//

Prefeito de Almadina, Milton Cerqueira

Leia em: 2 minutos

No início deste mês, um jovem de apenas 19 anos de idade, identificado como Kaurthy Souza, morreu afogado enquanto se divertia em um balneário na cidade de Almadina. Kaurthy estava nadando com alguns amigos em uma represa que pertence ao prefeito do município, Milton Cerqueira (Pode), quando o acidente aconteceu.

Uma semana após o ocorrido, familiares e amigos realizaram uma manifestação em frente à delegacia de Polícia Civil da cidade para cobrar respostas sobre o caso às autoridades. De acordo com os protestantes, o sumiço de Kaurthy demorou a ser percebido pelas pessoas que estavam na barragem e, além disso, eles alegam que o local não possui a sinalização adequada.

As jovens que estavam na companhia de Kaurthy no momento do afogamento chegaram a ser encaminhadas à delegacia para prestar esclarecimentos sobre o caso e foram liberadas em seguida. De acordo com a polícia, a morte do jovem foi causada por asfixia mecânica, ou seja, ele se afogou.

O prefeito Milton Cerqueira divulgou um vídeo nas redes sociais ao lado do comandante do 4º Grupamento de Bombeiros Militar, Tenente Coronal Manfredo Santana, e declarou que está adotando todas as medidas necessárias para que o balneário torne-se um lugar seguro para a população.

DÊ PLAY E ASSISTA ⤵️

Milton só conseguiu ter acesso ao campo depois que outro prefeito intermediou

Leia em: < 1 minuto

Nesse final de semana, o prefeito da cidade de Almadina, Milton Cerqueira (Pode), foi conferir a final do Campeonato Intermunicipal no Estádio Humberto Badaró, em Itajuípe. O gestor estava no camarote, mas, em determinado momento, tentou entrar em campo e foi barrado pela equipe da FBF (Federação Bahiana de Futebol).

Apenas alguns minutos depois da primeira tentativa, por intermédio de outro prefeito da região, é que Milton conseguiu, finalmente, ter acesso ao campo.

//

Prefeito Milton Cerqueira foi multado em R$ 4 mil

Leia em: < 1 minuto

Na sessão de hoje (31.maio), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) decidiram rejeitar as contas da prefeitura de Almadina referentes ao ano de 2020, que são de responsabilidade do prefeito Milton Cerqueira (Podemos). De acordo com o TCM, as contas foram reprovadas porque não havia recursos em caixa para pagamento dos restos a pagar, o que viola o Artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os conselheiros determinaram, também, a formulação de representação do Ministério Público Estadual para que seja apurada a ocorrência de crime contra as finanças públicas. Além disso, Milton Cerqueira foi multado em R$ 4 mil pelas demais irregularidades encontradas durante a análise dos relatórios técnicos, mas ainda cabe recurso das decisões.

Ainda na sessão de hoje, os conselheiros rejeitaram as contas de 2020 da prefeitura de Tanhaçu, de responsabilidade do prefeito Jorge Teixeira da Rocha. Também foi aplicada a multa de R$ 3 mil por outras irregularidades encontradas nas contas.  Cabe recurso da decisão.

Notícias mais lidas

Outros assuntos