Leia em: 2 minutos

Empresários, contadores, advogados e demais integrantes da sociedade itabunense participaram da Reunião Ordinária da ACI (Associação Comercial de Itabuna), ontem 2ª feira (4.abril), que marcou o lançamento da linha de empréstimo para empresas e produtores rurais que direta ou indiretamente foram afetados pelas fortes chuvas no mês de dezembro do ano passado.

Segundo o gerente geral do Banco do Nordeste em Itabuna, Esdras Ribeiro dos Santos, o crédito tem uma taxa de 3,5 % ao ano, com a disponibilidade de R$ 100 mil para capital de giro e R$ 200 mil para investimento. Para ter acesso ao crédito, as empresas poderão realizar o cadastro no site do BNB a partir da aba de serviços.

Dentre os requisitos para ter acesso ao crédito, o representante da instituição destacou a necessidade de comprovação de perda de materiais e equipamentos, decorrente da enchente. “As provas são fotos, declaração da defesa civil que identifica os bairros atingidos, uma carta justificando as perdas, o decreto emergencial do município, dentre outros documentos”, declarou Esdras.

Segundo o presidente da ACI, Mauro Ribeiro, “essa linha de crédito vem no momento importante por que tem muita gente precisando de empréstimo para se reerguer nas suas atividades”. De acordo com o presidente da CDL, Carlos Leahy, ao todo, 330 empresas se inscreveram para ter acesso ao crédito do Desenbahia, e, até o momento 168 delas conseguiram o recurso.

A reunião contou ainda com a presença do presidente do Sindicom, José Adauto, representantes da Ampesba, Amurc, Sebrae, do gerente de relacionamento do BNB Itabuna, Thales Carvalho Messias e da equipe de especialistas que atendem na agência local.

Leia em: < 1 minuto

O Banco do Nordeste vai anunciar na próxima 2ª feira (4.abril), em reunião da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, a linha de Crédito Emergencial para as cidades atingidas pelas fortes chuvas no ano passado.

Os empresários terão acesso a taxa de juros de 3,5% ao ano fixo. O valor de R$ 100 mil para capital de giro e R$ 200 mil para investimentos.

A reunião acontecerá às 19h, na sede da ACI (Associação Comercial de Itabuna), localizada no prédio da União Comercial, rua Osvaldo Cruz, n. 56, centro de Itabuna.

//

Bahia foi responsável pelos maiores volumes de importação e exportação

Leia em: 2 minutos

As exportações nordestinas foram beneficiadas pelo aumento dos preços de commodities como grãos, derivados de petróleo e minérios. É o que aponta o estudo elaborado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (ETENE) do Banco do Nordeste. No acumulado até julho de 2021, as exportações totalizaram US$ 11,54 bilhões, o que representa crescimento de 26,5% relativo ao mesmo período de 2020.

A análise por setores de atividades econômicas na região mostra que todas as categorias registraram crescimento nas vendas, no acumulado do período, em comparação a 2020. As exportações do setor Agropecuário, 26,6% do total exportado, cresceram 45,8% (+US$ 963,3 milhões), devido, principalmente, ao crescimento nas vendas de soja em 46,5% (+US$ 683,4 milhões).

A Bahia foi o Estado com maior participação nas exportações da região (46,4% do total), puxada também pela soja. Com US$ 5,3 bilhões em valor exportado, a soja responde por 17,6% deste total, com cerca US$ 1 bilhão acumulado no período, com destaque para o município de Luís Eduardo Magalhães.

Já as importações nordestinas somaram US$ 12,34 bilhões, acréscimo de 41,5%. Segundo os pesquisadores, o aumento das importações nordestinas se deve ao crescimento das aquisições de bens intermediários e de combustíveis e lubrificantes, que representaram 62,7% e 25,7%, respectivamente, do total das compras externas da região no período analisado.

A Bahia somou US$ 4,2 bilhões até julho de 2021, seguido por Pernambuco, com US$ 3,3 bilhões, e Maranhão com US$ 1,8 bilhão. O aumento de 51,7% nas aquisições externas baianas também foi motivado pelos acréscimos nas compras de bens intermediários (+52,7%) e combustíveis e lubrificantes (+230,1%) que representaram 75,9% e 14,1%, respectivamente, da pauta importadora do Estado no período de janeiro a julho. Salvador e região metropolitana absorveram 72,9% do total das importações baianas.

Evento abordará as principais linhas de crédito disponíveis para os donos de pequenos negócios

Leia em: < 1 minuto

Amanhã, 5ª feira (17.junho) Canavieiras sediará o encontro sobre Crédito para Micro e Pequenas Empresas, evento promovido para quem deseja saber mais sobre as linhas de crédito disponíveis para pequenas empresas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas clicando aqui.

Já está confirmada a apresentação do Banco do Nordeste, Desenbahia e do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC). Essas instituições falarão sobre as condições para acessar recursos financeiros de forma facilitada e segura.

Os empresários que participarem do evento ainda poderão ampliar seus conhecimentos ao baixar o kit 100% digital e gratuito do Sebrae, com conteúdos sobre empréstimos e financiamentos, liquidez, capital de giro, controle financeiro, fluxo de caixa e acesso a crédito.

Este encontro é uma realização do Sebrae e prefeitura de Canavieiras, através da Secretaria de Turismo, com apoio do NAC, Desenbahia e Banco do Nordeste.

SERVIÇO
O quê: Encontro Crédito para Micro e Pequenas Empresas – Canavieiras
Onde: Auditório da Secretaria Municipal de Educação de Canavieiras
Quando: 17 de junho de 2021, das 08h30 às 11h30
Quanto: Gratuito
Inscrição: Clique aqui.

//

Medida Provisória 1016/2020 garante descontos de até 70% entre outras vantagens

Leia em: < 1 minuto

Empreendedores urbanos e produtores rurais que possuem dívidas antigas com o Banco do Nordeste têm até amanhã, 5ª feira (27.maio), para aproveitar os benefícios da Medida Provisória 1016/2020.

O instrumento legal é destinado a operações de crédito contratadas com o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) há mais de sete anos; que não foram renegociadas nos últimos 10 anos com amparo em lei específica; com vencimento final ocorrido há mais de 360 dias.

Entre as vantagens de adesão à MP, está o desconto de até 70% sobre o saldo devedor atualizado.

Em toda a área de atuação do Banco do Nordeste, que inclui todos os estados da Região, além do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, são aproximadamente 427,8 mil operações de crédito aptas a serem renegociadas com as condições da Medida Provisória em vigor. Para o Ceará, o montante é de 57.782 contratos enquadrados.

ADESÃO
Para mais esclarecimentos, o cliente deve entrar em contato com seu gerente ou ligar para a Central de Relacionamento do Banco do Nordeste: 0800 728 3030. A adesão à MP 1016/2020 inclui o preenchimento e a assinatura da solicitação de renegociação extraordinária, além da apresentação de alguns documentos, não sendo necessário, neste ato, o desembolso de qualquer valor..

//

O programa possui carteira com 1,3 milhões de clientes ativos

Leia em: < 1 minuto

O Banco do Nordeste lança, nesta segunda-feira, 10, às 16 horas, o AgroamigoNet e o WhatsApp Agroamigo em evento on-line. A live será transmitida pelo canal do Banco do Nordeste no YouTube.

O AgroamigoNet é uma estratégia de financiamento de kits de conectividade rural, com objetivo de impulsionar a inclusão digital dos agricultores familiares na Região.

Já o WhatsApp Agroamigo constitui uma solução automatizada destinada a potenciais clientes atendidos pelo programa de microfinanças rural do Banco, prestando, por exemplo, informações de forma automatizada aos microempreendedores do campo por meio de chabot.

Em 2020, o Agroamigo completou 15 anos de criação, computando, no total, R$ 20 bilhões aplicados. Somente no ano passado, foram 564,8 mil financiamentos, no valor de R$ 2,91 bilhões.  

Notícias mais lidas

Outros assuntos