Buiú era considerado foragido desde setembro quando foi liberado para o saidão e rompeu tornozeleira eletrônica

Leia em: 2 minutos

Na manhã de ontem (1º.janeiro), após investigações realizadas pela Polícia Civil de Eunápolis em parceria com a Polícia Civil do estado do Mato Grosso do Sul, foi cumprido o mandado de prisão contra André Márcio de Jesus, mais conhecido como “Buiú”. Ele é apontado como principal líder do tráfico de drogas em Porto Seguro e região extremo sul do estado.

De acordo com informações repassadas pela polícia, o traficante foi encontrado em uma chácara de alto padrão localizada em Bonito, no Mato Grosso do Sul. No momento em que foi preso, ele estava acompanhado de outras doze pessoas e o imóvel havia sido alugado para que o grupo passasse a virada do ano.

Buiú era considerado foragido da Justiça desde o dia 27 de setembro, quando foi liberado para uma saída temporária e, cerca de 40 minutos depois, rompeu a tornozeleira eletrônica. Além da prisão em flagrante pelo uso de documento falso, foram cumpridos outros três mandados de prisão em aberto contra ele.

📷 Fotos cedidas pela Polícia Civil

Policiais civis e militares estão na região há 10 dias para amenizar conflitos entre fazendeiros e indígenas

Leia em: < 1 minuto

Há dez dias, equipes das Polícias Civil e Militar estão realizando uma força-tarefa na região extremo sul da Bahia para amenizar os conflitos entre fazendeiros e indígenas, que já deixaram um rastro de destruição e mortes na briga por propriedades rurais. A reunião realizada hoje (21.setembro) apresentou um balanço das ações realizadas até agora e aconteceu na sede do 8º Batalhão da Polícia Militar, em Porto Seguro.

De acordo com o secretário de Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, que estava presente no encontro, a força-tarefa tem sido pautada na imparcialidade e as forças de segurança vão continuar atuando na região com base nas decisões judiciais que têm o objetivo de evitar novos conflitos e preservar vidas.

Os policiais que estão na linha de frente da força-tarefa têm relatado que a área é de difícil acesso, não há sinal de celular e rádio, há intenso uso de armas de fogo e barreiras foram montadas nas estradas vicinais. Os agentes vão permanecer no local por tempo indeterminado.

//

Leia em: 2 minutos

O presidente da Alba (Assembleia Legislativa da Bahia), deputado Adolfo Menezes, afirmou ontem (20.dezembro), que vai conversar com o governador Rui Costa para que a questão do orçamento do Poder Legislativo seja equacionada em 2022. “Todos os anos o orçamento da ALBA é aprovado com defasagem, o que obriga o presidente a pedir suplementação. Precisamos trabalhar com um orçamento real”, comentou Adolfo.

O Projeto de LOA (Lei Orçamentária Anual) 2022 – PL 24.313/2021 – foi aprovado em primeiro turno, com os votos contrários da oposição. A proposta do Poder Executivo atinge um montante de R$ 52,6 bilhões. O segundo turno de votação está previsto para a sessão extraordinária mista da próxima quarta-feira (22.12).

Outra iniciativa do Executivo aprovada, com o voto contrário do deputado Hilton Coelho (PSOL), foi o PL 24.426/2021, um pedido de autorização para prorrogação dos contratos em Reda (Regime Especial de Direito Administrativo), devido à Pandemia.

Por unanimidade foi aprovado o PL 24.432/2021, destinando recursos para as famílias atingidas pelas chuvas no Extremo Sul do Estado. Já o PL 24.353/2021, autorizando o Executivo a vender um terreno em Lauro de Freitas, com os recursos provenientes destinados à Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado) teve votos contrários da oposição.

Na sessão de hoje também foram aprovados os Requerimentos de Urgência para a votação dos Projetos de Lei do reajuste geral de 4% para os servidores públicos estaduais e dos reajustes diferenciados para algumas categorias, aí incluídos professores dos ensinos médio e superior, policiais, servidores da saúde, dentre outros, todos oriundos do Poder Executivo, além do reajuste de 4% nos subsídios do governador, vice-governador e secretários de Estado. A votação está prevista para a próxima quarta-feira (22.12), junto com Projetos de autoria dos deputados, encerrando o ano legislativo.

Em entrevista à rádio Eldorado FM 98.9, de Teixeira de Freitas, ex-secretário destacou danos psicológicos às famílias afetadas pelas chuvas

Leia em: < 1 minuto

Diante da tragédia provocada pelas chuvas no extremo sul da Bahia, o ex-secretário de saúde, Fábio Vilas-Boas, manifestou solidariedade às famílias. Nesta 4ª feira (15.dezembro), em entrevista à rádio Eldorado FM 98.9, de Teixeira de Freitas, o pré-candidato a deputado federal pediu providências urgentes.

Vilas-Boas argumentou que a tragédia deve ser tratada como crise de saúde: “Precisamos tratar os danos psicológicos e emocionais dessa catástrofe como algo tão devastador quanto o dano físico. Essas pessoas perderam suas casas, seus comércios, perdeu-se tudo o que tinha dentro: equipamentos eletrônicos, móveis, colchões”.

“As memórias dessas pessoas perderam-se com as chuvas, e isso não se reconstrói. Não se pode reconstruir memórias, ficará para sempre essa marca no coração e na alma de milhares de famílias. Precisamos cuidar do lado psicológico também”, lembrou.

De acordo com a Defesa Civil do Estado da Bahia (Sudec), já são 11 mortos por conta das chuvas. Itamaraju, cidade vizinha a Teixeira de Freitas, tem o maior número de vítimas, com três. São 267 feridos, mais de 6,3 mil pessoas desabrigadas e mais de 15 mil desalojadas.

“É desolador o que ocorreu com essas famílias. Me solidarizo com o povo do Extremo Sul e é preciso que ações concretas sejam tomadas o mais rápido possível. Que a energia elétrica volte, que a água potável volte e que as pessoas, que perderam casas e comércios, retornem a uma condição digna”, comentou Fábio Vilas-Boas.

Em Itamaraju, Neto também falou sobre desafios da Bahia nas áreas essenciais, como educação, saúde e segurança

Leia em: 3 minutos

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, afirmou na noite desta 5ª feira (27.agosto) que pretende, em quatro anos como governador, fazer mais do que os governos do PT fizeram em 16 anos pelo Extremo Sul do estado. A declaração foi dada durante encontro com lideranças em Itamaraju em mais uma edição do movimento Pela Bahia, que passa também pelas cidades de Caravelas, Alcobaça, Prado e Teixeira de Freitas.

Em seu discurso, Neto falou sobre desafios do estado nas áreas essenciais, como educação, saúde e segurança, e voltou a destacar a necessidade de investimento no desenvolvimento regional, aproveitando as potencialidades de cada região do estado. Participaram do encontro prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados estaduais e federais, além de lideranças locais.

“Se Deus me permitir chegar ao governo da Bahia, o que não foi feito aqui em seis anos será feito em dois pela parceria e pelo trabalho que eu vou fazer com vocês. E vou dizer mais em um mandato como governador, eu pretendo fazer o que eles (os governos petistas) não fizeram em quatro mandatos em 16 anos pelo extremo sul da Bahia”, afirmou Neto.

Neto ressaltou que a educação da Bahia está nas últimas posições do país e comparou o estado a Ceará e Pernambuco, que têm realidades socioeconômicas parecidas. “No entanto, eles tão voando na educação. Por que o que vai acontecer no futuro com as crianças e jovens baianos que estão aí 16 anos com uma educação de baixa qualidade é que vão perder espaço na hora de disputar o mercado de trabalho com as mesmas crianças e jovens que serão os nossos futuros adultos lá do Ceará, de Pernambuco e de outros estados do Brasil”, disse.

Segundo ele, é preciso ter uma visão de aproveitar o máximo da vocação e do potencial de cada região. “A Bahia precisa ser um celeiro da atração de investimento”, pontuou, ao criticar também a ausência do governo do estado na região do Extremo Sul: “A distância territorial que separa Itamaraju de Salvador não pode ser justificativa para a ausência e o distanciamento do governo, e é isso o que a gente viu e é isso que o povo sente. Porque quando a gente conversa aqui no Extremo Sul as pessoas têm um ressentimento, com toda razão”.

Ao falar sua gestão em Salvador, Neto citou a criação das prefeituras-bairro. “Havia um sentimento da periferia, do subúrbio, de distanciamento em relação ao centro da cidade. Eu acabei com essa distância, levando a prefeitura para as áreas mais distantes. É isso o que o próximo governador da Bahia precisa fazer. Se tiver compromisso de verdade com o Extremo Sul, ele precisa trazer o governo aqui para dentro, e é o que eu sonho em fazer para ter presença, proximidade, parceria, trabalho e investimento do governo na região”, frisou.

Na saúde, ele citou a falta de leitos de UTI na região, o que leva muitas pessoas a serem transferidas para a capital ou até mesmo para outros estados. “Vocês sabem que muita gente (na pandemia) teve que ser transferida, gente teve que ir para Salvador para ter leito de UTI, para Vitória, para Belo Horizonte. A se Deus quiser (a pandemia) vai passar. Mas e aí? Vamos continuar sem leitos de UTI na região? Vamos continuar sem leitos hospitalares suficientes para atender as demandas que não passam, ao contrário, que podem ser ampliadas?”. O caminho, ele diz, é interiorizar os investimentos para qualificar os serviços públicos.

Já na segurança, Neto ressaltou que a Bahia segue na liderança do ranking de homicídios do país, sendo responsável por 14% das mortes violentas do país. “A gente enfrenta isso colocando no governo alguém que tem energia, coragem, que bata no peito, enfrente o problema e leve a solução. A Bahia precisa de um governador que se envolva pessoalmente no enfrentamento ao crime, que bote para fora os bandidos, que eles vão pra outro lugar, mas que na Bahia eles não possam se criar”, salientou.

Em nova edição do 'Pela Bahia', presidente nacional do Democratas vai a Caravelas, Alcobaça, Prado, Itamaraju e Teixeira de Freitas

Leia em: < 1 minuto

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, visita nesta semana os municípios de Caravelas, Alcobaça, Prado, Itamaraju e Teixeira de Freitas, no Extremo Sul do estado, em nova edição do movimento ‘Pela Bahia’. Serão dois dias de atividades nas cidades, com agendas que incluem diálogo com lideranças, trabalhadores e empresários, além de visitas a localidades.

Nesta 5ª feira (26.agosto), Neto desembarca em Teixeira de Freitas e segue para Caravelas, onde tem encontro com lideranças e visita dois locais. Em Alcobaça, ele terá reunião com pescadores e em Prado visita a ponte que liga os dois municípios, entre outras atividades. A agenda de quinta será fechada em Itamaraju, com visita a uma obra da gestão do prefeito Marcelo Angênica (PSDB).

Na 6ª feira (27), as ações serão em Teixeira de Freitas, com caminhada pelo comércio, visita a uma fazenda de café e a obras municipais ao lado do prefeito Marcelo Belitardo (Democratas).

Notícias mais lidas

Outros assuntos