//

Através de consultores do Núcleo de Acesso ao Crédito os empreendedores recebem orientação gratuita em busca de crédito para capital de giro

Leia em: 3 minutos

Tiago Martins atua há sete anos no ramo da panificação e durante o período pandêmico ele, assim como vários empresários, teve uma queda na receita e precisou de capital de giro para a manutenção dos negócios. O empreendedor faz parte do projeto de Indústria de Alimentos do Sebrae e foi por meio de uma consultoria com a entidade em parceria com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) que ele conseguiu o aporte financeiro para a Padaria Martins.

“O Sebrae é um grande parceiro da nossa empresa. Já participamos de diversos cursos na entidade e recebemos também várias consultorias com especialistas na área de panificação que contribuiu para a melhoria da nossa empresa. Agora, com o apoio da Fieb conseguimos financiamento para capital de giro, o que ajudou bastante a empresa nesse período de pandemia”, declarou Tiago.

O empresário contou também que já estava desmotivado por não conseguir o crédito que precisava. Mas, com o apoio técnico da parceria do Sebrae e Fieb ele pôde finalmente ter o aporte financeiro que precisava para investir na padaria e segue bastante motivado com a retomada dos investimentos.

Os resultados da parceria têm sido comemorados por todos, como conta Adriana Coelho, técnica da FIEB que fez o atendimento. “Muito gratificante poder contribuir para o desenvolvimento dos pequenos empresários de Itabuna e região. O Núcleo de Acesso ao Crédito tem gerado bons frutos no interior do estado. A Panificadora Martins é um desses cases de sucesso, empresa da qual conseguimos apoiar na liberação de crédito junto à Desenbahia, por meio da nova linha Credimais”, celebrou.

Os Núcleos de Acesso a Crédito (NAC) começaram a operar em seis municípios do interior da Bahia em maio de 2021, sendo Ilhéus uma das cidades contempladas com a iniciativa que faz parte das ações do Projeto de Apoio à Competividade das Micro e Pequenas Empresas na Bahia, desenvolvido pelo Sebrae e Fieb. O projeto marca a interiorização do acesso ao crédito e o fortalecimento do NAC/FIEB, que até então funcionava apenas em Salvador.

O objetivo é facilitar o acesso ao crédito para empresas, oferecendo orientação, assessoria, capacitação e articulação junto às instituições financeiras. O núcleo atua junto ao empresário para auxiliá-lo na captação de recursos junto aos bancos para viabilizar investimentos e operação. Para os donos de micro e pequenas empresas dos setores da indústria, serviço e comércio, o atendimento é gratuito.

A necessidade de crédito se acentuou nesse último ano, ao mesmo tempo em que a dificuldade de acesso a linhas de financiamento tornou-se um dos principais entraves à sobrevivência dos micro e pequenos empreendimentos baianos. E diante desse cenário, segundo a gerente regional do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, o NAC chega em um momento fundamental. “No atual contexto econômico, ter aporte financeiro é importante para suprir as necessidades do dia a dia, para girar o negócio e ampliar perspectivas de investimento, em especial, na manutenção e expansão das atividades industriais”, declarou.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

Espaço reúne diversos serviços para ajudar empresários; confira todos os locais de atendimento

Leia em: 2 minutos

A prefeitura de Barro Preto e o Sebrae inauguraram a décima Sala do Empreendedor na região Sul da Bahia. O espaço reúne diversos serviços em um único local para facilitar o dia a dia dos pequenos empresários, melhorar e simplificar o ambiente de negócios em todo o Estado e, ainda, atuar lado a lado com as administrações municipais.

Dentro os serviços oferecidos na Sala do Empreendedor estão: planejamento de um novo negócio; informações para formalização, alteração e baixa de Microempresa (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). É possível buscar orientação de como realizar vendas para órgãos públicos; informações referentes às chamadas públicas da agricultura, protocolo do licenciamento municipal e, também, capacitações, palestras e oficinas.

Inauguração da Sala do Empreendedor em Barro Preto

Já o Microempreendedor Individual (MEI) tem à disposição uma série de serviços específicos para essa modalidade de empresa como: formalização, alteração, declaração anual, impressão de boleto e baixa para MEI, além de emissão do Certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI).

Segundo Michel Lima, gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, unidade responsável por atender a região Sul do Estado, os esforços da equipe Sebrae continuam para sensibilizar outros municípios a abrirem novas salas na região.

“A equipe da regional está conversando com outras prefeituras para que seja ampliada essa rede. A principal função da sala do empreendedor é levar a informação para o empresário do município e montar um plano de trabalho para que seja possível desenvolver ações em prol do fortalecimento dos pequenos negócios no município”,  explica Michel.

//

Iniciativa trará grandes especialistas para apresentar tendências e oportunidades para os pequenos negócios

Leia em: < 1 minuto

Começou ontem, segunda-feira (10.maio), a Semana do MEI, uma semana inteira com oficinas práticas e palestras com especialistas para microempreendedores individuais (MEI) e para quem deseja abrir o próprio negócio. Entre 10 e 14 de maio, o Sebrae oferece uma programação totalmente online e gratuita para todo o país, com a participação de 45 palestrantes. Ainda dá tempo, os interessados podem garantir sua inscrição pelo endereço www.semanadomei.com.br.

O tema da edição deste ano é “Uma nova visão para o futuro do seu negócio”, inspirado no bordão do empreendedor, influenciador digital e escritor, Rick Chester, que ficou conhecido nas redes sociais após viralizar com um vídeo no Youtube onde ensina como lucrar vendendo água no Rio de Janeiro. Ele será a grande atração do último dia da edição da Semana do MEI 2021, com a palestra de encerramento “Pega a Visão”.

Ao longo da semana, os inscritos terão a oportunidade de participar de uma jornada de conhecimento para encontrar inspiração para empreender, conhecer tendências e oportunidades de negócios, aprender como se planejar, como cuidar das finanças, além de interagir com especialistas convidados que trarão dicas para vender mais na internet.

Programa tem como objetivo engajar a gestão municipal para a melhoria do ambiente de negócios

Leia em: 2 minutos

Itabuna foi a primeira cidade baiana a assinar o termo de parceria para o programa Cidade Empreendedora ciclo 2021. O prefeito Augusto Castro recebeu em seu gabinete o superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, que participou do evento de forma remota, e, presencialmente, os representantes do Sebrae que atuam na região Sul, a gerente Claudiana Figueiredo e o gerente adjunto, Michelangelo Lima, para assinatura do termo de adesão.

O ato de assinatura do convênio contou, ainda, com a participação da gestora estadual do programa Cidade Empreendedora, Cecília Miranda, através de vídeochamada, das secretárias municipais de Planejamento, Sônia Fontes e de Educação, Janaína Araújo, do coordenador geral de Comunicação, Afonso Dantas e do diretor de fomento à Indústria e Comércio, Othon Dantas.

Em sua fala, Khoury destacou a importância da atuação dos municípios para a economia do estado, além de reforçar o compromisso da entidade no apoio através das ações do programa. Na oportunidade, também foram apresentados os desafios do projeto para este ano, com base nos eixos temáticos de Educação Empreendedora, Desburocratização, Compras Públicas, Inovação e Sustentabilidade e Gestão Municipal.

Já o prefeito Augusto Castro afirmou que vai unir forças com o Sebrae para desenvolver o ambiente de negócios na cidade. “Foi promessa de campanha, transformar Itabuna em um lugar para empreender, e vamos cumprir”, finalizou.

O PROGRAMA
O Cidade Empreendedora tem como objetivo engajar a gestão municipal e as lideranças locais na melhoria do ambiente de negócios, promovendo políticas públicas que beneficiem as pequenas empresas e contribuam para o desenvolvimento econômico local, com a intenção de tornar o município um melhor lugar para empreender.

O programa sugere alguns caminhos e propostas para que, juntos, Sebrae e municípios, possamos transformar a Bahia em um lugar melhor para viver porque, quando temos um ambiente melhor para fazer negócios, temos mais geração de renda e oportunidades. Desde o início do programa, em 2018, 149 cidades baianas já implementaram o programa e capacitou mais de três mil gestores públicos, com mais de seis mil horas de consultoria gratuita para os representantes das prefeituras participantes. Neste ano, 53 municípios foram selecionados para formalizar a parceria com o Sebrae Bahia no programa Cidade Empreendedora.

Atendente Priscila Nascimento, da Sala do Empreendedor de Itabuna

Leia em: < 1 minuto

Para evitar aglomerações e cumprir as determinações estabelecidas em Portaria pelo prefeito Augusto Castro quanto ao funcionamento de setores da Administração municipal até o dia 28, a Sala do Empreendedor que funciona no Centro Administrativo Firmino Alves vai mudar o atendimento aos microempreendedores individuais.

A partir de segunda-feira, dia 22, o atendimento será por correio eletrônico (e-mail). O microempreendedor interessado em fazer a declaração anual de rendimento deve escanear ou fotografar toda a documentação e encaminhar para o endereço: [email protected] ou por agendamento que deve ser feito presencialmente, por meio de senhas distribuídas diariamente na entrada da Prefeitura.

Nos dois tipos de atendimento, o microempreendedor terá a devolução de sua documentação em até 24 horas, segundo a atendente Priscila Nascimento da Sala do Empreendedor vinculada à Secretaria da Indústria, Comércio, Emprego e Renda.

As declarações tiveram início no mês de janeiro e têm prazo até 31 de maio para serem enviadas.

É necessária a apresentação de documentos da empresa, CNPJ e valores totais do rendimento do ano anterior. Ainda que não tenham tido rendimento, é necessário o preenchimento da declaração para que multas com a Receita Federal sejam evitadas.

Notícias mais lidas

Outros assuntos