o melhor nome para conduzir os destinos da Bahia a partir de 1º de janeiro do ano que vem.

“Se você analisar as realizações, a experiência e o currículo de cada candidato vai ver que Neto é, disparado, a melhor opção. Não há na política baiana um nome que reúna tantas condições para transformar o nosso estado e dar um salto de qualidade na economia baiana”, disse o prefeito.

Durante o encontro com ACM Neto em seu escritório, Paulo Sérgio Oliveira também anunciou que 8 dos 11 vereadores do município aderiram à pré-campanha do ex-prefeito de Salvador. Do total, seis são do PSD e dois, do PT. “Há um movimento muito grande em toda a Bahia de esperança em dias melhores, e esta esperança quem nos traz é ACM Neto. Acredito muito que dezenas de prefeitos e vereadores também vão anunciar apoio a Neto nos próximos dias”.

LEIA TAMBÉM NO PAUTA BLOG ⬇️

VIXE❗ PT na Bahia: Retirada da candidatura de Jerônimo Rodrigues foi impedida por Wagner, diz coluna

Heráclito Arandas lembrou fidelidade desde que o pré-candidato a governador era deputado; ex-prefeito de Sátiro Dias, do mesmo partido, também anunciou adesão

Leia em: < 1 minuto

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) recebeu 2ª feira (1.agosto) o apoio de mais um prefeito filiado ao PSD, partido que integra a base governista. Heráclito Arandas, de Jaguaripe, no Recôncavo baiano, juntou-se ao ex-prefeito de Salvador visando as eleições de outubro. Da mesma legenda, o ex-prefeito de Sátiro Dias, Marivaldo Alves, também aderiu à pré-campanha.

O prefeito de Jaguaripe destacou as qualidades de Neto enquanto gestor público. “Desde os tempos de deputado federal que ele já era um político de destaque nacional, e depois que tornou-se prefeito de Salvador comprovou a sua aptidão para governar, enfrentar grandes desafios e transformar a vida das pessoass. Por isso que deixei bem claro a todos que, entre Neto e o alinhamento do partido a que estou filiado, eu prefiro ficar com ACM Neto”, disse.

Arandas está em seu quarto mandato como prefeito de Jaguaripe, sendo eleito em 2020 com 57,21% dos votos. Ele já havia participado de uma agenda de ACM Neto na cidade vizinha de Nazaré, em junho, e indicado que ficaria ao lado do ex-prefeito de Salvador.

ACM Neto, Jerônimo Rodrigues e João Roma

Leia em: 2 minutos

As eleições de outubro se aproximam e cada candidato busca se empenhar no jogo como pode para conquistar a tão sonhada vitória. Nesta etapa, ACM Neto, Jerônimo Rodrigues e João Roma mantêm o sinal amarelo aceso com o intuito de errar menos e lançar a melhor jogada.

ACM Neto (União Brasil), de acordo com as últimas pesquisas divulgadas, está na liderança e vem de duas gestões seguidas à frente da prefeitura de Salvador. Portanto, sabe jogar, é calculista e vem levantando a bandeira da neutralidade quando o assunto é a sucessão na Presidência da República. A senha desta tática, no entanto, deve se revelar após as eleições.

Jerônimo Rodrigues (PT) é ex-secretário de Educação na gestão do padrinho Rui Costa (PT) e corre para se aprumar diante de um jogo onde ainda é amador. O ex-presidente Lula (PT) chegou a dizer que não o conhecia na convenção partidária realizada em Salvador, mas Jerônimo busca a herança eleitoral de Rui e a alta aprovação de Lula nas pesquisas. O disco é o mesmo!

João Roma (PL) é atual deputado federal e ex-ministro da Cidadania do presidente Jair Bolsonaro (PL), além de fiel escudeiro dos bolsonaristas na Bahia e ex-aliado de ACM Neto. Roma caminha para inibir a oxigenação da rejeição do presidente além de eleger a esposa como deputada federal.

A primeira avaliação deste viés é que Jerônimo e Roma começaram muito tarde as pré-candidaturas. Neto vem percorrendo os municípios baianos desde o início do ano passado. Outra questão importante é que Jerônimo bate em Neto na tentativa de linkar o nome dele ao de Bolsonaro. Tática ineficaz, mas ainda utilizada.

Na última semana, surgiu a informação de que o União Brasil estaria negociando com Lula o apoio do partido. Com isso, o União retiraria a candidatura à Presidência e o PT recuaria com algumas candidaturas, inclusive a de Jerônimo na Bahia. Porém, o Partido dos Trabalhadores só estancou a sangria da informação depois de 24 horas com a divulgação de uma nota oficial.

Segundo os bastidores petistas, o grande esforço é para manter a base de prefeitos aliados sem dispersar. ACM sabe que o Governo do Estado é uma máquina importante com poder de causar uma explosão nuclear politicamente a qualquer momento e tirar o conforto de uma grande vantagem. Roma fica esperando o empenho dos bolsonaristas para propagar a campanha que, até agora, não chegou.

Não é exagero dizer que ACM Neto é quem vem errando menos e tem a maior possibilidade de ganhar no primeiro turno, mas é proibido criar expectativas. Lancem suas apostas, cruzem os dedos e até outubro!

Foto montagem 📷 com Foto de Ulisses Dumas e Foto de Max Haack

Notícias mais lidas

Outros assuntos