//

Antiga sede do Samu funciona das 8h às 14h para detecção da doença

Leia em: < 1 minuto

Após o aumento dos casos de Covid-19, a secretaria de Saúde de Itabuna decidiu retomar as testagens para detecção da doença no município. De acordo com o último boletim epidemiológico, a cidade tem, atualmente, 79 casos ativos.

A antiga sede do Samu, localizada na Avenida Nações Unidas, centro da cidade, vai funcionar como ponto de testagens para adultos e crianças das 8h às 14h. Nesse sentido, quem estiver com sintomas suspeitos deve se dirigir até esse ponto portando documento oficial com foto e cartão do SUS para ser testado e receber as orientações adequadas.

UPA NO MONTE CRISTO
Em relação à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada no Bairro Monte Cristo, os atendimentos seguem sendo realizados para pessoas que apresentem sintomas gripais e precisem de auxílio médico. Nesses casos, a UPA também pode realizar testagem para confirmação do diagnóstico ou não da infecção pelo coronavírus.

A secretaria orienta, ainda, que a população adote os cuidados como o uso de máscaras de proteção em ambientais com aglomeração e unidades de saúde. É preciso, também, higienizar as mãos com frequência, manter o distanciamento social e, claro, tomar o imunizante e completar o esquema vacinal.

//

Leia em: 2 minutos

A enfermeira Karina Cerqueira Soares, que atua no SAMU-192 de Itabuna, como Técnica de Enfermagem e é Enfermeira no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães receberá no próximo dia 22 o Prêmio Anna Nery. O prêmio é considerado a honraria máxima concedida pelo Cofen (Conselho Federal de Enfermagem) e Conselhos Regionais.

A honraria visa homenagear profissionais de Enfermagem que atuam nas mais diversas áreas, contribuindo com dedicação, inovação e comprometimento para a melhoria da qualidade da assistência, da formação e desenvolvimento da profissão.

Karina é graduada pela Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz) e atua na enfermagem há seis anos. Ela foi indicada à premiação após uma votação entre a categoria na região sul do Estado, sendo escolhida para representar o município de Itabuna dentre os 40 indicados ao prêmio.

Segundo a Coordenadora do Samu-192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Rafaela Caldas, “Karina é uma profissional excelente, que colabora com o crescimento do serviço e da profissão, o que foi um dos motivos pelos quais foi indicada à honraria”.

A enfermeira indicada, fala da emoção pela premiação e da dedicação com a profissão de Enfermagem. “Sinto-me honrada por poder representar nossa categoria e emocionada, por entender que existem muitos profissionais que, assim como eu, atuam no anonimato, mas que arduamente contribuem para uma enfermagem de qualidade, pautada na ciência e técnica. Este reconhecimento, divido com todos os meus colegas”, afirmou.

//

Médico disse que ambulância que estava estacionada no pátio do Samu não poderia socorrer idoso com dores de coluna

Leia em: 3 minutos

O editor do Pauta Blog passou por uma situação, no mínimo, revoltante, no último domingo (11.setembro). Ao telefonar para a base do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para solicitar atendimento para um idoso de 79 anos de idade, que sofria com fortes dores na coluna e não conseguia se mexer, o médico plantonista disse que não poderia enviar a ambulância, mas que poderia receitar um medicamento por telefone.

A informação, claro, foi contestada porque não havia interesse em medicar o paciente sem, antes, passá-lo pela devida avaliação clínica. O funcionário disse, no entanto, que as ambulâncias do Samu só devem ser deslocadas em casos iminentes de morte, mesmo que o veículo esteja disponível naquele momento: “A gente destina para casos mais graves como doença pulmonar, traumas e acidentes. Nesse caso, ficamos impossibilitados de mandar uma base para um quadro como esse, que é uma dor na coluna. É um quadro que irrita e incomoda, mas, dentre outros quadros com risco iminente de morte, a gente seleciona a base para casos mais urgentes”.

O médico disse, ainda, que poderia receitar alguma medicação por telefone: “Eu oriento você a medicá-lo. Você tem medicação aí? Eu posso passar um medicamento e, ele melhorando, você leva para o hospital. Eu posso orientar você. Eu sou médico e posso orientar você a medicar ele. Você poderia diminuir a dor com esse medicamento e ele ir ao hospital”.

O editor ficou bastante relutante com a ideia de oferecer um remédio para o idoso sem ao menos saber do que se tratava o quadro, mas o médico insistiu que o Samu não poderia ajudar: “Nesse momento, nós temos apenas uma base, que é ambulância básica e está reservada para outros casos de maior valência, como o caso de um idoso que caiu de uma altura, uma crise convulsiva ou uma suspeita de AVC”.

O funcionário não aceitou ouvir críticas sobre a postura do Samu e subiu o tom ao dizer que o editor era egoísta por solicitar atendimento para um caso que ele, mesmo sem avaliar o paciente, não considerava grave: “O senhor é egoísta! O senhor está querendo que a gente mande uma ambulância, que deixe de mandar para um infarto ou um AVC ou para um trauma de um senhor de 92 anos de idade que caiu de uma altura. A ambulância do Samu é para urgência e emergência, ela não é uma ambulância social. Isso é um absurdo! Qualquer pessoa com o mínimo de noção de saúde pública, não iria permitir isso! O Samu é uma ambulância de UTI!”.

ABSURDO!
É bom esclarecer que, em nenhum momento, o editor sugeriu que o médico deixasse de prestar atendimento para alguém com risco de morte e priorizasse a prestação do serviço para o paciente com fortes dores de coluna. O questionamento, desde o princípio, foi sobre o porquê da ambulância não poder se deslocar sendo que ela estava estacionada no pátio da base do Samu, ou seja, disponível para socorrer qualquer pessoa. Foi lamentável ouvir um médico dizer, também, que poderia receitar algum remédio sem ter tido nenhum contato com o paciente que, diga-se de passagem, tem 79 anos e merecia uma atenção especial.

Além de lidar diariamente com pessoas doentes, os funcionários do Samu precisam aprender, também, a lidar com os familiares dos pacientes. É preciso considerar que ninguém pede ajuda quando não precisa, sendo assim, praticar a empatia não custa nada, é nobre e faz bem para a alma e para o coração.

4º GRUPAMENTO DE BOMBEIROS MILITAR
Após negativa do médico do Samu, idoso foi socorrido até o hospital em uma viatura do Corpo de Bombeiros Militar graças à sensibilidade do comandante do 4º GBM, Tenente Coronel Manfredo Santana.

//

Leia em: 2 minutos

Um grupo de servidores representando o Samu 192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi recebido pela prefeita Sheila Lemos, nesta 4ª feira (22), em seu gabinete, para falar sobre o trabalho e informar as suas demandas existentes. O serviço completou 17 anos de atuação em Vitória da Conquista, atendendo os casos de urgência e emergência pré-hospitalar no município. Além de Vitória da Conquista, o Samu 192 atende 11 cidades vizinhas, atendendo, em média, 500 ligações e realizando 65 atendimentos e 25 orientações médicas por dia.

A prefeita exaltou a importância do serviço para a cidade e região e reforçou o compromisso do Governo para Pessoas de dialogar com todas as categorias profissionais para alcançar as melhorias necessárias. “Reconhecemos a importância do atendimento do Samu 192 para a nossa população e analisaremos com todo cuidado e carinho as demandas apresentadas”, assegurou.

Condutor socorrista do Samu 192 há uma década, Ildeval Gomes, avaliou como positiva a reunião. “Há mais de dez anos buscamos ser recebidos aqui na Prefeitura e a prefeita foi a primeira a fazer isso. Conseguimos mostrar para ela um pouco do que fazemos, solicitar melhorias e, por essa razão, o sentimento maior com o qual saímos é de agradecimento e esperança. Acreditamos que, agora, vai dar certo”, afirmou.

A secretária municipal de Saúde, Ramona Cerqueira, que também participou da reunião, juntamente com o secretário Chefe do Gabinete Civil, Lucas Dias, convidou a prefeita conhecer o tradicional simulado do Samu 192.

Também estiveram na reunião, com os pais, as meninas Yohanna, de seis anos, filha de Anderson Galvão, vestida com uma roupa semelhante à do Samu 192, e Ayumi Louise, de quatro anos, filha de Zé Mack. A presença delas deixou o ambiente ainda mais suave e agradável, segundo a prefeita Sheila Lemos.

//

Maca estava sem forro e família de idoso forneceu lençol para que ele deitasse

Leia em: 2 minutos

Idoso de 86 anos passou mal em casa e ambulância do Samu demorou 40 minutos para chegar.

Na tarde desta 6ª feira (22.outubro), uma leitora do Pauta Blog denunciou as condições do atendimento do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Itabuna.

Segundo a denúncia, um senhor de 86 anos de idade, morador do bairro Góes Calmon, passou mal dentro de casa e foi preciso acionar o Samu. O grande detalhe é que, de acordo com a acompanhante do idoso, a ambulância levou 40 minutos para chegar na residência. Além disso, a maca não tinha forro e a família precisou fornecer um lençol para que o senhor se deitasse.

Nós entramos em contato com Rafaela Caldas, coordenadora do Samu, e ela informou que a demora ocorreu porque o veículo estava atendendo outra ocorrência e que, assim que foi liberado, saiu para socorrer o paciente.

A coordenadora também informou que, entre um atendimento e outro, é preciso descontaminar a ambulância, o que leva um pouco mais de tempo.

O Samu de Itabuna conta com 3 ambulâncias para atendimento básico e outras 2 para atendimento avançado, além de 1 motocicleta. No caso das ambulâncias avançadas, elas atendem Itabuna e outras cidades circunvizinhas.

LEIA TAMBÉM ⤵️

José Oduque, Pancadinha, PT de Itabuna, Augusto Castro, Câmara de Itabuna, Augustão, DEM-e-PSL de Itabuna, Capitão Azevedo e Charliane Sousa, Dr. Mangabeira, Isaquias Queiroz

//

O Samu-192 de Itabuna conta com duas ambulâncias de suporte básico, uma avançada e uma ambulância social para atendimento a cadeirantes e pessoas com extrema necessidade de locomoção

Leia em: < 1 minuto

O Samu-192 funcionará, a partir desta 6ª feira (30.julho), em um novo endereço: Avenida Juca Leão, nº 412, em frente ao Escritório Local da Ceplac.

O novo endereço beneficiará tanto os pacientes que necessitarem de socorro em urgências e emergência, pela rapidez e agilidade no deslocamento das ambulâncias, quanto as equipes de socorristas, que passarão a trabalhar num ambiente melhor, mais amplo e  confortável, conforme destacou a titular da Secretaria Municipal de Saúde.

O novo imóvel conta com as condições favoráveis ao atendimento rápido da população, a exemplo de duas entradas e saídas das ambulâncias – pela frente e  fundo do prédio, salas amplas, suítes para as equipes de plantonistas, além de cantina, sala de convivência equipada com sofás e aparelho de TV, e ainda, uma sala de descompressão.

A coordenadora municipal de Emergência, enfermeira Rafaela Caldas Souza dos Santos, explicou que a sala de descompressão, com jogos recreativos, é necessária por causa das equipes em regime de plantão de 24 horas.

//

A iniciativa pretende auxiliar no atendimento à população que necessita do serviço

Leia em: < 1 minuto

O Centro Integrado de Comunicações (CICOM) da Secretaria da Segurança Pública passou a disponibilizar cinco espaços da central para recepcionar ligações direcionadas ao SAMU – 192. A iniciativa pretende auxiliar no atendimento à população que necessita do serviço, nas ocasiões em que, porventura, ocorram panes na central de atendimento do SAMU.

De acordo com o Superintendente de Telecomunicações da SSP, coronel Renato Lima, a iniciativa tem o objetivo de reunir esforços para manter o atendimento à população. “Aumentamos os assentos para o SAMU por entendermos o caráter essencial da atividade. O que estamos oferecendo é uma alternativa de manutenção do serviço ao cidadão em caso de surgimento de algum problema na Central própria 192”, afirmou o oficial.

Ainda segundo ele, os espaços reservados já possuem um sistema com base de dados específica para atendimento do órgão de urgência.

Nesta 5ª feira (27.maio), a Stelecom capacitou 15 profissionais do SAMU, entre médicos, enfermeiros, socorristas e operadores, deixando-os aptos para receberem as demandas no Cicom sem nenhum prejuízo à população que necessita do serviço.

Tags: , ,

Notícias mais lidas

Outros assuntos