Mais de R$ 12,92 bilhões em dívidas já foram renegociados desde novembro de 2023

Leia em: < 1 minuto

O prazo para solicitar condições especiais de renegociação do Desenrola Fies vence na próxima sexta-feira (31.maio). O programa do Ministério da Educação oferece descontos na renegociação das dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Desde que foi lançado, em novembro do ano passado, o Desenrola Fies já beneficiou 283.577 estudantes. Até o último dia 15, foram renegociados mais de R$ 12,92 bilhões em dívidas, resultando em um saldo de dívida posterior de cerca de R$ 2,49 bilhões.

As renegociações são referentes a contratos firmados até 2017 e com débitos em 30 de junho de 2023, abrangendo todos os estados. O Fundo de Financiamento Estudantil tem como proposta conceder financiamento a estudantes de cursos de graduação em instituições de educação superior privadas que aderiram ao programa e com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

//

Inscrições seguem até a próxima sexta, dia 15

Leia em: < 1 minuto

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) começaram nesta terça-feira (12.março). O cadastro pode ser feito até a próxima sexta (15.março) pelo Portal Único de Acesso ao Ensino Superior e o resultado da pré-seleção será divulgado no dia 21 março.

Pela nova regra do Fies Social, os estudantes com renda familiar per capita de até meio salário-mínimo inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) têm direito à reserva de 50% das vagas de cada edição pelo Fies Social. Para esses estudantes, será permitido um financiamento de até 100% dos encargos educacionais.

Outra mudança destacada no edital é referente às escolhas dos cursos por parte dos candidatos. Ao se inscrever no Fies, o estudante poderá escolher até três opções de cursos de diferentes grupos de áreas do conhecimento.

Neste ano, o programa do Ministério da Educação (MEC) ofertará 112.168 vagas.

Cerca de 164,5 mil pessoas já foram beneficiadas com descontos que podem chegar a 99%

Leia em: < 1 minuto

Depois que o governo federal lançou o programa “Desenrola do Fies” para a renegociação de dívidas, cerca de 164,5 mil pessoas já foram beneficiadas com descontos que podem chegar a 99%. Os acordos totalizam mais de R$ 7,6 bilhões renegociados, que geraram um retorno de R$ 338 milhões aos cofres públicos até o momento.

A iniciativa oferece condições atrativas para aqueles que possuem débitos relacionados a contratos celebrados até 2017, em fase de pagamento e com inadimplência registrada até 30 de junho de 2023. O diferencial da medida é a possibilidade de descontos que variam entre 77%, 92% e 99%. Quanto aos juros, o abatimento pode ser integral, ou seja, até 100%.

A renegociação do Fies visa auxiliar 1,2 milhão de brasileiros que enfrentam dificuldades financeiras devido a débitos junto ao Fundo. Os pedidos de renegociação ou simulação devem ser feitos junto ao banco com o qual o contrato foi firmado: Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal.

Todo o processo pode ser realizado de forma virtual, por meio dos aplicativos dos bancos, e o prazo para a solicitação vai até 31 de maio de 2024.

Inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo Portal de Acesso Único ao Ensino Superior

Leia em: < 1 minuto

As inscrições para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terminam na próxima quinta-feira (30.novembro). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, por meio do Portal de Acesso Único ao Ensino Superior.

Podem se inscrever todos os estudantes com matrícula ativa, na condição de cursando regularmente o mesmo curso, turno e localidade da instituição de ensino participante do FIES ofertados nesta edição. Os estudantes também precisam atender às demais exigências do programa, como ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Os inscritos serão selecionados de acordo com a classificação de suas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A nota mínima exigida é 450 pontos na média das cinco provas do Enem, além de nota superior a zero na prova de redação.

Basta procurar agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil

Leia em: < 1 minuto

Estudantes ou formados com dívidas com o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) podem renegociar os débitos por meio das agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Dados do Ministério da Educação indicam que mais de 1,2 milhão de inadimplentes podem ser beneficiados com as condições e o desconto de até 99%.

As somas a serem renegociadas chegam a R$ 54 bilhões. Ainda de acordo com o MEC, qualquer pessoa que tem contrato no FIES pode ser beneficiada pelas novas condições de pagamento ofertadas, basta procurar a agência do banco responsável pelo financiamento.

Estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias em 30 de junho de 2023 terão desconto de até 99% do valor consolidado da dívida, no caso de inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Para os demais estudantes, os descontos podem chegar a 77%.

O estudante que tenha débitos vencidos e não pagos em 30 de junho de 2023 poderá liquidá-los por meio da adesão à transação em termos apresentados pelas instituições financeiras.

Acesse a página do FIES Seleção no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior

Leia em: < 1 minuto

O Ministério da Educação (MEC) divulgou hoje (18.julho) o resultado da lista de espera dos candidatos ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) do segundo semestre. O texto do edital que estabeleceu o cronograma e os procedimentos relativos ao processo seletivo, além da eventual pré-seleção dos candidatos participantes da lista de espera, ocorrerá até o dia 29 de agosto.

Os candidatos que estão na lista de espera deverão acessar a página do programa e complementar a inscrição para contratar o financiamento no período de três dias úteis. Para isso, é preciso acessar a página do Fies Seleção no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior (acessounico.mec.gov.br/fies).

A inclusão do nome do candidato na lista de espera assegura apenas a expectativa dele ser pré-selecionado às vagas para as quais se inscreveu neste processo seletivo. Para participar do programa, o candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e obtido notas médias igual ou superior a 450 pontos e não ter zerado a redação.

//

Essa etapa do processo seletivo é para contratar financiamento público da mensalidade em instituições privadas

Leia em: < 1 minuto

Os candidatos pré-selecionados na chamada única de 2023 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem complementar as informações do ato de inscrição até hoje (17.março). Essa é uma das etapas do processo seletivo de estudantes para a contratação do financiamento público da mensalidade, em instituições privadas de Ensino Superior.

Os dados dos estudantes devem ser inseridos, exclusivamente, pelo portal de Acesso Único do Ensino Superior. Após formalizar a inscrição no portal, é necessário validar as informações declaradas no ato da inscrição e o candidato deve procurar diretamente a instituição de ensino superior onde foi pré-selecionado.

A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento da própria instituição vai informar ao estudante sobre como quer receber a documentação exigida para validar as informações. Após essa fase, o estudante deve comparecer ao banco para contratação de financiamento, observando os prazos definidos no edital do Fies.

//

Benefício vai ser aplicado nas parcelas referentes aos contratos firmados entre 20 de março de 2020 e 31 de dezembro de 2021

Leia em: < 1 minuto

Um Projeto de Lei de autoria de um senador do estado de Sergipe prevê que os beneficiários do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) que pagam as mensalidades em dia tenham direito a um crédito de 20% sobre o valor da parcela. A proposta sugere que o benefício seja aplicado em todas as parcelas referentes a contratos existentes entre 20 de março de 2020 e 31 de dezembro de 2021.

Ainda de acordo com o projeto, o bônus de 20% deve ser usado para amortizar o saldo devedor do financiamento estudantil. Caso o valor do crédito concedido seja superior ao saldo devedor, o beneficiário pode receber o crédito na conta bancária dentro do prazo de 180 dias após a possível publicação da lei.

O senador e criador do projeto, Rogério Carvalho (PT), salientou que a pandemia da Covid-19 fez muitos estudantes ficarem desempregados ou perderem o apoio familiar por causa do falecimento ou desemprego de pessoas próximas. Sendo assim, seria importante não apenas recuperar o crédito dos inadimplentes, mas também reconhecer o esforço de quem pagou as prestações em dia.

MP precisa ser aprovada em definitivo pelo Congresso Nacional para começar a valer

Leia em: 2 minutos

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a medida provisória (MP) que estabelece regras para a renegociação de dívidas do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) pode atender pouco mais de 1 milhão de estudantes, que representam contratos no valor de R$ 35 bilhões. Os dados levam em conta o total de 2,6 milhões de contratos ativos do Fies abertos até 2017 e com saldo devedor de R$ 82,6 bilhões.

Dentre as principais propostas de renegociação, estão o parcelamento das dívidas em até 150 meses com redução de 100% dos encargos moratórios e a concessão de 12% de desconto sobre o saldo devedor para o estudante que realizar a quitação integral da dívida. O desconto será 92% da dívida consolidada no caso dos estudantes que estão no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) ou foram beneficiários do auxílio emergencial. Para os demais estudantes, o desconto será de 86,5%.

A renegociação de dívidas do programa deverá ser realizada por meio dos canais de atendimento que serão disponibilizados pelos agentes financeiros do programa. Apesar de estar em vigor desde a semana passada, a MP ainda precisará ser aprovada em definitivo pelo Congresso Nacional em até 120 dias após o fim do recesso legislativo, em fevereiro. 

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

No primeiro semestre serão disponibilizadas 66.555 vagas e no segundo semestre 44.370 novas vagas

Leia em: 2 minutos

O Comitê Gestor do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) divulgou no fim da tarde da quarta-feira (29/12), a quantidade de vagas que serão disponibilizadas para o Fies em 2022. Ao todo serão disponibilizadas 110.925 vagas para o exercício de 2022, primeiro ano do Plano Trienal, período de 2022 a 2024, com aporte de 500 milhões de reais no Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies), provenientes do orçamento do Ministério da Educação (Mec). No primeiro semestre, os estudantes terão acesso a 66.555 vagas, 60%, e 44.370 vagas, no segundo semestre, 40% do total.

O Fies é um programa do Governo Federal destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Mec.

Para efetuar a inscrição, é necessário que o estudante tenha realizado alguma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre os anos de 2010 e 2020. Além disso, o participante precisa ter notas iguais ou acima de 450 pontos e nota diferente de zero na redação. Outro critério é o da renda familiar mensal, que tem que ser de até três salários mínimos por pessoa.

COMO SE INSCREVER
Para se inscrever no Fies é preciso ter uma conta no Portal gov.br, que possibilitará o acesso ao Portal Fies. As inscrições para o Fies ocorrem duas vezes por ano, antes do início das aulas em cada semestre.

Quer saber de outras notícias? Siga-nos no Instagram @pauta.blog.br.

Notícias mais lidas

Outros assuntos