//

Mulheres que sofrem Fibromialgia tiveram aula especial de hidroginástica no CISO

Leia em: < 1 minuto

Cerca de 40 mulheres portadoras de fibromialgia participam das aulas de hidroginástica todas as terças e quintas-feiras, às 11 horas, no Projeto Aquático da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer que acontece no Parque Aquático do Ciso (Colégio Sesquicentenário). Hoje em comemoração ao Dia Municipal de Conscientização e Enfrentamento à Fibromialgia, houve uma aula especial para os portadores.

A fibromialgia é uma síndrome crônica que causa dores no corpo provocando espasmo muscular, formigamento, disfunções de equilíbrio, fadiga, distúrbios no sono, etc. Por recomendação médica, praticar exercícios físicos, principalmente a hidroginástica, ajuda a melhorar os sintomas ocasionados pela síndrome.

Além disso, na tarde desta quinta-feira, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, junto com a Afir (Associação dos Fibromiálgicos de Itabuna e Região), houve uma homenagem simbólica aos pacientes assistidos pelo Projeto da Prefeitura de Itabuna. Na oportunidade, foram entregues 20 carteirinhas de atendimento preferencial aos portadores da doença assistidos pelo município.

A Lei nº 2.550, de 12 de julho de 2021, sancionada pelo prefeito Augusto Castro (PSD), dispõe sobre o atendimento preferencial aos portadores de fibromialgia, desta forma, as pessoas acometidas pela doença garanhão o direito à emissão da carteira que identifica os portadores dando a eles o direito a atendimento preferencial nos órgãos públicos e estabelecimentos comerciais e de serviço localizados na cidade.

Leia em: 2 minutos

Quase 500 crianças, adultos e idosos formam o time do Projeto Aquático de Natação e Hidroginástica desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer realizado através de parceria com o Parque Aquático do Colégio Sesquicentenário (Ciso). O secretário de Esportes e também vice-prefeito de Itabuna, Enderson Guinho, visitou na manhã de hoje (14.outubro), as turmas do Aulão de Hidroginástica.

Para Guinho, é motivo de muita satisfação ver a população retomar suas atividades físicas diárias e de forma segura. “Os itabunenses estavam carentes de projetos desta modalidade. Antes, era realizado na Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, que esteve fechada por muito tempo. Agora está passando por reformas com o apoio do Governo do Estado. Então, viabilizamos a retomada do projeto por meio de parceria com o Ciso”, argumenta.

Segundo o vice-prefeito, “a expectativa é de que o Projeto Aquático da Vila Olímpica seja retomado após a conclusão das obras de requalificação que estão sendo executadas pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) do Governo da Bahia”. As aulas acontecem de terça a sexta, gratuitamente, independente da idade do participante.

“Atualmente temos 482 pessoas matriculadas. Mas, ainda há uma extensa lista de espera com cerca de 200 pessoas. Isso mostra que estamos no caminho certo. A natação é uma atividade completa, recomendada por profissionais da área médica, porque traz inúmeros benefícios físicos e respiratórios”, frisa Guinho.

Moradora do Bairro Santo Antônio, a aposentada Maria Cecília Santos de Oliveira, 75 anos, estava muito animada na aula de hidroginástica, onde acompanhava todos os passos da professora. “Gosto muito dos momentos que passo aqui na piscina. Comecei a praticar por recomendação médica, o que melhorou bastante minha saúde, já que tinha dores nas minhas pernas. Mas, o resultado tem sido positivo não só no corpo, mas para a mente também”, atesta.

A criança Davi Leal, 11 anos, moradora do Bairro Santa Inês, conta que começou a natação por gostar muito do esporte. “Me sinto bem, quando estou fazendo natação”, diz. Do mesmo modo Ivana Maria, do Bairro Califórnia, também sente prazer com a prática da hidroginástica. “Há mais de cinco anos que iniciei e não pretendo parar tão cedo”, afirma.

Júnior Brandão, ex-vereador e atual secretário de Governo de Itabuna

Leia em: 2 minutos

Relatos emocionados de ex-alunos, pais e professores marcaram o clima da sessão especial em que a Câmara de Vereadores acendeu o movimento pela reabertura do Ciso (Colégio Estadual Sesquicentenário) de Itabuna. O filho do fundador, professor Josué Brandão Júnior, e o também professor José Ademaques dos Santos (Max) recordaram desde a construção do equipamento responsável pela formação de tantos itabunenses.

Proposta pelo vereador Cosme Resolve (PMN), a solenidade na 6ª feira (6.agosto) registrou a busca de caminhos para o equipamento histórico reabrir as portas. Tais ideias chegarão, oficialmente, à Secretaria de Educação de Itabuna, ali representada por Elisângela Melo e Shirlene Alves (respectivamente, Diretora e Coordenadora do Departamento de Educação Básica). Ambas sinalizaram que a gestão reunirá sugestões do melhor modelo para retorno das atividades.

DEMANDA PARA MARCAR
Júnior Brandão citou a expectativa da população pelo retorno às atividades naquela estrutura. “Naturalmente, não pode deixar para planejar a dois meses de começar o ano letivo, tem que tomar atitudes agora. Porque a gestão anterior, quando encerrou a parceria com o CISO, levou tudo que tinha dentro: cadeira, mesa de professor, computador, material para cozinha, para fazer a alimentação dos alunos. Então, repor tudo isso, fazer planejamento de professor já alocado em outras escolas, não é fácil. Mas, se o prefeito quiser reabrir em 2022, precisa dar o pontapé inicial; essa demanda marcará positivamente o governo Augusto Castro”, argumentou, reconhecendo a competência do Legislativo para abrir este debate.

A presidente do Colégio Ciso, professora Jocélia Costa, citou a alegria dessa mobilização, para todos verem aquele colégio, de 52 anos, novamente de portas abertas.

Na mesma linha, o ex-aluno e hoje advogado Robenilson Sena Torres reconheceu à tribuna a importância do Colégio Ciso na trajetória dele. E a expectativa de que as novas gerações contem com a tradicional escola.

DECISÕES INICIAIS
Por ora, será enviado um pedido de providências à Secretaria de Educação de Itabuna. Assinado por todos os vereadores, o documento reivindicará a reabertura do Colégio Ciso como uma das unidades escolares da rede municipal. Outra sugestão do edil é que uma unidade do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) também seja instalada naquele espaço.

Além disso, uma indicação da Casa seguirá para a Secretaria Estadual de Educação, para que seja restabelecido o funcionamento de aulas da rede estadual (cursos técnicos/profissionalizantes como possibilidade) no local.

Acompanhe o Pauta Blog pelo Instagram e/ou mande-nos uma mensagem pelo WhatsApp: (73) 8869-7877.

Notícias mais lidas

Outros assuntos